História O Guarda-Costa! - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Exibições 79
Palavras 642
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura!

Capítulo 11 - De volta a ativa!


Fanfic / Fanfiction O Guarda-Costa! - Capítulo 11 - De volta a ativa!

Atlanta 15 de dezembro de 2016-22h30

-Agnes On-

Sai do meu banho com a toalha enrolada em meu corpo para tampar os ferimentos,minha mae bateu na porta e adentro meu quarto com algumas coisas para fazer meus curativos...

-tudo bem?-ela pergunto e assenti-sobre seu pai...-eu a interrompi com um gesto da mao.

-nao quero falar sobre isso mae,por favor.

-ok,nao vo insisti mais nisso,venha,vamos fazer o curativo.

Me levantei e coloquei minhas pecas intimas e meu shorts de durmi,fiquei em pé enquanto minha mae fazia os curativos,assim que ela termino ela me deu um remedio e saiu do quarto,me sentei na cama e passei uma mecha do cabelo para tras da orelha,fiquei mechendo na minha unha e senti um vento passar por min,olhei para o chao e vi uma silhueta de um homem,me assustei de inicio mais dai lembrei de james,virei com calma pra tras e fiquei de pé,meu sorriso se desmancho,fiquei seria,dei um passo a frente e abracei meu corpo,suspirei e soltei um sorriso fraco...

Naquele momento que eu estava mechendo em minhas unhas sentada em minha cama,milhoes de coisas passaram em minha mente e uma delas foi.

É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer, porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo...

Espera,esta tudo tao confuso,e é assim que eu me sinto quanto,Justin Bieber esta em minha presenca,eu me perco em seus mar caramelado,em sua boca rosada e sua pose seria como sempre,ele nao sorri e quando esse milagre acontece,ou é sarcastico ou ironico,nao existi um so dia que o vejo rir sincero,mais o que estou falando?Esquece isso agnes...

Eu estava paralisada em meu lugar pensei que era james,mais...ele veio,ele leu minha mensagem,esto feliz por isso?Como nao estar,meu celular vibro e o olhei era jamesa...

-"amor...nao vai dar para min ir...esta uma confusao aqui em casa...amanha conversamos melhor...te amo :*"

Voltei meu olhar a bieber,que ainda estava me encarando,como se esperace algo de min,respirei fundo e tentei falar algo,mais a palavra nao saia,pisquei varias vezes e comecei...

-voce veio-foi o que consegui dizer,pois minha respiracao estava falha.

-sim...-foi a unica coisa que ele disse.

-entao quer dizer que viu minha mensagem?-disse insegura com sua resposta.

-claro,e no momento que a li,estava matando um cara-ele disse como se fosse a coisa mais normal do mundo e gelei-e voce?Como esta?Se sente melhor?

-sim,claro,bem melhor-me sentei na cama e ele se aproximo se sentando ao meu lado-meu pai disse que voce nao trabalhara mais qui.

-nao posso fazer nada-disse olhando para um ponto fixo.

-nao...-me aproximei dele segurando sua mao e ele me encaro-mes...mesmo voce sendo um insuportavel,chato,mandao,um ogro,um bandido...e...eu preciso de voce...Bieber...sem voce eu vo entra em uma depressao profunda,mais com voce sei que mesmo nas brigas eu vou ser livre.

-precisa de min pra sair de casa?Entao nao,fique aqui,sera mais seguro-ele SORRIU,puta que pariu que sorriso que fode com o psicologico.

-pra que eu precisaria de voce?Alias voce e meu segura...-ele me interrompeu pondo o dedo indicador em meus labios.

-EX...Ex seguranca.

-tanto faz...-disse seria tirando sua mao do meu rosto.

-rum...vejo que esta bem,hora de min ir...

Ele foi se levantar pra sair mais por impulso o puxei novamente o fasendo se sentar na cama e eu ficar ajoelhada ao seu lado,nossos olhares se cruzaram e senti aquele arrepiu percorrer meu corpo,estava tenso ja,fui me afastando de vagar mais ele me puxo pela cintura e me deito na cama subindo por cima de min,gruni de dor por sua pegada e ele soriu de lado e sussurrou um "desculpa",dei de ombros e ele roço seus labios nos meus,e desceu ate meu pescoço deixando uma leve mordida naquela regiao,ri por causa da cosquinha que me causo e segurei no cos de sua calça...Eu estava amando seu carinho,coisa que nunca senti antes,ele me deu um selinho e segurei seu braco olhando fixa em seus olhos...

-dormi comigo hoje?






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...