História O garoto da cadeira de rodas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Baekyeol, Chanbaek, Hunho, Seho
Exibições 294
Palavras 1.051
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Fluffy, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oioi :3

Era pra mim estar atualizando outras fanfics minha, mas eu estava muito ansiosa para postar essa e acabei não me aguentando ashuasu

É um plot um pouquinho diferente, acredito eu, mas particularmente gostei bastante dele <3
Espero que vocês gostem também :33

Beijinhos e boa leitura, até as notas finais <3

Capítulo 1 - Capítulo um


“Dos setes bilhões de pessoas no mundo

Tem só você

Quase um milhão de palavras que eu poderia

dizer, mas nenhuma delas vai contar

O tanto de anos eu já vivi

Mas parece que eu acabei de começar

Dos sete bilhões de pessoas, baby, você é a única”

 

 

Todos os dias, Chanyeol cabulava suas últimas aulas para poder contemplar as escondidas a beleza e graciosidade do aluno do segundo ano, na qual sabia poucas coisas sobre a seu respeito, como seu nome e sua conta pessoal nas redes sociais com poucas declarações sobre si.

Durante toda a semana, divagava seus passos até as escadarias no final do prédio de seu colégio para poder se esconder por de trás da parede larga, colocando assim, apenas a metade de seu rosto para dentro do corredor para poder então, finalmente, observar por alguns minutos o garoto de estrutura baixa que tanto lhe despertava interesse até que o mesmo fosse embora à companhia de seu – provavelmente – amigo, ou até mesmo, o melhor.

E naquele dia, uma terça-feira qualquer, não fora diferente.

Chanyeol encontrava-se no meio de uma aula dupla de Geografia olhando concentradamente para o relógio posicionado no meio da parede acima do quadro negro, para que quando desse ás exatas dez e cinquenta e cinco da manhã, pudesse pedir permissão a professora para ir ao banheiro, podendo enfim, cabular o restante das duas aulas que ainda havia de ter. Não se preocupava com sua mochila e seu material escolar porque não era necessário, seu melhor amigo Junmyeon levá-los-ia até si como sempre fazia quando fossem embora assim que o turno de aulas findasse pela manhã.

Estudar Geografia não era algo legal para o mais alto que praticamente todos os outros alunos da sala, ainda mais quando a aula provinha de uma professora velhinha e ranzinza que não lhe suportava desde quando se tornara aluno daquele colégio.  Nunca havia feito mal algum a ela, contudo continuava a ser desprezível aos olhos cansados da outra mesmo não entendendo o porquê de tudo aquilo. Chanyeol era tão bom com as pessoas, por que justo uma senhora da velha idade iria lhe achar tão infarento assim?

Talvez fosse pelo motivo de não ter retribuído os sentimentos provindos de Sojung – neta da idosa – uma garota que estudava no mesmo ano que si, contudo em uma sala diferente. Mas não tinha culpa por isso afinal, seus sentimentos já eram pertencentes do jovem do segundo ano e nada podia fazer para que mudasse a história e a trajetória destes. E também isso era um problema seu e da adolescente, a senhora não poderia lhe repudiar apenas por isso já que não lhe convém.

O batuque da ponta de seus dedos sobre a capa negra de seu caderno fazia um barulho mediano, no entanto que não chegava a atrapalhar de fato os demais alunos que prestavam atenção na aula ou até mesmo a explicação da senhora Lee sobre o espaço geográfico, era um som que apenas Chanyeol poderia ser capaz de escutar se tornando uma trilha sonora para seus pensamentos que divagavam pela sua mente a respeito de Baekhyun – o garoto que se locomovia com a ajuda de uma cadeira de rodas e que tanto lhe encantava.

Sim, Byun Baekhyun era o nome do garoto que Chanyeol observa durante todos os cinco dias da semana em que tinham aula.

Byun Baekhyun era o garoto que Chanyeol amava desde a primeira vez que o viu.

Quando o seu horário de saída chegou, o maior tivera certas complicações até que conseguisse a permissão da senhora ranzinza para sair e ir ao suposto banheiro após ter dado a desculpa que estava muito apertado e que não aguentaria se segurar até o final da aula. Com muita relutância a senhora Lee permitiu que o Park saísse mesmo estando desconfiada e para disfarçar melhor, Chanyeol se levantou de supetão e passou a correr em direção à porta entreaberta, empurrando-a de modo bruto para que seu teatro saísse mais convincente aos alheios.

Era bom com teatro, por isso pretendia cursar artes cênicas e música quando tivesse a idade adequada para a faculdade – idade esta que chegaria logo no ano seguinte.

Cessou sua corrida apenas quando virou o final do corredor de sua sala, ignorando os olhares de alguns alunos que foram atraídos para si de acordo com o que corria se recompôs e arrumou seus fios de cabelo que caiam sobre seus olhos jogando-os para trás de sua orelha. Andou com passos ansioso até o final do corredor ansiando em chegar logo nas escadas, porque assim apenas poucos degraus e poucos metros estariam lhe distanciando do seu amado.

Contudo, ao chegar no destino final, seus olhos se arregalaram ao não encontrar Baekhyun ali a espera de seu amigo ou familiar para ir embora; pelo contrário, tudo o que encontrara foi apenas o vazio e o barulho de seu silencio. Permaneceu alguns minutos – que mais pareceram horas ao maior – ali na esperança que o menor estivesse atrasado para o encontro que tinham todos os dias, todavia Baekhyun continuava a insistir em não aparecer e dar algum mísero sinal de vida. Até se atreveu em andar até o costumeiro lugar que o cadeirante ficava e olhar rapidamente se o mesmo estaria vindo, mas nada recebeu em troca, isso apenas lhe deixava ainda mais frustrado.

O que havia acontecido com o outro para ter faltado? O Park sabia que o moreninho não era de faltar por nada, pelo pouco que o conhecia, sabia que o Byun adorava comparecer as aulas e aprender mais um pouco através de seu estudo. Ele não chegava a ser um nerd, contudo apenas gostava de estudar.

Desistindo então de espera-lo, virou-se para subir novamente o lance de escadas e voltar a sua sala para retomar a aula, entretanto teve uma surpresa bem maior que a de achar o lugar que outrora era habitado pelo Byun, vazio. Era sem sombra de dúvidas, uma surpresa maior ainda. Talvez a sua melhor surpresa de toda a sua vida até então.

- Quem é você e por que fica me olhando todos os dias nos finais das aulas?

Era Baekhyun ali, lhe olhando com um semblante indecifrável.

Chanyeol nunca achou que a primeira vez que estivesse em frente a Baekhyun fosse tão sufocante igual estava sendo naquele exato momento.


Notas Finais


E então? Gostaram? Criticas?
Obrigada por lerem <3
Comentem o que acharam please ><

Pra quem lê Sr. Ruper, aguente mais um pouco que logo sai atualização <33

Até amores <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...