História O eterno pode durar até um segundo - MITW - Capítulo 37


Escrita por: ~ e ~HeyAnis

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Andrei Soares "Spok" Alves, Aruan Felix, Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Christian Figueiredo, Douglas "Rato Borrachudo", Eduardo Benvenuti (BRKsEDU), Evaristo Costa, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Castanhari, Felipe Neto, Felipe Z. "Felps", Feromonas, Flavia Sayuri, Gabriel "MrPoladoful", Gabriel Brianez (Lugin), Gabriel Vilhena, Guilherme "Mano Coelho" Coelho, Gustavo Stockler (Nomegusta), Inês Brasil, Isis Vasconcellos (Heeyisis), João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Júlio Cocielo, Kéfera Buchmann, Leandro Pereira (Milho Wonka), Leonardo Bacci (BomDiaLeo), Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Lucas Henrique e Rosane Martins (Casal de Nerd), Lucas Lira (Invento na Hora), Luiz Felipe (Luiz 1227), Lukas Marques & Daniel Mologni (Você Sabia?), Maddu Magalhães, Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames", Maria Luiza Ramos (MoonKase), Mariana "Satty" Ferreira (Pense Geek), Maycon Lorenz, Murilo Cervi (Muca Muriçoca), Natalia "Nah" Cardoso, Nilce Moretto, Patricia "Pathy" dos Reis, Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rafael Moreira, TazerCraft, Thiago Cruz Alves "TerrorBionic", Thiago Elias "Calango", Whindersson Nunes
Personagens Alan Ferreira, Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê Bueno, Christian Figueiredo, Daniel Mologni, Eduardo Benvenuti, Evaristo Costa, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Castanhari, Felipe Neto, Felps, Gabriel Tenório Dantas, Gabriel Vilhena, Guilherme Coelho, Gustavo Stockler, Inês Brasil, Isis Vasconcellos, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Júlio Cocielo, Kéfera Buchmann, Leo Bacci, Lucas "LubaTV", Lucas Henrique, Lucas Lira, Lucas Olioti, Luiz Felipe "Luiz 1227", Lukas Marques, Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Mariana "Satty" Ferreira, Maycon Lorenz, Miguel "Feromonas" Campos, Mike, Milho Wonka, MoonKase, Muca Muriçoca, Nah Cardoso, Nilce Moretto, Pac, Patricia "Pathy" dos Reis, Pedro Afonso Rezende Posso, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rafael Moreira, Rato Borrachudo, Rosane Martins, Thiago Cruz Alves, Thiago Elias "Calango", Whindersson Nunes
Tags Cellbit, Cellps, Celltw, Jvtista, Jvzende, Kesta, Lemon, Mike, Mitw, Morte, Pactw, Romance, Violencia, Yaoi, Yuri
Visualizações 145
Palavras 1.147
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


A maior chantagista do mundo falando: OIEEEE SDDS EU MESMA ANA PAULA MELLO
aí vcs devem estar se perguntando pq n teve cap,pere eu explico
Eu vulgo co-autora sou a única que tem os caps,entao como eu sou fdp,nao dei os cap pra Beatriz,ai ela me pôs de co-autora e só eu postando pq ainda não passei os cap muahababba
Tá mudando de assunto
Esse é um dos meus caps favs espero que gostem

Capítulo 37 - Foi bem aqui - 2 TEMPORADA



P.O.V Rezende

-Esse é o seu melhor?Você ainda é um fraco Phoenix,um fraco! - falei depois do décimo quinto choque que tomei na cabeça.

-Rezende,eu vou te fazer voltar a ser como antes,nem que tenhamos que ficar aqui por um ano inteiro,eu vou tentar de tudo até você voltar porque sei que você está aí. - ele remexeu na mochila velha e rasgada que havia jogada em um canto tirando várias coisas de lá que na minha experiência com hospitais que é bem longa são instrumentos para realizar uma cirurgia. - já ouviu falar de lobotomia?Retirar parte do cérebro para curar uma doença psicológica?Bem,espero que de tudo certo...

-É acho que vai dar certo com você. - pulei em cima dele com o canivete que havia usado para me soltar. - me dá só um motivo pra eu não te matar agora.

-Me mata,anda,eu sei que você não consegue mesmo,nunca conseguiu.

-Não sou mas o garoto que te desafiou,eu vou te matar agora é ninguém vai te procurar,sabe por que?Porque ninguém liga se você está bem ou não,vivo ou morto,nem o Pac lembrava de você até ontem mas você teve que atrapalhar a vida dele de novo. - eu ia fincar aquilo no peito dele mas parei a centímetros de meu alvo. - sabe de uma coisa?Você vai ficar vivo,só pra ver a vida dele ser destruída na sua frente.

Me levantei e o puxei pelos cabelos ,o preensei na parede enquanto amarrava suas mãos com o resto das cordas que ele utilizou em mim,ele estava chorando mas sabia que não sentia nada,afinal ele me criou a sua imagem e eu não sinto nada faz um bom tempo,afinal a única pessoa que me fez sentir algo está prestes a se casar com outro.

P.O.V Mike

-TARIK ME DEVOLVE MEU SORVETE EU NÃO TO BRINCANDO. - gritei no meio da rua enquanto tentava pegar meu sorvete que Pac roubou.

-Quer o sorvete?Toma. - ele ESFREGOU o sorvete na minha cara e saiu correndo.

-PESTE AGORA EU TE PEGO! - Corri atrás dele e depois de um tempo parecia que tínhamos corrido uma maratona de trocentas mil quilômetros.

-Eu vou desmaiar. - Pac praticamente se atirou no banco no meio da praça na qual paramos.

-Isso é pelo sorvete. - dei um sono no ombro dele e ele se encolheu. - você é um idiota.

-Idiota que você ama.

Ficamos um tempo ali na praça observando as crianças que pareciam capetas correndo,desde criança eu odiava brincadeiras que exigiam que eu corresse e observar isso sentado ao lado de Pac me parecia algo nostálgico não entendi bem o porquê.Ele colocou a mão no bolso da jaqueta provavelmente para pegar o celular,ai eu congelei momentaneamente pois lembrei que tinha ficado com o celular dele,meu velório é hoje senhor.

-Mike,eu deixei o celular em casa? - ele perguntou enquanto revirava qualquer bolso que encontrasse na roupa.

-E-eu peg-g-guei pra ver as horas mais cedo,tá aqui. - puxei o celular do bolso da minha calça e entreguei pra ele.

-Você mexeu em tudo né? - ele perguntou afirmou,pois eu nem precisava confirmar já tava na cara.

- posso muito confiar em você nossa. - ele se levantou com raiva e saiu andando rápido em direção á sua casa.

-Pac,espera,a gente ainda não tinha conversando quando eu mexi! - gritei de longe,mal conseguia acompanha-lo

-E precisávamos?Caralho,eu te disse que não ia te contar porque era uma coisa que você não precisava saber! - ele parou,apenas para gritar comigo mesmo,alguns curiosos paravam e observavam a cena tentando descobrir se daquilo ia sair uma briga de verdade ou só uma discussão mesmo.

-Certeza que eu não preciso saber quem é Phoenix , Pac? - ele ficou pálido como papel quando eu disse o nome do desconhecido.

-Você não precisa saber sobre alguém que você nunca vai ver caralho! - ele disse mas parecia nervoso em falar dele.

-Então me diz logo quem é ele,e para de gritar no meio da rua.

Ele pegou no braço e começou a me arrastar pra crackolândia porque não podia ser num lugar normal me arrastando pro meio de um monte de mato na minha visão.

-Phoenix é um dos quarenta e sete mil irmãos do Rezende. - ele fez uma pausa para respirar e ainda não tinha parado de andar. - Muito tempo atrás quando eu era um anencéfalo de treze anos de idade,eu e ele eramos melhores amigos,isso era na época do meu namoro com o Rezende também,mas o Rezende ainda não era esse psicótico que você vê hoje,ele era uma pessoa doce.- fomos entrando em uma parte mais fechada da floresta,as copas das árvores tampavam a maior parte da luz solar que entrava. - Mas o Phoenix,ele era bem diferente,ele desde pequeno frequentava um psicólogo por que não conseguia controlar sua raiva,se ele se irritasse muito podia chegar a matar alguém,até aí eu não acreditava que uma pessoa que é irmão de alguém tão fofo podia fazer isso mas bem,eu sempre estou errado,Phoenix fugiu de casa uma vez e eu e Rezende fomos procura-lo,a mãe deles tinha ido procurar antes também mas não voltou. - ele parou bruscamente e me olhou nos olhos. - Phoenix matou a mãe deles,na frente do Rezende,ele costurou a boca dela para que não pudesse gritar,arrancou os olhos primeiro deixando os globos oculares vazios amostra,retirou parte do estômago dela e deu pra Rezende comer,o resto do corpo ele jogou vermes por cima para que ela se fosse mais rápido pelo que ele disse.

-... - fiquei sem palavras,eu simplesmente não conseguia falar,eu poderia ter dito qualquer coisa mas não disse porque eu sou um ignorante e iria acabar falando merda.

-Isso deu um pane no cérebro manipulável do Rezende,ele entendeu aquilo que o Phoenix fez como algo socialmente aceitável e entrou na cabeça dele que o mundo fosse um lugar sem regras,Phoenix se culpa por tudo que o Rezende já fez para qualquer um mas ele se culpa mil vezes mais pelo que ele fez pra mim. - Pac suspirou como se estivesse soltando um peso de anos só naquela conversa. - vou te mostrar uma coisa,só promete que não vai contar pra ninguém.

-Prometo. - foi a única palavra que deixei sair.

Ele andou mais um pouco e mesmo que eu estivesse cansado continuei seguindo,passamos um tempo assim quando ele parou,parei ao seu lado e quase saí correndo com a cena que vi.

Um corpo em decomposição posto sob uma árvore tombada,uma caveira com poucos fios de cabelos era visível e roupas que pareciam pertencer a uma mulher rica mas agora não passavam de farrapos,de dentro da boca do corpo saíam vários pequenos insetos desde ratos á baratas,o cheiro de carne podre que se alastrava pelo local era horrível mas mesmo assim várias flores estavam em volta da mulher.

-Bem neste lugar que você está pisando,eu e Rezende assistimos a morte dela. 
 


Notas Finais


Foi isso,gostaram?Comentem,fav na fic,e saikokisu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...