História O Guarda Costas - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Divergente
Personagens Andrew Prior, Beatrice "Tris" Prior, Eric, Natalie Prior, Personagens Originais, Tobias "Quatro" Eaton
Tags Agente, Andrew, Brigas, Confusão, Fbi, Mentira, Missão, Policial, Romance, Segredo, Tobias Eaton, Tris Prior
Visualizações 149
Palavras 799
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 32 - 2 semanas depois


POV TRIS

2 semanas depois

Ah.. Já aconteceram tantas coisas que eu nem sei por onde começar... Primeiro o Tobias me pediu em namoro e é claro que eu aceitei... Então oficialmente faz duas semanas que estamos namorando... Mas nem tudo está bem.. Até porque, não tenho tido muitas notícias do meu pai.

Não pergunto para o Tobias, já que sei que ele não vai me dizer nada, mas percebi uma diferença neles nesses dias, ele agora invés de passar todo tempo comigo, fica trancado no escritório, sei que é estranho, mas eu só fico observando..😂😂😂Eu sei essa frase é meio boba, mas né... Fazer o que?

Quero que ele confie em mim, mas uma parte de mim diz que isso não vai acontecer... Bem não nesse caso, tenho medo que esteja acontecendo algo perigoso com o meu pai.

Esses dias ouvi o Tobias falar no telefone, e dizer que tinham que investigar minha família. Fiquei triste com isso, até porque eu entendi oque ele queria dizer. Ele se referia da minha mãe, e do meu irmão.. Sei que eles nunca me machucariam,. Sei que minha mãe não é das mais corretas, mas também sei que o Tobias só quer achar quem está fazendo essas ameaças e se para isso ele tiver que investigar a minha família, tudo bem. Sei que não vão achar nada. Minha mãe não está envolvida nisso.

Todos tem alguém que não se dão bem... Infelizmente, nesse caso, são meus pais.

Uma parte de mim fica irritada por isso, não têm nada ver, a minha mãe nunca machucaria alguém, pelo que eu lembro do Caleb, ele era muito gentil e simpático. Mas sempre tem aquela parte que diz, que é suspeito, só ela sabia do cordão, só ela conhecia meu segundo nome, só ela!!!!.... Ahhhhh!!! Por favor, não faz ser ela, eu não aguentaria se fosse.

POV TOBIAS

Eu estou tão perto!!! Tão perto de conseguir achar a pessoa por trás dos atentados!! Acho que nem preciso dizer que eu acho que foi a Nathalie né? Preciso? Ok.

Investiguei o seu passado, e oque eu descobri? Ela já foi casada, desse casamento surgiu o seu primeiro filho, Caleb, ele atualmente tem 24 anos, estudava em Havard, tem uma ficha muito limpa, mas... Eu não vim falar dele, oque eu achei interessante na história da Nathalie com o pai do Caleb, foi o seguinte.

Além do cara ser rico, ele morreu! É, morreu. Como? Ele foi assassinado. Por quem? Ninguém sabe... Bem. A polícia suspeitou da esposa, mas ela tinha álibi e além do mais não tinha provas concretas, apenas circunstanciais. Também desconfiaram do amante, mas sendo esperta, ela conseguiu dar um álibi para ele também.

Moral da história, a Nathalie herdou milhões em nome do filho, já que o marido tinha deixado tudo para o filho. Que no tempo era de menor.. Coincidência? Eu acho que não. Ela tá querendo dar outro golpe e usar a própria filha de carteira.

Eu não tenho quase passado nenhum tempo com a Tris, isso me deixa irritado, mas quando isso tudo acabar, vou passar cada segundo da minha vida com ela, quero mante-la segura, isso é prioridade, depois vem o resto. Quando eu pegar a pessoa por trás dos ataques, eu vou poder ter o tempo livre que tanto quero com a minha namorada.

To- Tris?

Falo quando termino de ver algumas coisas

Ela não vem e estranho, saio do escritório e vou a sua procura.

To- Tris!

Vou para nosso quarto... É eu disse nosso, quando eu a pedi em namoro, nós passamos a dormir no mesmo quarto. Já que gosto de recuperar o tempo perdido na cama, fico bem cansado, já que ficamos à noite inteira compençando o tempo perdido.

Mas não vejo ela... Cadê ela?

Pego minha arma e vou a procura dela, saio de casa e começo a procurar ela pela floresta e de novo, sou todo arranhado pelos galhos.

To- merda.

Paro um pouco e ouço sons  leves de passos leves atrás de mim. Me viro rápido. Pego a pessoa e aponto a minha arma para ela.

T- eu só queria fazer uma surpresa.

Ela diz aterrorizada

Abaixo a arma.

To- Tris tá maluca? Eu poderia ter atirado em você!!! Que droga!! O que deu na sua cabeça.

T- eu não sabia que você estava aqui.

To- o que diabos você está fazendo aqui?...

Olho para sua mão e vejo uma cesta.

T- eu peguei amoras e algumas outras frutas... Não sabia que era errado.

Me sinto mal com suas palavras..

To- descul...

T- esquece.

Ela me afasta dela... Quando ela vai ir, seguro seu braço.

T- o que?

To- me desculpe, eu fiquei preocupado com você.

T- ok.

Ela solta minha mão do seu braço. Ela vai andando e vou atrás dela.

To- amor, eu sinto muito.

T- me deixa, ok?.

......



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...