História O Início De Um Legado - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Resident Evil, The Last of Us, The Walking Dead
Personagens Albert Wesker, Barry Burton, Chris Redfield, Claire Redfield, Jill Valentine, Kevin Ryman, Ozwell E. Spencer, Personagens Originais, Rebecca Chambers
Tags Ação, Chris Redfield, Drama, Jill Valentine, Raccon City, Resident Evil, Romance, Valenfield, Zumbi
Exibições 159
Palavras 3.181
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá leitores!!
Um super capítulo para vocês se deleitarem no final de semana!!!

Trilha sonora: "Don't Let Me Down" - The Chainsmokers ft. Daya
(Link nas notas finais)

Divirtam-se com a leitura...

Capítulo 11 - Deixa rolar


Fanfic / Fanfiction O Início De Um Legado - Capítulo 11 - Deixa rolar

O dia estava lindo!

Jill acordou cedo naquele sábado para organizar seu apartamento. Com isso, ela evita pensar em Chris, nos beijos que eles trocaram, no fato dele ter paquerado Cindy no dia anterior, ter dançado com ela e, principalmente, por ela ter de encarar os dois juntos hoje na boate.

Por outro lado, a morena já tinha preparado uma surpresinha (nada agradável) para Chris nesta noite. Quando se lembra da pequena travessura: ter convidado Kevin para acompanhá-la na festa, Jill não consegue conter o riso.

Ela sabia que tal atitude era infantil, mas provocar Redfield era prazeroso demais e deixar essa birra entre ela e Chris de lado, não estava em seus planos, pelo menos não esta noite.

Depois de limpar o lugar, lavar suas roupas, fazer compras, cozinhar e descansar um pouco jogada no sofá, Jill olha no relógio (8:27 p.m.), já estava na hora de se arrumar para a festa!

Tomou um banho, escovou os cabelos e foi escolher a roupa que usaria naquela noite. A morena não queria algo muito sensual para Kevin não imaginar que aquilo fosse um encontro, pensando que toda a produção era para ele. Ela apenas queria estar bonita, sem chamar muita atenção.

Escolheu uma saia não muito curta, porém justa, com um fundo preto e com uma estampa étnica em branco, uma blusa de alcinha de cetim preta e uma sandália com salto médio da cor preta.

Deixou os cabelos soltos, colocou um brinco de pérola delicado, e se maquiou da forma mais natural possível, finalizando a produção com um batom marrom. Com aquela roupa escura, seus olhos azuis destacaram-se.

*É isso! Pronta...* Ela pensa ao se olhar no espelho, verificando o horário.

Ela escuta o interfone tocar. Olha pela janela e vê Kevin esperando lá fora. Ela pega uma pequena bolsa preta e antes de deixar o quarto, corre para seu closet e espirra um pouco do seu perfume favorito.

Jill pega sua jaqueta de couro preta e desce.

--- Você é pontual! – Jill diz sorrindo para Kevin, ao abrir a porta do seu prédio.

--- Eu me esforço para não deixar uma mulher bonita esperando... – Kevin sorri de forma encantadora.

O homem estava usando uma camisa de botões na cor azul marinho e uma calça escura. Seus cabelos penteados para trás, ele estava muito estiloso naquela noite.

Eles vão para o carro de Kevin, e seguem direto para a Boate.

 

(Na boate)

 

Forest reservou um pequeno camarote para os amigos. Ele frequentava com habitualidade a boate aos finais de semana. Conhecia o dono e os funcionários do local. Para ele que era muito festeiro, não era difícil conseguir um camarote cheio de garotas bonitas, muitas bebidas e entradas sem custo para os amigos.

Forest era musculoso, tinha algumas tatuagens pelo corpo, cabelos castanhos claros meio crescidos, ele costumava chamar a atenção das mulheres.

O lugar era imenso, tinha uma área ao ar livre no fundo da boate, com alguns sofás e coqueiros, luzes coloridas, a pista de dança era grande, o bar ficava do lado oposto aos camarotes, com um balcão imenso, as pessoas que frequentavam eram bem vestidas, vários rapazes elegantes, com carros importados estacionados na rua, muitas mulheres bonitas, que mais pareciam sair da capa de revistas. O DJ tocava música eletrônica.

Joseph e Brad já estavam sentados numa poltrona tomando seus drinks. Richard e a namorada tinham acabado de chegar. Brenda era uma mulher encantadora, tímida, ruiva, magra e com um sorriso lindo. Richard estava namorando com a ruiva a pouco tempo, mas eles já estavam pensando em se casar nos próximos anos.

--- Obrigado pelo convite, Forest! Brenda e eu ainda não conhecíamos essa boate. – Richard cumprimenta o amigo.

--- O Chris está no bar pegando mais um combo de Whisky e energético pra gente! – Forest diz animado.

  Cindy se aproxima dos rapazes segurando um copo de “sex on the beach”, ela usava um vestido curto rosa claro, justo na parte de cima e rodadinho abaixo da cintura. Logo atrás, Chris vem com o garçom trazendo o Whisky, alguns energéticos, um balde acrílico com gelo e um punhado de copos.

Chris estava muito charmoso, vestia uma calça marrom clara e uma camisa jeans, com as mangas dobradas até abaixo dos cotovelos.

--- Vamos começar a festa!! – Chris avisa, pegando um copo e oferecendo um brinde.

Todos erguem seus copos e brindam!!

Chris olhava ao redor mas não notava nenhum sinal de Jill.

--- Será que a Jill desistiu? – Chris pergunta para Forest.

Ele olha por toda a boate e também não avista a morena.

--- Se ela não vier, a culpa é sua!! – Forest dá um soco fraco no braço de Chris.

Eles se acomodam no amplo sofá do camarote e ficam bebendo e conversando.

--- Olha só!!! A Jill chegou!! – Joseph avista a morena na porta da boate.

O coração de Chris dispara naquele momento. Ele deixa o copo na mesa e se levanta para olhar na direção da porta.

Quando seus olhos encontram a morena, ele fica paralisado. Ela estava mais linda aquela noite. Os olhos azuis dela pareciam mais brilhantes do que de costume. Ele solta um sorriso de canto.

Brad e Joseph ficam balançando a mão para a morena encontra-los no meio da multidão. Logo, ela os vê e vai em direção ao camarote.

Ela vê Chris ali, parado em pé. Ele estava muito charmoso, e com aquele sorriso de canto era impossível não ficar deslumbrada por aquele homem.

  Jill vai se aproximando e ali perto de Chris, Cindy estava sentada tomando seu drink. Ela sente uma pontada no peito. Aquele misto de raiva e medo invade seu coração. Mas a morena não demonstra qualquer reação, apenas sorri animada. Ela encara Chris com um olhar desafiador.

Ele continua sorrindo de canto para ela, quando ao lado da morena surge uma pessoa muito familiar: Kevin!!

Chris fecha a cara imediatamente. Ele não conseguia esconder o asco que sentia por aquele homem. Todos notaram a cara de fúria de Chris quando viu Kevin acompanhando Jill.

A morena curte com prazer aquele momento! Era impagável ver a cara de raiva do Chris ao notar Kevin. Internamente, ela se divertia com a reação dele. Um sorriso de vitória invadiu os lábios de Jill.

*O que esse escroto está fazendo aqui? E ainda por cima, junto com a Jill!!! * Chris fica se perguntando quem foi o responsável por convidar aquele imbecil para a festa.

Forest se aproxima do amigo e aconselha:

--- Segura sua onda! – Forest sussurra.

Jill cumprimenta todos e Kevin a acompanha.

--- Oi, Chris. – Ela diz seca.

--- Oi! – Ele responde ainda furioso.

Quando Kevin se aproxima para cumprimentá-lo, Chris sai do camarote indo em direção do banheiro, sem dizer nenhuma palavra, pouco se importando em manter as aparências ou a educação, deixando Kevin no vácuo.

Kevin dá de ombros, não era segredo para ninguém que Chris o odiava desde a briga no J’s Bar.

Cindy fica toda envergonhada pela atitude de Chris, a presença de Kevin também mexia com a loira, mas era por outras razões. Kevin a cumprimenta com um beijo e ela corresponde com outro beijo no rosto. Forest entrega um copo de Whisky para ele, que aceita e logo toma um gole da bebida.

Jill senta-se ao lado de Brenda. Richard apresenta sua namorada e as duas começam a conversar.

Joseph vai para o banheiro atrás de Chris. Alguém precisava controlar o gênio forte e esquentadinho de Redfield.

 

(No banheiro)

 

Chris lavava o rosto com água gelada.

--- Esfriando a cabeça, literalmente? – Joseph se aproxima dele.

Chris olha o reflexo do rapaz no espelho e faz um cara de poucos amigos.

--- Quem convidou esse otário? – Chris estava mais furioso do que normalmente ficava quando o assunto era Kevin Ryman.

--- Eu não sei... Acho que a Jill! Eles vieram juntos. – Joseph conclui.

Na verdade, Chris estava mais nervoso pelo fato daquele homem estar acompanhando Jill. Ele não suportava a ideia de outro homem tocar nela, outro homem segurar suas mãos ou tocar aqueles lábios. E para piorar, não podia imaginar que aquele outro homem poderia ser Kevin!

De repente, Chris dá um soco na parede. Joseph se assusta. Nunca viu o amigo ter aquele tipo de reação.

--- Hey! Vai com calma!! – Joseph pede.

--- É a parede ou a cara dele! Você escolhe... – Chris desabafa.

Joseph acha graça da situação. Da última vez que Chris partiu pra cima do Kevin, o policial quase acabou com o nariz quebrado. Por sorte, os policias que estavam no bar seguraram Redfiled. Caso contrário, os danos seriam maiores do que apenas um olho roxo e uma cara inchada. Chris era bom de briga, e tinha os punhos mais fortes de todos os STARS.

--- Vamos voltar! E tenta manter a postura. Vai assustar a Jill se continuar agindo feito um animal! – Joseph argumenta.

Chris respira fundo. Ele sabia que aquilo seria um teste para o seu autocontrole. Os dois saem do banheiro e voltam para a festa.

 

*

 

Jill e Brenda foram até o balcão do bar pegar um drink. A quase todo instante, Jill olhava para o camarote, a fim de verificar se Chris retornou do banheiro.

--- Preocupada com seu namorado? – Brenda pergunta curiosa.

--- Eu não tenho namorado! – Jill explica sem graça.

--- Pensei que aquele cara que chegou com você fosse seu... Bem, desculpe, eu me enganei! – Brenda fala tímida.

--- Kevin e eu somos apenas amigos! – Jill conclui.

--- Então você gosta do outro? O moreno bravo que foi pro banheiro? – Brenda fala curiosa.

Jill fica vermelha de vergonha. Brenda percebe sua indiscrição e tenta disfarçar.

--- Eu não vou comentar com ninguém! Fica tranquila.

Jill precisava falar um pouco sobre o que estava acontecendo, era muita informação para manter guardada dentro de si.

--- Minha relação com o Chris é meio... conturbada, sabe?! – Jill começa explicando.

O barman entrega os drinks. Elas pegam e ficam tomando ali no balcão.

--- Nós somos parceiros no trabalho. E embora eu goste dele, acho que ele não faz o tipo de homem ideal! – Jill tenta resumir.

Brenda fica em silêncio, mas logo avisa:

--- Não existe homem ideal! Se ficar idealizando, nunca o encontrará... O ideal é aquele que seu coração escolhe! – Brenda dá uma piscadinha para Jill.

Jill sorri com o comentário da ruiva. Ela simplificou toda a teoria em apenas uma frase!

No fundo, Jill sabia que seu coração já havia escolhido Redfield. Mas era orgulhosa demais para admitir, para os outros e, principalmente, para si mesma!

Quando as duas voltam para o camarote, Chris estava sentando ao lado de Cindy, ainda com uma cara nada feliz. Ele não parava de encarar Jill. Olhava para a morena com um olhar questionador, como se quisesse saber o motivo dela ter trazido consigo o cara que ele mais odiava no RPD.

Depois de um tempo que todos estavam bebendo e conversando, Brad se levanta:

--- Vocês vão ficar parados? – Brad pergunta.

--- Vamos dançar!! – Jill sorri animada para o rapaz, levantando-se e deixando sua jaqueta no sofá.

Brad pega Jill pelo braço e os dois vão para a pista de dança. Richard e Brenda os seguem. Cindy fica sentada observando, junto de Chris, Joseph, Forest e Kevin.

A música era muito animada e os quatro pareciam se divertir bastante dançando. Jill começa a rir, Brad não levava muito jeito para a dança.

--- Parece que o Brad tá levando um choque! – Joseph brinca.

--- Vai lá ensinar ele! – Forest comenta.

Sem demorar, Joseph foi para a pista de dança e juntou-se aos amigos. Todos riam por ver Brad em um tipo de disputa de dança com Joseph.

Jill dançava muito bem, seu corpo seguia perfeitamente as batidas da música. Os rapazes ficaram do camarote admirando a performance dela na pista de dança. Chris parecia um bobo olhando para aquela mulher, as pernas torneadas dela eram de deixar qualquer um morrendo de inveja, a cintura fina, aquele corpo perfeitamente proporcional e delicado. Ele olhava para ela e sorria.

A morena distraída, olhou para o camarote e viu Chris sorrindo, admirando-a dos pés à cabeça. A mente dele parecia estar longe dali, já que ele nem notou que ela estava observando-o.

Chris só saiu de seu devaneio quando notou que Kevin tinha se juntado aos outros na pista de dança. Furioso, ele pega seu copo e coloca mais Whisky, virando todo o líquido de uma só vez.

--- Quer sair daqui carregado? – Forest brinca com o amigo.

--- Só bebendo para eu colocar meu autocontrole em prática! – Chris brinca.

--- Não vá beber, ficar loucão, sair agarrando todas as mulheres da festa e acabar quebrando a cara do.... Você sabe quem! – Forest disfarça quando percebe que Cindy estava por perto.

--- Relaxa... Eu deixaria algumas mulheres para você se divertir! – Chris brinca com Forest.

 Chris olha para Cindy sentada no sofá. Ela estava calada naquela noite, apenas bebia seu drink tranquilamente. Ele volta a observa Jill dançando com os meninos, e Kevin estava lá, bebendo seu Whisky enquanto dançava com a morena. Chris pega o braço de Cindy e vai para a pista de dança com a loira. Forest segue eles.

Jill, que antes sorria, agora estava séria. Parecia descontente quando deu de cara com Cindy dançando com Chris e Forest. Jill pegou o copo das mãos de Kevin e virou de uma só vez.

Kevin a encarou surpreso. Ele pega o copo de volta e vai ao camarote colocar mais Whisky. Chris aproveita a ausência de Kevin para se aproximar de Jill.

--- Adorei que trouxe seu amiguinho para a festa! – Ele diz sarcástico, inclinando-se perto do ouvido dela.

--- Gostou da minha surpresinha? – Ela retruca ironicamente.

Chris revira os olhos. Sabia que a morena tinha feito aquilo de propósito, com o intuito de irritá-lo.

Durante a conversa dos dois, um garçom aparece segurando uma bandeja com copos cheios de tequila, e distribuindo para os amigos de Forest. Aquela era uma cortesia da casa noturna.

Jill pega um copo e vira rapidamente, fazendo uma leve careta pelo gosto forte da bebida. Chris a acompanha. Logo eles voltam a conversar.

--- Onde está sua amiga? Deixou ela sozinha, Chris? – Jill pergunta por Cindy, fingindo estar preocupada.

--- Não seja ciumenta! Cindy é apenas uma amiga... – Ele explica, ainda provocando a morena.

--- Sei... amiga! – Ela ignora.

--- E o Kevin? Também é só seu amigo? – Chris insiste no assunto.

--- É... Assim como você é da Cindy! – Jill fala nervosa, atacando-o.

Chris segura firme no punho de Jill e a leva para o balcão do bar.

--- Ai! Por que você é tão bruto? – Ela diz sério.

--- Desculpa! Não queria te machucar... só queria te tirar de lá! – Ele esfrega com carinho o punho dela.

Ele dá um sorriso sem graça para ela, que fica toda derretida e sorri para ele de volta.

Chris se vira para o barman e pede dois copos de vodka com limão e gelo.

--- Kevin é um cara legal, Chris! – Ela fala sem nenhuma pretensão.

--- Não confio em homens que ofendem mulheres... – Chris pega os copos e entrega um deles para Jill.

--- Fica longe dele!! – Chris pede educadamente para a morena.

Ela revira os olhos. Chris era tão ciumento quanto ela. Mas os dois não deviam explicações um ao outro. Eles eram apenas parceiros.

--- O que eu faço com minha vida pessoal não é da sua conta! – Jill alerta ele, tomando um gole da sua bebida.

Chris fecha a cara com o que acabara de ouvir da mulher.

--- Eu me importo com você, sabia? – Ele diz bravo.

--- Eu sei me cuidar sozinha... – Ela retruca e vira todo o conteúdo do copo.

--- Se continuar assim, vai querer alguém pra cuidar de você! – Chris aponta para o copo vazio dela.

A morena dá de ombros pra ele e volta para o camarote. Ele a segue.

No camarote, Richard estava sentado conversando com Forest, enquanto Brad e Joseph ainda estavam dançando descoordenadamente.

--- As garotas foram ao banheiro! - Richard avisa Jill.

A morena continua ali com eles no camarote rindo de Brad e Joseph. Kevin chega na mesa trançando as pernas. Ele enche seu copo com Whisky e gelo e acena para os rapazes. Chris vira a cara. E Forest brinca com ele:

--- Faz um quatro com as pernas, Kevin! – Ele solta um riso.

--- Eu faço até um cinco se você quiser! – Ele fala meio mole e ri da brincadeira.

Kevin se senta ao lado de Jill e coloca sua mão próxima aos joelhos da morena. Chris olha aquilo e cerra os punhos. Ele não conseguiria suportar aquela situação por muito tempo.

--- Vou tomar um ar, Jill! Você vai ficar bem aqui? – Kevin pergunta.

--- Estou bem! Quer que eu pegue água para você? – Ela questiona.

--- Não! Estou bem... – Ele diz e levanta dali seguindo para a área externa da boate.

Jill olha para Chris e vê que o rapaz estava vermelho de raiva. Ele bufava tentando controlar-se para não avançar em Kevin.

--- O Kevin está muito bêbado!!! – Richard comenta preocupado.

--- Melhor eu pegar água pra ele! – Jill se levanta e vai em direção ao bar.

Chris imediatamente a segue.

No meio do caminho, ele se aproxima dela e alerta:

--- Você não vai embora com ele neste estado! – Ele diz bravo.

--- Depois de tomar água ele melhora... – Jill fala despreocupada.

--- Você também já bebeu demais essa noite! – Ele adverte.

--- Eu vou embora com ele... com outro... não importa! Não é da sua conta!!! – Ela fala irritada.

Para provocar ainda mais ele, Jill pega o copo com vodka que Chris segurava e vira de uma vez.

Chris fica pasmo com a rebeldia da morena. E vai seguindo-a até o balcão. Ela pega uma garrafa de água e segue a procura de Kevin.

O rapaz segue ela, e continua discutindo:

--- Não vou deixar você nesse estado...

--- Estou bem! – Ela fica repetindo.

--- Não vai embora com o bêbado do Kevin...

--- Estou te ignorando! – Ela continua dar de ombros para ele.

--- Não vou deixar... – Chris é interrompido por Jill que já não aguentava mais as broncas dele.

--- Você não é meu PAI! – Ela diz séria olhando para ele.

Ele olha no fundo daqueles olhos azuis brilhantes demonstrando estar inconformado com a forma como ela o ignorava. Mas o rapaz fica em silêncio.

Quando eles se viram para frente, a fim de continuar sua caminhada para a área externa, os dois dão de cara com uma cena que os surpreendeu, deixando-os com cara de espanto.

Kevin e Cindy estavam agarrados se beijando em pé, bem na frente deles.


Notas Finais


E aí? Aprovaram as surpresas?
Semana que vem tem mais...

Música do Capítulo: https://youtu.be/Io0fBr1XBUA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...