História O irmão desaparecido - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 2
Palavras 710
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - A descoberta


Pov Guilherme

Acordei antes de todos, então resolvi ficar conversando com o velhinho dono da casa. Eu comecei a procurá-lo dentro da casa até que eu achei um bilhete em cima da mesa 
“Bom dia, fui visitar minha irmã, volto daqui a uma hora -Ronaldo” 
Então fui procurar comida. Acabei indo no sótão que tinha na casa, entrando lá ouvi um barulho estranho, como se houvesse alguém tentando falar e não conseguia, mas o barulho parou então só ignorei. Peguei a comida e sai do sótão, antes de fechar a porta ouvi o barulho de novo e cada vez mais alto até que eu ouvi uma voz 

-SOCORRO! - aquela voz era familiar

-Olá?! Quem esta aí ? - eu perguntei para ver se a pessoa respondia e nada - Olá? 

-AQUI!!! Por favor!!! Me ajuda!!! - eu estava quase reconhecendo a voz quando minha mãe saiu do quarto me assustando. 

-Bom dia Fi... - ela foi interrompida pela voz 

-POR FAVOR ME TIREM DAQUI!!! - eu ainda não tinha certeza mas achava que era a voz do Yuri 

-Yuri?! CADÊ VOCÊ MEU FILHO?? - minha mãe gritava pela casa, jurando que a voz era do Yuri

-Ei! Que Barulheira é essa? - disse Angelina com cara de sono 

-Mãe ? Guilherme ? São vocês? - assim que a voz falou que e minha mãe tínhamos certeza que era ele 

-YURI!!!! - eu e minha mãe começamos a gritar e a seguir a voz. 

-O que está acontecendo ? - Faustão acorda e pergunta para Angelina 

-Eles acharam o Yuri no porão do velhinho! - Angelina respondeu 

Após um tempo conseguimos achar o Yuri. Começamos a chorar e tiramos ele de dentro da sala em que ele estava. 

-Vamos, vamos embora daqui! - eu disse puxando Yuri e minha mãe. 

-Não... ainda não - diz Yuri com cara de raiva - eu quero vingança, ELE ACABOU COM A MINHA VIDA E EU VOU ACABAR COM A DELE. 

-Não filho, não faça isso. Já acabou, vamos embora. - minha mãe tentou acalmar o Yuri mas não deu certo. 

Tivemos que esperar o velho chegar para poder fazer o que Yuri queria. Assim que o velho chegou eu perguntei se tinha comida, ele me levou até o porão passando longe da sala onde Yuri estava, ele estava olhando para a sala e soando frio.

-Ronaldo? Está tudo bem? - eu pergunto fingindo que me importo 

-Sim! Mas é claro, por que não estaria? - ele fala soando frio

-O que tem nessa sala? - pergunto me aproximando

-NADA!!! - ele afirma me empurrando para longe da porta 

Assim que ele fez isso eu não aguentei mais, chamei minha mãe que abriu a porta correndo enquanto Yuri puxava ele para dentro da sala. Puxei Yuri para fora da sala enquanto trancava o velho lá dentro. 

-Você acabou com a minha vida.... minha vez de acabar com a sua - disse Yuri com muita raiva 

-VOLTA AQUI SEU MOLEQUE - o velho gritou com tom de ordem

-VOCÊ NÃO ME CHAMA DE MOLEQUE!!! - Yuri gritou com MUITA RAIVA - Você... me deixou trancado aí por... por... SEIS MESES, eu te odeio, você me dava comida uma vez por dia. Vamos ver como você vai viver sem comida. PASSAR BEM - Yuri disse com “Sangue nos olhos” 

Fomos embora e mostramos para a cidade que o Yuri não estava morto! A notícia saiu no jornal, revista, em sites e em muitos outros lugares de comunicação. 

1 semana depois 

 "Homem é preso por sequestrar um jovem de apenas 15 anos e prendê-lo em seu porão durante seis meses

-O que importa agora é que você está bem e está em casa - eu disse me sentando ao lado de Yuri no sofá. 

-O ALMOÇO TÁ PRONTO - minha mãe grita da cozinha.

-Angelina e Faustão vem almoçar com a gente? - Yuri pergunta 

-Vem sim. Já estão chegando - respondeu minha mãe. 

DingDong

Eu fui abrir a porta e lá estavam eles, Faustão e Angelina. Com dois refrigerantes e doces nas mãos. Após isso, fizemos viagens, estudamos e aqui estamos nós. Vivendo bem sem se preocupar com nada. 

“Sequestrador do jovem de 15 anos morre tentando fugir da prisão!”

E essa é a nossa história.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...