História O Imortal - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Heróis, Quadrinhos
Exibições 2
Palavras 595
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu estou fazendo essa historia como teste para ver se as pessoas gostam do meu jeito de contar e inventar historias. Então se puder, dê dicas de como deixar as coisas mais interessantes. É isso aí. Boa leitura!

Capítulo 1 - Como tudo começou


Essa é a história de Franklin Dejanira e de como ele se tornou Imortal.

Tudo começou numa tarde de domingo, quando voltava da casa de um amigo. Um homem que havia acabado de beber muito, estava dirigindo em alta velocidade e foi em sua direção e então... tudo ficou escuro. Algumas horas depois, acordou em uma cama com tubos em volta do nariz e alguns familiares em volta. Fora da sala, um médico dizia que não tinha mais jeito, que já haviam feito tudo o que podiam. Então um homem de branco chegou na sala, não era médico, nem aparentava ser, mas disse que poderia salvar sua vida, então tudo ficou escuro.

Tudo isso pode não fazer muito sentido, mas é agora que a história fica realmente interessante.

Dois dias depois do ocorrido ele acordou numa sala com pouca luz. Não havia muita coisa ao redor, apenas uma lâmpada que emitia uma luz fraca e a cama em que estava deitado. Tudo estava muito confuso, então se levantou e foi em direção a uma porta de ferro, mas quando tentou abri-la, percebeu que estava trancada. Então começou a gritar e bater na porta. Quando percebeu que não ia adiantar, sentou-se na cama e começou a olhar em volta. Reparou que havia um objeto no teto e chegou mais perto para ver o que era. Percebeu que era uma câmera, alguém estava o observando e antes que eu pudesse fazer qualquer coisa, a porta se abriu.

Uma mulher alta, bem vestida, de cabelo escuro, longo e encaracolado foi em sua direção, ela segurava um tablet na mão. Ele ainda não estava entendendo nada, mas quando foi perguntar o que estava acontecendo, ela lhe deu um tapa no rosto.

-Sentiu alguma coisa? – ela perguntou.

-Você é louca? – respondeu.

-Ótimo – ela disse, anotando algo em seu tablet – Siga-me!

Então ela começou a andar e ele a seguiu.

Estavam em uma espécie de laboratório secreto ou coisa do tipo.

-O que está acontecendo aqui? – perguntou.

Ela permaneceu em silêncio.

Até que, finalmente, pararam na frente de uma porta de vidro.

-Fique aqui. – ela disse, indo para o outro lado.

Então a porta se abriu e ele entrou.

Era uma sala imensa, com uma grande mesa de madeira, uma cadeira com um estofado bege e uma poltrona que estava de costa para ele.

-Sente-se! – disse o homem que estava na poltrona.

Sentou-se.

Ele se virou. Era um homem negro, sem muita expressão. Parecia ser quem comandava todo aquele prédio. Estava vestindo um terno que parecia ser muito caro e tinha um relógio muito bonito que parecia ser de ouro.

-Você deve ter muitas dúvidas – ele disse – vou tentar esclarecer tudo para você. Bom, você está na C.P.P.C.I., Centro de Pesquisas para Pessoas com Capacidades Inumanas.

-Mas por que eu estou aqui? – perguntou muito confuso.

-Calma, eu estou aqui para te ajudar a entender o que está acontecendo.

-Como assim calma? – disse levantando e batendo na mesa com raiva – Eu acordei em um lugar que eu não faço ideia do que é e muito menos de onde fica, me dizem que eu estou em um lugar que foi feito para pessoas com “capacidades inumanas” e você quer que eu fique calmo?

-Senhor eu estou tentando te ajudar.

-Se você quer realmente me ajudar, me tira desse lugar

-Eu não posso ainda, mas em breve você poderá voltar para a sua vida ou quase

-Como assim “ou quase”? – perguntou descontrolando-se novamente – O que está acontecendo aqui?

Então apareceu uma mulher atrás dele e enfiou uma seringa em seu pescoço. Então, ele apagou.


Notas Finais


Por hoje é isso. Comente o que achou e se quiser dê sugestões de como continuar. Flws


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...