História O garoto que mora ao lado - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Tom Holland
Personagens Personagens Originais, Tom Holland
Visualizações 213
Palavras 934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem do capítulo.Gente eu ri muito e amei todos os comentários.Todos mesmo.Muito obrigada todas por comentarem.❤❤❤ Por interagir,falar dos personagens...Obrigada.

Capítulo 20 - Anda.Acaba comigo.


Eu olhava pra todos os cantos,menos pro rosto do Tom.Eu tinha que encontrar um jeito de sair dali,ir embora,eu senti que algo estranho estava acontecendo comigo naquela hora,uma necessidade estranha de bater em algo,nesse caso...em alguém.

-Ficaria mais facíl se você me olhasse quando eu falo com você...agora que eu sei que você pode falar.-Tom falou sério.

Como é que é?!me ignora na maior cara de pau,e como se nada tivesse acontecido,ele vem falar comigo NUMA BOA...

Eu precisava manter a calma e o auto controle.

-Sabe?por um lado eu acho que Justin pode estar certo com o que ele disse.-ele falou meio irritado.

Ah claro!tinha que ter o dedo desse babaca no meio disso ai...Vai entender esse pessoal né??tentei lembrar do que Tom quis dizer com aquilo,e eu não sei como eu lembrei daquela vez que ele foi bater no Tom,e disse aquelas coisas horríveis pra mim.

Eu olhei pra ele,e fechei os punhos.Minha respiração começou acelerar,eu estava querendo começar a perder o controle,fechei os olhos e a voz de Malcom me veio na cabeça: "Então controle isso" depois lembrei de algo que eu mesmo disse: "Eu controlo você,não você que me controla".

-Por que disse a Zoey que eu tinha pedido pra você se afastar dela?e bem na hora que eu disse que você poderia ir ver ela.-ele falou com a maior simplicidade do mundo.

Eu nem prestei atenção no que ele perguntou direito.Eu estava desesperada pra sair dali.Mas isso não quer dizer que eu não tenha entendido tudo...

-Responde.-ele alterou um pouco a voz.

-Não tive mesmo a itenção de te colocar contra Zoey.Eu não disse por mal.Disse por mim,sabe??não pra colocar ela contra você.-eu disse de olhos fechados.

-E tem como provar isso?-ele olhou o chão,e depois me olhou.

-Eu não tenho porque mentir.-eu me sentei no chão,e coloquei a bolsa em cima das minhas pernas.

Ele se levantou e caminhou até onde eu estava sentada.

-Você está bem?-ele perguntou.

Ah claro que estou bem.Só estou com uma leve vontade de te arremeçar na parede e destruir seu lindo rosto.Pensei nisso como resposta.

-Olha Tom,eu não sei o que você está pensando.Eu gosto muito da Zoey e do Dylan,e respeito muito o amor e o respeito que eles dois tem por você.E você deveria se firmar nisso.-eu disse me levantando.

A porta já estava destrancada,eu abri e saí da biblioteca.

-Espera!-Tom gritou.

Comecei a andar rápido e me bati com alguém.

-De novo!-Justin caiu.

Parei ficando na frente dele,que se levantou.

-O que foi?-ele estava me provocando?é ele estava.

-Tá com raivinha porque eu espalhei alguns boatos sobre você pro Tom?porque eu disse que você manipula as pessoas?é certamente essa não é a sua praia e sim a minha!Mas eu não poderia deixar que meu amigo ficasse por ai falando com uma pessoa que nem você né?-Justin andava na minha direção.

Eu não sei se era a hora perfeita pra descontar a minha raiva em alguém.Mas eu tinha que me preparar.

-Olha...é Mariana né?olha Mariana,foi muito errado o que a Jéssica fazia com você...se você percebeu hoje...ela não implicou com você,eu tenho uma grande aliada do meu lado que me ajuda em tudo,conhece a chantagem??então??eu e ela somos ótimos amigos.

Ele estava chegando perto demais.

-Você até que não é tão esquisita sabia?-ele me olhava com outros olhos agora.

-Mas continuando...eu falei com Jess pra te deixar em paz...ou se não...eu ia sair por ai espalhando coisas que eu sei sobre ela...acho que agora eu preciso usar a minha amiga chantagem com você não é??faça Tom parar de falar com você.Ele é meu melhor amigo e não pode ter má reputação de ficar andando por ai e falando com você...e em troca...Jess não fica no seu pé.

Ele se aproximava e ainda me olhava com o mesmo olhar...

Quando ele se atreveu a tocar meu rosto.Segurei forte a mão dele.E torci a mão dele,fazendo ele gritar.

-Não se atreva a tocar em mim.Acha mesmo que eu tenho medo das suas chantagens?-eu torci mais a mão dele...eu quebrei na verdade.

-Olha,se eu fosse você,ficava longe...bem longe de mim.-eu o puxei fazendo com que ele batesse com tudo na parede.

Ele estava com medo,e só depois eu percebi que o Justin não merecia tudo aquilo.E aquele olhar dele me fez lembrar daquela garotinha que eu salvei outro dia,daquele garoto nojento.

-Anda.Acaba comigo.-ele chorava.

Ele chorava??será que era de dor??Vi Tom na porta da biblioteca e ele tinha visto tudo.

-Seu melhor amigo Tom,pode fazer isso por você.-saí andando,como...o homem de ferro,depois de uma explosão...

-Me provou bem mais do que eu queria.-ouvi Tom gritar.

Não respondi nada,fui andando assistir o restante das aulas.Depois fui embora.

E desde o ocorrido com Justin e Tom,eu não tinha visto eles.Estava muito cedo pra voltar pra casa.Eu ia andando mesmo...precisava repassar tudo que eu tinha vivido nesse colégio.

Malcom ia me matar...isso era certeza...Justin e Tom viram tudo...logo a escola toda ia saber...e eu senti uma onda de arrependimento...não era pra ninguém saber de nada...ou ver nada!

Coloquei as mãos sobre o rosto e comecei a chorar.

Eu estava com raiva.Justin não merecia ter a mão quebrada...talvez o nariz...mas não a mão...

Tirei meu caderno de desenhos da bolsa...e comecei a imaginar quais seriam as expressões que Malcom faria...e tudo que ele me diria...

O Tom viu tudo e ficou surpreso...e agora ele ia ter medo de mim.

E foi pensando nisso que minhas mãos tremeram sem parar,comecei a ouvir muitas vozes na minha cabeça.

Cai no chão derrubando tudo,menos a bolsa,pelo menos ela eu consegui salvar...

Ouvi passos se aproximando,mas eu não conseguia me mover.

 

 

 


Notas Finais


E ai?comentem o acharam do capítulo,espero que tenhan gostado. ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...