História O Humano e o Vampiro - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Dor, Lobisomem, Medo, Morte, Original, Sobrenatural, Suícidio, Suspense, Terror, Tortura, Vampiro, Yaoi
Visualizações 134
Palavras 926
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Super Power, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 19 - Segredo


 ~ Richard ~

Meus pais ainda não queriam trabalhar, eles não iriam conseguir manter a concentração no trabalho. Eu disse a eles que eu ia pra escola, falei que a escola pode me distrair.

Estranhamente eu acordei e Luan ainda estava dormindo. Ontem ele parecia estar meio desanimado, eu tinha perguntado o que aconteceu e ele disse que era por causa da alcatéia.

No recreio o Arthur não parava de falar sobre o Kerlon, e os poderes de um vampiro. Nem parece que ele foi torturado por um.

-Arthur, eu acho que eu já entendi. -Falei.

-Da onde será que eles conseguiram aquela super força ? -Falou pensativo. -Devem conseguir levantar um ônibus.

-Olha... eu fico lisonjeado. -Kerlon disse atrás do Arthur, e ele pulou de susto. -Mas, super força é um nome meio fraco.

-K-Kerlon... -Ficou com a bochecha vermelha, eu só ri da vergonha dele. -Como você entrou aqui ?!

-Nada consegue parar esses vampiros. -Kerlon disse.

Ele disse vampiros ? Senti alguém cheirar o meu pescoço, e depois lamber ele. Obviamente era o meu vampiro.

-Draven. -Levantei do banco. -Aqui não.

-Mais eu quero ! -Ele disse.

Olhei pro lado e vi aquelas meninas chatas. Eu já comecei a ficar com... não quero dizer.

-Vem. -Chamei ele.

-Pra onde ? -Ele perguntou.

-Você não quer sangue ? -Ele ficou animado na hora e me seguiu até o banheiro, que estava vazio.

Eu não queria dar sangue a ele, eu só queria levar ele longe da visão daquelas meninas. Mais agora eu tenho.

Kerlon e Arthur ficaram conversando na porta do banheiro. Arthur ainda parecia estar com vergonha, e Kerlon ria da situação dele.

-Só... tenta não me matar. -Falei sério.

Ele me agarrou, e bebeu, e não demorou muto para ele parar.

-Delicioso... -Ele disse passando a língua na boca pegando o resto do meu sangue.

Depois ele começou a cheirar o meu pescoço e beijar várias vezes.

O sinal tocou, e infelizmente eu tive que me separar dele.

[...]

Cheguei no meu quarto e o Luan estava deitado na minha cama na forma de lobo.

Assim que ele me viu, a cauda dele começou a abanar.

-Oi. -Cumprimentei ele.

Ele viu o Draven, e a cauda dele parou na hora, e ele começou a rosnar.

-O que foi ? -Draven disse. -Ninguém mandou você ler a minha mente.

Coisa boa o Draven não deve ter pensado.

-E sai da cama dele ! -Draven ordenou. -Não quero que o meu humano durma com as suas pulgas.

-Pode ficar, não tem problema. -Falei.

-Não... é melhor eu sair. -Luan saiu da cama e foi pro tapete do quarto.

Olhei nervoso para o Draven, mas ele apenas me beijou.

[...] 03:51

Passaram-se 4 dias, e nesses dias, Draven e Luan continuaram a brigar, Leonardo voltou a me infernizar na escola e o Draven não sabe disso. E teve o... funeral do meu irmão.

Toda vez que eu olhava para o Luan, ele parecia meio desanimado e triste. Eu perguntava e ele sempre respondia... alcatéia.

Agora eu acordei no meio da madrugada por causa do trovão da chuva. Eu estava deitado sozinho. Não sei pra onde o Draven foi, e o Luan deitado no tapete.

Tentei dormir, mas eu escutei algo. Parecia um choro de cachorro. Olhei pro Luan, e era ele.

-Ei. -Chamei ele. -Você esta bem ?

-Sim... só... não se preocupe. -Ele respondeu sem olhar pra mim.

-Mais, você estava... -Não deixou eu continuar.

-Não. É. Nada. -Ele falou pausadamente e bem sério.

-Dis pra mim Luan... -Insisti e ele não falou nada.

Levantei da cama e sentei no chão junto com ele.

-Richard, volte a dormir. -Ele me empurrou com a cabeça.

-Eu não vou até vo... -Ele me interrompeu.

-VAI RICHARD ! -Falou alto, e eu senti aquela dor horrível na cabeça.

Eu me afastei dele.

-D-desculpa ! Eu não fiz por querer ! Eu só...

-Tudo bem... -Levantei e deitei na cama.

-Não é a alcateia. -Ele disse. -É que... eu te amo.

O que ?! Ele me ama ?!

-Sim, eu te amo do mesmo jeito que aquele vampiro idiota te ama. -Disse. -Eu não devia... eu sei que você gosta daquele vampiro, mas eu não consigo... eu olho pra sua carinha... e isso me machuca, muito.

Eu não sei o que dizer.

-Não se preocupe, não precisa dizer nada. -Ele foi indo pra janela e ele começou a chorar.

-Não, você não vai ir lá fora na chuva ! -Eu entrei na frente dele.

-Eu vou ficar bem. -Me ignorou e foi embora.

[...] 6:53

Ontem, os meus pais disseram que iam voltar a trabalhar hoje, e eu acordei e eu estava deitado em cima do meu vampiro.

Levantei e ele não acordou, olhei em volta do meu quarto e o Luan não estava. Saí do quarto e andei pela casa e nada dele.

-HUMANO ! -Draven gritou atrás de mim.

Eu obviamente me assustei, e Draven riu de mim.

-Idiota ! -Dei um soco no peito dele e não sentiu nada.

-A culpa não é minha... eu gosto da sua carinha de medo.

Quem gosta de ver a cara de medo dos outros ?!

-Draven, na onde você foi ? -Perguntei. -Eu acordei no meio da madrugada e você não estava comigo.

-O que foi ? Sentiu a falta do vampiro aqui ? -Ele riu de mim. -Eu não estava lá pra eu te abraçar bem quentinho ?

-É. -Respondi.

-Tá bom, eu não faço mais isso. -Disse. -Eu precisava falar com o meu pai.

-O Luan sumiu.

-Não se preocupe, ele deve ter ido pegar um coelho ou outro animal indefeso. -Respondeu sem ligar pra ele.

Se ele souber do que o Luan disse pra mim... quero nem saber o que o Draven vai fazer com ele.


Notas Finais


O capítulo foi meio parado... mais pelo menos é um capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...