História O Imperador - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chiyo, Deidara, Hinata Hyuuga, Kakashi Hatake, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Tags Naruto, Sasunaru
Exibições 442
Palavras 2.144
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa noite meus amores
Mais um capitulo para vcs
espero que gostem
boa leitura *_*

Capítulo 2 - Amiga ou Rival?


Fanfic / Fanfiction O Imperador - Capítulo 2 - Amiga ou Rival?

 

 Naruto e os outros jovens foram levados para o palácio e em seguida a uma grande sala que continha uma mesa farta de alimentos e bebidas.

- nossa com toda certeza eu estou no paraíso. - disse um dos jovens.

Cada rapaz e cada garota se encantou com tanta beleza e luxuria em um lugar só. Naruto se surpreendeu com todo aquele luxo, mais o seu coração e a sua mente estavam preocupados com a sua mãe que ele nem sabia se estava bem.

Enquanto os jovens olhavam cada detalhe daquele lugar um homem e uma mulher com vestes reais se aproximaram do grupo que estava no centro daquela enorme sala.

- muito prazer meus lindos e lindas. - disse o homem olhando para os jovens a sua frente, logo em seguida ele continuou. - o meu nome é Deidara e essa bela mulher ao meu lado se chama Tsunade, nós dois seremos responsáveis por vocês de agora em diante.

Os jovens direcionaram os seus olhares para o homem a sua frente prestando atenção em cada palavra que ele dizia. Naruto observava cada pessoa que estava naquele local tentando encontrar alguém que ele conhecesse. Logo um rosto bem conhecido lhe chamou a atenção no meio daquela pequena multidã, e por um momento ele não se sentiu tão sozinho.Naruto logo se aproximou da pessoa que olhava com um semblante de medo para o homem que falava com todos os jovens ali apresente.

- Hinata! - disse Naruto.

- Naruto! Você também está aqui? - perguntava a garota surpresa.

- infelizmente sim. - disse o rapaz com a voz tristonha.

- eu não queria vim para cá Naruto, tudo estava tão bem na vila. - disse ela triste, e logo em seguida continuou. - mais então o imperador decidiu essa palhaçada.

- resumindo tudo Hinata, você queria está com o Kiba não é? - perguntou Naruto olhando para ela.

- isso era tudo o que eu mais queria nesse momento... Está nos braços de quem eu amo de verdade. - disse ela sorrindo.

- calma Hinata vai ficar tudo bem. - disse Naruto colocando uma de suas mãos no ombro da garota e sorrindo de lado.

- não Naruto, não está nada bem... Eu não sei se você entendeu mais a partir de agora seremos praticamente escravos sexuais do imperador. - disse ela com os olhos marejados.

- Hinata eu...

- ei você aí conversando com a moça do lado. - disse Deidara olhando para Naruto e Hinata.

- o senhor está falando comigo? - perguntou o rapaz apontando o dedo para si mesmo.

- sim! Venha até mim agora. - disse o homem praticamente exigindo.

Naruto caminhou em direção daquele homem sentindo o seu coração disparar de tanta vergonha. Percebeu que todos os jovens ali presentes olhavam para ele o deixando com mais vergonha ainda.

O rapaz ficou de frente para o homem cabisbaixo e com o rosto completamente vermelho. Deidara colocou uma de suas mãos no queixo do garoto levantando o seu rosto. O fazendo o mesmo olhar para si.

- minha criança que beleza exuberante você tem. - disse o homem impressionado.

- eu tenho certeza que o imperador se impressionará com a sua beleza e brilho dos seus olhos. - disse à mulher que estava atrás de Deidara.

- como você se chama meu jovem? - perguntou o homem.

- Naruto meu senhor. - disse o rapaz sem graça.

- Naruto! Se sinta lisonjeado, pois você mal chegou e já se tornou um dos meus favoritos. - disse o homem passando a mão nos cabelos dourados do jovem.

- ah! Grande coisa, o imperador merece muito mais.

Deidara e Naruto assim como todos que estavam presente naquele lugar, olharam para uma garota que estava com os braços cruzados e com o semblante serio.

- e quem você pensa que é para saber os gostos do imperador? - perguntou Deidara.

A jovem deu um sorriso de lado e logo se aproximou do três destacando sua enorme beleza.

 Seus cabelos eram curtos e rosa, sua pele Branquinha como a neve, e o seus olhos verdes como esmeraldas.

- eu me chamo Sakura e eu tenho certeza que o imperador se encartará com a minha beleza, e quem sabe eu não me torne até rainha. - disse a garota em um tom de vangloriação.

- minha cara nunca ninguém conseguiu isso então nem espere que você consiga. - disse Deidara rindo.

- pelo que vejo além de ser muito bela é muito determinada também. - disse Tsunade.

- eu não desisto fácil meu senhor, acredito que vou conseguir o que eu quero, pois eu tenho certeza que ninguém ficará no meu caminho. - disse a garota olhando para Naruto que se sentiu assustado com suas palavras.

- então minha linda mostre o seu melhor quando estiver perante o imperador. - disse Deidara olhando para a jovem que estampava um semblante de pura ganância em seu olhar.

- pode deixar meu senhor. - disse a garota sorrindo de lado.

- muito bem! Meus queridos teremos muito tempo para conversar, mais nesse momento vocês terão o privilégio de se deliciar com esse banquete que o próprio imperador mandou preparar para vocês. - disse o homem caminhando até a mesa enorme que estava repleta de coisas deliciosas.

Naruto olhou para aqueles alimentos que pareciam estar bem gostosos e sentiu o seu estômago roncar, já fazia algumas horas desde a última vez em que ele comeu alguma coisa. Infelizmente todo dia era assim, ele tinha que comer bem pouco mesmo que isso não saciasse a sua fome, mais era obrigação dele fazer isso, pois o pouco alimento que ele tinha era para a sua mãe também.

 

Antes que Naruto caminhasse até a mesa Sakura parou em sua frente olhando para ele com certa raiva em seu olhar.

- não se engrandece com um mero elogio que aqueles dois lhe deram. - disse a garota.

- eu não estou me engrandecendo. - disse Naruto.

- é bom mesmo, afinal de conta você não é nada atraente. - disse ela rindo.

- porque você está me tratando assim? Eu não te fiz nada. - disse Naruto com a voz tristonha.

- pura inveja Naruto, pois o Deidara-sama se encantou com a sua beleza. - disse Hinata se aproximando dos dois.

- inveja? Eu sou muito melhor do que isso ai. - disse Sakura apontando para Naruto.

 - só iremos saber no dia em que o imperador tiver o seu escolhido ou escolhida. - disse Hinata parando de frente com Sakura e logo em seguida continuou. - até lá abaixe o seu ego, antes que alguém abaixe para você.

Sakura fuzilou Hinata pelos olhos sentindo muito ódio pela garota que olhava para a mesma não sentindo nenhum medo. Logo depois a rosada saiu de perto dos dois caminhando até a mesa que estava o banquete.

- não liga para ela Naruto, você é muito melhor. - disse Hinata.

- obrigado! - disse ele sem graça.

Naruto e Hinata foram até a mesa e se esbanjaram de tanto comer. Havia tantos alimentos e bebidas que por um momento o rapaz ficou em dúvida sobre qual ele escolheria primeiro.

O começo da noite foi chegando e por algumas horas Naruto se esqueceu completamente do motivo em que ele foi levado para aquele palácio. O dia que havia começado difícil para o jovem até que acabou bem melhor com algumas risadas e gargalhadas entre ele e Hinata.

- só você para me fazer rir em uma situação como essa que estamos. - disse Hinata.

- temos que tentar nos distrair ou então vamos acabar enlouquecendo. - disse Naruto.

- você tem toda razão. - disse a garota rindo.

- minhas pequenas crianças, agora levarei vocês para os seus aposentos. - disse Deidara.

O homem levou os jovens até os seus quartos que seria dividido da seguinte forma. Meninos em um e meninas em outro.

Naruto ao entrar com outros rapazes em seus aposentos, se encantou com a riqueza do lugar que era extremamente enorme e muito luxuoso.

Cada garoto teria uma cama para si mesmo e um guarda roupa. Cada cama tinha um mosqueteiro em volta dela da cor preta dando assim mais privacidade para todos que estavam ali.

- dorme bem meus anjinhos. - disse Deidara e logo saiu do quarto deixando os jovens a sóis.

A madrugada foi chegando e alguns garotos já estavam dormindo enquanto outros estavam conversando sobre tudo que aconteceu no dia de hoje.

Naruto era um dos jovens que estava acordado mais ele não falava com ninguém, pelo contrário deitou sobre a sua nova cama que era bem melhor do que a que ele tinha quando estava na casa de sua mãe.

Sentiu um pequeno sorriso escapar de seus lábios ao lembrar-se de sua mãe que era uma mulher maravilhosa e muito determinada. Ele se lembrou do momento em que aqueles guardas quase a mataram porque ela não queria o entregar. Naruto sentiu a primeira lágrima escorrer em seu rosto ao se recordar de sua mãe que ele não fazia ideia de como estava.

Se sentiu completamente estanho e vazio por não te-lá ao seu lado, pois era a primeira vez em sua vida que ele dormia fora de casa. E aquilo era tão estranho e ao mesmo tempo tão solitário.

O jovem sentia um certo medo ao lembrar o porquê dele estar naquele enorme palácio. E ao mesmo tempo se sentia um pouco curioso para poder conhecer o imperador, pois ele nunca teve a oportunidade de vê lo bem de perto.

Mais só de pensar o preço que ele tinha que pagar para conhecer aquele homem o deixava completamente apavorado.

E foi com esses pensamentos que o assustavam que o jovem acabou adormecendo naquela enorme e luxuosa cama.

.

.

.

O dia amanheceu dando espaço para um lindo e brilhoso sol que iluminava a terra com a sua luz brilhante.

 

Enquanto os raios de sol nasciam dando início a um aquecido dia, dentro do gigantesco quarto do imperador a única coisa que existia era apenas escuridão. Mesmo estando de dia ainda sim o quarto permanecia escuro e sem nenhuma luz.

E era assim que o imperador gostava, aquela escuridão era o total significado de sua vida cercada de mistérios.

O homem que até então permanecia sentado em uma cadeira com os seus braços sobre uma mesa que continha vários papéis, acabou se levantando, e caminhou até uma pequena mesa de vidro pegando uma garrafa de vinho e em seguida bebendo a mesma no próprio vidro.

- eu preciso saciar essa sede que emana pelo meu corpo. - disse o homem passando a sua língua sobre os seus lábios.

O imperador se sentia um pouco ansioso para poder conhecer os seus mais novos brinquedinhos. Ele sabia que todos são puros e até mesmo inocentes. Mais só de pensar em como será bom poder experimentar algo novo já o deixava com uma excitação  pelo seu corpo.

O homem deu um sorriso de lado um tanto malicioso e ao mesmo tempo maldoso. Ele não fazia ideia de como era os jovens, mais de uma coisa ela sabia... Iria brincar com cada um do jeitinho que ela gosta.

.

.

.

Deidara acordou todos os jovens e os levou até um jardim a onde ele os arrumou com a ajuda de outros empregados. As vestes reais destacava a beleza de cada um, principalmente de Naruto que chamou a atenção de homem que se aproximou do jovem.

- a sua beleza resplandeceu ainda mais com essas vestes e com arrumação do seu cabelo. - disse o homem impressionado.

- obrigado Deidara-sama, infelizmente eu me sinto mal usando tudo isso. - disse o jovem tristonho.

- mais por quê? Muitos dariam tudo para estar no seu lugar. - disse o homem perplexo.

- Deidara-sama eu nunca liguei para riquezas e muito menos para coisas tão finas e luxuosas como essas vestes. - disse o jovem que em seguida continuou. - eu sempre me senti tão feliz com o pouco que eu fui criado.

- Naruto me surpreendo com a sua simplicidade, pois mesmo estando rodeado de tanto luxo ainda sim prefere as coisas humildes. - disse o homem.

- obrigado Deidara-sama, eu juro que quando eu sair desse palácio nunca me esquecerei do senhor. - disse o rapaz sorrindo.

Deidara deu um sorriso debochando e olhou para o garoto dizendo as seguintes palavras.

- Naruto não espere sair daqui tão cedo... Se é que um dia você saia.

- claro que vou, eu fiz uma promessa e vou cumpri lá. - disse o jovem determinando.

Deidara olhou para o rapaz se sentindo ainda mais impressionado com a sua determinação que era imensa, mais mesmo assim ele sabia muito bem que aquele que entra no palácio do imperador nunca mais consegue sair daquele lugar.


Notas Finais


espero que tenham gostado desse capitulo
o próximo terá cenas bem quentes kkkkkkkk
vou parar por aqui
pq é feio contar spoilers kkkkk
bjss meu amores boa noite
<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...