História O Filho Do Meu Chefe - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Gay, Homossexual, Jikook, Romance, Vkook, Yaoi
Exibições 149
Palavras 1.350
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa a demora, eu tava com o dedo machucado :') e estava em época de provas! Mas agora passou! Brigado pelos favoritos!!! Mesmo! Muito obrigado! Fico feliz que estajam gostando :'3

Capítulo 11 - Fools Children


Fanfic / Fanfiction O Filho Do Meu Chefe - Capítulo 11 - Fools Children

–Esquece... Não vou te chamar de Daddy Jimin... –Sorri bebendo meu suco em cima da mesa.

–Eu não disse nada...–Olhou para os lados. Ele está jogando comigo... De novo.

–Seu olhar diz tudo.–Sinto meu pé inquieto! Eu quero subir naquele elevador e ir falar com aquele cara!

Me recuso a acreditar que estou ficando apaixonado por aquele homem estranho! Não mesmo!


TAEHYUNG


–Não toque em nada, não faça nada, se possível nem respire.–Falei ao destrancar a porta do quarto que estava hospedado.

–Eu não vou te matar... Relaxa.–Sorriu cínico.

Entrei no quarto e peguei meu notebook em cima da cama o ligando. Em quanto o mais velho examinava o lugar detalhadamente. Serrei os olhos o observando.

  "Que bela ajuda Namjoon te deu" "Ele é uma preza difícil" "só tenha cuidado" 

 –Já faz um bom tempo que me perdi do mundo... –Ele foi caminhando até a janela onde tinha uma vista completa do clube e das piscinas.–Quando era garoto me perguntava se eu era humano... Ou, apenas um mostro.–Se debruçou na janela observando o movimento. Continuei concentrado no meu notebook ouvindo ele falar.–Qual a sua história Kim Taehyung?–Continuou de costas para mim debruçado na janela.

–Isso não lhe diz respeito, venha aqui.–O chamei. –Esse é o palhaço que nós teremos que matar, grave esse rosto, ouviu bem? –Monstrei uma foto de Jimin com o seu segurança atrás Jeon que foi tirada por paparazes.

–É quem é esse bonitão do lado dele? –Perguntou mordendo os lábios observando a foto.

–Um tipo de segurança, isso não importa... Mas não mate ele, meu alvo é o Jimin, só o Jimin.–Falei apontando para Jimin na foto.

–E como pretende matá-lo? –Se sentou do meu lado na cama, de pernas cruzadas, olhando a foto.

–Eu dei mole ontem e deixei ele me ver com o segurança dele, então, preciso da sua ajuda para virar amiguinho de Park.–Fiz beiço me amaldiçoando.

–Espera...  esse garoto, o segurança, ele está aqui? –Perguntou com sua voz amedrontadora sorrindo de canto.–Eles estão no clube? Então por que não matamos de uma vez?–Fez beiço revirando os olhos entediado.–É só me dá uma arma que eu acabo com ele.

" não dê a arma" "ele é esperto e maluco" "isso não irá prestar" "Taehyung... Esqueça isso, não suje suas mãos!" "calado Youta! " "não estrague tudo seu idiota!" "silêncio!!" 

A arma só irá para sua mão quando eu começar a confiar em você, ou seja, nunca.–Sorri sacana.

–Você é entediante... Tudo bem! O quer que eu faço... CHEFE.–Cruzou os braços, me olhando serradamente.– Não acredito que me rebaixei a obedecer um amador.–Resmungou.

–Simples... Você irá se infiltrar na casa de Jimin, como um funcionário, análise o lugar, roube coisas com cautela, e espere até o dia que ele ficar sozinho, essa hora será a hora que você o matará, eu irei monitorar tudo com essa microcamera que ficará preza na sua blusa, se você quiser falar comigo, me mande mensagem pelo celular e não seja Descoberto. 

Você sabe com quem está falando? Eu sou o rei do século, não serei descoberto. Tome cuidado com o que diz... Crianças.–Falou com cara de nojo me encarando.

–Eu sei... Rei.–Falei em bedoche.

Não acredita. –Me olhou de canto com a cabeça baixa.–Não posso fazer nada.–Cruzou os braços.


HORAS DEPOIS


 JEON JUNGKOOK


–Eu não quero sair, Jimin! Quero ficar deitado na cama pensando na vida...–Retruco fazendo beiço.

–Jungkook eu não te pago para você ficar fazendo corpo mole.–Rebateu o menor.

Ele quer me levar pra sair em um restaurante fora do clube, em uma reunião de negócios,e eu não estou no clima para sair agora, estou cansado.

Na minha opinião você me paga porque gosta de sentir prazer comigo...–Resmungo baixinho com o cenho franzido.

–O que disse? –Perguntou desentendido.

–N-nada não, Hyung... –Cruzo meus braços me deitando na cama olhando para o teto.

–Eu ouvi, está bem... Primeiro, eu não transo com você por apenas gostar de sentir prazer. –O interrompo.

–Hora! Jimin! Me poupe,se poupe, nos poupe, você gosta sim de sentir prazer comigo na cama.–Cruzo as pernas deitado na cama sem o encarar. Eu devo estar louco em brigar com meu chefe assim. Ouvi ele dar um longo suspiro.

–Vamos logo, tome um banho rápido,  que eu quero ir na porra do restaurante.–Sua voz estava calma, mas as palavras agressivas. Ele é tão estranho.

–Vai sozinho! Eu não quero ir! –Me virei de bruços na cama botando o travesseiro em cima da cabeça.

–Jeon... Você é o meu segurança, eu preciso de um segurança, e se você ficar fazendo cu doce comigo, vou ser obrigado a contratar outra pessoa.–Disse e senti minha raiva aumentar.

–Foda-se, então! Contrata outro mesmo, eu só fui mais um! Não é... Tenho certeza que não sou o primeiro.–Falei triste e com raiva querendo chorar, ele só me usa! E o pior é que eu gosto! Eu amo sentir ele dentro de mim! É uma sensação única quando ele me toca. 

Não ouvi mais a voz do Jimin no lugar.

–Jimin? –O chamei. Senti um tapa forte ser dado na minha bunda.–Aaw!!–Gemi pela dor.

Tirei o travesseiro do rosto e vi ele com um chicote e uma colera na mão.

–Vai continuar de palhaçada? –Perguntou com um sorriso malicioso. Arregalei meus olhos e me afastei dele.

–Para! Não quero mais ser seu brinquedo sexual! Cansei... Vou embora! –Eu estou blefando.

– Terei que te amordaça... Ou torturar com esse chicote? –Perguntou.

–Aigoo! P-para... Já estou normal! –Cruzei os braços fazendo bico.

–Então, vai agora tomar a porra do banho e vamos para o restaurante que estou com fome e estão me esperando! –Bateu com o chicote no chão me olhando com malícia. Revirei os olhos passando por ele indo para o banheiro.–Rápido.–Deu outro tapa na minha bunda.

–Aish... –Reclamo entrando no banheiro.

Tomo um banho rápido como Jimin pediu, e saí enrolado com a toalha na cintura para pegar minha roupa. Jimin estava deitado na cama dele vendo TV entediado. Pego minha roupa na mochila e volto meu olhar para Jimin que agora me olhava de cima a baixo. Ignorei seu olhar e voltei para o banheiro as pressas. Coloquei a calça jeans preta e uma blusa de manga branca com estampa da banda Metallica,  joguei um casaco marrom escuro por cima e sai do banheiro de braços cruzados chateado.

–Para de fazer essa cara! Devia está Feliz em sair para jantar em um restaurante fino.–Se levantou da cama com a cara de sempre, sério e mal humorado.

–Isso é um encontro? –Olhei nos olhos dele e vi ele desviar o olhar.

–N-não... É uma reunião...–Olhou para o lado corado, me deixando surpreso.

–Por que está corando? Nem sabia que você podia fazer isso... –Debochei rindo.

–I-idiota... –Olhou para baixo.

–Eu gosto quando você cora...–Levantei seu rosto e o vi fazendo bico. Sorri fofo, e dei vários selinhos naquele boquinha fofa e gostosa.

–J-jeon...–O interrompi aprofundando o beijo o prensando contra a porta.–Awn... É sério, temos que ir.

–Sem pressa...–Levei minha mão para sua bunda a apertando com força.–Geme pra mim, Chefe.

–Awwm! Não, Jungkook! Vamos! Não estou brincando.–Falou sério.

–Aigoo... Não posso mais curti meu Hyung favorito.–tento convencê-lo.

–Você não vai ficar em casa. Não vai me convencer, vamos.–Sorriu deixando seus olhos em uma linha fofa. Fiz bico dando um último selinho nele.

–Uhm... Então vamos logo nessa droga... –Resmunguei abrindo a porta.

 

Ao chegar no restaurante, segui Jimin com uma cara seria e tediosa. Eu não queria estar aqui. Vou seguindo até a mesa que o garçom escolheu e vejo um homem sentado na mesa, e ao seu lado um outro cara que eu conheci por sinal. O nome dele é

 –Namjoon, esse é o Jeon, meu segurança.–Jimin me apresentou a ele, se sentando na mesa.

–Oh... Jeon, já nos conhecemos na empresa, como vai Jeon?  –Sorriu para mim se reverenciando. Namjoon é uma pessoa muito amigável.

–Verdade! Vou bem Sr. Kim!– Sorri para ele.




Notas Finais


Foi pequeno :'V me desculpem a demora! E o cap pequeno! Quando entrar de férias eu acho que postarei mais rápido! :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...