História O Filho do meu Padrasto -Imagine Jungkook - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Personagens Originais
Tags Ação, Amizade, Bts, Ficção Adolescente, Jungkook, Morte, Popularidade
Exibições 431
Palavras 1.026
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Cap 8


E lá estava eu, com minha amada vida de luxo, comendo brigadeiro de nutella, e morangos.

Bem, eu queria dizer isso, mas a verdade é que, (não reclamando do bolo de fubá da Marya, longe disso), eu estava comendo um pedaço de bolo, e olhando para uma xícara de café:

Marya: Mellyssa, ligação pra você.

Lyssa: Já vou.

 

Peguei o telefone:        

 

Lyssa: Quê?

 

Pietra: Bom dia.

 

Lyssa: Só se for pra você, ah é claro que você está bem né Madonna? Quem estaria mal quando passa férias no Canadá?

 

Pietra: Não estou passando férias, já disse que eu estou trabalhando.

 

Lyssa: Que emocionante.

 

Pietra: Hoje sua tia Yohanna vai passar aí.

 

Lyssa: Beleza, só não deixa ela trazer a cara de bolacha, que tá tudo bem.

 

Pietra: Para de implicância, ela nunca te fez nada.

 

 Lyssa: É, você não sabe, já que passou noventa por cento da sua vida, vivendo na sua bolha.

 

Pietra: Depois conversamos.

 

Lyssa: Tá, quando eu estiver em uma delegacia, ou com uma camisa de força.

 

Pietra: CHEGA DE DRAMA.

 

Lyssa: Eu sou um Albatraoz.

 

Desliguei e me joguei no sofá, colocando uma almofada feia no rosto.

 

Mayara (ou piranha dos infernos) é uma prima (Não sei porque diabos esse demônio tem que ter alguma ligação comigo), que mora em Busan

 

Ela é aquele tipo de pessoa que se acha melhor em tudo, dá a bunda até pro vento, se faz de exemplo em frente à mãe, e nas costas...

 

 Bem.. Deixemos à seu critério. Uma vez, a sonsa master aqui, estava gostando de um garoto na 8° série, nós éramos melhores amigas, e essa merda toda.

Um dia eu resolvi fazer uma faixa de trouxa do tamanho da casa branca, quer saber mais? Clique no link abaixo :D

 

E lá estava eu, boba até demais, apaixonada estilo Cinderela, sonhando acordada com o menininho coreano da minha turma, juntando nossos nomes para ver qual seria mais aceitável pra certidão de nascimento do nosso neném, coisa de retardado, eu sei.

Peguei um papel cor de rosa, fiz a minha melhor letra e colei uns adesivos de coraçãozinho, coisa linda e nada clichê.

 

Mayara entrou no meu quarto, eu odeio admitir essa bosta, mas ela mandava em mim, eu era uma seguidora fiel da patricinha cobiçada de todo o colégio.

 Ela me forçou a entregar a carta, e no outro dia que cheguei na sala, a dita cuja (digamos assim), disse que o meu coreanozinho lindo estava esperando por mim em frente aos vestiários do time de basquete.

Fiquei toda felizinha, fui até lá, e quando cheguei, eles estavam se comendo (literalmente)

 

Depois disso tudo eu devo ter deixado o menino cego, acertei um soco tão forte naqueles olhinhos bonitinhos, que ficou inchado por um mês, delicada? Muito :)

 

Ela também apanhou, não só de mim, mas também da tia Yohanna, que sempre zelou pelo seu nome, e pelo nome da família.

 

Lyssa: Marya, me prepara um pouco de veneno de rato com refrigerante por favor?

 

Marya: Menina, vira essa boca pra lá.

 

Joguei um beijo no ar e fui pro colégio, enfrentar aqueles zumbis falsos e idiotas.

 

Os alunos me olharam de forma estranha, achei estranho mas ignorei, afinal, não estou nem aí para eles

 

Entrei na sala cantarolando Twenty One Pilots

 

Prof°: Está atrasada.

 

Lyssa: Não tô não.

 

Tirei o celular do bolso, e mostrei as horas pra ela:

 

Lyssa: Dois minutos adiantada.

 

 Prof°: Da próxima vez você não passa da porta.

 

Lyssa: Mas eu não estou atrasada docinho.

 

Prof: Seu celular deve estar com a hora errada, queridinha.

 

Revirei os olhos e me sentei no fundo da sala.

----------

Depois de dormir em História, Ciências, Biologia, e anotar o conteúdo em Matemática, era hora do intervalo.

 

Me sentei numa mesa bem afastada daqueles delinquentes que me olhavam como se estivessem vendo uma assassina ou algo do tipo.

 

Jimin se sentou ao meu lado, e nós ficamos conversando sobre a professora que insistia em me irritar.

 

Allyce e Luísa apareceram de uma hora pra outra, revirei os olhos

 

 Luísa: Podemos nos sentar?

 

Antes mesmo de responder elas se sentaram:

 

Allyce: Quais as novidades?

 

Lyssa: Nenhuma.

 

Peguei minha bandeja e saí do refeitório.

-----

Na hora de ir pra casa, não vi Wilian , então passei em uma loja, fiquei um pouco na praça, comi uns bolinhos de arroz e fui pra casa.

 

Eram 16h30m, subi pro quarto, tomei banho e fiquei lendo um livro sobre a biografia de Hitler, depois assisti alguns documentários sobre os alienígenas, e assim minha tarde foi embora.

Eu estava sentada na cama, apertando os botões do controle da televisão, tentando achar alguma coisa que me interessasse, quando Marya me chamou.

 

Desci as escadas e vi a piranha dos infernos me olhando e sacudindo o cabelo:

 

Yohanna: MELLYSSA!!!COMO VOCÊ CRESCEU.

 

 Mayara: Não sei onde.

 

 Yohanna: Mayara!

 

Lyssa: Posso dizer que não dei muita diferença na altura, mas caso eu perca a paciência, você vai ver como a minha força aumentou.

 

Yohanna: Me desculpe Mellyssa..E você - Apontou pra ela - Não faça com que eu passe vergonha.

 

Assim que Yohanna saiu, caminhei até Mayara:

 

Lyssa: Vamos deixar algumas coisas claras.

 

Olhei um pouco pra cima, constatando que ela era uns dois palmos mais alta que eu:

 

Lyssa: Você sabe que eu não vou com a sua cara, então não force amizade comigo, segundo - Levantei dois dedos - Fica fora do meu caminho, que eu fico fora do seu.

 

Mayara: Vamos fazer alguma coisa juntas?

 

Lyssa: Que tal..

 

Mayara: O que??

 

 Lyssa: Invocar um demônio pra te levar daqui?

 

Mayara: Seu cabelo ficou horroroso amorzinho.

 

Lyssa: Me passa o número da sua opinião por favor?

 

Mayara: Número da minha opinião?

 

Lyssa: Sim, porque quando eu precisar, ligo pra ela.

 

Fui pro quarto e acabei dormindo.

 

 

Acordei mais ou menos dez horas da noite, calcei minhas pantufas e desci pra comer alguma coisa.

 

Lyssa: Aventura, vai começar, todos juntos vamos visitar...

 

 Parei no topo da escada, quando vi Mayara e Jungkook se engolindo no sofá.

 

Lyssa: Eu tenho nojo de vocês dois.

 

Eles me ignoraram completamente, então me sentei perto da porta do quarto e fiquei mexendo no celular.


Notas Finais


Voces podem perceber que eu mudei a escrita de alguns nomes, mas ainda nao sei se vai continuar assim! <3
Sim, tem alguns erros, pois escrevi pelo pc!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...