História O internato - Interativa - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Meninas Malvadas, Pretty Little Liars, Scream (Série), Scream Queens, Until Dawn
Personagens Personagens Originais
Tags Fichas, Interativa, Interativo, Serial Killer
Exibições 56
Palavras 3.942
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Mistério, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá!
Peço desculpas pela demora!
Mais um capítulo novinho para vocês!
Lembrando que plágio é crime :(

Capítulo 3 - A Reunião


Fanfic / Fanfiction O internato - Interativa - Capítulo 3 - A Reunião

11 de agosto:

1 AM

Janice:

 

O fato de Janice ser uma jovem policial de apenas vinte anos não fazia de Janice uma policial tola, quando ouvi o telefone da delegacia tocar Janice sabia que haviam problemas na Blackwood Academy.

Janice rapidamente andou até sua viatura com sua parceira e dirigiu até o instituto para saber o motivo de tanta confusão.

 

6:30 AM

Johanna:

 

Quando despertei notei que as luzes haviam iluminado as trevas de meu quarto negro de paredes da cor da morte.

Me levantei e fui ao banheiro vestindo meu pijama do Nirvana e ouvindo músicas da Lorde pois estava me sentindo uma gótica suave naquela manhã.

Escovei meus dentes e entrei na cabine para tomar banho, enquanto eu tomava banho Sarah, Cassie e Lindsay entraram no banheiro discutindo.

- Você o que? - Cassie perguntou.

- Sim, eu vi com meus próprios olhos. - Sarah falou com uma expressão séria.

- Ela realmente estava morta? - Lindsay perguntou.

- Lógico! Ela estava mutilada! você é tão burra Lindsay. - Sarah gritou e saiu do banheiro.

Meu único pensamento foi em como elas poderiam estar maquiadas e bonitas tão cedo, não havia possibilidade delas serem assim.

Entrei em meu quarto e mandei uma mensagem para Aaron enquanto me vestia:

"Oi Aaron, está lembrando que o aniversário da Paige é amanhã né?" - Mandei.

"Oi Jojo, lembro sim, iremos hoje comprar o presente dela?" - Aaron respondeu.

"Claro! Te vejo lá, beijos!" - Me despedi.

Depois de colocar minha roupa de gótica vampira, fazer uma maquiagem de gótica fantasma e me sentir um híbrido saí do meu quarto que cheirava a trevas.

 

6:45 AM

Taylor:

 

Depois que acordei e me maquiei saí do meu quarto para ir ao banheiro e para minha surpresa o local estava infestado de policiais.

- Mocinha, onde você estava ontem à noite? - Uma policial negra de mais ou menos cinquenta anos me perguntou.

- Quem é você? O que houve? - Perguntei confusa.

- Janice quem faço as perguntas aqui, agora responda o que Janice quer saber! - Janice gritou.

- Eu estava dormindo. - Respondi.

- Janice está de olho em você Taylor Oberlin Shaperman. - Janice arregalou seus olhos.

- Como sabe meu nome? - Perguntei confusa e Janice saiu andando me ignorando.

Bufei e fui até o banheiro onde encontrei Cassie e Lindsay.

 

6:50 AM

Nick:

 

Andando pelo dormitório masculino notei que Sam estava em seu quarto estudando álgebra, ao me aproximar notei que ele era muito bom nessa matéria.

- Então parece que minha irmã te ensinou direitinho. - Falei sorrindo.

- Na verdade eu já sabia essa matéria. - Ele respondeu.

- Desconfiei, como anda o relacionamento com ela? - Perguntei.

- Está tudo bem, cada dia aprendo ainda mais com ela. - Sam sorriu.

- Cuide bem dela então, ela nem sempre foi feliz como está... - Falei saindo de seu quarto.

 

6:52

Sam:

 

Depois que Nick saiu de meu quarto peguei meu celular e notei que havia recebido uma mensagem anônima dizendo:

"Preciso que você arrume aquilo para mim se não sua namorada sofrerá as consequências".

Fiquei preocupado, me arrumei e saí.

 

6:55 AM

Nwee:

 

Lá estava eu na biblioteca estudando mais um pouco quando Nelson entra desesperado dizendo:

- Matilda está morta! - Nelson falou.

Todos os nerds se levantaram assustados e eu, bom... Permaneci na minha cadeira de rodas.

- Como assim? - Perguntei me aproximando dele.

- Não sei, é o que falaram, ela foi assassinada. - Nelson falou.

- Se não forem boatos temos um assassino por aí, quem está afim de descobrir quem é? - Perguntei aos outros nerds e todos ficaram em silêncio.

- Eu vou te ajudar a descobrir quem é. - Nelson falou.

Eu estava disposta a descobrir quem assassinou minha melhor amiga, custe o que custar.

 

7:00 AM

Sarah:

 

- Eu já disse que eu não vi quem assassinou ela. - Gritei com a policial.

- Não minta para Janice. - Janice falou.

- Estou saindo, perguntas deverão ser feitas ao meu advogado. - Falei saindo de perto dela.

- Janice está de olho em você. - Janice cerrou seus olhos.

- Tanto faz. - Falei jogando meus cabelos.

Depois de sair de perto daquela louca saí do dormitório e encontrei Lindsay, Cassie e Taylor do lado de fora.

- Para onde vamos? - Cassie perguntou.

- Que tal shopping? - Lindsay perguntou.

Antes que eu pudesse responder a diretora anunciou um comunicado importante nos alto-falantes.

- Caros alunos, hoje as aulas serão canceladas em respeito à morte confirmada de Matilda Waller. - A diretora anunciou.

 

7:10 AM

Diretora Mars:

 

A morte da aluna Matilda estava me causando um embrulho no estômago, desfigurar o rosto de uma jovem era algo tão doentio que eu estava pensando em cancelar a festa.


 

7:20 AM

Nathan:

 

O fato de Laski ser uma garota um tanto quanto bruta nunca me incomodou, na verdade sempre gostei de ter uma garota com quem eu pudesse conversar sobre algo que não fosse ela mesma.

- Passa a bola Laski! - Nicholas falou.

Laski sempre foi uma jogadora "fominha" mas nos divertíamos quando ela resolvia jogar basquete conosco.

- Calma viado. - Laski falou irritada enquanto era impedida por Josh.

Josh parou de tentar impedir Laski de passar pois perdeu o fôlego.

- Não desista Josh! - Thomas falou.

- Calma, eu só preciso de um pouco de ar. - Josh falou.

- Pode tomar um ar Joshuazinho, é até melhor para mim. - Laski falou rindo.

- Vai deixar Josh? - Thomas riu.

- Toma! - Laski falou jogando a bola em minha direção porém George se mostrou mais rápido e roubou a bola antes que eu pudesse pegá-la.

- Isso é o que acontece quando deixamos uma garota jogar. - George falou enquanto corria e fazia uma cesta de três pontos.

George possuía dezessete anos, sua pele era clara e seus cabelos castanhos, era alto e aparentemente forte.

- Qual o problema de uma garota jogar basquete? Seu machista. - Laski perguntou irritada.

- O problema é que garotas jogam como garotas. - George falou fazendo uma voz afeminada.

Laski em um impulso socou o estômago de George que caiu no chão com dor e se jogou sobre ele batendo em seu rosto.

- Calma aí gente. - Josh falou.

- Briga, briga, briga! - Thomas falou animado.

- Você não deveria agir assim Thomas já que você é o capitão do time de futebol. - Falei.

- Dou cem na Laski. - Nicholas falou.

- Vamos parar com isso? - Falei retirando a Laski que estava sobre George.

 

8:00 AM

Angel:

 

Eu sei que eu não deveria estar dormindo até tarde em um dia de luto mas não via tantos motivos para acordar tão cedo.

Sendo uma quase membro da Elite eu tinha deveres a fazer como por exemplo andar sempre maquiada então me levantei e fui ao banheiro tomar banho deixando uma bolsa de maquiagem em cima da pia.

 

8:04 AM

Serial Killer:

 

Angel era uma garota esperta mas nada me impediu de escutá-la se banhar na cabine ao lado da qual eu me escondia, eu quero tanto me banhar com seu sangue quente.

 

8:20 AM

Angel:

 

Depois de um banho relaxante finalmente pude me secar e ir para a pia para me maquiar.

Enquanto me maquiava notei algo estranho, havia uma cabine fechada desde que eu entrei no banheiro e a não ser que uma aluna estivesse com diarréia das bravas algo estava estranho.

- Tem alguém aí? - Perguntei me aproximando.

Abri a porta e para minha surpresa não havia ninguém na cabine, voltei a me maquiar e fui para meu quarto escolher uma roupa para encontrar minhas colegas.

 

8:30 AM

Sarah:

 

Quando eu e minhas amigas já estávamos em meu carro que era conversível e rosa preparadas para sair do estacionamento dos alunos que ficava próximo ao refeitório vimos Angel andando em direção ao mesmo.

- Ei vadia! Vamos para o shopping. - Falei.

Angel deu um sorriso, correu em direção ao meu carro e entrou.

 

8:40 AM

Johanna:

 

O que me incomodava não era estar em um shopping e sim ter que andar por ele com tantas garotas superficiais.

- O que foi Jojo? - Aaron perguntou.

- Só vamos comprar o presente da Paige logo e ir embora. - Falei revirando os olhos.

Andamos em direção à uma loja de rockeiros e compramos uma caveira de cristal para Paige e sendo sua melhor amiga eu sabia que ela iria amar.

- Obrigada por me ajudar a escolher algo para Paige. - Aaron falou e me deu um abraço e em seguida eu o soquei no ombro.

- Sem contatos físicos, já conversamos sobre abraços. - Falei sem demonstrar emoção.

- Vocês góticas não podem rir? - Aaron perguntou.

- Nossas vidas são tão obscuras que não conseguimos sorrir. - Falei.

- Claro que conseguem. - Aaron começou a fazer cócegas em mim.

- Para de me fazer rir, eu sou gótica. - Falei rindo.

Peguei meu celular e mandei uma mensagem para Paige para que ela me encontrasse no cemitério da cidade para que eu pudesse ser a primeira a dar um presente à ela.

 

8:41 AM

Cassie:

 

Chegamos no shopping parando no estacionamento do último andar e em seguida entramos no shopping.

- O que vamos fazer? - Perguntei.

- Não sei vocês mas eu vou comprar um milk shake. - Sarah respondeu indo em direção à uma loja exclusiva de milk shakes.

- Vou tomar um também. - Taylor falou.

- Também vou querer! - Lindsay falou animada.

- Lindsay, você já não é bonita e agora quer engordar e tomar o posto de baleia da Matilda? - Sarah olhou para Lindsay arqueando sua sombrancelha.

- Não... Eu só... - Lindsay tentou argumentar.

- Você só tem muita sorte em me ter como amiga, alguém mais quer milk shake? - Sarah jogou seus cabelos para trás e me encarou esperando uma resposta.

- Não, obrigada... - Falei receosa.

- E você Angel? - Sarah perguntou.

- Estou sem fome. - Angel respondeu séria.

- Tá bom, vamos Taylor? - Sarah falou e foi em direção à loja com Taylor.

- Então Angel... Você já fez amizade com alguém? - Perguntei.

- Bom... Eu havia conhecido a Paige e a Matilda mas... - Angel falava mas foi interrompido por Lindsay.

- Não, você não pode ter amizade com elas. - Lindsay falou estralando os olhos.

- Por que não? - Angel perguntou.

- Isso é suicídio social, você tem tanta sorte em nos ter. - Falei.

- Olha, não é por nada, somos nós, preferimos assim. - Lindsay falou.

- Não pode comprar roupa sem opinião das amigas. - Falei.

- E não pode sair com ninguém sem nos consultar, se você gosta de alguém... Pode estar errada... Sarah criou essas coisas e se você não seguir vai ter que andar com os fracassados... - Lindsay falou.

- Mas seu segredo está seguro conosco. - Falei.

 

8:50 AM

Taylor:

 

Depois que Sarah escolheu seu milk shake de morango decidi escolher um de chocolate.

- Demorou, eu deveria mandar te demitir. - Sarah falou irritada quando a moça que estava nos atendendo nos entregou os milk shakes.

Saímos da loja e fomos até as três que conversavam.

- O que estão falando perdedoras? - Sarah perguntou.

- Nada não. - Cassie falou.

- Vamos, temos que comprar roupas novas. - Sarah falou e saiu andando.

Nós a seguímos até que vimos Johanna e Aaron saindo de uma loja de rock.

- Ele não namora a Paige? - Lindsay perguntou.

- Parece que a "melhor amiga" dela está furando o olho dela. - Cassie riu.

- Acho que ela merece saber. - Sarah arqueou suas sombrancelhas.

- Eles parecem ser só amigos. - Angel falou.

- Ninguém precisa saber. - Falei para Angel.

Sarah retirou seu celular de última geração de sua bolsa e fotografou os dois quando se abraçaram e mandou para Paige.

 

9:00 AM

Paige:

 

Eu estar sentada sozinha no refeitório não significava que eu me sentia solitária, as trevas do meu ser sempre estavam comigo e meu batom preto demonstrava minha escuridão.

Enquanto eu lia meu livro de bruxaria uma mensagem foi enviada para mim de um número desconhecido e assim que abri para ler vi Johanna e Aaron se abraçando em um shopping.

"Então por isso eles sumiram..." - Pensei enquanto cerrava meus olhos lambuzados de delineador.

Fechei a mensagem e fiz uma ligação para uma pessoa que eu confiava de verdade.

- Alô... Não, eu não estou bem... Ela está tentando furar meu olho novamente... - Falei segurando minha raiva.

 

9:20 AM 

Quinn:

 

Não é porquê uma aluna havia sido morta que eu ia desistir de tomar o posto de Becky, eu queria me tornar a capitã das líderes de torcida e ia conseguir fazer isso.

Talvez eu estar ali, sozinha no ginásio me desse mais confiança em fazer mais passos ensaiados enquanto arquitetava um plano para tomar seu lugar.

- Muito bem, parece que vocês vão ir com tudo no próximo jogo. - Thomas surgiu me assustando e me fazendo cair no chão.

- Thomas? O que está fazendo aqui? - Perguntei.

- Apenas te admirando. - Thomas sorriu estendendo a mão e me ajudando a levantar.

- Obrigada. - Agradeci.

- Então, já pensou como se tornar a capitã das líderes de torcida? - Thomas me perguntou se aproximando e colocando as mãos em minha cintura.

- Ainda não, tem alguma ideia? - Perguntei entrelaçando meus braços em seu ombro.

- Na verdade tenho algumas... - Thomas falou dando um sorriso.

 

9:30 AM

Faith:

 

- Chloe? - Gritei quando a vi saindo da biblioteca e fui até ela.

- Pois não? - Perguntou de forma simpática.

- Sabe onde está o Sam? Preciso falar com ele. - Perguntei.

- Na verdade ainda não o vi hoje... - Ela respondeu.

- Sem problemas, você vai na reunião de hoje à noite? - Perguntei.

- Eu posso? Quer dizer... - Chloe ficou sem jeito.

- Claro, você faz parte da família. - Falei.

- Obrigada. - Chloe demonstrou estar feliz.

A deixei continuar seu caminho e segui o meu até o dormitório masculino, eu planejava destruir a festa da Elite e eu sei que Sam deveria ter alguma ideia.

 

10 AM

Ally:

 

Eu estava em meu quarto jogada em minha cama cercada pelos meus pikachus de pelúcia até que alguém interrompeu meu momento batendo na porta.

Me levantei e fui até a porta abraçada com um dos meus pikachus, abri a porta e vi Izzy.

- Oi doida dos pikachus. - Izzy falou séria.

- Oi doida da organização. - Falei rindo.

- Não vai fazer nada hoje? - Izzy perguntou.

- Não sei... - Falei fazendo uma gesto para ela entrar.

- Não sei também. - Izzy respondeu e começou a organizar meus pikachus sobre a cama.

- O que está fazendo? - Perguntei.

- Desculpe, força do hábito. - Izzy riu.

Enquanto eu e Izzy conversávamos Sarah mandou uma mensagem coletiva para todos da Elite.

- "Amigos, farei uma reunião de última hora para decidirmos coisas importantes, beijinhos". - Falei afinando a voz e imitando Sarah.

 

12 PM

Carter:

 

Enquanto estava andando tranquilamente pelo dormitório encontrei Diego ou White dependendo de quem o chama,  que estava todo suado.

- E aí? - Ele me comprimentou e continuou seu caminho.

- O que aconteceu? - Perguntei indo atrás dele.

- Em relação à...? - Ele me perguntou.

- Você está todo suado, parece que entrou em uma briga Di. - Comecei a rir.

- Não, é que eu estava pegando uma menina aí. - Diego respondeu.

- Entendo, eu estava pensando em sair hoje... - Falei.

- Para onde? - Ele me perguntou.

- Pensei em ir para o... - Ia lhe responder quando uma mensagem chegou em meu celular.

Tirei meu celular do bolso e li que haveria uma reunião no período da noite.

- Lugar nenhum, tenho compromisso... - Revirei os olhos.

- Eita garoto compromissado. - Diego começou a rir.

- Pois é, sabe onde a Taylor está? - Perguntei.

- Não... Se a ver diz que também estou querendo falar com ela. - Diego falou.

- Tá bom... Até mais. - Dei-lhe um abraço e fui em direção à saída do dormitório.

 

1 PM

Sam:

 

Depois de fazer algumas pesquisas fui até a sala dos professores para conversar com Tânia, minha professora de química.

- Oi professora. - A comprimentei.

- Olá Samuel, o que está precisando? - Ela me perguntou.

- Teria como abrir o laboratório de química para mim? Esqueci minha pasta com trabalhos lá... - Argumentei.

- Eu estou ocupada nesse momento... Mas te empresto a chave se prometer me entregar daqui a pouco. - Ela falou.

- Pode ser. - Sorri.

- Aqui está. - Ela falou me entregando a chave.

Peguei a chave e andei rapidamente até o laboratório onde fiz o molde da chave em massinha de modelar, voltei à sala dos professores e entreguei para Tânia agradecendo-a.

 

4 PM

Laski:

 

Como se não bastasse White e eu ficarmos depois da "aula" que nem teve, o aplicador da detenção era o Sr. Gordon ou como eu prefiro Sr. Gordo.

- Quando essa detenção vai acabar? - Cochichei para White.

- Não sei... - Ele respondeu.

- Calados, sem conversa na detenção. - Gordo gritou.

- O que podemos fazer? - Perguntei.

O Gordo apontou para o quadro onde estava escrito:

"Sem comer"

"Sem falar"

"Sem dormir".

- Mais dois dias detenção por conversar. - Gordo falou.

Bati minha cabeça na mesa pois me alto flagelar não era proibido.

 

8 PM

Johanna:

 

Apesar de Paige não ter me respondido decidi vir no cemitério esperar por ela já que eu ainda não havia ido para o instituto.

O aniversário dela estava chegando para fortalecer as trevas de sua vida e eu não ia deixar passar em branco já que gosto de trevas que obviamente é da cor preto.

Nossa amizade começou de forma estranha, ambas estávamos cansadas da Elite e decidimos formar nosso próprio grupo, mesmo que sejamos apenas nós duas.

 

8:10 PM

Serial Killer:

 

Demorou mas finalmente ela havia chegado, estava sozinha e cega, seu mundinho negro e pequeno não a permitia ver quem eu sou.

Johanna Montgomery talvez você seja uma das mais imundas entre todos eles.

Ela estava sentada em uma lápide com uma sacola em suas mãos e não havia notado alguém vestido de palhaço escondido atrás da lápide do lado.

Me levantei e andei sorrateiramente atrás dela segurando uma faca até que ela notou minha presença e se levantou.

- Então o assassino resolveu vir atrás de mim? Grande erro, sou uma bruxa das trevas. - Johanna falou e correu em minha direção pulando e acertando um chute em meu tórax.

Caí no chão e me levantei em seguida, Johanna estava atenta em meus movimentos, estava tão focada em mim que não notou uma segunda pessoa vestida de palhaço se aproximar dela.

O outro palhaço pegou um ioiô e a enforcou com a corda mas ela revidou dando uma cabeçada e se virou para socá-lo então em seguida corri em sua direção e acertei-lhe uma facada nas costas.

Então depois de esfaqueá-la pelas costas e retirar sua vida a arrastei procurando um lugar para esconder seu corpo e de fato encontrei.

Havia uma cova ainda aberta então jogamos o corpo dela lá dentro e enterramos.

 

9:30 PM

Sam:

 

Por mais que estivesse de noite eu precisava fazer o que me foi requisitado.

Me levantei de minha cama e vesti minha jaqueta de couro e fui sorrateiramente até o laboratório de química usando a cópia de chave que eu havia mandado fazer para abrir a porta.

Entrei e comecei a fazer o que me foi ordenado.

 

9:40 PM

Chloe:

 

- Então os polissacarídeos são formados por muitos monossacarídeos. - Expliquei para Nick em seu quarto.

- Obrigado, você é demais maninha. - Nick falou.

- Bom... Você viu o Sam? - Perguntei.

- Na verdade não o vi hoje. - Nick me respondeu.

- Estranho... De qualquer forma tenho que ir encontrar a Faith, provavelmente ele está lá. - Falei.

- Você está mesmo envolvida com os Greasers. - Nick falou desconfiado.

- Não se preocupe e você também tem que ir para a sede da Elite. - Falei.

- Vamos então, te deixo lá perto da oficina de bicicletas. - Nick falou.

Obviamente todos os grupos haviam um lugar próprio onde podiam ficar e fazer suas reuniões, os greasers se reuniam na região de oficinas de bike, os nerds na biblioteca, a Elite tinha um próprio prédio onde podiam se reunir, normalmente o Nathan dormia lá e próximo ao estádio os jogadores e líderes de torcida se reunem próximo ao armazém de bolas e colchonetes.

 

10 PM

Sam:

 

Depois de finalmente terminar e ver o resultado fiquei surpreso, nunca havia construído bombas caseiras tão rápido e haviam cinco delas.

Alguns minutos haviam se passado até que um palhaço havia entrado na sala e estava me encarando.

- Está aqui o que me pediu. - Falei me levantando e levantando as mãos mostrando não estar armado.

Em seguida ele colocou a mão sobre as bombas e fez sinal que eu deveria levar duas.

- Não vou levar isso. - Falei.

Ao ouvir isso outro palhaço entrou e fez sinal que me mataria, rapidamente peguei as duas bombas e saí correndo dali.

Quando me dirigia à reunião dos Greasers um número estranho me enviou uma mensagem.

"Se alguém ficar sabendo você e todo o seu grupo morrerá."

 

10:15 PM

White:

 

Dentro da oficina era bem diferente do que muitos pensam, não arrumamos bicicletas aqui, normalmente alguns fumam e transam.

Faith estava planejando destruir a festa da Elite e a melhor forma de arruiná-la era fazendo a pegadinha do ano.

- E se colocássemos laxante na bebida? - Um membro perguntou.

- Isso seria cruel. - Chloe falou assustada.

- Não é má ideia mas é muito infantil. - Faith falou.

- Eu tenho uma ideia. - Sam falou abrindo a porta e entrando na oficina.

- Sam! - Chloe correu e o abraçou.

- Pode começar a falar. - Faith falou rindo.

 

10:30 PM

Izzy:

 

Depois de alguns minutos bebendo com meus amigos membros da Elite notei que aquilo parecia mais uma festinha particular do que uma reunião.

- Isso é uma festa? Estamos comemorando o desaparecimento da Mel ou a morte da Matilda? - Perguntei para Taylor que riu.

- Taylor, preciso falar com você. - Carter chegou e a puxou me deixando sozinha.

Assim que Taylor saiu notei que Sarah ainda não havia aparecido na reunião então decidi ir até Nathan.

- Onde está a Sarah? Amanhã tem aula e a preparação para festa e temos que descansar. - Falei enquanto alguém aumentava o som.

- Atenção pessoal, essa reunião é para dar as boas vindas. - Sarah falou descendo as escadas que iam para o segundo andar.

- Boas vindas? - Ally perguntou.

- Aí está ela. - Nathan falou sorrindo.
Olhei para Nathan e percebi que ele realmente gostava da Sarah apesar dela ser falsa.

- Para a mais nova membro da Elite. - Sarah falou.

Quando voltei meu olhar para Sarah que ainda estava na escada vi Angel descendo mas algo havia mudado nela, ela estava vestida igual a Melanie.

 

 

PRÓXIMO CAPÍTULO:

Serial killer:

[...] Fui me aproximando aos poucos enquanto ele corria desesperadamente, infelizmente não lhe havia mais recursos a não ser aceitar a morte [...]


Notas Finais


Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...