História O Hacker dos desenhos - Capítulo 64


Escrita por: ~ e ~Robsonssj

Visualizações 8
Palavras 2.434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Ficção, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela, Super Power, Survival, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigado a todos que favoritaram a história, comentaram e adicionaram a biblioteca, finalmente eu trago aqui para vocês o especial, eu até consegui fazer com que o especial se encaixasse com a história, ficou muito legal

Capítulo 64 - Uma olhada no passado e Especial 15 favoritos


Depois de chegarem na casa de Luka, eles se acomodaram no sofá e colocaram um banco na frente do mesmo, de tal modo que P.F. pudesse olhar para todos quando começasse a explicar tudo o que aconteceu, bom, quase tudo

- Ok, por onde devo começar

- Pelo início, claro – Robson respondeu brincando

- O problema é, que tem dois inícios, mas vamos começar pelo futuro, bom eu acordei no horário normal, e me levantei de minha cama sem acordar Hekapoo

- A gente se acostuma depois de um tempo – Sophie disse, fazendo com que Pedro confirmasse com a cabeça

- E desci para a cozinha onde, sempre, encontrava Robson cozinhando alguma coisa, mas, dessa vez, ele não estava lá. No lugar dele estava um robô que reconheci facilmente, um dos robôs cozinheiros de Luka – Ele disse olhando para Luka, que arregalou os olhos

- Quer dizer que eu estava com você? – Ela perguntou, fazendo com que P.F. risse

- Não, era Hekapoo mesmo, aa gente comprou um dos robôs, de acordo com Hekapoo

- Ah, sim

- Continuando, eu estranhei o fato de termos aquele robô, e me dirigi a casa dele para procura-lo...

- Espera, vocês não moram na mesma casa? – Sophie perguntou

- Sim e não, é meio que duas casas só que uma de frente a outra e somente um portão para as duas, como se fosse um condomínio – Explicou, e Sophie balançou a cabeça positivamente – Quando saí de minha casa, não havia outra em frente, apenas a minha, e a partir daí eu já percebi que tinha alguma coisa errada, e depois de pesquisar e pesquisar, eu acabei descobrindo que alguém tinha matado Robson no passado

- Quer dizer que no futuro eu fui morto?

- Não, você foi morto bem antes de hoje

- E por que ele está aqui agora? – Pedro perguntou

- Essa é uma pergunta que eu não sei responder, ele apenas está

- Certo

- Continuando, eu tive que entrar em um torneio temporal para poder corrigir isso, mas eu não era forte o suficiente e perdi, mas não morri por pouco, então eu decidi que Robson saberia o que fazer

- Mas como? Se eu estou morto

- É exatamente por isso que ele veio aqui, certo? – Pedro disse, fazendo P.F acenar a cabeça positivamente

- Então meu objetivo era simplesmente esse, voltar n tempo e fazer com que eu seja morto ao invés de você, mas para isso eu precisei fazer algumas coisas lá, e descobri que o cara que te matou, voltou no tempo pois sabia que Robson conseguiria ganhar, e matou ele, impedindo que Robson ganhe, então minha primeira data já estava certa...

- dia em que você ficou em coma por dois dias – Robson falou, e P.F. acenou a cabeça positivamente

- Você já tinha visto ele? – Luka perguntou

- sim

- Na verdade todos me viram, só que somente Robson se lembra, vamos começar

***

Pedro estava perseguindo a pessoa que, por pouco, não matou Robson, até que acabou em um beco sem saída, e começou a lutar contra Pedro, a batalha não demorou muito, Pedro conseguiu supera-lo e retirar sua máscara, descobrindo que era ninguém menos que Jake, só que estava “possuído”, e ele recebe um soco poderoso sendo nocauteado, Jake se levanta e coloca Pedro no colo, mas antes dele poder sair, P.F surge pela primeira vez colocando a mão no ombro de Jake

- Não vai não – Ele disse assustando Jake, que pulou largando Pedro – Cai fora daqui, depois eles vão atrás de você – Jake acenou a cabeça negativamente e avançou correndo contra P.F, que o segurou e o jogou para cima do muro. No momento em que Sophie, Hekapoo e Robson chegaram P.F se escondeu, e Jake fugiu. Robson carregou Pedro até a casa de Jake, e o colocou na cama do quarto, depois foi para a cozinha, onde estava Hekapoo e Sophie

- Ele já acordou? – Sophie perguntou

- Não, ainda não, mas tem algo de errado, parece que ele sofreu apenas uma pancada na cabeça, como ele foi nocauteado tão rapidamente?

- Não sei, Jake sabia um golpe que podia nocautear qualquer um apenas com um golpe na cabeça, mas ele não fez isso, fez?

- Sim e não, é meio complicado de dizer – P.F disse descendo as escadas, todos estavam pensando que ele era o Pedro de sempre

- Como assim? Se ele fez, você ficaria em como por cerca de dois dias – Hekapoo falou, como se isso não importasse

- E eu vou ficar, Robson, preciso falar com você – Ele disse e foi para a cozinha, e pouco depois Robson chegou

- O que foi, cara

- Preciso que você não use sua força total, preciso que finja ser menos forte que eu – Ele disse e Robson arregalou os olhos

- Como assim!? Por que eu não posso ser mais forte que você? – Robson argumentou, e Pedro colocou o dedo na boca, pedindo silêncio

- No futuro vai haver um problema grande demais para mim, eu não serei forte o suficiente para resolver, e nem inteligente o suficiente, eu preciso que você resolva isso por mim

- Espera, futuro!? Como sabe disse – Ele perguntou arqueando uma sobrancelha

- Olha, é meio difícil de explicar, eu sou do futuro, eu acabei de chegar aqui, preciso fazer com que eu pareça mais forte que você... – Ele disse enquanto caminhava para o lado de fora, onde estavam Reika e Astral, até ser interrompido por Robson

- Por quê?

- Porque alguém voltou no tempo e te matou, nós dois sabemos que você é muito mais forte que eu, mas para vencer as vezes é preciso perder

- Certo, como você pretende provar que é do futuro

- Eu não preciso, mas se quiser é só esperar um pouco, Hekapoo vai chegar gritando dizendo que eu sou falso – Ele disse montando em Astral – Precisamos ir no laboratório de Toffe pegar um bolo

- Um bolo? – Robson perguntou enquanto montava em Reika

- Esse bolo consegue absorver poderes e a pessoa que o com consegue ganhar esse poder, além de aumentar consideravelmente sua força, agilidade e velocidade, e mais uma coisa, depois que você come um pedaço, você se esquece dele, mas ele não tem validade – Ele falou começando a voar

- Ou seja, não estraga

- Exatamente

- Robson! Esse Pedro aí é falso! – Hekapoo gritou assim que saiu da casa

- Viu, eu disse vamos? – Pedro perguntou, e Robson acenou a cabeça positivamente, e Pedro olhou para Hekapoo – Ela vai me matar quando chegarmos, mas tá tudo bem

Eles seguiram caminho por algum tempo, até que, finalmente, chegaram ao laboratório de Toffe, onde ele guardava as suas máquinas e outras coisas que criava, incluindo o bolo

***

- Espera, espera, deixa eu ver se entendi, quer dizer que aquele bolo que você pediu para pegar lá em Jake vocês também comeram?

- É isso mesmo, Jinn, eu, Hekapoo, Sophie e Robson comemos aquele bolo, só que somente Vittorio absorveu o poder do raio de Buu

- Ata

- Espera, como assim absorveu o raio de Buu!? – Pedro perguntou

- Vou chegar lá, vamos continuar de onde paramos

- Certo

- Depois de encontrarmos local, nós colocamos Reika e Astral em um lugar seguro, e depois nós aproximamos dele para entrar de fininho

***

- Beleza, deixa eu ver se entendi o plano – Robson disse quando estava encostado na parede do local – Nós vamos hackear as câmeras de segurança, fazer com que elas rodem um loop de 30 segundos, depois entrar pela ventilação, ir até o local onde o bolo está, rouba-lo, colocar uma bomba e destruir o lugar, e tudo isso por causa desse bolo!?

- Exatamente, você entendeu muito bem, agora vamos, as câmeras já estão no loop, vamos entrar – Pedro disse e entrou no tubo de ventilação do laboratório, e Robson o seguiu assim que ele entrou, eles andaram por alguns metros até chegarem no local certo, e saíram do tubo de ventilação

- Ok, aonde está o bolo? – Robson perguntou

- Bem ali – Pedro mostrou apontando para onde estava o bolo e três cientistas, eles lançaram um raio no bolo até um momento em que o raio começou a ser refletido, e depois um deles socou a parede, e não aconteceu nada, depois ele comeu um pedaço do bolo e a socou novamente, destruindo-a – Ele comeu pouco, não vai durar muito, eles tem que comer pelo menos 1/24 do total para durar eternamente

- Certo, e o que faremos?

- Vamos tomar deles – Pedro começou a andar pelo local até chegar perto o suficiente de um dos cientistas, o derrubando sem que os outros vissem, e o nocauteou, depois eles nocautearam os dois restantes ao mesmo tempo

- Certo, cuidamos dele, e agora, como saímos daqui?

- Fácil, pela porta da frente

- Mas como sem sermos detectados?

- Você acha que eles focam somente nesse bolo aqui olhe – Pedro disse mostrando uma espécie de arma, e atirou em Robson – Você está invisível, agora é minha vez – Ele atirou em si mesmo e depois no bolo, ficando tudo invisível – Vamos sair daqui!

Eles caminharam tranquilamente até a saída, e Pedro ia deixando explosivos em vários locais por onde passava, esse local iria ser totalmente destruído, pouco antes de passarem pela porta, eles voltaram a ser visíveis, no meio de bastante gente, e o alarme foi acionado, e vários seguranças apareceram e ficaram ao redor dos dois

- Muito bem, vocês nos pegaram, mas tomem cuidado – Ele pegou o detonador em sua mão e apertou, e começou a ouvir vários bips no local – Esses explosivos detonarão em dois minutos, vocês podem escolher ficar vivos, ou tentar nos pegar – Os seguranças se entreolharam e depois riram

- Acha que vamos cair nessa, garoto!?

- Não existe bombas que nós não podemos desativar

- É, se o antibombas fugir, aí a gente tem com que se preocupar – Eles começaram a rir, e, antes que alguém decidisse atacar os dois, um cara passou correndo para a saída, e os seguranças se entreolharam novamente, só que agora estavam com caras de assustados

- Corram!

- Salvem-se quem poder! – Disseram e começaram a correr, e Pedro olhou para Robson

- Vamos embora agora?

- Claro, por que não? – Robson respondeu e eles foram para a saída, depois para onde Reika e Astral estavam esperando, montaram e foram embora, de volta para a casa de Jake. No dia seguinte, quando, finalmente, chegaram lá, Hekapoo pulou para cima de Pedro e começou a bater nele

- Desgraçado, quem é você? Quem o mandou? O que você fez com Robson?

- Relaxa, está tudo bem – Pedro disse, mas Hekapoo não parou de bater nele – Chega mulher! – Pedro gritou e segurou o braço de Hekapoo – Tá tudo bem, não fiz nada, eu vou explicar direito, mas antes, deixa eu colocar esse bolo na geladeira

- Bolo!? Vocês foram não sei aonde durante um dia inteiro só para pegar um bolo!?

- Isso mesmo – Pedro respondeu – Agora vamos comer só amanhã, ok? – disse

- Ok, agora explica o que você é – Hekapoo pediu depois que Pedro foi a geladeira guardar o bolo, ele foi para o sofá para explicar quem era e o que estava fazendo aqui, mas ao invés dele fazer isso, ele jogou um pó nas duas

- Vocês duas não se lembrarão de mim, Robson, você vai cumprir o que eu disse, certo? – Ele perguntou e Robson acenou a cabeça – Você trouxe aquele bolo por que eu fiquei desmaiado por dois dias, essa será a desculpa, e cada um deverá comer um pedaço, deixe que um fique guardado, beleza

- Certo, mas uma pergunta, no futuro, como é?

- Você e Sophie são casados, e moram em frente a minha casa e a de Hekapoo

- Você e Hekapoo?

- Exatamente, mas isso é uma outra história, que você vai ficar sabendo com o tempo, mas eu voltarei um dia

***

- Eu não havia percebido, mas quando eu disse que Robson e Sophie iriam ficar juntos, e Hekapoo também, vocês começaram a agir diferente isso foi um efeito do pó que eu não havia previsto, mas de acordo com cada um, vocês estão felizes

- Espera, e quanto a Hekapoo, ela gosta mesmo de você? – Sophie perguntou

- Uma vez eu a perguntei se ela acreditava em amor à primeira vista, ela me respondeu da seguinte forma: Eu acredito na tesão, paixão, ódio, ciúmes, etc. à primeira vista, mas no amor não, por que o amor é algo que se constrói, e prédios sem estruturas caem. Eu a perguntei de onde ela havia visto isso, e ela me disse que foi de nós dois, ela disse que realmente demorou um pouco para que ela começasse a me amar verdadeiramente, mas que esse prédio está de pé até hoje

- Isso foi muito bonito – Sophie disse – A Hekapoo nunca algo assim

- É verdade, essa não, mas a que está comigo depois de anos, sim, agora vamos terminar a história

- Certo

- Depois de sair da casa de Jake, eu fui até Jinn, e disse a ela que depois de lutar contra Meruem, ela fosse até a casa de Jake, e ela foi, lá ela me encontrou ainda hoje, então trouxemos o bolo até aqui, e eu falei para Matt, porque se alguém tocar o bolo quando ele absorve algo, essa pessoa pode morrer, então pedi para que Matt fizesse um altar de Pedra e posicionei o bolo em um lugar em que absorvesse o raio de Kid Buu e refletisse em Youko, e depois dei o bolo para Vittorio comer, e depois ele lançou aquele poder em Super Buu, e foi praticamente tudo que eu fiz até aqui

- Legal, mas agora me diz, o que é isso? – Jinn perguntou apontando para a Mão de P.F, que estava brilhando, e o brilho estava aumentando, indo para os braços e o resto do corpo

- Isso é bom, Robson, não se esqueça, eu não consegui, mas você consegue, você vai saber quando poder usar todo seu poder – Ele colocou a mão sobre a testa para fazer uma referência – Até depois, e boa sorte com Hekapoo – Ele disse e desapareceu

- O que acabou de acontecer? – Jinn perguntou

- Eu consegui, fiz com que Robson continuasse vivo e eu morresse, acho, mas essa é outra história

- Eu encontrei Hekapoo, e vocês não vão gostar de saber onde ela está – Matt disse surgindo, fazendo com que todos, com exceção de Pedro, levassem um susto – Eu perdi alguma coisa?


Notas Finais


Essa história onde Pedro não existe, será o próximo livro, a pergunta é, devemos escrever o próximo livro das aventuras desses dois ou não?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...