História O Filho Do Meu Patrão - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7
Personagens Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hot Jungkook, Imagine Jungkook, Jungkook, Yoonmin
Visualizações 76
Palavras 2.008
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hai terráqueos!
Eu não falei! *Aponto na sua cara* Eu disse que postaria hoje, viu, tá vendo? Aqui estou eu!
Desculpem qualquer erro, boa leitura!

Capítulo 32 - Flores? Flores!


Pov's Sun

Depois que acordei fiquei alguns seguntos encarando o teto a procura de alguma explicação óbvia para tudo que está acontecendo na minha vida. Passam-se alguns minutos e eu continuo ali, parada pensando em todos os momentos com Jungkook, que não foram muitos mas que já o fizeram parte importante da minha vida. Merda! Amar ele é uma merda! Grrr, como eu o odeio! Como o amo! Eu o quero longe mas ao mesmo tempo não consigo viver longe dele! Maldito seja Jeon Jungkook e toda a sua família.


Em poucos segundos de flashback eu já me encontrava com o rosto molhado das lágrimas abraçada com o travesseiro. Logo ouço uma batida calma na porta e vou abri-la enquanto limpava o rosto. Destranco a porta e vejo Jimin que sorria com flores nas mãos, dou espaço para o mesmo que entra no quarto e me encara sorridente.


-Flores? -pergunto-


-Flores. -afirma estendendo o buquê pra mim-


-Obrigada. -aproximo as mesma do rosto e sinto o aroma doce das flores ao qual me lembrava o cheiro das que Jungkook tinha me dado ontem.-


Faço o possivel para não chorar ou jogar aquelas flores pela janela. Jimin não tem culpa de nada, e muito menos merece presenciar esse tipo de coisa. Foi apenas uma.. conhecidencia.


-Você está estranha desde que voltou da viajem. Está tudo bem? -diz se jogando na "minha" cama-


A verdade era que não estava tudo bem.


-Claro, porquê acha que não estaria bem? Eu estou ótima! -me jogo em cima do mesmo que ri me abraçando de lado-


-Hoje vamos tomar banho de piscina, espero que tenha trago roupas de banho ou terá que se banhar pelada. -diz irônico buscando mudar o assunto-


-Credo Park! Que audácia! -digo rindo enquando dava socos leves na barriga do mesmo que ria-


Fomos interrompidos por um Hoseok que se jogou na cama junto a nós que riamos e faziamos cócegas uns nos outros.


-Durmiram bem? -perguntou Hoseok sorrindo-


-Sim. -respondemos eu e Jimin em uníssono- E você? -concluo-


-Muito bem! -sorri bobo e se joga na cama abraçando o travesseiro-


-Huuuuuuuuum. -murmura Jimin que cutucava o quaril do moreno que ria descontroladamente- Algo aconteceu que eu sei!


-Na-nada aver! -disse Hobi entre risos-


-Ata, sei. -Jimin se joga em cima de Hoseok colocando uma perna para cada lado do corpo do maior- CONTA LOGO! Você e o Tae transa..


Jimin foi interrompido por Hobi que tapou a boca do menor rindo.


-Não aconteceu nada. -concluiu ainda rindo-


-Sun Hee. -Jimin me tirou dos pensamentos- Já que seu quarto foi do lado do que Hosseok e Tae dormiram, sua informação pode nos ser útil.


-Em que posso ajudar, sr. Park? -digo brincando e o mesmo dá um soco fraco no meu ombro enquanto ria-


-Ah pare! -disse e parou de rir- Você ouviu tipo uns.. barulhos estranhos pela casa sei lá.. vindos do quarto de Hoseok?


-PARA COM ISSO JIMIN! -dizia Hobi tentando tapar a boca de Jimin que ria-


-Hum.. digamos que sim. -digo e jogo a cabeça pro lado rindo- Mas os gemidos de lá estavam mais baixos que os do quarto de Jimin.. -Jimin se levanta vindo até mim com uma chinela na mão- DESCULPE OPPA!


-TOMA TROUXA! -disse Hoseok-


(...)


Estávamos reunidos na cozinha comendo enquanto ouviamos somente o barulho dos talheres batendo nos pratos acompanhados de bocas mastigando. Resolvo brincar com os meninos e olho maliciosa para todos eles.


-Namjoon. -disse chamando a atenção do mais velho enquanto segurava o riso- Porquê resolveu brincar de cavalinho ontem de madrugada com Seokjin-ah? -digo e todos riem menos Namjoon e Jin que coraram-


-EU OUVI TUDO! -disse Yoongi se levantando da mesa e imitando alguns sons escutados- "Ah Joonnie, mais rápido!" "Uhm" "Aaaah".


Comecei a rir descontroladamente enquanto Suga se distanciava da mesa já temendo apanhar de Jin que já se encontrava de pé tirando sua chinela.


-Não diga nada que eu também ouvi seus insultos quanto ao Jimin. -disse Namjoon procurando se defender- Eu cheguei até a pensar em parar o que estava fazendo pra checar se os dois não estavam brigando.


-Foi horripilante, Yoongi xinga muito. -disse Jimin- Mas foi bom..


-Todo mundo transou ontem menos eu! -cruzei os braços fazendo bico fingindo uma indignação- Eu nem ligo mesmo. -dou de ombros e levanto da mesa pegando um pão de queijo e indo até o sofá.


Jin continuava correndo atrás de Yoongi com sua chinela rosa, confesso que aquela cena era bastante esgraçada, portanto não revelei nenhum divertimento ou graça com o caso ou se não apanharia também, já que quem começou o assunto fui eu.


-Sun hee.. -disse Tae me aconchegando em seu colo- Você está estranha.. o que houve hum?


Ele deita minha cabeça sobre seu colo enquanto separava alguns fios de cabelo para trás da minha orelha.


-Todos tiraram o dia de hoje para dizer que estou diferente. Ahh poxa! Eu estou bem! -digo mordendo o último pedaço de pão de queijo que restava na minha mão-


O maior ri soprado e deposita um beijo na minha testa.


-O que houve com o senhor, Kim Taehyung pai de nós todos? -falei sarcastiva o encarando sorridente- Está mais carinhoso que o normal.


-Eu estou bem! -falou entre risos- Eu sempre fui assim, que bobagem!


-Mentira! -o denúnciei levantando a cabeça do seu colo e apontando o dedo no rosto dele- Algo aconteceu, e isso envolve JUNG HOSEOK!


-Aish, Hee! -diz me chamando por meu nome, o que não era de costume pois ele sempre me chamou pelo meu sobrenome- Nada aconteceu, o que acha que rolou entre eu e Hoseok hyung?


Dei um sorriso malicioso e o moreno dá um soco fraco no meu ombro.


-Ande pare com isso! Não aconteceu nada. N-A-D-A. -explicou tentando me convencer-


-Que mentira! -apareceu Yoongi se sentando do meu lado do sofá e abraçando minha cintura- Eu ouvi tudo. Pra falar a verdade quase tudo, já que Jimin geme muito alto.


Dou alguns tapas no peito do esverdeado que ria.


-Que.. pervertido! -falo fingindo um espanto-


-Não tenho culpa se todos não resistem ao meu charme. -se gaba e eu e Tae rimos-


-Jin hyuuung! -chamava Hoseok- Você nos prometeu que hoje iriamos tomar banho de piscina! -cruzou os braços e fez um bico fofo-


-Tem que pedir isso a Namjoon, não a mim. Afinal, a casa é dele. -explicava parecendo procurar algo-


-Mas agora é sua também já que estamos namorando. -disse Namjoon fazendo todos olhá-lo-


-Namorando? -perguntamos todos menos Jin e Namjoon em uníssono-


Ele e Jin coram enquando Yoongi se encolhia mais do meu lado parecendo temer algo.


-FINALMENTE, GLÓRIA! -comemorava Jimin pulando abraçado com Jin que fazia cara de tédio-


-Porquê escondeu de nós? -perguntou Tae observando os dois que rodavam no meio da sala-


-Nós não escondemos! -explicou Namjoon- Começamos a namorar ontem!


Todos expressamos um "Ahhh" e rimos em seguida.


-Parabéns aos pombinhos. -exclamei me levantando e pegando minha bolsa que se encontrava em cima da mesa de centro-


-Onde vai? -perguntou Tae se levantando e indo até mim que abria a porta e sorria-


-Em casa. Preciso pegar meu biquini se não terei que tomar banho de piscina pelada. -falei sarcástica e encarei Jimin que entendeu a referência e riu-


-Não seria uma má idéia. -falou Yoongi sorrindo malicioso-


-Eu vou junto. -disse Tae pegando as chaves do carro e andando até mim-


-Não precisa, não quero ser incomôdo. -falei já fechando a porta mas sou empedida pelo moreno que revira os olhos-


-Aish Sun Hee! Desde quando você é um incomodo? Conte outra vá! -disse e eu ri-


(...)


Eu já estava descendo as escadas de casa com meus biquinis e algumas maquiagens, sapatos e roupas caso fossemos sair a noite, quando ouço um barulho vindo de frente da casa. A princípio pense que fosse Tae conversando sozinho -coisa que já fazia parte da rotina do menino-, mas não, era outra voz que me parecia familiar, me aproximei da porta e ao abri-la dou de casa com Taehyung e Jungkook trocando farpas. Por sorte eu cheguei a tempo, coisa que se eu demorasse mais uns tipo, dois minutos eles já estariam brigando.


-Você não pode me impedir de vê-la! -dizia Jungkook tentando passar pela porta mas é impedido por Taehyung que o segura pelos ombros e o encara.-


-Não, você não vai vê-la. -disse Tae calmo e tranquilo, como se quem tivesse a sua frente não fosse ninguém importante, na verdade não era mas a sua calma me surpreendeu-


-Quem é você para me ditar isso? -disse Jungkook empurrando Tae pra longe-


-Eu sou o irmão mais velho dela. -falou Tae com a voz ainda calma, me deixando surpresa por ele ter usado esse tipo de argumento para me defender, mesmo sendo mentira.-


Kook ficou parado por um tempo mas logo encarou a porta podendo me ver e correndo até mim me abraçando.


-Sun Hee deixe me explic... -antes que o maior completasse sua frase depositei um tapa no seu rosto deixando a marca da minha mão em uma de suas bochechas-


O mesmo passa a mão pelo local e me encara com um olhar desprezível. Ele ia avançar em mim porém Tae me puxa pra longe do seu alcanse me colocando trás do seu corpo, fazendo assim um escudo.


-Não encoste nela. -ameaçou Tae apontando o dedo em direção ao rosto de Jungkook que bufava- Se não vou ser obrigado a tomar medidas drásticas.



Jungkook riu nasalmente deboxado e me encarou me fazendo encolher-se atrás do corpo do meu "irmão".


-Eu não tenho medo de você. -disse Jungkook se referindo a ameaça de Tae-


-E eu também não tenho medo de você, acho que temos algo em comum. -disse Tae com um certo sarcásmo-


-VAI EMBORA DAQUI! -falei já aos prantos- EU NUNCA MAIS QUERO TE VER, JEON! É SÓ ISSO QUE EU TE PEÇO. VÁ!


O mesmo me encarava com culpa em seus olhos.


-Se você desse pelo menos uma chance de explicar tudo que realmente aconteceu.. -respira fundo- Você veria que não é o que você está pensando.


Sai de trás do corpo de Tae que observava tudo confuso e fui até a frente de Jungkook sem temer nada.


-Eu nunca vou acreditar em palavras hipócritas vindas de um tolo como você Jeon! -falei cuspindo as palavras em seu rosto entre soluços- Você estragou minha vida, minha alto estima, meus sentimos e meu coração, era o que você queria? -começo a bater palmas- Parabéns, você conseguiu alcançar seu objetivo. Meus parabéns.


Ele permanecia calado, com uma expressão séria e com tristesa nos olhos.


-Anda, fala alguma coisa! Ah esqueci, você não tem argumentos para discutir quanto a esse assunto por que como sempre você está errado.


-Sun Hee eu... eu realmente peço desculpas pelo que causei. -disse abaixando a cabeça-


-Você acha que um "Ah desculpa" vai sarar meu coração? Acha mesmo Jeon? -falei levantando seu rosto fazendo-o me encarar. Dou um sorriso forçado- Que inteligência, ótimo raciocínio.


-Já chega Sun Hee! -exclamou o mesmo puxando minha mão que outrora se encontrava em seu rosto- Você precisa me ouvir, porra! Eu errei? Errei mas pessoas erram!


Enquanto isso Tae só assistia tudo preparado para qualquer movimento brusco que o moreno a minha frente ameaçasse fazer.


-Todos já erramos uma vez na vida. Você já errou, seu irmão já errou. -aponta pra Tae- Poxa todos erramos!


-Mas você errou sem pensar nas consequencias! -falei-


-Eu estava bêbado! -respondeu me olhando nos olhos-


-Você me parecia bem quando me entregou as flores.


-Bêbados fazem de tudo, até mesmo entregar flores de uma forma normal.


Parei pra pensar um pouco e percebi que ele estava certo, porém eu não podia deixar ele me conquistar tão fácil.


-Foda-se se você estava bêbado ou não! -exclamei dando um empurrão no mesmo- Eu não quero saber de você Jeon, nunca mais!


Eu iria sair dali mas fui puxada pelo pulso antes mesmo de completar o primeiro passo.


-Me dá uma chance, eu prometo te tornar a mulher mais feliz do mundo... -disse me olhando no fundo dos olhos e aproximando seu rosto do meu lentamente-


Notas Finais


Se você gostou, não esqueça de comentar e favoritar. Isso me motiva muito, sério
Obrigada por ler haha!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...