História O excluído - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ao no Exorcist
Tags O Excluído
Exibições 9
Palavras 944
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Escolar, Luta, Super Power

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aproveitem a leitura

Capítulo 4 - Primeira Batalha


Fanfic / Fanfiction O excluído - Capítulo 4 - Primeira Batalha

Tatisumi está no meio de uma batalha mortal e não sabe o que fazer e nesse momento lenbra do que Mizuki tinha dito a ele.

-É realmente como ele diz eu preciso proteger alguém e não tenho poder suficiente para isso mais mesmo assim eu não posso perder se não ela vai morrer, certo então eu vou para o ataque. Diz Tatisumi com um olhar de fúria. 

-Então agora você vai lutar a sério humano eu quero ver essa sua força, vem com tudo. Responde o demônio. 

Depois de todo esse papo o demônio ataca Tatisumi que com um reflexo incrível desvia e ataca com sua espada usando força bruta e velocidade muito alta, o demônio sem reação faz aparecer aquela aura roxa que novamente consegue parar os ataques do Tatisumi que fica impressionado com a força de defesa dele.

-Então garota você pensou que iria me vencer aumentando só sua força e velocidade ,você vai precisar de muitomais do que isso se qquiser realmente salvar essa garota. Diz o demônio sorrindo. 

-Aproveita esse seu sorrisinho maléfico porque logo vou tiralo dessa sua cara feia. Responde Tatisumi que também sorri.

E com esse sorriso sem saber o que está acontecendo novamente sua mão começa a brilhar e esse brilho que está saindo fica em volta de sua espada  e ele ouve uma voz na sua mente que dizia.

-Agora você pode ataca-lo com mais força e velocidade que aquela barreira não vai conseguir te parar agora.

Ele confiate vai e começa a desferir sequências de ataque que fazem a barreira que estava em volta do demônio desaparecer em um instante. 

-Mais como você fez isso, minha barreira era impenetrável mesmo para os oponentes mais fortes que ja derrotei , mais isso ainda não acabou pirralho. Diz o demônio com raiva. 

-Sabe qual foi o seu primeiro erro, machucar a Mili, o segundo foi me substimar eu o terceiro é você pensar que não acabou. Responde Tatisumi com um olhar fixo nos olhos do demônio. 

Então Tatisumi com sua espada em punho começa a atacar o demônio que diante dos ataques se ajoelha no chão sem forças, mais no momento em que ele ia dar o golpe final aparece mais dois demônios que o jogam contra uma parede, que em conjunto dizem.

-Então Trafalgar você está apanhando de um humano como ele, mais que decepção saber que você é um demônio ande logo e suma daqui que nós vamos resolver esse problema e me entregue ao antídoto de seu veneno. 

-Aqui esta o antídoto, mais não subestimem esse humano. Diz o demônio que desaparece do nada.

Em seguida os dois demônios atacam juntos Tatisumi que revida com sua espada , mais os dois demônios sacam cada um duas adagas , assim começa uma luta intensa pra ver quem corta quem. Tatisumi sem fôlego para por um segundo e é atingido em cheio por um chute dos doi demônios e é lançado novamente na parede. E com um olhar de fúria ele fala para os demônios.

-Se vocês pensam que vão me parar então enganados pois eu tenho uma pessoa pra salvar então me entreguem esse antídoto. 

-Você só pode está brincando, entregar o antídoto, o jogo não mudou mais agora você vai ter que vencer nois dois, opa acho que falamos errado você vai ter que me vencer. Responde os demônios em conjunto novamente. 

E nesse momento os dois se juntam e foram um só demônio de quatro braços que com as adagas ataca novamente Tatisumi que foca na defenciva e ,é jogado perto de onde Mili está caida, observando o rosto dela se lenbra de quando se conheceram, e novamente escuta uma voz macia em sua mente dizendo. 

-Acho que ta na hora de acabar com eles, sinto muito Tatisumi mais vou possuir seu corpo por um momento mais vai ser rápido prometo. 

-O que mais espera. Diz Tatisumi sem entender nada.

Em seguida Tatisumi fica com seus olhos verdes da cor da prdra que havia entrado em seu corpo, com isso ele se movimenta em um piscar de olhos para trás dos demônio dizendo que acabou e os dois demônio é cortado ao meio e se transformam em fumaça negra e desaparecem.

-Pensei que vocês seriam um desafio maior, parece que me enganei agora melhor eu devolver o corpo ao Tatisumi. 

-Ham o que aconteceu eles sumiram, espera mais e o antídoto onde está, ham vomo isso foi parar no meu bolso mais agora melhor dar isso a Mili.

Logo depois de dar o antídoto a Mili, Tatisumi desmaia e cai no chão. 

-o que pensri que estava morta, mais como , ham Tatisumi o que houve com você, espera eu estou bem então quer dizer que ele derrotou aquele demônio sozinho e deve ter desmaiado de exaustão, bom melho eu o levar logo daqui.

Assim que Tatisumi acorda percebe que está em casa e assustado levanta e pergunta para Mili que está ao seu lado. 

-O que hove como vim parar aqui e você como volto ao normal.

-Você não se lembra do que aconteceu na luta com aquele demônio. Diz Mili. 

-Não, a última coisa que me lembro é de uma voz macia em minha mente que falou que ia me possui, ai aapaguei e não me lembro de mais nada.

-Que estranho voz na sua mente, acho que você bateu sua cabeça muito forte. Diz Mili sorrindo.

-Mili muito obrigado por você estar bem agora eu posso ficar tranquilo e descansar. Responde Tatisumi. 

-É você me salvou eu que te agradeço por isso então muito obrigado e você não vai descansar temos mais uma reunião hoje com o comitê. Diz Mili com um sorriso no rosto.

-Não, de novo não. Responde Tatisumi com o rosto triste.



Notas Finais


Espero que vocês gostem desse capítulo amanhã tem mais um aproveitem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...