História O Início De Um Legado - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Resident Evil
Personagens Albert Wesker, Barry Burton, Chris Redfield, Claire Redfield, Jill Valentine, Kevin Ryman, Ozwell E. Spencer, Personagens Originais, Rebecca Chambers
Tags Ação, Chris Redfield, Drama, Jill Valentine, Raccon City, Resident Evil, Romance, Stars, Valenfield
Exibições 69
Palavras 1.533
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


E aí pessoal? Estão gostando desse "jogo de gato e rato" entre nossos protagonistas?
Aguardo o feedback de vocês...
Divirtam-se com a leitura!!

Capítulo 10 - Plano B


Fanfic / Fanfiction O Início De Um Legado - Capítulo 10 - Plano B

Após, ver Chris dançando com Cindy, Jill vai o mais rápido que pode para a mesa em que os meninos estavam sentados. Ainda em pé, ela pega sua bolsa e começa a vasculhar, procurando sua carteira.

--- Já vai, Jill? – Brad pergunta.

--- Sim... Tenho que... que ir! – Ela desconversa.

--- Amanhã, além da namorada do Richard, você terá a companhia da Cindy... Ela vai com a gente! – Joseph comenta.

Forest leva suas mãos ao rosto quando Joseph comete a indiscrição de contar para Jill que a Cindy também iria na boate. Ainda mais depois do que estava acontecendo.

 Ao ouvir aquela informação, Jill fica vermelha de raiva, extremamente furiosa, aquele sentimento começa a deixar seus olhos marejados mas tenta disfarçar para os meninos não notarem.

Jill imaginava que Chris queria muito mais do que só dançar com a garçonete. Ele a convidou para comemorarem o aniversário do Forest no sábado. Era claro que ele tinha algum interesse em Cindy, talvez os dois até já estivessem saindo.

Entretanto, Jill não estava em condições de cobrar qualquer explicação de seu parceiro. Na noite passada nada tinha acontecido, pelo menos era o que os dois tinham combinado, esquecer tudo o que rolou entre eles: os beijos, os carinhos, e todo aquele tesão.

Na cabeça de Jill, Chris era um canalha que só queria ter uma noite de sexo com ela e com os resto das mulheres. Agora era a vez dele tentar algo com Cindy. E como a garota é “apaixonadinha” por ele, vai se entregar na primeira investida dele.

Jill não ficaria para ver o desfecho daquela noite. Seu coração não aguentaria. Sua cabeça já estava explodindo de dor. Ela só queria sair o mais rápido dali.

Ela joga o dinheiro na mesa e mal se despede dos rapazes.

--- Tchau! – Ela diz e sai rápido.

Os meninos ficam sentados ali sem entender, olhando confusos um para o outro. Forest desconfiava que a saída repentina de Jill ocorreu pelo fato de Chris estar paquerando outra mulher.

Enquanto dançava com Cindy, Chris estava em silêncio. Ao virar o corpo, no movimento de dança, viu Jill indo embora, atravessando a porta, ela passava as mãos pelos olhos. Parecia estar chorando! Chris se perguntava se havia passado dos limites com as provocações, enquanto via ela pelo vidro do bar afastando-se do local com passos rápidos.

--- Acho que já tomei muito do seu tempo! – Chris se distancia da loira.

Cindy fica com as bochechas rosadas e sorri para ele.

--- Vou voltar ao trabalho agora. Obrigada pela dança! – Ela agradece.

Chris volta para a mesa onde os rapazes estavam.

--- Pra onde a Jill foi? – Ele pergunta preocupado.

--- Pra casa! – Brad explica.

--- Droga!!! – Chris esbraveja.

Sem pensar muito, ele sai correndo pela porta, numa tentativa de alcançá-la.

--- O que deu nele? – Joseph fica confuso.

--- Boa pergunta! – Forest acrescenta.

Os rapazes ficam ali sentados tomando sua bebida confusos.

 

*

 

Jill entra no carro, jogando sua bolsa do banco ao lado. Ela olha para o retrovisor e vê algumas lágrimas escorrendo involuntariamente.

Ela não queria chorar! Mas não era possível controlar. Ela sentia raiva e uma tristeza muito grande. Sabia que ao negar qualquer tipo de envolvimento com Chris, ela estaria deixando-o livre para se envolver com outra pessoa.

Naquele instante, ela enxugou as lágrimas de seu rosto e se recompôs. Mesmo que ela cedesse aos encantos dele, não teria garantia nenhuma de manter um relacionamento sério com o rapaz. Para Jill, ele fazia o estilo garanhão pegador, e ela jamais se deixaria envolver por esse tipo de homem.

*A gente nunca daria certo mesmo! Além de trabalharmos juntos, ele é do tipo que só quer um momento de diversão e mais nada. Seria idiotice me apaixonar por um homem como ele. Então pare de chorar, Jill!! Esquece ele... esquece!! * Ela pensava consigo, repetindo várias e várias vezes a ideia de esquecê-lo de vez.

Ela acelera o carro e vai embora para casa.

Chris cruza o quarteirão correndo e vê o carro de Jill se distanciar. Era tarde para alcançá-la. Ele recupera o fôlego e volta andando para o bar.

*Será que ela estava chorando? Talvez eu tenha exagerado na provocação. Droga!!! Eu queria ter me desculpado pela atitude impensada... * Ele fica se culpando.

 

*

 

De volta ao bar, Chris senta-se meio abatido e termina de tomar sua bebida.

--- Conseguiu alcançar ela? – Forest pergunta.

--- Não! – Chris responde cabisbaixo.

--- Você cometeu um erro convidando a Cindy para a boate! – Forest comenta.

Chris olha para o amigo e acrescenta:

--- Agora não posso mais desconvidar! – Ele diz desanimado.

Joseph e Brad ficam só escutando a conversa, sem entender direito o que estava se passando.

Forest sabia que ao ver Chris dançando com Cindy, Jill tinha se chateado. Ele só não entendia porque o amigo estava agindo daquela forma, metendo os pés pelas mãos com a garota que ele estava gostando.

*Se Chris gosta da Jill e ela também gosta dele, por que ambos não são capazes de ceder e assumir o romance? Talvez Jill seja cabeça dura demais e Chris um idiota provocador! * Forest tirava suas próprias conclusões.

Aquela noite já tinha acabo para Chris. Ver Jill chateada com ele cortou seu coração, mais do que imaginaria. Ele levantou-se para ir embora.

--- Bom, vou indo. Nos vemos amanhã! – Chris despede-se dos rapazes.

Forest o acompanha.

--- Vou lá fora com você, me passa um cigarro!! – Forest pede.

Os dois caminham até a saída, deixando Joseph e Brad conversando na mesa.

Antes de saírem, Cindy se aproxima:

--- Chris! Você me pega amanhã? – Ela diz enquanto entrega seu telefone escrito num pedaço de papel para o moreno.

--- Claro! – Ele pega o papel e vê o número de telefone, guardando-o no bolso.

--- Te ligo amanhã para combinarmos o horário. – Ele se despede e sai do bar.

A garota sorri e volta ao trabalho.

Lá fora, Chris entrega um cigarro para Forest que o ascende com seu isqueiro e começa a fumar.

--- Espero que saiba o que está fazendo! – Forest comenta.

Chris fica pensativo por um instante.

--- Será que a Jill vai aparecer na boate amanhã? – Chris pergunta preocupado.

--- Se eu fosse ela, nunca mais olharia na tua cara! – Forest ri.

--- Por sorte você não é ela... – Chris tenta sorrir da piada.

Forest solta a fumaça do cigarro para o alto.

--- Se você gosta da Jilly, tente consertar as coisas! E fica longe da Cindy... – Forest aconselha o amigo.

Chris sorri aparentando estar um pouco mais tranquilo.

--- Farei isso! Cindy e eu somos apenas amigos. Espero que Jill perdoe meu comportamento infantil... – Chris analisa a situação.

--- Brother, ela ficou com ciúmes! Se esse era o seu plano, deu certo!! Mas você exagerou um pouquinho. – Forest ri de toda aquela situação.

Chris sorri, mas ainda estava preocupado com a reação de Jill. No fundo, esperava que ela fosse na boate e lá ele poderia esclarecer as coisas, demonstrando que Cindy é apenas uma amiga.  

Eles se despedem e Chris vai embora de lá. Enquanto Forest volta para o bar.

 

*

 

Passando nas ruas do centro, Jill avista a cafeteria que fica próximo à sua casa. Resolve parar ali e pegar um copo de café expresso. Seria perfeito terminar a noite debaixo das cobertas, assistindo tv e tomando um café quentinho.

O local estava quase vazio. Jill faz seu pedido e antes de deixar o local com seu copo de café expresso, avista Kevin sentado no balcão assistindo o noticiário na tv.

Ela lembra que foi naquele lugar que conheceu Kevin. Então ela se aproxima dele:

--- Olá! – Ela sorri.

Kevin se vira para que ver quem era, e sorri surpreso ao notar Jill em pé ao seu lado.

--- Oi, Jill! Tudo bem? – Ele pergunta.

--- Tudo ótimo! – Ela finge esquecer o que acontecera há poucos minutos atrás.

Naquele instante, Jill se recorda que Chris não suporta a presença de Kevin. E claro, ela também se lembra que Cindy estará com ele na boate no dia seguinte. Na mente da morena, aquela seria a oportunidade perfeita de arruinar a festa de Chris. Ele já havia provocado muito a morena, e agora era a vez dela dar o troco!

--- Quero te fazer um convite! – Jill diz meio sem jeito.

--- Pode fazer, madame! Estou ouvindo. – Kevin diz todo educado.

--- Amanhã vamos na Boate da Rua Folsolm, comemorar o aniversário do Forest... – Jill começa a explicar.

--- Seria ótimo se você fosse comigo. – Ela finaliza.

Kevin fica um tempo pensativo. Ele acaba sorrindo para ela e aceita o convite:

--- Vai ser divertido! Quer que eu te pegue? – Ele pergunta.

Jill fica sem graça, afinal, não era um encontro. Mas para provocar ainda mais o Redfield, ela toparia.

--- Me pega às 22 horas! – Jill escreve seu endereço em uma das folhas de sua agenda e entrega para Kevin.

Ele sorri e agradece o convite.

Jill se despede dele e vai para casa tomar seu café quentinho.

*Redfield que me aguarde! Vou levar um presentinho especial para ele...* Ela sorri ao imaginar a cara do Chris quando der de cara com Kevin acompanhando-a na boate.


Notas Finais


No próximo capítulo: A festa na Boate!!!
E um final de noite surpreendente...
(Sem spoiler, só para deixar vocês na curiosidade)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...