História O Forasteiro - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jikook, Jimin Ômega, Jungkook Alfa, Namjin, Omegaverse, Taegi
Visualizações 63
Palavras 1.442
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie, gente.

Mais um episódio dessa história...

Jimin acordando e conhecendo Jungkook!

Adoro!!!!!

Espero que gostem!

Capítulo 3 - O Encontro - Parte II


Fanfic / Fanfiction O Forasteiro - Capítulo 3 - O Encontro - Parte II

Jimin's Pov

Abro meus olhos tentando me localizar, a luminosidade afeta minha vista, como se eu não tivesse aberto os olhos há muito tempo. Minha audição e meu olfato estão estranhos, apenas sinto cheiro de uma coisa, um forte cheiro de menta pertencente à um alfa. Isso eu sabia. Minha audição apenas escutava um barulho, o batimento de um coração, um coração forte, mas calmo. Não sabia ao certo quem era o dono do batimento, mas parecia que aquele som me acalmava, como se fosse um canção de ninar cantada por minha mãe quando eu era pequeno. 

Obrigo meus olhos a abrirem, mesmo com a luminosidade ainda me atrapalhando. Reconheço meu quarto, meu cobertor cobria meu corpo que ainda tremia. Observo meu redor, tentando buscar o dono do batimento cardíaco, mas paro ao ver Tae me olhando com um sorriso no rosto, levanto-me e sento na cama, olhando meu primo. Abro minha boca para falar com ele, mas o vejo abrir os olhos de surpresa e correr até mim tapando minha boca. 

Olho para ele sem entender nada, ele apenas levanta sua mão e aponta para a poltrona existente em meu quarto, em um canto próximo a porta. No local havia um garoto, sentado, que eu nunca havia visto na vida, mas parecia conhecer de algum lugar. 

O garoto era extremamente bonito, seus cabelos castanhos escuros tinham algumas mechas leves de rosa escuro, muitos tons mais escuros que o rosa presente em meu cabelo, eles estão emaranhados até a altura de suas orelhas. O rosto demonstra como ele é novo, seu nariz protuberante e lábio carnudos formam uma bela pintura presente a minha frente, uma pequena marca de nascença está presente embaixo de seu lábio inferior. Sua boca tem um formato fofo, mas extremamente sexy, deixando o formato semelhante a boca de um coelho. 

- Que boca! – digo em voz alta, sem perceber. Sinto Tae dar uma leve cotovelada em meu braço. Levo minha mão até a boca, tapando-a. 

“Quem é ele?” digo apenas movimento minha boca, para que Tae leia meus lábios. O garoto dá seu típico sorriso quadrado  e levanta a mão, indicando que me contaria depois. "Depois te conto, menino!" vejo ele movimentar a boca, formando aquelas palavras que movimentam meu interior com curiosidade. 

Aish... Assim o Tae quer me matar de curiosidade. 

De repente, o garoto bonito abre os olhos escuros, após sentir a movimentação estranha. O meu coração para momentaneamente quando o garoto colam seus olhos nos meus. Parece que aquele olhar está me observando, olhando em meu interior, como se soubesse todos os meus segredos, todos os meus erros, tudo. Parecia que eu estava nu perante aquele estranho, mas eu não estava tão encomodado. Na verdade, era como se meu lobo interno quisesse aquela intrusão, quisesse aquele olhar pairando sobre minha vida. Senti algo estranho, uma leve falta de ar e um intenso reboliço em meu estômago. O que estava acontecendo comigo?! 

- Olha quem finalmente acordou?! - a voz do garoto sai como uma faca, cortando meu peito. O reboliço em meu estômago aumenta e sinto meu cérebro hiperventilar novamente. De repente, sinto a mão de Tae em meu peito e pude voltar ao mundo. Obrigo-me a controlar minha respiração enquanto fecho os olhos, impedindo o contato visual com o garoto. 

- Jungkook! Acho melhor você esperar lá fora! 

- Mas...

- Ele está hiperventilando novamente! Quer que ele desmaie de novo? 

- Ok! Estou saindo! - ouço a voz dele. Ele parece calmo. Logo o silêncio se instala no quarto, sendo apenas interrompido por alguns segundos, pelos sons gerados pela porta ao ser aberta e fechada. 

Abro meus olhos lentamente. Não há mais ninguém na poltrona. Viro-me e encaro Tae que permanece ao meu lado. 

- Kim Taehyung! Desembucha! O que está acontecendo? Jungkook? 

- Espera aí! Respira! Vou te contar tudo! 

- To esperando!

- Jeon Jungkook, o garoto que estava sentado naquela poltrona, é nada mais nada menos do que o cara que te salvou quando você entrou na floresta... 

- Calma... 

- Jimin! Por que estava na floresta? 

- Falei calma, porra! 

- Você não sabe como seu pai ficou infernizando todo mundo nessa casa... Ele está puto! Nunca vi tio Yang daquele jeito! 

- TAE! 

- O QUE? 

- Esse tal de Jungkook é um alfa, não é? 

- Sim! Pelo menos tem cheiro de um! E um dos poderosos! 

- Tae... Antes de entrar na floresta e ser atacado, vi um par de olhos azuis... Olhos de lobo... De um lobo alfa! Isso foi o motivo que me levou a entrar lá em primeiro lugar!

- Olhos azuis? Em um Alfa? Devia estar com febre ou alucinando! - Tae espantado, leva sua mão até minha testa verificando minha temperatura - Temperatura está normal... Deve ter sido algo que você comeu...

- Tae! Para... Tenho certeza do que vi! Um par de olhos azuis brilhando no meio daquela mata... E pelo cheiro e calafrio que senti, posso dizer que era um Alfa!

- Não é possível... - Tae parece surpreso e espantado, ao mesmo tempo.

- Por quê?! O que isso significa? Não parece loucura, porque estou me sentindo muito são...

- Jimin! Se era realmente um Alfa de olhos azuis, meu amigo, você acaba de ver uma lenda ou um espírito! Tem certeza que não está se sentindo nem um pouco louco? 

- Tae! Não estou louco! Pode parar, por favor? O que tem esse lobo de olhos azuis?! 

- Jimin, sinta-se escolhido e sortudo por estar vivo! Essa lenda é conhecida por todos, pouco importa se é Alpha, Beta ou Ômega... Incrível que você nunca tenha ouvido ela... Tio Yang deve ser incrivelmente protetor, ou você é um pamonha, priminho! - diz Tae com um sorriso no rosto.

- Pode parar com as ofensas e me contar logo essa porcaria de lenda, caramba!

- Ta estressadinho... A lenda diz que crianças híbridas alfas que possuem olhos azuis vem na realidade de uma linhagem pura, real, direta do Alpha Lupus original. São poderosíssimas e um simples odor que ele fareja de você, faz de você uma presa... E uma vez marcado para morrer por um desses, pode dar adeus para sua vidinha... Falam também que eles escolhem ômegas muito poderosos para lhes fazer companhia! E tudo local que eles passam, normalmente acontece uma reviravolta incrível...

- Resumindo? 

- Se você não está ficando louco e realmente viu um lobo Alpha de olhos azuis... Temos a sorte de ter um sangue puro rondando a alcatéia... Ou o azar! Jiminnie, um puro! Você está percebendo o que isso significa? 

- Não... Nem sabia que isso dai existia. 

 - Park Jimin! Tu é uma porta mesmo... 

- Dá um tempo... Eu tava desmaiado até agora pouco, idiota... Tae, será que o Jungkook não seria esse puro? Você mesmo disse que ele é poderoso!

- Jimin, se ele fosse um puro... Essa casa inteiro ou estaria morta ou estaríamos correndo de um lado para outro com alguma coisa acontecendo aqui dentro... Tipo, sei lá, alagamentos ou até pior!

- Pode não ser ele, mas tenho certeza que vi esse tal de puro na floresta, Tae! Ele me olho fundo nos olhos!

- Então, meu querido priminho, isso quer dizer que coisas estranhas vão acontecer nessa alcateia... E se o lobo te deixou vivo, quer dizer que você vai fazer parte dessa bagunça também... Abre os olhos, baixinho! 

- Reviravolta, hum?! - digo levantando um sobrancelha, interessado com o conteúdo daquela frase de Tae. Talvez isso que eu precisava na minha vida, um pouco de reviravolta!

- Deixando essa hipótese de termos um puro rodeando a vila de lado rapidinho, precisamos agora nos preocupar com o perigo que está nessa casa! Seu pai!! Afinal ele tem que saber que você acordou, né?! E ele vai ficar uma fera quando te ver...

- Acha que eu não sei... Caralhas agudas... E agora, o que vou falar para ele?! - olho para meu primo em busca de ajuda.

- Fala tudo, menos do puro! Senão ele vai te internar e ai, meu filho, é tchau mundo e vida! 

- Melhor mesmo... Vou pensar em algo... Pode chamar ele, por favor?!

- Boa sorte, Park Jimin! Porque você vai precisar... - diz ele se levantando e andando até a porta.

- Agradeço o incentivo, Kim Taehyung... - digo com um suspiro.

- Para isso que estou aqui, cara! - ele termina sua frase e sai porta a fora. 

E agora?! O que eu faço?! To muito fudido na vida... Pelo lobo real que o Tae acaba de me contar e pelo Sr. Park Yang estar puto comigo...


Notas Finais


Eai, gostaram?!

Toda vez que escrevi lobo de olhos azuis lembrava de Yu-Gi-Oh... Pq será?!!

Bom, o que acham que vai rolar na tretar com o pai do Jimin?!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...