História O Interrogatório - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Psicopatas, Romance
Visualizações 20
Palavras 475
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Querendo Lhe Ajudar


Semanas Depois

Minha terceira entrevista com Lauren. Eu estava preparada para uma entrevista difícil quando ela atravessou a porta para nossa terceira sessão.

 - Você poderia ter um gravador nessa gaveta - Disse apontando para a gaveta inferior da escrivaninha 

O consultório não é meu. É ocupado normalmente por um psiquiatra infantil, mas eu tenho o direito de usar uma vez por semana quando ele está de folga e eu faço plantão no metodista. 

- Procure - autorizei 

- Eu sei que você tem que apresentar relatórios ao tribunal. Mas se não estiver gravando a sessão, tudo pode ser negado 

Suspirei. Ela estava diferente hoje 

- Há alguma coisa com que você queira ou gostaria de trabalhar nessa sessão? 

- Claro que não 

- Quer dizer que apenas iremos fingir que trabalhamos? 

Lauren deu de ombros para indicar indiferença 

- Acho que você vai ter que me aguentar 

Ela se acomodou na cadeira que ficava na minha frente e repousou suas mãos algemadas na coxa 

- Pois eu acho que nós vamos ter de aguentar uma a outra

- Não, é você que vai ter que me aguentar

- Poderíamos fazer algo útil 

Lauren me olhou com um pequeno sorriso travesso 

- Tipo o que? 

- sua vida amorosa 

- Porque não falamos da sua? 

- Eu não estou fazendo terapia. Você que está 

- Mas você está aqui. Faz parte do processo. Não faz? 

- acontece que nossas posições não são iguais 

- Ah, não são? Eu ainda acho que deveríamos falar a seu respeito, não de mim 

- Existe algumas coisas que você quer dizer ao meu respeito. É isso? 

- É sim 

- Tudo bem - Concordei com uma sensação de pavor crescente. Eu sabia o suficiente a respeito dela para entender que não estava blefando. Ela tinha mesmo alguma coisa para dizer - vá em frente 

- Eu acho que você deveria fazer algo a respeito da sua casa 

Não respondi. Decidi esperar que ela falasse, para ver o que pretendia. 

- É uma casa bonita. Realmente uma casa muito bonita. Qual é a extensão do terreno? Meio hectare? Três quartos de hectare? 

Nada demais. Ela pegou o meu nome em qualquer médico, depois procurou meu endereço. Fácil, fácil. 

- Ou seja, você andou me investigando 

- Claro 

Respirei fundo

- Eu não quero que...- Me interrompeu 

- Olhe Camila - Disse meu nome com um sorriso - Essa é minha terapia e você não tem o direito de decidir sobre o que vamos falar 

- São regras básicas 

- Eu não quero jogar com suas regras 

- O que...

- Eu realmente acho que você merece alguém melhor que Austin. Ele não presta..

- Você não tem o direito de falar do meu marido e..

- Escute, Camz - Ela me chamou do que? - Estou apenas querendo lhe ajudar 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...