História O filho do meu marido - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Casamento, Contrato, O Filho Do Meu Marido, Romance
Exibições 32
Palavras 1.359
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Ñ VOU DAR SPOILER.
.
.
.
.Ñ VOU DAR SPOILER...
.
.
.
.AÍ MERDA Ñ DÁ

DICA: HOLY IS REAL, SANGUE???, O EXORCISTA.

PAREI

Explicações no final do capitulo...



~~BOA LEITURA~~

Capítulo 12 - Capítulo XII -


Cheguei na sala de jogos e a sala já estava totalmente arrumada, os dois colchões no chão e o sofá encostado neles. Estava todos conversando animados sobre algo.

- E então eles estavam se pegando? - perguntou Helen.

- Não. - respirei fundo e coloquei as mãos no joelho, enquanto suspirava.

- Mais agora devem. - Loly disse. - Esta maluca. - apontou para mim. - Falou que a Lily gosta do Hobson... - Helen me olhou pasma. - e falou que para a Lily que o Hobson gosta dela, e depois subimos correndo. - sorri. - agora eles devem estar se pegando.

- Tomara. - cruzei os dedos arrancando algumas gargalhadas.

- Sabe o que está faltando!? - perguntou Yago. - Cobertas. - concordei.

- Eu vou lá pegar. - fala Justin. - Quem quer me ajudar? - todos voltaram a falar e então eu me prontifiquei.

Saímos da sala.

- Não esta no quarto do seu pai não, né? - perguntei.

- Verdade, está lá! - suspirei e desci as escadas fazendo caminho até o quarto. - é verdade que você deu uma de cupido? - perguntou.

- Urrum! - respondo. - ele gosta dela, ela gosta dele. Qual o problema? - solto uma risada nasal. Deixo Justin entrar no quarto e entro logo atras. Suspiro pesadamente. Esse quarto me da calafrios.

Justin foi ao mesmo lugar dos colchões e abriu a porta.

- Quantos cobertores você acha que devemos levar? - pergunta.

- Não sei. - dou de ombros. - talvez uns seis? - pergunto.

- Okay, então. Mais só tem três.- dei de ombros, o menino tirou três cobertores e me entregou um e segurou dois. - Viu nem demorou. - fala depois de sairmos do quarto.

- Ainda bem! - faço drama.

Pulo de dois em dois degraus da escada até chegar na sala de jogos.

Bufei. Todos já estavam acomodados nos colchões. Apenas o sofá estava vazio.

Yago estava na ponta, Leo do lado e Hobson no meio, do lado dele estava Lily e d... pera aí! Lily? Isso quer dizer meu plano deu certo?

Do lado de Lily estava Helen, e sentada na poltrona - que parecia um sofá de tão grande, - Estava esparramada Loly. E então a última opção que me sobrou foi o sofá.

- Só porque eu queria deitar no colchão? - exclamei irritada. E recebi apenas alguns risos abafados de volta.

- Bem. - começou Lily. - tem o sofá. - dei língua.

Joguei a coberta que estava segurando em cima dos quatro que estavam no colchão. E me sentei no sofá com as pernas cruzadas.

- o que vamos assistir? - Loly perguntou.

- Terror. - respondeu Hobson, Justin, Leo e Helen... perai a Helena, a ser humana mais fofa que eu ja conheci gosta de terror?

- Terror não. - respondo.

- Verdade. - Loly concordou.

- Somos maioria. - falou Justin. - Terror sim.

Bufei. Apesar de ser uma pessoa corajosa, eu tenho medo de filme de terror.

Justin se sentou ao meu lado com uma latinha de coca na mão e um balde de pipoca no outro.

Logo o filme foi colocado, e eu realmente não estava nem um pouco confortável. 

O Exorcista.

Nos primeiros momentos eu fiquei tudo. Menos bem... me limitei a apenas ficar encolhida no sofá e a cada susto me cobrir mais com a coberta.

A todo susto que levava Lily se apertava mais a - logicamente, Hobson. Os dois estavam extremamente fofos.

- Ahh. - e mais uma vez eu me encolhi no sofá quando Loly gritou da poltrona.

Essa noite com toda a certeza vai ser longa.

 

¨¨¨¨

 

Exorcista já havia terminado e eu me agradecia mentalmente por isso.

- Bem eu também trouxe Invocação do Mal. - começou uma voz que eu não reconheci, - talvez pelo fato de eu estar totalmente enrolada em uma coberta.

- CALA A BOCA. - gritei. - NÓS VAMOS ASSISTIR A BRANCA DE NEVE E ACABOU. - falei estressada. - EU TÔ ME CAGANDO DE MEDO E TO TIPO FODA-SE GERAL.

Acho que todos na sala se assustaram com o meu surto. E talvez, só um talvez, eu tenha parecido uma patricinha.

Mais entendam o meu lado. São quase uma da manhã eu acabei de assistir O Exorcista, e eu estou me cagando de medo.

- Então vamos assistir Tinker Bell? - perguntou Yago, com um tom sarcástico.

Respirei fundo e contei ate trezentos.

Me levantei do sofá com uma puta dor nas costas. Caminhei até onde haviam comidas e peguei um pacote de Rufles. 

- Não é justo. - Léo falou. - Se as garota não querem assistir elas que saiam e nós vamos assistir filmes de terror.

Encarei o lugar onde discutiam. Os garotos argumentavam de um lado e as garotas do outro.

Enquanto nós queríamos assistir comedia. Os garotos queriam assistir terror.

Se eles querem assim... Vai ser assim...

Voltei para onde estavam e ergui minha mão.

- Gente nós estamos parecendo patricinhas. - falei. - Vamos assistir terror. - as meninas bufaram, mais eu apenas pensei na minha vingança.

Voltei a me sentar no sofá e lá fomos nós assistir Invocação do Mal.

 

¨¨¨¨¨¨

No relógio do meu celular indicava ser duas e quatro.

Todos haviam dormido... menos eu e Loly que podemos ser consideradas as medrosas. O filme continuava rodando. 

Me levantei do sofá com cuidado e embrulhei Justin que dormia tranquilamente. Caminhei até Loly e toquei no ombro da garota que quase - se eu não tampasse sua boca - teria gritado.

Peguei o controle e abaixei o volume, guiando Loly para o andar dos quartos.

 

Narradora O.N

Enquanto todos dormiam as duas garotas tiveram juntas uma brilhante ideia. Pelo menos para elas.

- Bem eu acho que Helena ainda têm alguns enfeites do Halloween passado. - falou Loly. - Deve estar em baixo da cama dela.

- Quem guarda isso em baixo da cama? - a loira deu de ombros.

Sorrateiramente as duas entraram no quarto de Helena e acharam os enfeites do Halloween. E que basicamente eram, uma maquina de fumaça e caixas de som pequenas com sons como gritos e trovoadas.

As garotas sorriram e desceram para o primeiro andar com tudo. Leram as instruções e puseram a mão na massa.

Anne subiu para o ultimo andar e colocou uma caixa de som atras da TV  e a outra ao lado da porta, atras de um jarro de flores, e terminou colocando duas no andar dos quartos um perto da porta do quarto do seu marido e o outro em baixo de uma mesinha.

Loly colocou a maquina de fumaça em baixo de uma mesinha no andar dos quartos e desceu para o primeiro andar onde Anne procurava nos armários Ketchup para deixar tudo mais interessante.

- Acho que deve ter na geladeira. - Loly falou. - Ou na dispensa! - falaram juntas.

Na geladeira acharam metade e na dispensa acharam dois vidros cheios de Ketchup.

As duas subiram juntas e começaram a fazer a festa. Loly espalhou o Ketchup pelo chão e Anne fez marcas de mãos se arrastando pelo piso. Com as mãos sujas de Ketchup escreveu no chão.

"EU ESTOU AQUI QUEM QUER BRINCAR?" 

E em baixo dessas palavras estavam...

"DUAS JÁ FORAM! QUEM VAI SER O PRÓXIMO?"

As letras estavam escorridas e dava muito medo a quem visse aquilo.

Se sujaram de Ketchup e bagunçaram os cabelos, jogando as latas vazias fora. Em seguida passaram passaram canetinha vermelha com um pouco de água na pele, menos no rosto, onde passaram maquiagem.

Anne olhou as horas no celular e marcava duas e cinquenta e sete. Andaram rápido para fazer tudo.

Primeiro ligaram a maquina de fumaça e um trovão foi ouvido. Chuva pra melhorar tudo. Logo foi visto um clarão no céu e as garotas se apressaram já que era perigoso acordarem.

- Vamos nos esconder lá em cima. - falou Loly. - E quando eles descerem vão se assustar com nós atras deles.

- Você fica lá em cima e eu fico nas escadas aí pegamos eles de todos os lados, okay? - as garotas sorriram cúmplices.

 


Notas Finais


EU VOLTEI EU VOLTEI

EXPLICAÇÕES:

Eu tinha falado que iria revisar os capitulos, certo?

Mais aí uma amiga <3 me falou. "AUANNY SUA DIVA (tá ela não disse a parte da diva), POR QUE VOCÊ NÃO TERMINA A HISTORIA E AÍ CORRIGI OS ERROS, IGUAL UMA PESSOA NORMAL FARIA" ai eu pensei "É VERDADE, VOU SER NORMAL PELO MENOS NISSO"

E aí eu decidi desistir de revisar agora, okay?

MAIS GENTE HOLY IS REAL!! ANNE IS BEST CUPIDA FOREVER!!

O que vcs acharam da surpresinha das meninas??

Me digam, eu assustei vocês quando falei SANGUE lá no inicio do capitulo???







Annygoms


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...