História O Garoto e a Gata - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Gotham, Mulher Gato
Personagens Bruce Wayne (Batman), Selina Kyle (Mulher-Gato)
Tags Batman, Bruce Wayne, Gotham, Mulher Gato, Selina Kyle
Exibições 118
Palavras 1.203
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Essa é a primeira vez que escrevo algo sobre Bruce e Selina e por isso peço que peguem leve comigo.
Me inspirei na série Gotham para escrever essa pequena oneshot e espero que gostem! Aceito comentários de todos vocês! ❤

Capítulo 1 - Capítulo Único


Era para ser apenas uma noite normal na mansão Wayne, mas uma visitante inesperada apareceu no quarto do jovem Bruce e o deixou assustado com o seu estado físico.
Ela havia se metido em uma briga feia e não tinha para onde ir. Estava bastante ferida e se fosse a um hospital, perguntariam a causa de seus ferimentos e a jovem queria evitar isso e não queria encrenca com a polícia.
Bruce pede para que Selina se deite em sua cama enquanto ele busca o kit de primeiros socorros. E senhorita obedece e se deita devagar para que não sinta dor.
O jovem Wayne pensa em pedir ajuda a Alfred, mas ele sabia que o mordomo não iria gostar de saber que Selina estava na mansão a essa hora da noite. Por isso decide que será melhor atende-la em segredo.
Quando volta para o quarto carregando o kit de primeiros socorros, o pequeno Wayne se aproxima da senhorita Kyle e a examina com cuidado, sem intenção de machucá-la.
– Selina os seus machucados estão muito feios, mas acho que posso dar um jeito – Bruce fala e se prepara para limpar o rosto dela.
– Obrigada por me ajudar Bruce – ela fala com sinceridade.
Os dois estavam passando por uma fase muito estranha na qual sempre se afastavam um do outro. E quem tinha começado com isso foi Bruce, quando decidiu que seria melhor que eles não se vissem como antes. Por trás disso tudo, ele queria apenas protegê-la. Mas havia consequências para as suas escolhas e agora Selina estava namorando um garoto que ela conheceu durante o tempo que passou com Fish.
Bruce cuida dos ferimentos de Selina com precisão e cuidado. Ele houve ela arfar enquanto se ajeitava na cama e logo pede para ela tirar a blusa.
– Eu não vou tirar a blusa! – ela protestou mortificada.
– Preciso ver se tem algum machucado ou algo quebrado – Bruce fala sério.
– Está tudo bem comigo garoto, agora deixe-me ir – ela tenta se levantar, mas é em vão.
Tudo doía.
– Selina, eu só quero o seu bem! Então por favor, tire essa droga de blusa para que eu possa ver o que está te machucando? – ele aumenta o tom de voz e isso a assusta.
– Tá legal – ela se rende.
Bruce a ajuda a tirar a blusa revelando os seus ferimentos escondidos.
– Selina, o que aconteceu? – Bruce pergunta horrorizado ao ver a extensão dos machucados dela.
– Isso que acontece quando se mete com Fish Mooney – ela responde.
Bruce sente uma enorme raiva por ver que a garota que ele gosta está toda machucada e que ninguém tinha feito nada para impedir isso.
– E o seu namorado? Não te ajudou? – ele pergunta irritado enquanto cuida dos ferimentos.
– Acontece que ele e eu nunca fomos namorados – Selina fala envergonhada e logo depois geme de dor.
– Por que você mentiu? – Bruce pergunta tentando esconder a felicidade por saber disso.
– Não te interessa garoto – Selina responde ácida.
Bruce revira os olhos e finalmente termina de cuidar de Selina.
– Melhor você ficar sem camisa por enquanto – ele fala.
– Pervertido – ela responde constrangida.
O jovem arruma o seu quarto e deita ao lado de Selina na cama enorme de casal.
– Pode dormir, que eu cuido de você – ele fala para ela.
– Não preciso que tome conta de mim – Selina responde brava.
– Para de ser tão irritante! – Bruce fala.
Selina fecha a cara e Bruce a observa.
Tinha vontade de beijá-la desde o dia em que teve certeza que estava apaixonado. Se não fosse pelo o perigo que ela correria...
Agora que a Corte das Corujas estavam de olho em tudo em que ele fazia, seria mais fácil se os dois não se falassem mais.
Se alguma coisa acontecesse com ela... Não queria nem imaginar no que iria fazer.
– Menti que eu tinha um namorado para te deixar com ciúmes – Selina fala quebrando o silêncio do quarto.
Bruce fica sem reação.
– Eu queria que você pensasse que eu tinha um namorado para que corresse atrás de mim, mas você nunca fez isso – ela fala e mais uma vez deixa o jovem Wayne sem reação.
– Selina...
– Está tudo bem Bruce, eu sei que você não gosta de mim. E quem gostaria... Sou apenas uma pequena ladra, uma gatuna... – ela se lamenta e isso deixa Bruce furioso.
– Você não pode pensar assim! – ele diz.
– Só estou falando a verdade – ela diz meio triste.
Bruce se aproxima de Selinda delicadamente e segura o seu rosto com as duas mãos.
– Você é muito mais que isso, como não enxerga o quanto você é especial? – ele fala olhando no fundo dos olhos dela.
Uma pequena lágrima escorre dos olhos de Selina e Bruce a enxuga.
– Você é a ladra que roubou o meu coração. A pessoa que eu mais confio, com quem eu me importo e pela qual eu me apaixonei – Bruce fala e Selina não consegue acreditar no que acabara de ouvir.
– Se gosta de mim desse jeito, por que me afastou? – ela pergunta sem entender.
– Para te proteger – ele diz.
– De que? – ela pergunta confusa.
– Minha jornada está apenas começando e eu não quero que você se machuque. Eu tenho inimigos agora Selina e não quero que algo de ruim aconteça com você! – Bruce fala desesperado.
– Que inimigos você tem, com apenas 14 anos de idade? – ela pergunta.
– Muitos.
– Eu posso lidar com eles também.
– Não quero que se mete em encrencas por minha causa – Bruce fala sério.
Selina revira os olhos.
– Garoto, cala a boca e me beija agora – ela manda.
Bruce fica sem reação, mas Selina o puxa para um beijo.
Um beijo doce e casto, que selava o sentimento profundo que eles dois nutriam um pelo o outro.
Quando terminam de se beijar, Bruce olha espantado para Selina e ela ri da cara dele.
– Até que você beija bem – ela diz e ele ri.
– Aprendi com a melhor – ele responde.
Ela sorri para ele.
– Prometa que não vai mais me afastar – ela pede.
– Selina...
– Promete Bruce!
– Posso tentar – ele responde.
– Eu consigo lidar com qualquer coisa, sou forte – ela diz.
– Conversaremos sobre isso outra hora, agora descanse – ele fala enquanto se ajeita ao lado dela.
– Eu sempre ganho em uma discussão – Selina fala e Bruce sorri.
– Descanse – ele pede.
Os dois ficam em silêncio e Bruce se sente o garoto mais sortudo do planeta por finalmente ter se declarado para a garota que ele gosta e ter descoberto que ela sente o mesmo. E isso bastava para ele por hoje e agora só queria adormecer feliz com Selina ao seu lado.
– Eu te amo Selina – ele sussurra.
– Eu também te amo – Selina sussurra de volta.
E os dois sorriem felizes.
                                FIM.





Notas Finais


Coloquei o Bruce com 14 anos pq não sabia ao certo quantos anos ele tem na série.
Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...