História O imperdível amanhã - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Andie Star, Bill Forbes, Bonnie Bennett, Camille O'Connell, Carol Lockwood, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Elizabeth "Liz" Forbes, Enzo, Esther Mikaelson, Finn Mikaelson, Freya Mikaelson, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, Isobel Flemming, Jackson Kenner, Jenna Sommers, Jeremy Gilbert, John Gilbert II, Joshua "Josh" Rosza, Kaleb Westphall, Katherine Pierce, Kelly Donovan, Kieran O'Connell, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Lexi Branson, Marcellus "Marcel" Gerard, Mason Lockwood, Matt Donovan, Meredith Fell, Mikael Mikaelson, Personagens Originais, Rebekah Mikaelson, Sean O'Connell, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood, Vicki Donovan
Tags Sou Luna, The Originals, The Vampire Diaries
Visualizações 22
Palavras 618
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gostaria de avisar que não estão inclusos os personagens de Sou Luna , apenas algumas ideias foram tiradas da mesma. Espero que gostem.
Beijos

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction O imperdível amanhã - Capítulo 1 - Prólogo

O sol mudava de cor no horizonte. Uma mistura magnífica de laranja com vermelho. Um sinal claro: a aurora já se levantava.

Encontrava-me acordada há tempos, temendo sonhar novamente. Sempre tive sonhos estranhos. Dessa vez, uma mulher desconhecida desenhava, com uma garotinha, um sol e uma lua, falando a mesma frase de sempre:" Mesmo com a escuridão, o sol sempre volta a surgir e a brilhar."

Nunca entendo essa frase. E em todos os meus sonhos ela está presente. Deve haver algum significado, mas não sei qual.

Tratei de procurar algo para comer, finalmente dando atenção a meu estômago que não parava de roncar. 

Desci as escadas sem pressa e em silêncio, temendo acordar meus pais ou meu irmão.

Com muita sutileza, tirei um pedaço de bolo da geladeira e sentei no balcão da cozinha.

- Muito bonito, Kelly Foster- reprimiu uma voz.

Me virei na direção da mesma e encontrei Justin parado no batente da porta, com os braços cruzados e olhar sério.

- E o que você faz aqui, Justin Foster?- indaguei, arqueando uma sobrancelha.

Ele levantou os braços em sinal de rendição.

- Você não me viu e eu não te vi- propôs ele.

- Só se você ficar aqui comigo- determinei, sorridente.

- Com certeza é uma proposta tentadora, querida irmã. Mas eu tenho amor por meu próprio corpo- falou- E não sou uma coruja como você, que passa a noite toda acordada.

Fiz uma cara de ofendida e levei a mão ao peito, demonstrando toda minha indignação. 

- Não faça essa cara, Kelly- ordenou Justin, com um sorriso travesseiro nos lábios- Nós dois sabemos que é a pura verdade.

- Eu até dormi- confesssi- Contudo, tive um sonho esquisito.

- Quando você não tem sonhos esquisitos?

Eu ri. Ele se sentou ao meu lado, esperando que eu lhe contasse o que houve nele.

- Havia um jardim- comecei. Justin adorava ouvi-los, pois dizia que mais pareciam histórias do que sonhos- Duas pessoas estavam sentadas em uma mesa, desenhando algo no papel amarelado. A mulher possuía um sorriso genuíno nos lábios enquanto a garotinha acompanhava, com os olhos, a mãe mãe terminar o desenho- fiz uma pausa- De um lado tinha a noite, contendo a lua e suas estrelas, do outro tinha o sol, que refletia seus raios sobre o azul do céu. E no meio tinha uma frase...

-" Mesmo com a escuridão, o sol sempre volta a surgir e a brilhar"- completou meu irmão, sorrindo.

Balancei a cabeça afirmativamente.

- Seus sonhos parecem tão reais- comentou.

- Eu sei. Mas nossos pais dizem que isso se deve ao fato de eu ser tão criativa.

Ele deu de ombros.

- Você vai acompanhar mamãe ao médico?- questionou, mudando de assunto e brincando com um dos meus cachos ruivos-escuros.

Meu tom de cabelo é incerto. Muitos dizem que é ruivo, outros que é casatnho, mas creio que seja ruivo-escuro puxado para o castanho, levemente  avermelhados também.

- Vou. Espero que esteja tudo bem com ela.

                        ******

Quatro horas depois, estávamos no consultório médico, esperando o resultado da bateria de exames que mamãe fizera alguns dias atrás.

- Fique calma, mamãe- pedi, entrelaçando nossas mãos. Ela estava muito nervosa.

- Obrigada, filha- agradeceu- Seu pai não conseguiu vir comigo. Se você não estivesse aqui...

- Não se preocupe, mãe- acalmei, sorrindo um pouco- Sempre estarei com você.

Ela acariciou minha mão. Com a mão livre, apertei a medalhinha de lua que tenho desde pequena, fazendo uma prece silenciosa.

- Taylor Foster- chamou a recepcionista- Pode entrar.

Levantamos das cadeiras e entramos na sala da médica Hilary, que sempre atende nossa família.

- Podem se sentar- ofereceu ela.

- As notícias são ruins, doutora?- inquiri preocupada.

Ela suspirou, o que só fez piorar meu estado. Meu coração batia acelerado por dentro, ameaçando sair de mim.

- Sinto informar, Sra. Foster- suspirou mais uma vez- Mas a senhora é portadora de leucemia.








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...