História O Híbrido e o Caçador - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Jeremy Gilbert, Tyler Lockwood
Visualizações 83
Palavras 1.355
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá escrevi essas história rapidinho e decidi postar, espero que gostem.

Capítulo 1 - Amigos


Fanfic / Fanfiction O Híbrido e o Caçador - Capítulo 1 - Amigos

– Não faça isso, Jeremy. – diz Tyler dando um gole em sua bebida enquanto ouve o caminhar do mais novo.

– Por que não? – pergunta Jeremy zangado apontando a besta para Tyler. – Você me apunhala pelas costas, eu te apunhalo.

– Eu não te apunhalei pelas costas. – diz Tyler jogando a garrafa de bebida no chão e indo em direção ao jovem

– Por isso queria andar comigo... Para me afastar da verbena? – Jeremy pergunta, até agora não conseguia assimilar que Tyler estava apenas fingindo ser seu amigo.

– Klaus me pediu. Eu nunca achei que ele ia tentar te matar. – diz Tyler enquanto Jeremy aponta a besta para o mesmo.

– É o Klaus, Tyler. O que você achou que ia acontecer?

– Ele não liga pra você. – Tyler falou. – Só quer a família de volta. – ao ouvir aquilo Jeremy atirou o dardo no híbrido que como o esperado, segurou-o. – Mas o que...

– Sempre que o Klaus quer alguma coisa alguém acaba morrendo. Pensa nisso na próxima vez, antes de seguir cegamente o que ele diz. – disse Jeremy chateado.

– Jer, melhor ir para casa. E fique nela. – disse Tyler sentindo-se culpado. – Klaus não vai parar até recuperar todos aqueles caixões. Ele não vai parar em você.

Jeremy foi embora com muita raiva, quase morreu por culpa de Tyler, a ligação com Klaus afetava seu amigo de uma forma que não entendia. Assim que entrou no quarto se jogou na cama e tentou esquecer o dia horrível que teve.

Quando finalmente criou coragem para se levantar, Jeremy retirou as roupas e foi tomar banho, um banho que demorou o suficiente para que pensasse bastante, principalmente o porquê Tyler havia feito o que fez, justo quando achava que tinham virado amigos de verdade. Saiu do banheiro com a toalha em volta da cintura e levou um grande susto ao ver Tyler sentado em sua cama.

– O que está fazendo aqui? – perguntou ainda assustado.

– Vim ver se estava bem. – disse Tyler ficando em pé.

– Desde que você esteja longe, eu ficarei bem. – disse Jeremy sério enquanto procurava por uma roupa.

– Desculpa. – Tyler pediu sincero e Jeremy o olhou por alguns segundos, foi um olhar rápido, mas o suficiente para poder ver o desejo embutido nos olhos do mais velho, e isso o assustou ainda mais. – E então, você me desculpa? – perguntou.

– Podemos conversar depois que eu me vestir? – Jeremy perguntou e então Tyler voltou a se sentar em sua cama. – Sozinho. – disse e então Tyler riu.

– Qual o problema? Eu tenho a mesma coisa que você. – disse ainda sorrindo.

Jeremy o olhou sério e então deixou que a toalha caísse para que pudesse colocar a cueca. Nesse meio tempo, Tyler não conseguiu conter a excitação ao ver a bunda do jovem, e se imaginou fazendo coisas com ela.

– Tá olhando o que? – Jeremy perguntou ao colocar o short.

– Tinha razão, não foi uma boa ideia se trocar na minha frente.

– Do que tá falando? – Jeremy perguntou e Tyler se levantou imprensando o garoto no guarda-roupa. – O que está fazendo? – perguntou tentando se soltar, mas o Lockwood não permitiu.

– Desde que nós nos aproximamos, eu venho tendo certo desejo por você Jer. Não consigo mais me conter. – disse passando a língua pelo pescoço do outro que continuava tentando se soltar.

– Tyler para. – Jeremy pediu, mas a verdade é que estava gostando de sentir o membro duro do Lockwood atrás de si.

– Quer mesmo que eu pare? – perguntou descendo a mão para dentro da cueca do jovem, começando uma lenta masturbação.

Jeremy usou toda a sua força para empurrar Tyler que quase caiu.

– Vai embora. – pediu ajeitando o membro dentro da cueca.

– Tem certeza? – Tyler perguntou e Jeremy não respondeu, pois na verdade não sabia se queria mesmo que o outro fosse. – Se eu for, pode ter certeza que não voltarei, nunca. – disse ajeitando a jaqueta.

– Espera. – Jeremy pediu antes que Tyler virasse as costas. – Eu acho que vou me arrepender disso, mas... Vamos com calma. – pediu.

Tyler sorriu ao ouvir as palavras do jovem e o conduziu até a cama onde se deitaram lado a lado, aos poucos as caricias foram se transformando em beijos e os beijos se transformaram em algo mais... Selvagem. Em poucos minutos Jeremy se encontrava apenas de cueca sentado no colo de Tyler que também só usava a cueca. Os jovens se beijavam com um desejo nunca antes sentido por outro alguém.

Tyler muda as posições e se encaixa entre as pernas de Jeremy, o mais velho aperta a cintura do jovem que geme em seu ouvido. Os membros de ambos se roçam ainda cobertos e isso é o suficiente para excita-los ainda mais. O Lockwood vai descendo a mão pelo corpo do mais novo até chegar ao cós da cueca. Tyler a tira lentamente e depois volta a se encaixar nas pernas do Gilbert beijando-o.

Em meio ao beijo Tyler começa uma lenta masturbação no Gilbert que geme em seu ouvido. O mais velho foi descendo pelo corpo de Jeremy deixando um rasto de saliva por onde passava e parou perto do pênis do menor. O Gilbert podia sentir a respiração quente de Tyler que estava bem perto do membro de Jeremy. Tyler logo abocanhou o pau de Jeremy tentando dar a ele o prazer que recebeu diversas vezes. Meio que involuntariamente Jeremy começou a mover o quadril com a boca em seu membro. Tyler continuou por alguns minutos até que Jeremy inverteu as posições, queria dar ao amigo o mesmo prazer que receberá.

Sem muito jeito, Jeremy colocou o grosso membro do Lockwood na boca e começou a chupa-lo com velocidade causando muitos gemidos no mais velho que não conseguia mais se conter, por isso mudou as posições novamente e deixou Jeremy deitado de frente pra si. Tyler pegou o pote de lubrificante e despejou um pouco na própria mão para em seguida ir em direção ao buraco do jovem. Jeremy sentiu um frio e rapidamente tentou relaxar. Tyler bombeava lentamente os dedos para empurrar o lubrificante para dentro.

Depois de um tempo Tyler pode perceber que Jeremy estava pronto por isso retirou os dedos e começou a colocar o preservativo em seu próprio pênis. Tyler beijou Jeremy que abriu as pernas para que o mais velho se acomodasse melhor.

– Você tá pronto? – perguntou a Jeremy que balançou a cabeça positivamente.

Após receber permissão Tyler foi deslizando seu membro para dentro de Jeremy que agarrou os lençóis para aguentar a invasão. O jovem fechou os olhos com força ao sentir sua entrada se alargando. Tyler fez um pouco de força para empurrar seu membro, mas parou ao ver o rosto do Gilbert. Decidiu então dar uma pausa para que o jovem se acostumasse com o seu enorme membro.

Jeremy puxou Tyler para um beijo e assim o Lockwood soube que podia continuar, Tyler puxou seu membro deixando apenas a cabeça dentro e depois se enfiou completamente arrancando gemidos do outro. Os gemidos de Jeremy iam ficando mais altos à medida que as estocadas se tornavam mais fortes. Passado mais um tempo Tyler pode ver que Jeremy estava mais acostumado consigo dentro dele e por isso se retirou de dentro dele, o virou de quatro e o penetrou novamente, passou a fode-lo ainda mais forte.

A força era tanta que Jeremy precisou se segurar na parede para não acabar caindo, Tyler continuou com golpes fortes e construiu um ritmo fodendo o moreno com uma velocidade fora do normal. Não aguentando mais a dureza do próprio pau, Jeremy começou uma masturbação em si mesmo, pretendia ir tão rápido quanto o pau de Tyler que era estocado em sua bunda.

Tyler gemeu bastante quando sentiu Jeremy apertar o buraco em torno do seu pau. Ambos os corpos estavam molhados de suor, podiam ouvir o som de pele contra pele e isso os excitava ainda mais. Depois de mais algum tempo, Jeremy se desfez sujando os lençóis e Tyler veio logo atrás dele, literalmente. Jeremy se deitou na cama e Tyler continuou atrás dele, puxou seu pênis pra fora e se jogou ao lado do jovem.

– Arrependido? – Tyler perguntou a Jeremy que estava pensativo.

– De forma alguma. – disse Jeremy beijando o Lockwood.


Notas Finais


Se gostaram não esqueçam de deixar se favorito e comentário. Obrigado ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...