História O Garoto do Sonho - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amanhã
Exibições 12
Palavras 334
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fantasia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa
Leitura.

Capítulo 2 - Contatada 2


Fanfic / Fanfiction O Garoto do Sonho - Capítulo 2 - Contatada 2

SONHO ON~

Eu estava no alto de um prédio onde a vista dava para toda a cidade.
Era um dos céus mais lindos que eu já havia visto.
– Que cores lindas… Esse céu está lin…
Logo uma doce voz completou minha frase.

– O céu tá rosa, com azul e roxo. Te lembra algo? – perguntou a voz.
Ao virar-me pude vê-lo sentado de costas olhando para o céu. Um garoto com cabelo e roupas diferentes.
Seu cabelo combinava com as cores do céu e ele usava uma jaqueta colorida.
Congelei. Não consegui responder sua pergunta.
– Ele me lembra a minha casa – disse ele.
– Quem é você?
– Meu nome é Eryn e o seu? – ele continuava de costas.
“Eryn”, pensei. “Nunca vi esse nome, nem em seriados.”
– Pode me chamar de Clara.
– Senta aqui, Clara, a vista daqui é linda. – ele me convidou.
– Eu tenho medo de altura.
– Eu te seguro, não precisa sentir medo – disse aquele garoto que eu nunca tinha visto, com os cabelos coloridos ao vento.
Com um pouco de vergonha e medo ao mesmo tempo, fui me aproximando.
Não me contive, ele parecia tão seguro ali.
Ao me aproximar, pude ver seu rosto. Ele olhava para o céu e gentilmente me dirigiu seu olhar.
Seus olhos eram verdes acinzentados e seu rosto era angelical e delicado, com um sorriso de lábios cerrados, ele pegou minha mão e me sentou ao seu lado. O medo se foi.
Dali a vista era realmente apaixonante, o rosa do céu se encontrava com as casas e o roxo com o topo dos prédios, o azul se estendia pelo céu em toda sua imensidão ao alto.
Um sentimento de paz e gratidão tomou conta de mim na presença de um doce estranho.
Num movimento suave, ele deitou sua cabeça sobre meus ombros.
– Todos compartilham o mesmo céu, Clara. Mas às vezes se esquecem disso – dizia ele enquanto eu observava a cidade.
– Respondendo a sua pergunta:
Deus não quer que ninguém sofra, nunca. Ele ainda nos ama.

Acordei.


Notas Finais


Continua?
Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...