História O filho do caçador e o raposa - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Shouyou Hinata, Tobio Kageyama
Tags Kagehina, Lemon, Yaoi
Visualizações 98
Palavras 450
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Magia, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Finalmente o capítulo 2

Capítulo 2 - Nos conhecendo melhor


Acorde fui tomar café da manhã escove os dentes meu pai já me chamou para caçar a raposa outra vez.

(Kageyama) - O que tem de especial nessa raposa? Perguntei de um jeito sarcástico.

(Pai do Kageyama) - Não é uma raposa qualquer é "a raposa" ela é rara de se achar e provar que sou um grande caçador. Parece idiotice chegamos na floresta nos separamos fui no onde eu e o Hinata nos encontraremos e o fiquei esperando ele chegou.

(Hinata) - Oi Kageyama.

(Kageyama) - Oi como você está?

(Hirata) - Eu tô bem obrigado por se preocupar. Continuamos a conversa sobre coisas aleatórias até que perguntei algo.

(Kageyama) - Quantos anos você tem ?

(Hirata) - Eu já vivi por mais de um século.

(Kageyama) - O que ? Você é imortal ?

(Hinata) - Bem eu não envelheço mas posso ser facilmente morto. Meu pai estava se aproximando peguei o boné que estava em minha cabeça e coloquei no Hinata para esconder suas orelhas.

(Pai do Kageyama) - O que você esta fazendo aqui ?

(Hinata) - Eu tenho uma vó que mora aqui perto estava indo para casa dela e me perdi.

(Pai do Kageyama) - Leva ele de volta para a vila. Fomos andando.

(Hinata) - Vai dar merda.

(Kageyama) - Já que vamos para vila que tal irmos comer em algum lugar ?

(Hinata) - Tá Pode ser até legal. Chegamos já eram 11:30 pedimos o que queríamos terminamos eu fui pagar a conta o Hinata ficou na mesa me esperando chegou um cara do lado dele e ficou falando.

Hinata on

Uma pessoa chegou do meu lado.

(?????) - Oi Estou realizando uma campanha de doação de órgãos! Você não quer doar o seu coração pra mim, não?

(Hinata) - Há há há.

(?????) - Você tem uma risada maravilhosa sábia? Me chamo Toru Oikawa.

(Hinata) - Obrigado. Sou Shouyou Hinata. Kageyama chegou.

(Kageyama) - Sai fora ele já está com alguém. Ele pegou em minha mão e saimós do restaurante.

(Hinata) - O que foi isso?

(Kageyama) - Eu é que te pergunto.

(Hinata) - É que criaturas como eu tem poderes cada um tem um diferente e é isso que eu faço deixo homens ficarem loucamente apaixonados por mim e por isso que fico na floresta com minha vó não na vila com meus pais, vou ficar lá até saber controlar. O silêncio tomou conta do lugar.

(Kageyama) - Onde seus pais moram ?

(Hinata) - Por que ?

(Kageyama) - Porque vou te acompanhar até lá. Cheguei lá ele foi embora expliquei para os meus pais o que aconteceu e eles entenderam então vou ficar lá por alguns dias.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...