História O gato e o golfinho - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Chrollo Lucilfer, Kurapika, Leorio Paradinight
Tags Chrollo, Kurapika, Kurokura, Leopika, Leório
Visualizações 22
Palavras 1.616
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Fantasia, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 3 - Ataque


Fanfic / Fanfiction O gato e o golfinho - Capítulo 3 - Ataque

Lucifer termina o curativo de Kurapika. Ao que parece o loiro tinha sofrido alguns arranhões quando Lucifer o jogará no chão.

-Terminei

Kurapika encolhe no sofá. –Quem você acha que nos atacou?

-Alguém de sua escola.

-Por que eles fariam isso?

Lucifer senta-se no chão. – Conflito de interesse. Isso é muito comum no universo Sisimunt. Basicamente o Sisimunt que nos atacou tem um contrato com alguém que almeja a mesma coisa que você ou pelo menos pensa que almeja.

-Então seria alguém que gosta do Leorio ou quer ser torna presidente do conselho?

-Ou pode ser alguém que não goste de você é queira de fazer mal.

Kurapika se auto abraça. –Está dizendo que eu posso ser morto?

-Não. Para um Sisimunt ganhar o direito de matar um ser humano, ele precisa ser de um nível muito alto. Mas geralmente quando meu povo atinge esse nível eles se aposentam para viver uma vida confortável. Então e muito difícil você correr o risco de morrer.

Um alivio se instaura no peito do loiro.

-Porém, ainda pode ser colocado em coma ou ficar invalido.

Kurapika arrepia-se de novo

-Mas não se preocupe, eu não permitirei que nada aconteça com você.

-Obrigado!

-Afinal, isso acarretaria na não finalização de minha missão, e eu não quero mais nenhum fracasso em meu currículo. O ultimo me custou muitos cristais. -Pensou Lucifer

Kurapika levanta-se com cara de irritado. –Obrigado por ser tão compreensivo.

Kuroro fica encarando o loiro subir as escadas.

Hora de investigar.

Lucifer vai para o cenário onde ocorreu o ataque, ele olha tudo com um enorme cuidado. Quando estava desistindo, ele encontra um fio de cabelo.

-Isso faz a lista de suspeito cair drasticamente, porém, ainda não deixa apenas um suspeito.

Lucifer entra em sua casa e transforma-se em gato.

O felino sobe as escadas. Kurapika já adormecia em seu quarto. O animal deita-se em seu cesto.

XXX

Amanhece

Kurapika tomava seu café da manhã com cara de preocupação.

Lucifer que já acabará sua refeição suspira de frustação.

O Kuruta olha para frente. –O que?

-Por mais que eu odeie isso a ética do contrato me obriga a perguntar. Você ainda que continuar o contrato?

-Como assim?

-Sua saúde está em risco, então, se quiser desistir é só me dizer.

-O que aconteça com você se eu desistir? Digo, além de marcar mais um fracasso no seu currículo.

-Nada. A sua memoria será alterada para você não lembrar-se de mim e eu irei embora

-Eu tenho que responder agora?

-Seria melhor.

Kurapika fica refletindo por um momento... –Minha resposta e não.

-Tem certeza?

O Kuruta encara a xicara de café. –Sei que minha saúde está em risco, mas eu preciso conquistar o que eu quero, e principalmente... Eu não quero deixar que me atacou ganhar.

Lucifer sorrir. –Muito bem então. Eu começarei a realizar seus desejos hoje. Desta vez eu não vou falhar.

-Serio?

-Sim. Você tem alguma ordem de preferencia?

-Resolva o problema com minha nota. O resto eu posso esperar.

-Se é o que deseja. -Definitivamente não falharei

XXX

Na escola

Kuroro estava tendo aula com o professor de matemática que tinha acusado Kurapika de colar na prova.

-Alguém pode resolver essa questão na lousa? Leloch?

-Eu passo professor. A rosada diz com desdém.

Lucifer encara a namorada de Leorio. Ela era bonita, mas tinha uma aura de que não prestava.

-Algum voluntario?

-Posso ir professor?

Hisoka levanta a mão.

O olhar de Kuroro cai sobre o ruivo e sua cara endurece

-Tinha quer ser o representante de classe. Como eu sei que ninguém vai se voluntariar mesmo pode vim

Hisoka caminha até a lousa. 1 minuto depois a questão estava resolvida.

-Correto! Você me dar tanto orgulho.

O professor olha para frente. –Alguém quer responder a segunda questão? Por que se não nem mando o Hisoka sentar.

-Eu quero!

Os olhos de Hisoka se arregalam.

-E o novo aluno? Pode sim.

Lucifer pega o pincel e também responde as questões corretamente.

A sala solta um grande oh!

-Está certo.

O moreno sorrir, Hisoka aperta os punhos.

XXX

Cara você foi incrível na sala! Leorio falava alto.

-Mesmo?

-Deixou Hisoka desconfortável.

-Você não gosta dele?

-Não é isso? Ele é legal de vez em quando sai com a galera, mas ele é um queridinho do professor.

-O que isso quer dizer?

-O professor imbecil só gosta dos alunos inteligentes. Hisoka é um CDF, mas agora entrou alguém que possa competir com ele. Só cuidado para não virar um queridinho do professor imbecil.

-Fala do professor Holt?

-Sim. Esse é o apelido dele. Mas, tente não chama-lo pelo nome isso o humaniza.

-Ele não me parece tão ruim.

-Eu soube que ele pegou alguém do segundo ano colando. Tenho pena desse aluno, ele deve sofrer mais que os alunos medianos ou os burros. Ainda mais que esse aluno também era um queridinho.

-O Kurapika era queridinho dele?

-Conhece o aluno?

-Ele é meu primo.

-Ele realmente colou?

-Dizendo ele que não.

Leorio faz um semblante duro. –Sei que ele é seu primo, e apesar de nunca chegar a conversar muito com o Kurapika, ele me parecia um aluno inteligente e era um queridinho. Não vejo motivo de o professor incriminar ele.

-Não precisa ser desculpar. Mas me conte mais sobre o professor.

-Por que quer saber?

-Nenhum motivo especial.

-Bem, ele é normal. É casado, não tem filho, mudou para cá faz seis anos.

Lucifer morde o lábio inferior.

-Meu amor! –Leluch chega e abraça Leorio por trás.

-Eu preciso ir. Adeus, Leorio.

-Você está andando muito com o novato.

-Relaxa ai! Ele é legal.

XXX

De noite.

Aonde vai Lucifer?

-Tenho um assunto para resolver.

-Vai demorar?

Kuroro vira-se para Kurapika. –Não se preocupe, eu vou voltar assim que terminar o que irei fazer.

-Certo! Eu vou está no meu quarto.

-Kurapika, não precisa se trancar no quarto por causa do medo.

-Não estou com medo... Só vou ficar estudando

Kuroro ri internamente. –Eu acredito em você

Lucifer se transforma em gato, e sai pela porta da frente.

XXX

O primeiro local que visitara era a casa do professor. O felino pegou bem a hora que Holt sai de sua casa.

Aonde você vai professor?

Lucifer segue seu professor até o lado obscuro da cidade.

O felino esconde-se atrás de uma lixeira, e transforma-se em humano de novo.

-Quando ele sai do beco, acaba esbarrando em alguém.

-Tudo bem com você.

-Hisoka! O que faz aqui?

O professor sai do estabelecimento que entrará minutos antes, porém, dessa vez ele saiu acompanhado por uma mulher.

-Droga! -Lucifer puxa Hisoka para o beco.

-Tudo bem ele já foi.

-O que faz nesse lado da cidade?

-Eu perguntei primeiro.

-Andando. E você?

-Não interessa.

-É assim que trata um velho amigo?

-Não é meu amigo, era meu rival que abandou tudo... Por mais poder.

-Eu sei que te abandonei. Entretanto, não foi por mais poder.

-Mas você ficou mais poderoso!

-Sim, porém esse não era o principal motivo, entenda...

O telefone de Lucifer toca.

-Alo!

-Kuroro Lucifer? Primo de Kurapika Kuruta?

-Sim.

-Eu sou um paramédico. Liguei para avisar que estamos levando o seu primo para o hospital Santa Casa de Asclépio.

- O que houve com ele?

-Sua alergia alimentar atacou, ele está muito mal.

Os cabelos de Kuroro e eriçam, garras aparecem em seus dedos.

-Hisoka onde Machi está?

-Na nossa casa.

-Você quer se torna presidente do conselho, certo?

-Quero.

Lucifer vira-se para o ruivo. –Seus olhos estavam selvagens e seus dentes afiados.

-Eu adoro te ver assim.

O felino tenta dar uma patada no ruivo, mas, Hisoka se transforma num pássaro e alça voo.

-Maltido! Lucifer vira gato outra vez e vai para o hospital onde Kurapika foi levado.

XXX

Eu sou Kuroro Lucifer, onde meu primo está?

-No quarto 23. –Fala a recepcionista.

-Certo!

O moreno entra correndo no quarto.

O loiro estava dormindo.

Kuroro aproxima-se e toca a face do Kuruta.

-Lu-ci-fer? Kurapika fala baixinho.

-Sim, Kurapika. O que houve?

-Eu comi algo que me faz mal.

-O que você comeu?

-Leite

-E alérgico a leite? Mas eu vivo vendo você tomar leite.

-Ao leite normal sim. Alguém deve ter trocado o copo.

-Por que acha isso?

-Bem, eu fui fazer uma pausa da minha seção de estudo. Desci para a cozinha beber um copo de leite, quando ouço alguém na porta da frente.

Abro-a e vejo outra carta de ameaça.

-Fecho a porta, pego o leite e vou para meu quarto. Termino de beber e minutos depois eu comecei a passar mal e chamei a emergência.

Sinto-me mal por isso. -Desculpe-me, eu não achei que haveria um novo ataque tão cedo.

-Não se culpe essa não é sua função.

-Mesmo assim eu prometo que vou conseguir melhorar sua proteção.

-Como?

-Segredo.

Os dois sorriem

-Mas me deixe dizer. Você sabia que seu professor de matemática sai com garotas de programa?

-O Holt? Mas ele é casado!

-Acho que isso não é um problema.

-Gente! Por essa eu não esperava, ele parece tão certinho. Mas porque está me contado isso?

-Estou pensando em usar isso para fazer chantagem.

-Isso nunca! Não quero ter minha nota mudada por causa de uma chantagem.

-A chantagem não é para mudar sua nota, e sim para ele falar quem o fez mudar a sua nota.

-Acha que alguém o forçou a fazer isso?

-Sim. Deve ser a mesma pessoa que te atacou.

Kurapika aperta o lençol da cama.

XXX

Então você se encontrou com Kuroro?

-Sim

-E como foi?

-Ele ainda tem raiva de mim.

Machi acaricia os cabelos de Hisoka

-Você se arrependeu do que fez?

-Nem um pouco.

A rosada beija o ruivo.

-Eu também não.


 


Notas Finais


Então o Hisoka também um Sisimunt.
E ele tem treta com o Kuroro.
O que será que aconteceu entre os dois?
E o que será que Hisoka fez?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...