História O intercâmbio de Tae - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Desculpa Mundo, Jihope, Namjin, Vkook, Yoongi Hétero
Visualizações 50
Palavras 1.869
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiieee genteee
Não, eu não morri! Rsrs
Bom, hoje a história vai ser a continuação do aniversário do Tae e... Hehe
Leiam as notas finais

Capítulo 16 - Well come Daddy


Fanfic / Fanfiction O intercâmbio de Tae - Capítulo 16 - Well come Daddy

Kook on

- Que? - Jimin arregala os olhos. - Eu vou ser tio! - Começa a pular na cama.

- Fala baixo hyung, o Taetae pode ouvir.

- Mais eu to muito feliz.

- Você não entende não é?

- Entender o quê?

- Você acha que ele vai acreditar que o filho é dele? Eu não sou marcado, posso sair com qualquer um que ele nunca vai descobrir...

- Não chora Kookie! - Limpa minhas lágrimas. - Ele te conhece, sabe que você não é capaz de traí- lo. Quando você vai contar?

- Appa Jin me deu um prazo que acaba amanhã...

- No aniversário dele? O Jin é realmente muito criativo. - Sorri. - E como você vai falar pra ele?

- Eu tava pensando em dar de presente uma roupinha de bebê, e um cartão escrito: Parabéns papai, e-

- Não,  para, para! Muito clichê isso aí.

- Ah claro, falou o atualizado!

- Olha, faz assim...

Tae on

Me levanto e sigo para o banheiro. Tomo banho e saio. Kook estava encolhido no canto da cama, parecia sério... Eu definitivamente não gosto disso. Me aproximo da cama e abraço o mais novo.

- Não gosto de te ver assim. - Beijo sua testa.

- Feliz aniversário! - Se vira pra mim, sorrindo. Meus olhos se enchem de alegria.

-  O-obrigado meu amor... - Beijo sua testa.

- Você ta molhado...

- Eu acabei de sair do banho. - Sorrio.

- Acho melhor eu tomar banho também. - Me dá um selinho e se levanta. - Ah, hoje você não tem aula.

- Por quê?

- A escola dispensa os alunos no dia do aniversário.

- Ahh.

- Vou na cidade hoje, quer vir comigo?

- O que vai fazer lá?

- Exames. Depois vou dar uma passada na casa dos meus pais. - Entra no banhero.

- Então eu vou. - Pego uma jeans rasgada, uma camisa preta e um tenis da adidas.

- Taetae... Pega uma roupa nas minhas coisas e coloca em cima da cama? - Liga o chuveiro.

- Ok. - Jogo uma camisa azul na cama, uma jeans qualquer e umas botas timberland que ele sempre usa.

- Taetae... Traz a toalha pra mim? Eu esqueci...

- Ta bem amor. - Pego a toalha e abro a porta do banheiro. - Toma-

- AAAAIIIII TAEHYUNG! - Arremessa a saboneteira em mim.

- Que foi? Que foi que eu fiz? Eu só...

- Eu não quero que você me olhe assim. - Cora as bochechas.

- Assim como?

- Assim, nu, pelado, sem roupa!

- E não pode? - Sorrio.

- Não, agora já pode ir! - Me empurra pra fora do banheiro e fecha a porta.

- As vezes você é estranho. - Reviro os olhos e me levanto. Vou dar uma passada no quarto da Karoll. - Karoll, pode entrar?

- Taetae? Entra. - Quando abro a porta, vejo a menor com um cupcake nas mãos e uma velinha em cima. - Parabéns hyung! - Sorria.

- Karoll... - Seguro o bolinho em minhas mãos. - Obrigado prima! - Sorrio e a abraço.

- Não há de que.

- Eu só vim aqui pra avisar que hoje eu vou sair com o Kook e não vou assistir as aulas.

- Vai lá daddy! - Sai pulando pelo corredor.  Por que me chamar de daddy? Será que...-

- Taetae! - Kook se aproxima de mim.  - Eu te procurei por todo lugar, vamos logo eu não posso me atrasar! - Sai me arrastando pelos corredores.

***

- Por favor Taetae... - Faz biquinho.

- Mais Kook, eu quero entrar com você!

- Seja um alfa bonzinho que mais tarde a gente conversa. - Sussurra em meu ouvido, em seguida mordendo minha orelha e sai logo em seguida.

- Aish, eu não acredito que caí nessa! - Sento numa cadeira, cruzando os braços. Em torno de vinte minutos ele volta.

- Vamos? Appa Jin disse que a gente tem que passar lá.

- Tem algum motivo especial pra isso?

- Seu aniversário, não é óbvio? - Revira os olhos.

- Vamos lá. - Sorrio.

O caminho até foi rápido. A clínica era perto e deu pra ir a pé. Ao chegar, Jin nos recepciona.

- Oi meus bebês! - Nos abraça. - Entrem, entrem!  - Todos entramos e vamos para a sala, onde Namjoon está sentado na poltrona.  - Como hoje é aniversário do Taehyung,  o almoço vai ser especial. Vem me ajudar, filho! - Puxa Kook e eles vão para a cozinha. Me sento num sofá de frente a poltrona de Namjoon, que me olhava sanguinário.

- Taehyung, você pensa em ter filhos?

- Filhos? - Me assusto com a pergunta. - A-ah, eu tenho esse pensamento,  na verdade meu sonho é ter uma famí-

- E se fosse agora?

- Agora? Agora o que?

- Se você descobrisse que ia ser pai.

- Eu arrumaria um emprego que não atrapalhasse os estudos pra poder sustentar.

- To de olho em você!  - Se levanta e sai. O que há nessa família?

- Taetae, vá lavar as mãos! O almoço sai daqui a pouco.

- To indo. - Me levanto e vou até a pia da cozinha.

- Toma um pano pra enxugar. - Kook me estende o objeto.

- Vão se sentar, que eu ponho a comida. - Me sento ao lado de Kook.

- O que vai ser, amor?

- Você vai ver, eu fiz especialmente pra hoje!

- Vamos ver se você tem dotes culinários!

- Eii! - Me empurra.

- Pronto, pronto... Agora é só comer. - Põe a panela na mesa junto com pratos e hashis. - Cadê o Namjoon?  NAMJON! - O alfa vem a cozinha e se senta conosco.

- Agora já pode comer appa Jin?

- Já sim. Taehyung, levante a tampa. - Eu levanto a tampa e não pude conter a emoção ao ver.

- JAPCHAE! - Olho sorrindo para Kook. - Como você sabia?

- Eu perguntei a Karoll. - Pega dois pratos e me dá um.

- Ai, eu amo japchae... - Coloco o meu e me sento pra comer.

- O japchae você ama... - Kook se senta emburrado.

- Eu te amo mais! - Seguro em sua mão e este cora. Provo aquele prato, que realmente estava divino. - Nossa amor, ta muito bom!

- O-obrigado.

O almoço já havia terminado, e Jeon Kook não estava se sentido bem, então deixei ele descansar no quarto e fui ajudar o Jin a lavar a louça.

- Obrigada pela ajuda. - Sorri.

- A Naná sempre disse que alfas devem ajudar a quem precisa.

- Quem é Naná?

- Era uma das babás do orfanato em que eu morava.

- Ela deve ser uma boa pessoa!

- É... Ham... Jin, eu tava pensando que...

- Não enrola, vai logo.

- Eu quero conversar com você e com o Namjoon... Sobre o Jeon.

- E o que seria?

- Eu consegui um visto pra ficar aqui depois que o semestre acabar, e vou trabalhar nas férias porque... Eu não quero voltar pro Brasil e ficar longe dele. Eu também tava pensando em pedir o Kook em casamento depois que a gente se formar... - Sinto minhas bochechas queimarem.

- Eu acho que você vai pedir bem antes...- Põe a mão na boca.

- Por quê ?

- Por que o quê? Menino doido. - Pega os pratos. - Deixa eu guardar isso aqui e- Ouvimos um barulho de copo quebrando. - NAMJOON mais copos?

- AO CONTRÁRIO, MENOS COPOS!

- Eu mereço... - Diz o mais velho. - Vai ver como o Jungkook está, que eu vou arrumar a bagunça do Namjoon. - Assenti e saí dali ouvindo as provocações do omega mais velho.

- Rap Monster... Devia ser Rap Destruictor, deixa nada inteiro nessa merda, daqui a pouco vamo tomar água no prato porque KIM NAMJOON não sabe deixar nada no lugar!

- Eu tenho os melhores sogros do mundo. - Sorrio e abro a porta do quarto do mais novo que estava dormindo. Me deito do seu lado e o abraço.

- T-tae? - Coça o olho.

- Desculpa, eu te acordei?

- Não... - Percebo que ele não estava dormindo, e sim chorando.

- Por que ta chorando? - Acaricio sua bochecha.

- Por que... Você vai descobrir mais tarde! - Se esconde em meus braços. Decidi não perguntar mais nada e esperar.

***

Kook on

- Kook, vou esperar la fora.

- Ta bom. - Sai.

- E então filho, já contou? - Pergunta o mais velho.

- Não Appa,  mais de hoje a noite não passa! - Sorrio.

***

- Taetae, abre a porta?

- Ta-

- SURPRESA!!!!! - Gritavam todos. - Taehyung estava estático, mais isso durou pouco tempo.

- Vocês... Fizeram uma festa pra mim?

- Mais é claro! - Diz Hoseok.

- Yoongi, pega lá o bolo com a Karoll? - Pede Park.

- Sim/Claro! - Saem e voltam em questão de segundos.

- PARABÉNS PRA VOCÊ

NESSA DATA QUERIDA

MUITAS FELICIDADES

MUITOS ANOS DE VIDA

AEEEEEEEEEEEEEE!!!!!!! - Taehyung fecha os olhos e sopra as velas.

- Bom... - Corta o primeiro pedaço.-  O primeiro vai pro Kook. - Cora as bochechas.

- Awwnnnn!!! - Todos diziam.

- Parem com isso! - Sorrio envergonhado.

- Calma. - Tae sorri. - Yoongi,  corta aí o bolo por favor?

- Eiita Jimin, ta mandando eu te cortar! - sorri.

- Que bosta Yoongi. - Hoseok joga uma almofada no mais velho. - Deixa que eu corto. - Corta um pedaço e entrega a Taehyung.

- Vem, amor. - Nos sentamos em minha cama.

- Taetae...

- Quê? - Responde com a boca cheia de bolo.

- Ainda tem mais um presente!

- Ah, é? - Me lança um olhar pervertido.

- Mais tarde eu te entrego e... Não me olhe desse jeito! - Como um pedaço do bolo.

- A gente ja ta indo, ok? - Diz a omega.

- Mais já?

- Já sim. - Sorri. - Ainda falta uma surpresa! - Sai correndo e os outros saem logo em seguida.

- Kookie, eu já posso ganhar minha surpresa?

- Não, primeiro você tem que ir la pra fora!

- Nossa, ta bom! - Sai.

- Hum... Ta na hora

Tae on

- Pode entrar! - Diz Kook do outro lado da porta.

- Tá. - Quando abro, olho de imediato para a minha cama. Tinha dois balões em formato de coração, um em cada lado. No meio do colchão, tinha uma cartolina vermelha com um coração de gliter vermelho e dentro tava escrito... Well come Daddy? Espera... quê? Isso significa que... - Amor? Percebo que Jeon não estava ali comigo. - Cadê você?

- T-to no banheiro... V-você leu?

- Li... Mais não entendi muito bem, pode me explicar? Se possível fora desse banheiro!

- Ta bom. - Kook sai de lá com uma fantasia de coelho... Não, com uma Lingerie de coelho. Ele estava tão fofo! - Você lembra que a gente não usou proteção da primeira vez? -Assinto. - E nem na segunda?

- Kook, isso quer dizer que...

- Você vai ser papai! - Morde o lábio inferior, olhando para o chão.

- Isso é sério? E-eu vou ser pai? - Sorrio. - Você vai ter um filho meu? - O abraço, girando pelo quarto. - Se for menino vai se chamar Taejeon! E se for menina...

- Se for menina, eu escolho o nome!

- Amor... - O abraço novamente. - Esse é o melhor aniversário que eu já tive, obrigado! - Beijo sua bochecha.

- Taetae... - Sussurra. - Eu não to usando isso á toa... - Levanta minha blusa devagar.

- Ah, é? - Pego Kook no colo e o jogo em sua cama. - Ta na hora de tirar a roupinha de coelho...


Notas Finais


Aii que vergonha!!!!!
Ta, eu vou falar logo.
O capítulo de hoje foi dedicado a uma pessoa especial... Minha fã, minha amiga... Minha!
Eu realmente quero agradecer por tudo que ela fez por mim, e que a gente vai sempre estar perto, independente da distância mental... Kkk
Te amo miga
Obrigado por me ajudar sempre q eu precisei, obrigado por me influenciar a postar essa fic, obrigado por existir!!

(Obs: Talvez eu poste o lemon no próximo capítulo)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...