História O Gato Vira-Lata - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lemon, Neko Seme, Nekos, Tortura, Yaoi
Exibições 24
Palavras 655
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Droubble, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Slash, Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Vou postar um pouco de capítulos em dezembro, esse já estava pronto, e eu não estou escrevendo porque um pequeno incidente ocorreu com meu celular ;-;
Eu espero que vocês gostem.
Comentem, por favor!
À história só começará em janeiro (definitivamente).
Pra você que não me conhece, oi. Me chamo Gabrielli, sou escritora (chinguilingue) que só escreve por diversão, eu escrevo só yaoi e algumas outras coisas, mas meu foco é yaoi!
Obrigada por estar lendo isso e por ter favoritado, ou só lendo mesmo, comentem o que acha isso me motiva!
O próximo capítulo já está pronto e só será lançado em dezembro, e depois postarei regulamente quando Janeiro começar.

Capítulo 1 - Prólogo: A Venda de Aberrações


Fanfic / Fanfiction O Gato Vira-Lata - Capítulo 1 - Prólogo: A Venda de Aberrações

Prólogo: A Venda de Aberrações

✖ ❌ ✖

— Eles são aberrações, não deveriam estar presente em nossa sociedade! - O homem grita batendo suas mãos na mesa, e a plateia – do programa de televisão – vai ao alge, gritando junto ao homem, gritando que ele estava absolutamente certo.

O vidro abafava os sons, e você agradeceu por isso, já que sua audição era muito boa, boa até demais.
As várias televisões passavam o mesmo programa que se auto titulava um programa contra as aberrações.

Chovia muito e você estava abaixo do toldo daquela loja de eletrodomésticos, mas se arrependeu por ter escolhido essa, já que o programa que estava passando era um absurdo.

Fecha ainda mais seu casaco, puxando ainda mais para baixo sua toca, que cobria seu segredo, orelhas de gato.

Suas mãos enfiadas nos bolsos do casaco enorme que você havia roubado de alguma dona de casa, o casaco estava pendurado no varal e você achou uma boa oportunidade para pega-lo, já que você não tinha roupas apropriadas para o inverno, já que esse era o primeiro inverno à ser frio mesmo, você sempre suportou o frio, mas nesse estava sendo complicado.

— Ei garoto! - Um homem saí da loja, te assustando e fazendo dar alguns passos para trás, cometendo o erro de sua toca sair. O homem pareceu assustado e muito, muito rancoroso. O homem não era mais alto que você, não, ele era extremamente mais baixo, mas parecia ser mais velho, ele deveria ter mais de trinta anos, ele tinha uma barba e seus olhos eram cor de mel, ele vestia uma calça colada preta e um sapato social e uma blusa branca falsificada de alguma lojinha por aí.

Ele tinha um sorriso perversoem em seus lábios.

Os olhos cor cinza se estreitaram analisando à situação, o que aquele homem queria? Aquela situação não estava nada boa!

— O que quer, senhor? - Fala cobrindo suas orelhas e a metade de seu rosto. O homem se aproxima de você, como num vulto. O gato de rua ergue seu punho esquerdo na intenção de dar um belo soco na cara do mais velho.

O mais velho se afasta ainda sorrindo.

— Você vai me render bons tostões, garoto. Ou melhor falando, aberração. - Ele fala sorrindo perversamente.

Ele te prensa no vitro da loja de eletrodomésticos, mas o que ele não sábia era que você era muito mais forte do que aparentava, e você dá um belo soco na fusa daquele velho.

Ele sorri e te joga para o meio da rua, fazendo você cair numa poça de água.

Seu capuz já havia saído, mas agora você não ligava realmente, já que só queria fugir dali, você se levanta num salto e saí correndo.

  Já havia ouvido em um desses, esse velhote deveria fazer parte da mesmo organização que aquele programa, já que havia te chamado de aberração.

— Hoje o dia está horrível! - Você exclama saindo correndo, tentando se clamufar nas multidões da calçada.

Colocou o capuz molhado.

✖ ❌ ✖

Hoje o dia não estava dos melhores, já que já passou mais de duas C.D.A (caçadores de aberrações) ou como a maioria da sociedade os chamavam, a carrocinha de aberrações.

Você não esperava ser barrado por uma delas, não, jamais passou por sua mente isso. Mas, sim, você foi pego, depois de anos fugindo deles.

Mas o que você menos esperava era que a C.D.A vendesse à certa pessoas "aberrações".

A C.D.A títulou você como um vira-lata, uma aberração de rua.

E você foi vendido por simples micharias, mas o que você menos esperava era que a pessoa mais rica do mundo te comprasse.

Te comprasse para ser um trabalhador do sexo. Um brinquedo sexual para ele.

E você menos esperou era que você fosse um candidado à um dos favoritos dele.

Um vira-lata, da rua, sendo o favorito do cara mais rico do mundo.


Notas Finais


Eu já revisei e tudo mais, mas se tiver algum erro me desculpe! Comentem alguma coisa, aceito tudo!!! ^^
Espero que vocês tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...