História O Garoto Do Moletom Preto - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Taekookmin, Vkook, Vkookmin, Vmin, Yoonseok
Visualizações 183
Palavras 1.869
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oláaaa

Primeiramente, OBRIGADA PELOS 100+ FAVORITOS AAAAAAAAAAAA. Eu não sei como e nem o porque de tudo isso com apenas 6 capítulos, mas eu só tenho a agradecer, vocês são maravilhosos sz.

E agora... GENTE, DESCULPA A DEMORA! Mas além de eu estudar no integral, estar no último ano escolar do ensino médio, o Enem esta perto e realmente estou sem tempo nenhum! Mas mesmo assim eu escrevo. Espero que entendam ^^

Produção, é o maior capítulo da fanfic até agora? Confere?


Boa leitura e... Boa sorte :)

Capítulo 7 - Capítulo 7


"Tae ... Aqueles garotos que bateram no Yoongi ... Eles já tinham feito isso outras vezes?" 

Estavam a poucos metros da festa, já era possível ouvir a musica agitada do final da rua, Yoongi não tinha duvidas de que a qualquer momento a policia bateria lá por causa do som extremamente alto. O moreno estava no banco da frente, ao lado de taehyung, permitindo assim, o melhor amigo socializar com Jimin. Yoongi ainda tentava entender a tal amizade de Taehyung com a garota, ele realmente não conseguia pensar em nada além de que os dois talvez tivessem um caso. Decidiu deixar para lá, o que quer que eles tivessem, uma hora viria a tona, eles querendo ou não.

O carro parou em frente a grande casa branca, estilo americana. Ainda dentro do carro começou a se arrepender de ter ido para aquele lugar, não gostava de ficar em lugares cheios de gente com cheiro de álcool e hormônios adolescentes. Mesmo sendo um, ele era diferente, gostava de ficar em casa, vendo séries e comendo até se sentir enjoado. Essa era a sua rotina e ele gostava dela. Saiu de seu transe ao ouvir alguém batendo no vidro da janela ao seu lado, todos ja haviam saido do carro, e estavam lhe esperando do lado de fora. Respirou fundo e saiu também. Ao sair e analisar o local da festa, Yoongi estava crendo ver a casa balançar junto com a batida da musica, de tão alta que se encontrava.

Ao lado, Jimin dava pulinhos de excitação, visivelmente animada. A baixinha olhou para jungkook, deu um sorriso e saiu correndo em direção a festa puxando o mais novo, esse que olhou para trás para o melhor amigo em busca de socorro. Yoongi apenas riu e sibilou um "Eu te disse"

Taehyung viu que o mais baixo provavelmente permaneceria alí parado de braços cruzados e decidiu ajuda-lo, afinal, ele que havia o convidado

— Está tudo bem? — Yoongi levou um susto com a fala repentina do mais alto. 

— S-sim. Estou bem, porque da pergunta? Estou ótimo. — Deu um sorriso estranho.

— Não sei, talvez por ainda estar aqui parado com cara de quem tá sentindo dor. — Taehyung riu.

— Ah... É que... — Tentou falar, enquanto olhava para o chão e brincava com algumas pedrinhas da rua com o tênis. — Eu nunca fui para uma festa, e também, não sou bom em socializar.

— Não se preocupe, estou com você. — Deu um sorriso, passando confiança para o moreno, que apenas sorriu de lado e concordou com a cabeça.

Andaram juntos lentamente em direção a entrada da casa. Taehyung entendia perfeitamente como o outro talvez estivesse se sentindo, se fosse ele em uma situação parecida pela primeira vez, provavelmente estaria da mesma forma ou até pior. 

Quando chegaram lá, Yoongi percebeu que todas as suas conclusões sobre o que era uma festa estavam certas, porém, não tão ruim. Analisou as pessoas alí presentes em busca de casais aos amassos e pessoas caidas de bêbadas e não encontrou, todos alí estavam muito bem arrumados, apenas aproveitando suas companhias. "Talvez tudo ainda esteja em ordem por ainda ser cedo" Pensou. Olhou ao redor a procura por seus amigos, não obtendo sucesso. Começou a andar involuntariamente em linha reta, levemente encolhido, tentando locomover-se no pouco espaço e falta de iluminação. Jungkook, Jimin e Taehyung surgiram na sua frente, com copos de bebida na mão. Jimin segurava dois copos com bebidas rosas e Jungkook com dois de cor azul.

— Onde você estava? — Perguntou o mais baixo para Taehyung, que ja estava do seu lado.

— Eu vi esses dois de longe e fui atrás deles. — Disse apontando para Jungkook e Jimin que conversavam baixinho. — Você bebe?

— Não costumo beber, fiz isso apenas umas duas vezes.

— Então, se você pretende beber hoje, recomendo começar por essa. — Pegou uma das bebidas rosa da mão de Jimin.

— Hm... Tem certeza? Só vejo garotas bebendo isso aqui.

— Qual o problema? Se não quiser ficar bêbado antes da meia noite, é melhor beber essa. — Ergueu o copo na direção do mais velho, que pegou ainda relutante. —  Eu vou beber a azul, você pode provar se quiser. 

Apenas negou com a cabeça e provou a tal bebida rosa e realmente, achou ideal para ele, era levemente doce e parecia ter o teor alcoólico baixo. Os quatro começaram uma conversa boba, repleta de risadas, tornando-se mais íntimos.

— EUNHA? É você mesma?! — Uma garota chegou segurando Jimin e a puxando para um abraço. — Quase não te reconheci com esse cabelo rosa! Ficou lindo em você! — Disse animada.

— Você acha? — Jimin respondeu envergonhada, passando os dedos pelos cabelos tingidos, mas logo mudou seu semblante para desespero. — Eunha? Meu nome é Jimin sua loca! Você deve estar me confundindo com alguém.

— GENTE! É A EUNHA, ELA TA AQUI! — A tal garota berrou para algumas pessoas atrás dela e logo Jimin estava rodeada de pessoas a elogiando, até ser levada para longe, sumindo no meio da festa.

— O que foi isso? — Jungkook perguntou para Taehyung.

— Não faço a minima ideia. — O esverdeado respondeu, parecendo preocupado. — Vamos para um lugar mais calmo? Vi alguns bancos vazios perto da cozinha.

Andaram calmamente seguindo o de mechas verdes. Yoongi começou a se sentir estranho, como se tivesse alguém o observando. Olhou para o lado e viu de longe dois homens altos o encarando, como se estivesse estudando cada milímetro do moreno. O mais alto tinha olhos e cabelos roxos, estava todo de preto, usando um sobretudo também preto. O mais baixo tinha olhos azuis e cabelos brancos, levemente acinzentados armados em um topete perfeito. Trajava uma camisa social rosa de mangas curtas, com calça e sapatos pretos. Imaginou que, se estivessem em um mundo ABO, com certeza os dois seriam Alfas, com o quão grande a presença deles se fazia no ambiente, parecendo superiores a todos alí. Sentiu um arrepio, desviou o olhar e voltou a seguir seus amigos.

— Só tem um lugar vazio, você quer? — Perguntou o mais novo para yoongi, que concordou com um "Uhum".

— Jeon! Eu vi dois alfas e sinto que eu deveria ir falar com eles! — O mais baixo puxou o melhor amigo para perto e disse em seu ouvido.

— É o que doido? Alfas? — Perguntou confuso.

— Sim! Eu vi dois garotos, acho que eram um casal, eles eram lindos, pareciam deuses e eu sinto que... Não sei, mas eu preciso ir falar com eles, sabe?

— Não, não sei! Acho que você devia...

— WAAAAAH! Eu amo essa musica! Vamos dançar? — Taehyung gritou, dançando sensualmente na direção de Jungkook. — Podemos? — Perguntou fazendo aegyo para Yoongi, pedindo permissão para levar seu amigo.

— Claro...— Revirou os olhos, balançou a mão como um sinal para que fossem. — Podem ir, não vou sair daqui mesmo. — Deu de ombros.

— YEEEEH! Vamos Jungkook-ah!

Yoongi estava feliz, ver o melhor amigo se divertindo e conhecendo outras pessoas era bom do seu ponto de vista. Levava consigo o lema "Se ele estiver feliz, eu também vou estar", mesmo sem perceber, colocando o bem estar do melhor amigo acima do próprio. Mas ele iria atrás daqueles garotos, ele precisava, sentia todo o seu corpo sendo chamado, atraído pelos dois estranhos. Levantou e foi na direção em que se lembrava ter visto os garotos, mas quando chegou, eles já não estavam mais lá. Suspirou e se virou para voltar para onde estava, e antes de conseguir raciocinar, havia alguém lhe prensando na parede. Yoongi apenas se encolheu e apertou os olhos, com medo do que poderia acontecer.

— Opa, oi gracinha. — Logo que reconheceu a voz, seu corpo gelou. — Que bom te ver por aqui, Yoongi.

Teve o rosto levantado pelo queixo delicadamente, conseguia sentir a respiração do homem no seu rosto. Estavam muito próximos.

— ME BATA LOGO! Vamos Lee, acabe logo com isso. — Gritou ainda de olhos fechados.

— Não vim aqui te bater benzinho ... — Apertou o maxilar do menor com violência, lhe fazendo abrir os olhos e encará-lo. — Sabe... Eu te acho muito gostoso, das outras vezes que...

— Me solta caralho! — Falou Yoongi já irritado, tentando se livrar do aperto em seu corpo.

— FICA QUIETO DESGRAÇA! — Empurrou o menor brutamente contra a parede, fazendo-o bater a cabeça na mesma, segurando seus pulsos com força. — Você vai ouvir tudo o que eu tenho para falar, ouviu bem? — Perguntou entre dentes. — EU-TE-FIZ-UMA-PERGUNTA! — Sacudiu o moreno, para que respondesse.

O moreno ja estava pensando seriamente em gritar por socorro, mas sabia que com aquela musica alta ninguém o ouviria, e suas chances de se livrar daquele maluco eram quase nulas, comparando sua força com a dele. Não é à toa que sempre apanhou sem nem tentar se defender, sabia que seria esforço em vão, principalmente porque Lee tinha a ajuda dos amigos. Yoongi se lembrou de todas as vezes que apanhou de graça, do homem que agora estava sozinho e na sua frente. Sem pensar, juntou toda a saliva que conseguiu na sua boca, e cuspiu na cara do outro.

— Filho da puta! — Deferiu um tapa estalado no rosto do menor.

Com a força do tapa, Yoongi foi parar  no chão. Continuou alí encolhido, esperando os chutes e socos que provavelmente levaria. Sentiu ser levantado e teve a boca tapada, ele permaneceu de olhos fechados, sendo apenas guiado seja lá para onde fosse. Sentiu seus olhos se encherem de lágrimas, estava sentindo ódio. Ódio de Lee, ódio de seus amigos que não estavam alí para o ajudar, ódio de si mesmo por não conseguir se defender sozinho. Ele só queria acabar com aquilo de uma vez por todas. Ouviu um barulho de porta batendo e abriu os olhos para ver onde estava. Ele estava em um quarto escuro, pode ver a silhueta de um homem em frente a porta. Desatou a chorar desesperadamente.

— P-porfavor! Faça o-o que quiser c-comigo mas me deixa e-em paz! Eu i-imploro! —  Disse ajoelhado, em meio ao choro sofrido.  

Chorava, chorava por tudo o que já viveu e tinha de doloroso guardado dentro de si. Foi puxado para cima, fazendo-o ficar em pé, e foi envolvido num abraço apertado, ouvindo o fungar da pessoa alí. Agarrou o homem a sua frente, deixando-se levar pelas lágrimas, não sabia quem era, mas afundou o seu rosto no pescoço alheio, sentindo um perfume familiar.

— Não chore, por favor! — Ouviu o estranho deferir com a voz embargada. 

Sessou o abraço, fungando e soluçando, tentando normalizar a respiração, limpando seu rosto molhado. Respirou fundo.

— O-obrigado... — Sussurou — Por ter me tirado de lá — Agradeceu ainda de cabeça baixa.

— Não precisa agradecer. 

Ficou olhando o ruivo a sua frente, tentando reconhecer, mas tinha a certeza de nunca ter o visto antes, não estava entendendo. Quem era ele? E porque tinha o ajudado?

— Qual o... — Pigarreou, limpando a garganta. — Qual o seu nome? 

Olhava o homen de cabelos laranjas analisando todos os seus traços, gravando a imagem do cara estranho que tinha o salvado. Viu o outro lhe fitar pela primeira vez, dando um sorriso encantador, digno de comercial, o fazendo estremecer. 






















 — Pode me chamar de J-Hope.


Notas Finais


JHOOOOOOOOOOOOPE!!!

TA AÍ ELE GENTE! Ja podem relaxar, nosso solzinho já apareceu para ajudar Yoongi nessa vida de merda.

Conseguem advinhar quem são os dois "alfas?"


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...