História O garoto que odiava estrelas. - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Suga, V
Tags Abo, Alfa, Fobia, Happytaegiday, Ômega, Taegi
Exibições 629
Palavras 2.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meu povo, demorei mas expliquei o motivo, então, boa leitura!

Capítulo 9 - Eclipse


Fanfic / Fanfiction O garoto que odiava estrelas. - Capítulo 9 - Eclipse

Eu não era assim antes de você.
Mas você me mudou, como um eclipse muda um dia.
Deuses, eu estou tão fraco com você.
Mas também me sinto forte quando está a meu lado.
Eu sou o Sol, e você a Lua, e em um eclipse, iremos fazer nossa própria mudança.
★☆★

Com um bocejo, Taehyung leva as duas mãos aos olhos, finalmente acordando de seu sono sem sonhos. Vê a janela aberta, permitindo a passagem de luz, lembrando-se de Yoongi pedindo para não a abrir a noite.
O alfa joga uma perna para fora da cama, se descobrindo das cobertas fofas e macias e se arrastando para fora da cama, andando quase como um zumbi para sua sala, encontrando o ômega na cozinha.

Yoongi cozinhando era realmente uma cena engraçada.

O ômega era todo desajeitado, andando de um lado para o outro, seus pés brancos como o açúcar que lhe originou o nome se deslocando descalços pelo azulejo da cozinha.

Estava tão concentrado que não viu o alfa se aproximando. O ômega pôs se a frente do fogão, finalmente com todos os ingredientes sobre a bancada.
O alfa caminha em silêncio, um sorriso brotando discreto em seus lábios, abraçando o ômega por trás, pondo suas mãos firmes em sua cintura, colando seus corpos, sentindo seu cheiro inebriante de margaridas e Vitórias-régias, arrancando um arfar surpreso da parte de Yoongi, que olhou para o alfa sobre os ombros.
  - Você me assustou Taehyung, nem te vi chegando. -O ômega diz, tentando ignorar seu coração batendo rápido e tentar se focar apenas em seu prato, que era o café da manhã dos dois.
  - O que você está fazendo? -O alfa pergunta ignorando a fala anterior, olhando para o panela ao fogo.
  - Kimchi. -O outro responde, sorrindo ao lembrar de Jimin, que adorava um bom Kimchi apimentado, vivia basicamente a base disso, já que o prato pode ser ingerido tanto no café da manhã, almoço e jantar.
  - Não sabia que você cozinhava. -O alfa diz curioso sobre a comida do menor.
  - E não cozinho, mas como moro sozinho tive de aprender a fazer algumas coisas. -Ele responde.
  - É, sei como é, eu também não cozinho muito, mas sei me virar, embora as vezes o Kookie vem fazer algo.
O alfa diz se afastando do ômega, que tentou disfarçar o desapontamento, mas como estava de costas para o outro não foi necessário. Taehyung se joga no sofá, observando o menor cozinhando.

Queria ir até ele, oferecer sua ajuda na comida, ou quem sabe o agarrar com força, o pressionar contra a bancada, o fazendo subir na mesma enquanto atacava seus lábios até os deixar vermelhos, porém apenas continuou parado no sofá, observando-o e adimirando-o de longe.

Taehyung definitivamente não era mais o mesmo.

Já Yoongi estava com o coração acelerado até o momento pela aproximação repentina. Havia gostado daquilo. Queria mais daquilo, mais dos corpos colados, mais contato com o alfa, mesmo que a cada toque do maior sua pele parecesse em chamas, ele queria se queimar cada vez mais naquele fogo conhecido como Taehyung.

Yoongi também havia mudado.

Taehyung continuou observando o Ômega. Ele parecia não saber o quão bonito ele era. Seu rosto era simplesmente lindo, seu cabelo possuía o corte perfeito, e Yoongi também ficava lindo com seu óculos, como Taehyung havia visto um dia enquanto o observava na escola. Tudo nele era impressionante, ele era simplesmente perfeito, a família deve devia estat muito feliz com o filho.

O Kimchi ficou pronto depois de um tempo, e ambos se sentaram a mesa para comer, ambos famintos. Na visão do alfa, a comida estava deliciosa, ainda mais feita pelo ômega, enquanto para este estava ao menos aceitável.

  - O que pretende fazer depois do ensino médio Yoongi? -O alfa pergunta, tentando dar início a uma conversa.
  - Música, sempre gostei bastante, de Rap, mais especificamente. -O ômega respondeu, deixando o alfa surpreso.
  - Sério? Eu também, mas sou mais vocal, podemos formar uma dupla algum dia. -Taehyung diz sorrindo, arrancando outro sorriso, porém este de Yoongi.
  - Sim, acho que seriamos uma boa dupla. -Ele diz, ambos contentes internamente, felizes por se completarem, de certa forma.

Por mais irônico que fosse, Yoongi queria ser uma estrela do Rap.

Após o café da manhã/almoço acabar, Taehyung se pronuncia à lavar a louça, alegando que Yoongi já havia feito muito por ele, e como o ômega vê que não teria como contestar, assente.
Enquanto as mãos de Taehyung esfregava os pratos, foi a vez de Yoongi o observar. O ômega sentia-se confuso sobre Taehyung. Não sabia se ele gostava de si ou era apenas mais um ômega qualquer para o alfa, embora também sentisse o carinho que o outro tinha consigo.

O ômega nunca teve dificuldades para ler as pessoas, mas Taehyung era sua maior incógnita.

Isso era frustante, mas ao mesmo tempo exitante.

E o fato de isso ser confuso era ainda mais frustante.

Escuta um barulho já conhecido por ele, seu som padrão para notificação em seu celular, que estava no quarto. Se perguntou por um instante por que não estava em seu bolso, como o de costume, e ao olhar para o próprio corpo percebe que ainda estava com as roupas de Taehyung.
Com as bochechas coradas e o coração aquecido, ele caminha até o quarto do maior, pegando seu celular na cômoda ao lado da cama, voltando para a sala em seguida.

Jimin: E então, algum progresso com o Taehyung?
Yoongi: Bom dia para você também.
Yoongi: E...acho que sim, estou na casa dele, ele está lavando a louça agora.
Yoongi: A propósito, comemos Kimchi.
Jimin: Wow, já está fazendo sucesso com o Boy. Manda foto.
Jimin: Nossa seu vacilão, nem guarda comida pra mim ;-;
Yoongi: Certo, vou mandar foto, espere.

Então Yoongi clica na câmera, e quando clica no botão para tirar a foto, o maldito flash estava ativado, fazendo a cozinha se iluminar, chamando a atenção do alfa, que ao olhar para trás e ver Yoongi com a câmera apontada para si, seu lado convencido  afloresce.
  - Eu sei que sou lindo, Suga, mas se quisse uma foto era só me pedir. -Diz sorrindo zombeteiro para o ômega, que estava completamente vermelho e sem graça, e vendo isso, Taehyung decide o animar. -Vamos, tire mais fotos. -Ele diz deixando o ômega confuso, mas esse que logo começa a sorrir ao ver o alfa, que estava fazendo poses engraçadas.

E assim eles tiraram várias fotos, começando um "ensaio fotográfico" entre eles, com direito inclusive à Aegyos, ambos quase explodindo com a fofura do outro.

Taehyung tirava fotos de Yoongi, Yoongi tirava fotos de Taehyung. Em seguida eles decidiram mudar um pouco, começando a gravar ambos, apoiando o celular em um canto, enquanto os filmava fazendo várias travessuras, poses engraçadas, poses sexy, encenação e inclusive uma quase briga quando Taehyung abre a torneira e enche as mãos de água, tacando no ômega em seguida.

Eles continuaram brincando e correndo pelo cozinha enquanto o celular o filmava, até que Yoongi tropessa em uma vasilha deixada cair na correria.

Taehyung, que estava a sua frente, prontamente o impede de cair, segurando-o pela cintura. Com o susto, seus corpos se colaram novamente, seus olhares se cruzaram, ambos observando o rosto um dos outro, que estavam a centímetros de distância.

Os olhos de Yoongi eram brilhantes como a Lua, enquanto os de Taehyung iluminavam a vida da própria Lua.

E em um eclipse, eles se encontraram.

Ainda com as mãos na cintura de Yoongi, Taehyung o puxa para mais perto, colando ainda mais seus corpos, o único local que ainda não se chocou contra o outro, porém que já se roçavam um ou outro eram seus lábios. A Lua fecha seus olhos, enquanto o Sol sorri contra os lábios da mesma, colocando uma de suas mãos atrás de seu pescoço, com a intenção de finalmente acabar com aquela distância restante entre seus lábios.

Porém Lua e Sol nunca podem se encontrar. Quando o Sol se põe, a Lua chega, e apenas quando esta vai embora é que o Sol retorna novamente.

Um amor impossível.

Uma notificação de celular.

O som vindo do celular de Yoongi interrompe o momento, fazendo Taehyung suspirar contra os lábios do menor, que antes roçavam um ao outro, mas agora se afastavam. Ambos ficaram levemente corados.

  - Vou voltar a lavar a louça. -Taehyung diz desconfortável, se virando enquanto abria a torneira novamente.

  - C-Certo. -Yoongi responde, voltando ao celular, levando um susto ao perceber que ainda estava gravando. Sorri, rapidamente indo rever a cena, com claro, seus fones de ouvido.

Enquanto assistia aquela cena, não parava de sorrir.

Foi então ver a notificação que havia atrapalhado seu momento, não se surpreendendo em ver que era jimin.

Jimin: Que demora para mandar uma foto Yoongi, foi se pegar com ele é?
Yoongi: Eu te odeio.
Jimin: Oxe, o que eu fiz agora.
Yoongi: Ele ia me beijar e você mandou mensagem jimin.
Yoongi: VAI. SE. FODER.
Jimin: BERRANDOO
Jimin: Você nem parece o mesmo Min Yoongi que eu conhecia.
Yoongi: A propósito, eu meio que gravei a cena, assim, eu fui tirar a foto pra você, saiu com flash, ele me viu, fiquei parecendo um idiota, ele começo a brincar e filmar, a gente fico correndo como idiota, eu tropecei, ele me segurou e deu no que deu.
Jimin: Amanda.
Yoongi: Que? Que amanda?
Jimin: Amanda o vídeo agora.
Yoongi: Meu deus Jimin. *Revira os olhos*
Yoongi: *Vídeo*
Jimin: Oowwwnwwnw *Vomitando arco-íris
Jimin: Yoongi, tenho uma coisa pra te falar.
Yoongi: Diga.
Jimin: Acho que descobri se ele gosta ou não de você...
Yoongi: ... O teu cu, me fala logo.
Jimin: Ele não gosta de você.

Yoongi sentiu seu coração apertar.

  - O...que? -Yoongi perguntou baixinho para si mesmo.
  - Disse alguma coisa Yoongi? -Taehyung pergunta. Maldita audição dos alfas.
  - Não. -Ele diz, vendo que Jimin já digitava novamente.

Jimin: Yoongi, ele te ama!

  - O quê!? -Yoongi exclama alto desta vez, impossível de negar ter dito algo, ficando sem graça novamente quando olha para Taehyung que já se encontrava o olhando. -Err, desculpa, estou falando com um amigo.

  - Tsc. Tudo bem. -Taehyung responde rindo internamente no mais velho e continuando a lavar a louça.

Yoongi: Como assim ele me ama? Esta maluco Jimin?
Jimin: Eu conheço Taehyung, Yoongi. Se ele não sentisse nada por você, teria imediatamente te beijado, independente da notificação ou não, na verdade, ele já teria o feito a muito tempo, mas não, ele ficou hesitante. Ele não é assim Yoongi, foi você quem o mudou.

Yoongi estava sem palavras, porém Jimin ainda tinha algumas.

Jimin: Ele está com medo de fazer algo errado e você se afastar, ele está apaixonado Yoongi! Meu deus eu estou surtando, virou meu otp.

Yoongi: Eu...Não sei o que dizer.
Jimin: Não diz nada, vai dar atenção pro teu boy.
Yoongi: Ele ainda está lavando louça.
Jimin: Abraça ele por trás, sei lá.
Yoongi: Ele meio que já fez isso quando eu estava fazendo o Kimchi...
Jimin: AAAAAAH E TU NEM ME FALA NADA MEU DEUS ESTOU SURTANDO
Yoongi: Não exagera, Jimin.
Yoongi: Tenho que ir, desta vez vou manter no silencioso.
Jimin: Vai lá safrada.

Falar com Jimin deixava Yoongi com bom humor.

Finalmente Taehyung acabou a louça, voltando a sala, praticamente se jogando no sofá, como sempre. Se Yoongi fizesse uma lista de coisas que Taehyung gostava, provavelmente em primeiro lugar estaria se jogar no sofá ou na cama. Não, estaria em segundo. Com certeza em primeiro estaria atazanar a vida do ômega.

  - Suga -Taehyung chama, atraindo o olhar do ômega, que por mais que o revirar de olhos dissesse o contrário, ele estava começando a gostar de ser chamado assim.

  - O que foi?
  - Eu estava pensando...Você já tentou parar esse medo de estrelas?

Yoongi suspirou, juntando uma mão a outra, entrelaçando seus polegares.

  - Já me levarem em vários psicólogos, mas nenhum é de fato especializado em Siderofobia, sabe é um transtorno um tanto incomum. Eu ia em psicólogos comuns mas...Eu não conseguia me abrir com eles, portanto cortei o tratamento. É...complicado para mim.

  - Entendi. Você ainda tem vontade de parar?
  - Bem, eu queria mas...acho pouco provável de acontecer. Os psicólogos mesmo diziam que meu transtorno já estava em nível avançado.
  - Isso não importa agora. Eu quero te ajudar a superar isso, se você quiser, claro, mesmo que não esteja pronto para se abrir ainda.

Yoongi refletiu sobre a proposta por um tempo. Tinha poucas esperanças de realmente superar seu transtorno de Siderofobia, mas sentia que não tinha nada a perder. Com Taehyung, nada havia a perder.

  - Eu aceito. -Yoongi responde, depois de alguns minutos em silêncio, arrancando um sorriso de Taehyung.

Para Yoongi, eclipses significavam mudança. E ele esperava que, como um eclipse, Taehyung fosse capaz de mudá-lo.
 


Notas Finais


Obrigado a todos que estão comentando, favoritando e principalmente apoiando a fanfic!
Esse tempo sem fanfic não foi totalmente em vão, eu consegui pensar em bastante coisa da fanfic. Vocês sabem que cada capítulo tem entre 1500-2000 ou mais palavras, se eu disser que tenho um capítulo só de idéias para usar no futuro não é exagero. Elas incluem muitas coisinhas lindas, algumas vocês vão me bater, e outras vao me amar e vomitar arco-íris, mas é, já sei uma boa parte da fanfic, e posso dizer que não estamos nem na metade! Sim meu povo, essa fanfic vai ter mais capítulo que Stalker teve **Palmas** Na verdade meu problema agora está sendo achar "termos" do espaço suficientes, algo simples e que todos conheçam, mandem sugestões nos comentários, embora bem provavelmente eu já anotei no meu caderninho dos yaoi (Eu escrevo parte das ideias mais básicas, como nomes de personagens e nomes de capítulo, ideias para os textinhos em um caderno, que por mais errado que seja é o de religião porque é o que eu menos uso. Sim, eu escrevo yaoi no caderno de religião. E as idéias pra capítulo mesmo, e inclusive a ordem bonitinha dos capítulos tá no celular, que é por onde eu escrevo fanfic. Mas bem, deem sugestões, eu não devo comentar nada sobre as sugestões para causar suspense u.u

É isso, ah, e queria dedicar esse capítulo a uma pessoa muito especial pra mim, sim mozona, eu estou falando de você, não vou nem comentar nada, acho que você já sabe o que eu tenho para dizer.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...