História O ex da minha melhor amiga - Haylijah - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Haylijah
Visualizações 61
Palavras 893
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 22 - Alive...


Fanfic / Fanfiction O ex da minha melhor amiga - Haylijah - Capítulo 22 - Alive...

Uma dor imensa toma conta do meu corpo e meus olhos se abrem lentamente me dando uma visão embaçada de grandes coqueiros e rochas que me cercam. Mesmo meu quadril protestando com uma dor imensa, me ponho sentada e passo as mãos nos olhos pra ver ao redor.

A minha frente depois de uma longa faixa de areia está o mar onde um pouco mais longe se vê uma das asas do avião. Olhando para os lados é possível ver Bonnie, Elena, Caroline, Rebekah, Davina, Kol, Gia, Camille e Klaus espalhados desacordados pela areia. Me levanto com muito esforço e mesmo mancando me aproximo de Rebekah.

- Rebekah? - Toco seu rosto. - Ei! Acorde! - Aumento um pouco a voz.

- Hayley? O que aconteceu? Estou viva? - Ela pergunta abrindo lentamente os olhos.

- Está sim. Como se sente?

- Dolorida.

- Preciso que...

- Minhas pernas! - Ouço a voz de Caroline gritar - Porquê não consigo mexer?!

Me aproximo dela devagar e toco uma de suas pernas.

- Sente isso? - Pergunto.

- Isso o quê? Não sinto nada. - Ela diz desesperada.

- Olha, calma... Eu vou procurar o Elijah... Fica parada ok? - Me levanto. Ela assente. - Rebekah, pode olhar os outros?

- Acho que sim.

Começo a caminhar coqueiros a dentro já que não vi Elijah onde estava.

[...]

Está difícil andar com as pernas doloridas e cheia de hematomas pra piorar, meu vestido rasgou e eu tive que tirar ficando só com a legging e a regata preta que uso por baixo e o caminho não ajuda, pedras, galhos e não encontro Elijah...

Meu Deus será que... Não, não não!

- Elijah?! Elijah?!! - Começo a gritar desesperada por algum rastro dele.

- Qui autem clamor tantum?

Me viro rapidamente pra trás me deparando com um homem apontando um arco e flecha pra mim. Ele me olha como se olhasse um Deus e abaixa a arma.

Ele é alto, tem pele e olhos claros, cabelos cumpridos e negros, braços fortes e malhados porém não como os de Elijah. Seu rosto é pintado, usa um cocar vermelho, sem camisa, apenas com uma espécie de cinturão cobrindo sua intimidade.

Ergo os braços pra cima em sinal de rendição.

- Você é um...?

- Vos non id est autem nobis! - Ele leva os dois dedos a boca assobiando.

Dois iguais a ele aparecem e me pegam pelo braço me levando a algum lugar. Estou tão cansada que nem tento me soltar, apenas uma preocupação ronda minha cabeça: Onde e como está Elijah?

Ao chegar no local confirmo minhas suspeitas, índios, nunca pensei que seria capturada por índios, acho q ninguém imaginaria.

Será que eles vão fazer algum ritual comigo?

O homem de cabelos longos fala com uma mulher em uma língua que eu não entendi e os dois brutamontes me levam até uma espécie de oca e me prendem nem um tronco.

Meu dia só melhora...

Então o homem de cabelos longos aparece acompanhado por um senhor mais velho que também me olha estranho.

- Senhora Araci? - Ele pergunta encantado.

- Fala minha língua? - Pergunto um pouco aliviada.

- Desamarrem ela, vamos! - Ele ordena aos mesmos que me amarram

Eles me desamarram rapidamente me oferecendo um banco pra sentar.

- Realmente se parece muito. - Diz o do cabelo cumprido.

Ele fala minha língua.

- Desculpe eles por favor é que estamos em guerra, esse é Wetabju, na sua língua Jackson, eu sou Hyebt, na sua língua Ansel. A que devemos a honra da sua presença divina? - Pergunta o senhor.

- Olha desculpa Ansel, mas eu tenho que procurar um...

- Mestre! - Uma garota grita me interrompendo - O homem branco só piora. Está muito quente e chama por uma tal de Hayley.

- Elijah?! Onde ele está? - Pergunto me levantando desesperada.

- Conhece ele? - O senhor pergunta.

- Sim!

- Por aqui. - Agarota diz indo em direção a algum lugar.

Sigo ela e atravessamos um pequeno caminho.

- O que aconteceu com ele? - Pergunto

- Foi picado por um bicho que você não deve conhecer senhora, extraímos o veneno mas a febre não baixa. - Ela diz abrindo uma espécie de porta de uma oca.

Lá está Elijah sobre uma espécie de cama se contorcendo e suando.

Me aproximo dele e me sento na cama colocando sua cabeça em meu colo.

- Hayley, Hayley... - Sussurra passando a mão por meus braços.

- Calma, eu tô aqui meu amor... - Estico o braço pegando o pano dentro da tigela de água ao lado da cama e coloco em sua testa. - Olha, eu tenho amigos a beira da praia, pode pedir pra alguém ajudar eles? - Pergunto a garota.

- Agora mesmo senhora. - Ela responde e sai me deixando a sós com Elijah.

- Deite-se ao meu lado, quero sentir você... - Elijah fala com a voz fraca.

Coloco o pano novamente na tigela e com muito esforço consigo me deitar ao seu lado. Ele prontamente agarra minha cintura e coloca a cabeça em meu pescoço aspirando meu perfume.

Ele está muito quente devido a febre mas mesmo assim é gostoso o contato da sua pele com a minha.

Eu apenas retribuo ao seu abraço e acaricio seus cabelos até cairmos em um delicioso sono.


Notas Finais


Até domingo...
Sugestões? Ai embaixo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...