História O Inicio do Fim(Apocalipse Zumbi) - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Apocalipse, Apocalipse Zumbi, Drama, Horror, Survival, Zumbis
Exibições 41
Palavras 4.036
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá amiguinhos, novamente peço desculpas pela demora na postagem, pra compensar esse cap tá maior que o normal então... boa leitura :D espero que gostem

Capítulo 23 - Desconfiança


Eu havia encontrado meus amigos, que graças a Helena e sua amiga, Sasha, ainda estavam vivos, mas caso eu não os ajudasse logo iam morrer, então corri pra fora dos esgotos e levei Philip e seu pessoal até lá...

Mike: Vamos Philip, por aqui!!

Philip: Um esgoto ??

Mike: Sim, venha! Eles estão aqui...

Entramos nos esgotos e fomos até onde eles estavam...

Philip: Santo Deus...

Mike:...

Philip: A gente tem que tirar os dois daqui imediatamente!!!

Mike: Ok...

Peguei a Paty no colo e fui em direção à saida, mas antes que eu saisse Helena me mandou esperar um pouco,  então entreguei a Paty na mão do catador e pedi que ele a levasse pra fora. Quando todos saíram ela me chamou pra conversar...

Mike: Tem certeza que não quer vir com a gente ?

Helena: Sim

Mike: Ok.. mas o que você quer me falar ?

Helena: é sobre o Philip...

Mike: O que tem ele ?

Helena: Não confie nele...

Mike: Por quê ?

Helena: Olha, na cidade haviam muitos grupos de sobreviventes...

Mike: Sim, ele me falou sobre isso.

Helena: Então, eu era de um desses grupos, a Sasha também...

Mike: E o que aconteceu com o seu grupo ?

Helena: Eu não sei, eu e a Sasha somos as unicas que sobraram, tinhamos saido pra coletar alimentos quando tudo aconteceu... Quando voltamos pra casa, todos estavam mortos...

Mike: Eu sinto muito...

Helena:  E eu acho estranho o fato do grupo do Philip ser o único que restou de todos.

Mike: De fato, mas não foram os pesadelos ou até mesmo os zumbis normais que destruiram esses grupos ?

Helena: Não, pelo menos o nosso grupo não, nenhuma das pessoas mortas que encontramos tinham marcas de mordidas ou arranhões...

Mike: Ué, oque tinha nos corpos então ?

Helena: Nos corpos haviam marcas de facadas, pancadas e alguns até marcas de tiros...

Mike: Isso é muito estranho mesmo...

Helena: É por isso que peço que tome cuidado com o Philip.

Mike: Pode deixar...

Helena:...

Mike: Então acho que isso é um adeus...

Helena: É, pode ser que seja...

Mike: Obrigado po...

Antes que eu pudesse agradecer, Philip apareceu e me enterrompeu...

Philip: Vamos Mike, as coisas já estão prontas... do que vocês estavam falando ?

Mike: Ah, nada não, já vou indo...

Philip: Ok, não demore...

Então abracei Helena e agradeci por ter salvo meus amigos, logo depois subi as escadas e me juntei aos outros, por algum motivo eu estava preocupado com ela, alguma coisa estava errada, antes de subir as escadas Philip olhou de maneira estranha pra ela, mas não me importei tanto e segui devolta pro ginásio com Philip.

Chegando lá corremos e levamos os dois pra enfermaria, os deixamos sob os cuidados de Clara e um médico que também vivia lá, seu nome era Higor; ele trabalhava no hospital da cidade antes do apocalipse acontecer. Eu e Philip ficamos do lado de fora do ginásio esperando alguma noticia dos dois, pouco depois o sol de pôs, entramos pra dentro e os refletores foram ligados pra afastar os pesadelos.

Philip me perguntou muitas coisas sobre o lugar onde vivíamos, sobre minha vida antes de tudo acontecer, e ficou supreso de como uma “criança” igual eu ter passado por tudo aquilo e sobrevivido. Horas depois Higor finalmente veio conversar conosco...

Higor: Tenho boas noticias e más noticias...

Mike: Desembucha de uma vez!!

Higor: A boa noticia é que o Jhonatan não corre mais risco, o estado dele é estável, já a garota...

Mike: FALA LOGO!!

Higor: Conseguimos curar alguns dos muitos ferimentos dela, mas devido a falta de uma maca e a difuculdade na locomoção, o estado dela só piorou, ela acabou entrando em uma espécie de coma... nessa situação ela deve ter no máximo uma semana de vida...

Mike: Merda!!

Higor: Calma garoto, você ainda pode salvar sua namorada, só que não vai ser tão facil, ela precisa de uma cirurgia delicada, e nós não temos os intrumentos médicos necessarios aqui, então fica meio dificil...

Mike: Onde consigo essas coisas ??

Higor: O hospital geral da cidade tem um centro cirurgico bem avançado, lá você vai encontrar todo o equipamento necessario...

Mike: Vamos logo Philip!!

Me levantei e fui em direção à saida, Philip segurou meu braço e me puxou...

Philip: Onde você pensa que vai moleque ?!? Ta afim de morrer ?? A essa hora os pesadelos estão poraí, esperando pra algum bocó igual você aparecer,sem armas, nem carro não dou 5 minutos pra você morrer lá fora... e você sabe sobre os rumores de que o hospital pode ser o ninho deles...

Mike: E oque você quer que eu faça!?!? Fique aqui sentado esperando ela morrer ?! ?!

Philip: Não estou te pedindo isso, não faça nada no calor do momento, você claramente está sendo levado por suas emoções, vai acabar morrendo... vá dormir, logo pela manhã nós conversaremos...

Mike: Argh... tudo bem...

Philip: Agora vá, te vejo de manhã...

Mike:...

Me dirigi aos dormitórios, num misto de raiva e tristeza, queria arrebentar todos aqueles bixos um por um. No caminho dos dormitórios, percebi que um dos catadores tinha voltado, Philip me disse que muito raramente eles voltam durante a noite, esperavam amanhecer nas casas seguras pra depois voltar. Foi então que notei que ele segurava uma arma, o meu fuzil pra ser mais exato, Helena havia dito que a amiga dela tinha pego, então porque diabos ele estava com aquele catador ? Fui em direção a ele, que estava conversando com um dos guardas...

Catador: Nossa cara, essa foi por pouco, os pesadelos estavam na minha cola!!!

Guarda: Ha, eles deviam ter te pegado, ia ser menos um morto de fome aqui hahaha!!

Catador: Ze mané... Mas valeu a pena, olha oque eu conse....?!

Mike: Ei!!!

E então eu o enterrompi e perguntei onde ele havia encontrado...

Mike: De onde você tirou esse fuzil !?!

Catador: Eu...Eu.. Eu encontrei em uma loja de armas!!

Mike: Não minta pra mim!!!

Peguei ele pelo colarinho e o joguei contra a parede.

Mike: Não vou perguntar outra vez, ONDE VOCÊ ENCONTROU!?!?

Catador: Eu já disse!!! Eu encontrei em uma loja de armas!!!

Mike: Mentiroso!!!

Comecei a socar o estômago dele até ele falar, o guarda tentou intervir mas mandei ele ficar de fora senão ia sobrar pra ele, que não escutou e veio pra cima de mim. Larguei o catador e fui pra cima dele, que tentou me acertar com um taco de baseball, me esquivei e acertei a garganta dele com um soco, e então o guarda caiu no chão, comecei apertar a garganta dele com o pé, e ele tentava gritar de dor mas não conseguia, algumas pessoas começaram a nos cercar, mas nenhum deles interviu. Deixei o guarda em paz e voltei minha atenção ao catador, que tentava fugir dali rastejando, novamente perguntei onde ele havia encontrado e novamente ele não me disse a verdade, já estava muito puto da vida e logo perdi a cabeça, subi nas costas dele e puxei a cabeça dele pra trás, estava pronto pra quebrar o pescoço do desgraçado, foi então que vi o pé do Philip vindo em minha direção, larguei a cabeça do catador e tentei esquivar, sem sucesso, o chute dele foi certeiro no meu peito, rolei pra trás e fiquei sem respirar por alguns segundos...

Philip: Mike, eu pensei que tinha dito pra você ir dormir...

Mike: ...

Philip: Afinal, qual o motivo dessa palhaçada !?!?

Mike: Cough... Tá vendo aquele fuzil?? Ele é meu...

Philip: E como você pode ter tanta certeza ??

Mike: Tá vendo essa cordinha azul amarrada no cano ?? foi meu irmão que me deu...

Philip: Mas mesmo assim, você está espancando meus homens por causa disso ??

Mike: O catador está mentindo, ele disse que encontrou em uma loja de armas quando na verdade o fuzil é meu...Cough

Philip: Pode ser coincidencia...

Mike: Creio que não... tem algo errado aqui, e eu vou descobrir...

Philip: ...

Não contei pra ele sobre o fuzil estar com a amiga de Helena antes, apenas me levantei, peguei meu fuzil e fui pro dormitório, e esperei eles irem dormir. De madrugada ficavam apenas dois guardas acordados, meu plano era esperar eles darem bobeira e sair, me esconder e esperar até os pesadelos voltarem pra toca, depois ir até o esconderijo da Helena e ver se ela estava bem. O esconderijo não era tão longe, uma hora de caminhada e eu chegava lá tranquilamente.

E então coloquei o plano em prática, esperei os guardas bobearem e saí, afinal, as táticas de furtividade que aprendi na H.U.N.T deviam ser úteis pra alguma coisa. Andei alguns metros e me escondi dentro de um carro abandonado, eu podia ouvir o barulho dos pesadelos batendo no teto do ginásio e algum tempo depois o barulho cessou. Faltava algum tempo pra amanhecer então eles se foram, sai do carro e fui em direção ao esconderijo, no caminho encontrei alguns zumbis, mas tentei evitar todo eles.

Já havia amanhecido quando cheguei lá, no beco havia um zumbi, então não tinha como eu desviar dele.. peguei meu machete e finquei na cabeça dele, andei até o esgoto e notei que a tampa estava aberta, entrei com muita calma e lá dentro encontrei alguns rastros de sangue que iam até uma das salas. Segui os rastros até que encontrei um corpo, aparentemente era um dos guardas do Philip, mais adrentro haviam mais rastros de sangue que iam em direção à outra sala, quando cheguei lá encontrei outro corpo e do lado dele estava Helena, ferida, mas ainda viva...

Mike: Merda!! Você tá bem ??

Helena: Vou viver... eu acho...

Na perna dela havia uma faca cravada, provavelmente da luta com os guardas...

Mike: O que aconteceu aqui Helena ??

Helena: Algum tempo depois que vocês se foram, um cara apareceu e me atacou, ele me segurou e comçou a tirar minhas roupas, então peguei uma pedra e o matei, mas logo depois outro cara apareceu e me atacou com uma faca, corri até aqui mas ele me puxou e começou me bater, alcancei uma faca e cravei no peito dele, mas antes de morrer ele acabou acertando minha perna. E eu estou aqui desde então, não consegui arrancar a faca...

Mike: Deixa que eu resolvo isso... você tem alcool aqui ?

Helena: Tem um pouco naquela mesa...

Mike: Ok, vou fazer um curativo...

Fui até a mesa e peguei a garrafa de álcool, rasguei um pedaço  da minha camisa e fui até Helena...

Mike: Isso vai doer um pouco...

Helena: ...

Puxei a faca da perna dela com toda força, Helena gritou de dor, então peguei o pedaço da camisa e molhei no álcool, depois amarrei na perna dela...

Helena: Tá doendo muito...

Mike: Eu sei, mas isso vai ajudar a não infeccionar...

Helena: O...Obrigada.

Mike: Isso é o mínimo que posso fazer por você... Mas você devia ter feito isso bem antes, tem muita sorte de já não ter infeccionado...

Helena: Eu tentei tirar, mas não tinha forças...

Mike: Certo, você vai ficar bem...

Helena: Tá, mas porque você voltou aqui ?

Peguei meu fuzil e mostrei pra ela, no mesmo momento ela abaixou a cabeça e começou a chorar...

Mike: Ei... Eu ainda nem falei onde eu achei...

Helena: ...

Mike: Tava com um dos catadores do Philip...

Ela desabou em lágrimas novamente...

Mike: Acho que isso não foi de grande ajuda... De qualquer maneira, nós não sabemos oque aconteceu com ela, pode ser que ela ainda esteja viva...

Helena: Você perguntou ao cara onde ele encontrou ??

Mike: Sim, mas ele não me respondeu... Se for reconfortante, saiba que eu dei uma surra nele!!

Helena: Há, obrigada... de novo.

Mike: Hehehe... Vamos, eu vou te levar pro ginásio, sei que não é um bom lugar pra você lá, mas tenho certeza que lá você vai estar segura...

Helena: Tudo bem...

Mike: Consegue andar ??

Helena: Mais ou menos, me dá uma ajuda ??

Mike: Com toda certeza!!

Peguei ela nos braços e levei a levei pra fora, andamos por alguns quarteirões, ela aproveitou pra dormir um pouco, já que estava exausta, e eu tive que carregá-la, mas isso era o mínimo que eu poderia fazer por ela. No meio do caminho comecei a sentir algo estranho, como se alguém estivesse nos observando, então encostei em um carro e coloquei a Helena lá dentro, e cada vez mas parecia que algo estava próximo de mim. Não sai de perto do carro por nenhum instante, até que a figura suspeita finalmente decidiu aparecer, era uma garota em um capuz, ela veio pra cima de mim e tentou me atacar com um pedaço de pau, me esquivei e segurei os braços dela, e então a joguei contra o carro e a prendi...

Mike: Qualé, tá na moda usar capuz agora ?!?!

???: Argh!!! Me solta!!!

Mike: Não antes de você me dizer quem é!!!

Tirei o capuz dela, e ví seus olhos cheios de raiva, aquela garota queria me matar...

???: Solta minha amiga!!!

Mike: Amiga?!? Você é a Sasha?!?

???: Ahn?!?

E então Helena acordou e saiu do carro correndo pra abraçar a amiga, nem parecia que a perna dela tava machucada...

Helena: Sasha!!!

Mike: Eu não te disse que ela podia estar viva ?!!

Helena: Graças a Deus....

Mike: Sasha, meu nome é Mike, muito prazer...

Sasha: Você é o Mike ?! Agora que eu percebi você bate com a descrição, eu tava te procurando... me desculpe por te atacar, eu pensei que você tinha sequestrado ela...

Sasha era uma garota negra, um pouco mais baixa que eu,não sabia exatamente a idade dela, parecia ser mais velha que nós...

Mike: Que nada haha, tá certo que ela é bonitinha, mas eu não sequestraria ela haha.

Sasha: Hahaha, me desculpa mesmo...

Mike: Tudo bem... Mas vamos indo, vocês podem conversar no caminho...

Sasha: Pra onde estamos indo ??

Mike: Pro ginásio...

Sasha: Lá não!!

Mike: Tudo bem, eles não vão fazer mal algum, e eu vou levar vocês duas pra minha casa... se vocês quiserem é claro...

Helena: Nós aceitamos, deve ser melhor que esse inferno...

Mike: Com certeza é, não existe nenhum Pesadelo lá...

Sasha: Isso já faz desse lugar o céu então...

Mike: Bem vamos indo...

No caminho de volta fomos conversando o tempo inteiro, em alguns momentos tive que carregar a Helena então Sasha ia limpando o caminho, mas foi tranquilo, contei pra elas tudo que tinha acontecido comigo e com meus amigos, sobre os parentes da Paty, sobre os Juízes e elas também ficaram surpresas de termos sobrevivido a tudo isso.

Quando chegamos haviam várias pessoas enfrente ao ginásio, provavelmente Philip estava organizando buscas pra me encontrar. Nos aproximamos e todos pareciam surpresos, e então Philip veio até mim...

Mike: Ah.. é.. E aí...

Philip: Como assim “E aí” ?!?! Posso saber onde você estava moleque!?

Ele me olhou um uma cara sinistra, estava realmente nervoso...

Mike: Cara, eu não to curtindo teu tom de voz, que eu me lembre não existem regras nesse mundo desde que os zumbis apareceram, sou livre para ir e vir sem que ninguém interfira, então se me dá licença, eu tenho que ir ver minha namorada... Vamos meninas...

E então quando fui passar, ele segurou meu braço e sussurou no meu ouvido...

Philip: Não se esqueça que a vida da sua namoradinha está em nossas mãos, então tente ser mais “compreensivo”...

Mike: Hunf...

Depois disso entramos pra dentro e fomos em direção à enfermaria...

Sasha: Caraca, isso foi insano, a maneira como você respondeu ele Mikey hahá...

Mike: Porcaria... E do que você me chamou ?!? Não me chame mais assim!!

Sasha: Tá bom... Mikey.. hahaha

Mike: Argh...

Entramos na enfermaria, e lá estava o Jhow, já acordado, mas a Paty ainda estava inconsciente. Helena e Sasha sentaram proximo a ela e eu fui conversar com o Jhow, pouco depois Luana também apareceu na enfermaria e começamos a conversar...

Luana: Mike, o que está acontecendo...

Mike: Não tenho certeza, mas não posso falar aqui, as paredes são finas... se bem que nem parede isso é... mas saiba que coisa boa não é...

Luana: Certo, mas oque a gente faz agora ??

Mike: Eu vou levar você, Helena, Sasha e o Jhow pra casa, depois eu vou voltar pra cá...

Luana: Tá bem...

Mike: Eu vou falar com o Philip pra ele me conseguir um carro, daí nós vamos...

Jhow: Mike... Espera... Eu quero ficar e ajudar...

Mike: Não irmão... descanse, você já fez mais que o suficiente...

Toquei no ombro dele e saí da sala, fui procurar o Philip. Ele ainda estava lá na frente conversando com os outros, me aproximei e pedi um carro, o mesmo olhou com uma certa desconfiaça mas disse que ia mandar preparar um, e que poderiamos sair depois do almoço.

Após almoçarmos mandei todos pra fora, Philip tinha nos arrumado um Honda Civic meio acabado e disse que tinha combustivel suficente pra eu ir e voltar, depois voltei a enfermaria pra buscar o Jhow e me despedir da Paty...

Mike: Jhow!! Tudo pronto ?

Jhow: Sim... Vamos...

Mike: Espera um pouco...

Me aproximei da cama que estava a Paty, diferente de como ela estava quando a encontrei ela parecia dormir bem...

Mike: Eu volto logo meu amor...

Segurei a mão dela e dei um beijo em sua testa, no momento ela sorriu, da mesma maneira que quando encontrei-a, parecia que ela estava me ouvindo.

Após isso fomos pro carro, finalmente iamos voltar pra casa, apesar de eu ter que voltar pro ginásio depois. Philip me pediu para que eu voltasse antes do entardecer, e caso não fosse possivel, que eu voltasse no outro dia, garanti que voltaria no mesmo dia e então seguimos pra fazenda.

Enquanto eu dirigia pela rodovia foi o único momento de tranquilidade que tive já fazia algum tempo, então tentei aproveitar ao máximo.

Faltando poucos quilômetros pra chegarmos, notei algo estranho no retrovisor, um reflexo estranho no horizonte, era um carro, alguém estava nos seguindo e eu tinha certeza que era o pessoal do Philip. Sai da rodovia e entrei na estrada de terra, na esperança de despistar eles, andei alguns quilômetros adentro, afinal, essas estradas parecem não ter fim, depois voltei pra rodovia um pouco mais a frente de onde eu tinha entrado, e aparentemente tinha conseguido despistá-los.

Quando chegamos na fazenda, parei o carro no portão e buzinei, pouco depois Roxy apareceu na torre de vigia...

Roxy: Quem tá ai !?!

Coloquei minha cabeça pra fora e gritei...

Mike: Sou eu!!

Roxy: MIKE!!! Pessoal eles voltaram!!!

Helena: Isso é o paraíso...

Sasha: Sim...

Roxy desceu da torre e abriu o portão, então entrei com o carro. Lá dentro todos nos esperavam ansiosos...

Lucas: Mano, você voltou!!!

Mike: Voltei sim maninho!!

Lucas veio correndo e me abraçou, e a vovó Ana veio depois...

Vovó Ana: Mike, vocês nos deixaram preocupados, o Jean já estava arrumando o carro pra ir atrás de vocês, oque aconteceu lá ?

Mike: Muita coisa pra explicar vovó, não tenho tempo...

Lucas: Cade a Paty mano ??

Mike: A sobre isso... a Paty tá correndo risco de vida, ela ficou com uns “amigos” que arrumei lá, eu preciso voltar imediatamente, só vim pegar algumas armas e o Humvee...

Vovó Ana: Meu Deus, o que aconteceu ?!?

Mike: Vou deixar o Jhow e as garotas explicarem, onde está o Jean ??

Vovó Ana: Atrás da casa, na garagem concertando o carro...

Mike: Certo, vou falar com ele, até mais...

Vovó Ana: Tá bom filho...

Mike: Helena, Luana e Sasha, se acomodem e sintam-se em casa, já vou indo...

Helena: Certo...

Enquanto eu ia pra trás da casa, Julia me viu e veio correndo me abraçar...

Julia: Mike!! Mike!!

Mike: Ah, como vai anjinho ??

Julia: Eu tô bem!!

Mike: Ótimo!! E o Matt ?? como ele tá?? lembro de ter deixado ele sob seus cuidados.

Julia: Ah sim, ele está bem também, porque não vai ver ele ?? ele tá la dentro brincando com uma bola de lã que a vovó fez!!

Mike: Pode deixar hehe... Manda um beijo pra sua mãe,o tio tem que ir agora...

Julia: Tá, Tchau Mike!!

Continuei até os fundos, onde encontrei o Jean concertando o Humvee, chutei a perna dele e então ele saiu furioso lá de baixo...

Jean: Quem foi o desgraçad...?!? Você voltou!!

Ele levantou e tentou me dar um abraço, mas logo me afastei pois ele estava todo sujo de graxa...

Mike: Ei!! Sai pra lá, você tá todo sujo!!

Jean: do que cê ta falando ?? você também tá!!

Mike: É... eu preciso de um banho...

Jean: Haha, vai lá...

Mike: Já vou, antes tenho que falar com você...

Jean: Oque você quer amigo ??

Mike: Preciso da sua ajuda...

Expliquei toda a situação e o Jean concordou em me ajudar, ele ia voltar comigo pra cidade...

Jean: Tudo bem, vamos fazer isso, pela Paty...

Mike: Sim... Pegue todo o armamento pesado possível, qualquer coisa que exploda serve...

Jean: Pode deixar...

Mike: O Humvee tá pronto ??

Jean: Tá sim, eu tinha acabado de concertar antes de você chegar, só tava conferindo...

Mike: O que tinha de errado ??

Jean: Era só um probleminha na caixa de câmbio, foi fácil de resolver...

Mike: Ótimo, por que vamos precisar dele, aquelas coisas podem partir um carro facilmente, mas creio que esse aguente... Bom, vou tomar um banho e me arrumar, você devia fazer o mesmo...

Jean: Depois de você...

E então fizemos tudo que tinhamos que fazer, guardei minhas M1911 na caixinha e peguei um revolver mais potente, uma Colt Python calibre .357, e uma AK-47 com mira e lanterna acoplada, fiz questão de acoplar a lanterna nas duas armas, afinal, eu ia lutar contra os pesadelos e eles não gostam de luz. Também levei algumas armas pra outras pessoas usarem, não ia ter como só eu e o Jean entrar no hospital, eu ia precisar da ajuda do Philip.

15:30PM e já estavamos prontos pra sair, vovó fez alguns lanches pra levarmos como toda vó faz, fomos até o portão e nos despedimos de todos...

Mike: Não se preocupem, voltaremos logo, com a Paty...

Vovó Ana: Vai com Deus meu filho...

Mike: Vamos Jean, já está na hora, você não vai querer chegar lá durante a noite...

Jean: Ok...

Antes de eu ir Helena puxou meu braço...

Helena: Mike??...

Mike: Sim??

Helena: Não tem mesmo problema a gente ficar aqui ??

Mike: Nenhum problema, eu estou em dívida com vocês duas, acho que nem minha vida paga aquilo que vocês fizeram pela Paty e pelo Jhow...

Então ela começou a chorar...

Mike: Ei!! Porque tá chorando ??

Helena: Olha esse lugar... sniff... é o paraíso.. tem água, eletricidade...

Então limpei os olhos dela e apontei pra fazenda...

Mike: Aqui é sua casa agora...

Helena: Obrigada...

Mike: Tenho que ir, até...

Helena: Mike, espera...

Mike: Diga...

Ela colocou as mãos em seu pescoço e tirou um rosário de prata, e me deu...

Helena: Era da minha mãe, ela dizia que isso ia me proteger em qualquer lugar que eu fosse, quero que fique com você, pra que vocês três voltem vivos pra cá..

Mike: Obrigado...

Helena: ...

Pendurei o rosário em meu pescoço e então fomos pra cidade, eu nunca fui um cara religioso, mas se Deus ainda estivesse poraí, tenho certeza de que ele estava protegento todos nós, desde o começo...

Passaram-se alguns quilômetro e então eu avistei o carro que nos perseguia, estava parado no acostamento, tinha duas pessoas sentadas no capô olhando um mapa, quando nos aproximamos percebi que eram os caras que eu tinha espancado, abaixei o vidro e coloquei o braço pra fora, passei mostrando o dedo do meio pra eles, a cara de ódio dos dois na hora era impagável. Os dois entraram no carro e nos escoltaram até a cidade, quando chegamos estava anoitecendo, então voltamos pro ginásio e descarregamos tudo que tinhamos trazido, pedi pra que o Philip prepara-se os que iam ajudar, iamos sair na manhã seguinte.

Passei toda a noite ao lado da Paty, quando amanheceu Jean me acordou e pediu pra que eu me arrumasse, já iamos sair...

Continua...


Notas Finais


Se encontrarem algum erro, qualquer que for e quiserem avisar fiquem a vontade, obrigado por terem lido, até o próximo cap :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...