História O incrível mundo de Eldarya - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eldarya
Personagens Erika, Ezarel, Jamon, Keroshane, Leiftan, Mery, Miiko, Nevra, Personagens Originais, Valkyon
Visualizações 67
Palavras 1.165
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Slash, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 23 - Um último eu te amo.


Fanfic / Fanfiction O incrível mundo de Eldarya - Capítulo 23 - Um último eu te amo.

Autora POV'S

Os três estavam andando pela floresta a mais de 2 horas. Não conseguiam encontrar nenhuma pista, ou sequer vestígios de Nevra ou de Alajéa. Exaustos da longa caminhada, se sentaram embaixo de uma grande árvore com as folhas da coloração vermelho escuro. Uma leve neblina começou a se formar.

-Ah, droga...-a garota dos cabelos rosados disse, olhando para o céu e vendo uma enorme nuvem negra se aproximar-Precisamos de um lugar para ficar...

-Um lugar? Não seja idiota! Onde iremos achar hospedagem a essa hora, e no meio do nada?-disse Ezarel em um tom agressivo, deixando a garota com a expressão raivosa

-Não sei, Ezarel! Que tal você ficar dentro daquele lago ali? Suas amigas piranhas dos cabelos azuis devem estar lhe esperando!-a garota, que já estava se sentindo exausta com as provocações de Ezarel, explodiu.

-Olha só, Valkyon! A nossa ladra mirim está com raiva? Quer um calmante fofa? Eu lhe dou, não precisa roubar da minha bolsa!-aquilo foi a gota da água. 

Em um movimento rápido e brusco, a garota desfere um tapa forte na face de Ezarel, que arregala os olhos com tal ato. Valkyon, que até tal momento estava apenas observando, solta um ''Uau'' admirado com o ato da garota, que ele pensava ser uma menina calma.

-NÃO OUSE FALAR DESSE JEITO COMIGO!-a garota perde totalmente o controle do seu tom de voz, jogando tudo oque estava entalado na sua garganta para fora- EU NÃO ROUBEI A MERDA DO SEU LIVRO, TÁ BOM? PORRA! QUE CARALHO!

Disse a garota por fim abaixando a cabeça e colocando as mãos sobre os olhos, sentindo as lágrimas dominarem seus olhos. Estava cansada, cansada de todos a julgando dessa maneira por tal ato que ela não cometeu. Cansada de mesmo depois da Alajéa ter sequestrado seu namorado, seus amigos ainda ficaram do seu lado, a defendendo apenas por pensar que era uma garota boa. Mas, Katherine sabia que não era, e estava cansada de tudo isso. Sentia falta de Nevra, se ele estivesse ali, nada disso estaria acontecendo. Ezarel não teria falado tais barbaridades, Valkyon não teria dito aquilo na forja, não precisaria estar andando por uma floresta perigosa para lutar contra duas idiotas.

Se Nevra estivesse ali, ela não estaria chorando. Se Nevra estivesse ali, ela não estaria com raiva, se ele estivesse ali, a guerra não estaria prestes a acontecer.

Mas, a garota ao pensar tais coisas, percebeu que não foi uma escolha de Nevra todos esses acontecimentos. Era tudo culpa daquela sereia idiota. E Katherine fez uma promessa a si mesma naquele momento, debaixo daquela chuva, debaixo de dois idiotas que estavam a julgando sem saber a verdade, debaixo de um enorme peso de triste e dor em seus ombros.

Iria matar Alajéa, iria matar a tal Lizzie, iria matar todos que estão fazendo mal ao reino, e ao Nevra.

-Kath..? Precisamos sair daqui, vamos, se levante!-escutando a voz suave de Vlakyon a chamando, se levantou da pedra onde havia se sentado.

E ao se levantar, deu de cara com um Ezarel, sorrindo de maneira cínica, como ele pode? Como ele pode ser tão insensível?

...

-Então, ficaremos aqui?-disse Ezarel adentrando uma pequena caverna onde eles haviam encontrado.

-Sim, ficaremos aqui, Ezarel.-disse Valkyon com um leve tom de irritação na voz-Onde quer dormir, Kath?

-Irei dormir ali..-disse a garota, com um fio de voz, apontando para o canto mais distante deles possível.

-Ótimo, pelo menos assim, eu não fico preocupado em esconder minhas coisas para você não pegá-las!-mais uma vez, a voz irritante de Ezarel, com suas provocações ecoou na caverna, fazendo a garota cerrar o punho, na tentativa de conter suas raiva.

-Ezarel, pare com suas provocações!-disse Valkyon irritado, pelo menos ele entendia oque a garota estava passando

Pelo menos era oque ela pensava.

-Ah, por favor, Valkyon! Vai defender essa ladra?-Ezarel falou, logo depois soltando uma risada sarcástica

-Ezarel.-a garota disse, tirando coragem do fundo da sua alma

-Oque foi, ladra?

-Se você me chamar de ladra mais uma vez..-disse a menina prendendo os cabelos rosas em um coque alto, e mexendo em sua bolsa-Eu vou te matar, e não estou dizendo isso para te assustas. Eu vou REALMENTE te matar!

A garota tirou de dentro da sua mochila, um punhal que Vlakyon havia lhe dado de aniversário. Ele estava meio velho, mas ainda servia. E não, a garota não estava brincando, ela iria realmente matar Ezarel se ele a chamasse daquela forma desprezível novamente. O desejo de matar Alájea havia se apoderado de seu corpo e alma, a garota tinha perdido o controle totalmente.

-Ei, ei ,ei! Guarde essa arma, Katherine. Ninguém vai morrer aqui!-disse Valkyon entrando na frente de Ezarel

-Não, Vlakyon. Deixe, se ela tiver coragem, deixe-a vir!-disse Ezarel, fazendo o único fio de paciência dentro da garota se partir.-Vamos, ladra!

Ah, aquilo com certeza, havia despertado fúria total na garota.

Em um movimento rápido, a garota correu para cima de Ezarel, mas quando estava prestes a cravar a faca em seu peito, alguém entra na frente.

Esse alguém era Vlakyon. A faca havia acertado a palma da sua mão.

-VALKYON!-a garota gritou assustada-A-ah meu Deus. VALKYON ME DESCULPE!

-NÃO FIQUE AÍ PARADA, PEGUE OS REMÉDIOS!-a garota, que já derramava um rio de lágrimas, foi até a bolsa de Ezarel e pegou dois frascos com liquídos rosas e uma faixa.

...

A noite havia chegado, uma tempestade caía sobre a terra. 

Ezarel tinha conseguido curar a mão de Valkyon, ele estava melhor. Katherine sentia a culpa se alastrar por seu corpo, chorava silenciosamente em seu travesseiro.

Quando estava prestes a pegar no sono, a garota escuta um ruído em meio o barulho estrondoso da chuva. Como se fosse um grito, ou algo se partindo.

-Ei, Ezarel..-a garota chamou o azulado de maneira hesitante, sabia que ele não iria lhe ajudar.

-Vá dormir, imprestável..-disse o azulado se remexendo na cama.

A garota pegou o seu casaco preto, que o seu amado havia lhe dado, e o vestiu.

Ainda está com seu perfume...

Eu vou te encontrar Nev..

Uma lágrima solitária escorreu pelo rosto da moça, que não hesitou em limpá-la rapidamente. 

Saindo devagar da caverna, em meio a ventania e chuva. A garota correu para de baixo de uma árvore grande, se sentando de baixo das folhas da cor do cabelo Ezarel..Quando o barulho se repete, só que dessa vez, mais perto.

Outr vez.

E outra.

E outra..Só que dessa vez, não foi um barulho, e sim um sussurro no ouvido da garota.

-Você está perdida-a voz era fina e agonizante, logo a garota sentiu algo perfurando sua costela.

Uma dor enorme e agonizante se alastrou por todo seu corpo, seus olhos foram se fechando devagar, e seus olhos não saiam mais lágrimas.

Será que esse é o meu fim?

Não, preciso encontrá-lo primeiro. 

Preciso ver sua face uma última vez

Antes que seja tarde demais.

Antes que eu perca a oportunidade de dizer a última vez

Um, eu te amo.

Ou, um pedido de socorro.


Notas Finais


Então, esse foi o capítulo de hoje, pessoal!
Me doeu muito escrever esse capítulo, sério, aaaaaaaa.
Mas, calma, calma! Que esse ainda não é o fim da nossa querida Katherine!
Um beijão bbs :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...