História O irmão do meu melhor amigo (irmãos Berti) - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~Biw22

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bruno Berti, Canal Dos Irmãos Berti, Desejo, Drama, Funk, Hentai, Hetero, Irmãos Berti, Kawaii, Lucas Berti, Mc Berti, Romance, Sexo, Youtubers
Visualizações 645
Palavras 2.600
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 10 - O pedido mais tosco e fofo


Fanfic / Fanfiction O irmão do meu melhor amigo (irmãos Berti) - Capítulo 10 - O pedido mais tosco e fofo

                   P.O.V ISA
    Eu ja estava na casa da Jenifer.

    -Jeni. Jeni abre essa porta. Eu não quis dizer aquilo sinto muito , você é a minha prima e melhor amiga. Por favor Jeni eu preciso de você...-Eu senti um nó se formando em minha garganta e lagrimas se formando pelo meu rosto.- Eu sou sua prima Jeni.

    -Desculpa Isa.-Ela dizia com a voz abafada pela porta fechada. Logo pude ouvir o barulho do trinco. Ela abriu a porta e eu a abracei. -Eu que tenho que pedir desculpas. Eu me irrito muito rapido, essa bipolaridade ta acabando comigo desculpa prima você sabe que eu te amo muito.

    -Tudo bem eu te per...-Fui cortada ao me afastar do abraço e olhar em direção a cama.-P-por quê essas malas?- Eu perguntei com a voz meio tremula. Se ela fizesse oque eu estou pensando.

    -Isa, eu pensei muito e sinto muito mas eu vou voltar pra São Paulo.-Ela disse pegando nas minhas mãos. Meus olhos se arregalaram na hora e minha boca se formou em um perfeito "O". Eu senti uma leve tontura. Mas continuei em pé perplexa.

    -C-como assim Jenifer? Você vai me deixar aqui sem mais nem menos? É isso?-Perguntei ainda perplexa, eu não estava acreditando que ela estava fazendo aquilo comigo.

    -Isa você não esta sozinha tem os meninos e o Gabriel.-Ela disse tentando me acalmar. Era possivel ver a dor em seus olhos. Era de se partir o coração ver minha prima desse jeito.

    -Mas Jenifer...-Ela me cortou.

    -Isa você vai ficar bem sem mim. Eu preciso de um tempo...

     -É assim? Sem mais nem menos? Jenifer você é minha prima e melhor amiga. O que eu vou fazer sem você do meu lado? A garota que me da conselhos otimos, que procura me entender antes de me julgar, que diz eu avisei em todas as merdas que eu faço, me diz. O quê eu vou fazer?-Olhei para seu rosto que já era tomado por inumeras lagrimas que rolavam repentinas vezes pelo mesmo. Minha situação não estava diferente.- Você não pode me deixar Jenifer eu imploro, sumplico, mais por favor não me deixa. Todos que eu amava me deixaram, você é a ultima pessoa que eu queria que fisesse isso. -Me deixei cair de joelhos no chão enquanto observava o mesmo, deixando meus cabelos caírem sobre o meu rosto molhado e gelido por conta das lagrimas.

     -Me desculpa Isa. -Depois disso eu ouvi o barulho de seus saltos pisando sobre o chão, que mais pareciam pisar em mim. Pois a dor era tanta. Pude ouvir o barulho da porta ser fechada e logo após o barulho de um motor.
  
   Logo só era possivel ouvir-se minhas lagrimas se juntando ao chão junto de meus soluços. Peguei minha bolsa e cliquei no telefone. Já sabia quem era a pessoa que eu iria avisa primeiro...

  ♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡
                    P.O.V BRUNO
    Eu estava jogando vídeo game. O dia foi ótimo. Tirando a parte da Jenifer. Eu realmente senti muita pena dela.

    Logo ouvi o celular de Lucas tocando. Olhei no visor e tinha o nome ♡M.A♡ na tela. Quando eu me estiquei para alcança-lo. Lucas surge das cinsas e o pega com mais agilidade. E assim eu ganhei um olhar fuzilante do meu irmão fazendo-me revirar os olhos e voltar o olhar para o vídeo game.

    -Alo Isa.-Ele diz todo alegre, um tempo depois sua expressão mudou e eu não consegui decifrar se era de preocupada ou assustada.-Como assim ela foi embora?- O olhei com as sombrancelhas cruzadas como se perguntasse "O que houve?". Ele somente fez um gesto com a mão como se pedisse pra eu esperar. Dei pause no video game virando minha atenção para Lucas.- Fica calma me explica direito, sabe pra qual ela foi? Certo. E-eu e o Bruno já estamos a caminho fica calma. Beijo.

    -O quê aconteceu?-Perguntei levantando do sofá e olhando pro rosto de Lucas que pegava seus documentos em cima do sofa.-Responde Lucas.-Disse aumentando o tom de voz ja perdendo a paciencia.

    -A Jeni ta indo embora.
  
    "O QUE?!!"

    -Como assim indo embora? Ela ta voltando pra São Paulo?

   -Parece que ela foi pegar o metro na rodoviaria. Ainda da tem tempo de nós a impedi-la. Vamos logo. 

 Sem pensar duas vezes peguei as chaves do carro. E entramos no mesmo indo assim em direção a rodoviaria. Que era bem perto de casa.


   Chegamos lá estacionei o carro em um lugar qualquer. E Lucas foi o primeiro a sair. Ele foi correndo em direção a um dos bancos no qual estava uma garota loira sentada, ninguém mais ninguém menos que Jenifer.

    Chegamos lá ja ofegantes de tanto correr.

    -Jenifer...-Tentei dizer puxando ar pois meus pulmões ja ardiam em busca de oxigenio.

  -Jeni vai mesmo embora?- Perguntou Lucas.

    -Sim. É a melhor coisa que eu posso fazer. Minha prima quer ter um recomeço nesse lugar. Ela quer ter uma vida nova. Ela veio pra cá pra ter um recomeço. E eu simplesmente sou um fardo sendo carregado por ela em minhas costas e...-A cortei antes que ela terminasse.

   -Jenifer Mendes Da Silva olha pro meu rosto agora.- Disse com a voz firme para passar autoridade.- Sua prima veio ter um recomeço, ela quer começar a vida dela do zero. Ela virou pagina e esta escrevendo uma nova história, ela deixou pra tras tudo aquilo que lhe fazia mal, e trouxe com ela tudo oque ela iria precisar. Ela não é só sua prima,é a sua melhor amiga. Nós sabemos que você quer fazer ela esqueçer e perder o medo do idiota do ex dela. Mas você só vai conseguir se você mostrar que está bem. Então vamos voltar pra casa agora.-Disse segurando nas malas dela e quando ia virar as costas. Senti uma mão em meu ombro me virando levemente pra tras.

    -Mas Bruno...

    -Jeni. Ele tá certo. Se você quer que a Isa fique bem então ao menos fique com ela e passe toda sua confiança. Você devia ver como ela estava desesperada ela dizia "Por favor Lucas não deixe ela ir ela é tudo oque eu tenho eu não posso perder mais uma pessoa".-Lucas disse repetindo as falas de Isa ao telefone. Jenifer então já estava com os olhos cheios de lagrimas, ela olhava para seu colar da amizade com Isabella e estava com as mãos na boca com o olhar um pouco arregalado por assim dizer.

    -O que foi que eu fiz Isa...-Ela disse quase num sussuro mas eu e Lucas conseguimos ouvir. Agora ela passava as mãos no rosto que acabaram indo pro cabelo. Ela parecia agitada e desesperada ao mesmo tempo.- Ela nunca vai me perdoar eu sou um ser horrivel.

    Lucas a abraçou e levantou o olhar pra mim. Eu pude entender ele falando "Compra Flores e me da a chave". Fiquei meio confuso mas logo assenti e lhe dei a chave. Fui numa floricultura ali perto e comprei um buque de tulipas. Voltei com o o buque mas quando  eu ia me aproximar ele fez um gesto com a mão pra que eu fosse embora. Quando eu ia pegar o onibus senti o celular vibrar. Olhei no visor e era Lucas.

   ●Põe as flores no banco de traz do do motorista

  ●Ue como genio se a chave ta com você??

  ●Eu deixei uma brecha aberta antes de sair

  O que? Desgraçado filho da...Mesma mãe que eu.

  ●Ta. O que você vai fazer??

  ●Você vera depois. A camerazinha ainda ta na janela do carro??

  ●Ss

   ●Pdp flww
  
   ●Flw

  Desliguei o celular e guardei as tulipas. O que sera que Lucas iria fazer?

                      POV LUCAS
     Disse a Jeni que ela tem motivo pra ficar e disse que iria mostra-la. Entramos no carro e a camera estava ligada. Sei que sou de menor. Mas uma só vez não tem problema. Logo fiz a coisa mais vergonhosa da minha vida, liguei o radio pra tocar vejo uma porta abrir.

     -Ai credo Lucas tira isso.-Disse Jeni em meio a risos.

    -Tiro. Mas só se você cantar comigo.

     -Tá.-Disse ela ainda rindo.

    Estavamos cantando ela as partes femininas e eu as masculinas até que chegou no final e eu estacionei o carro ela me olhou confusa e eu tirei as tulipas de tras do banco e disse.

    -Quer namorar comigo?-Ela colocou as mãos na boca e arregalou seus olhos. Era evidente ver a surpresa em seu olhar.

    -Sim!- Ela disse e sorriu fiz o mesmo. Dei um selinho demorado nela e a mesma retribuiu.

     -Apesar de toda essa diferença eu amo você.-Disse colocando a mão em seu queixo. Ela sorrio.

    -Eu também te amo!-Assim demos o nosso beijo e fomos pra casa da Isa.

 ●○●○●○●○●○●○●○●○●○●○●


  -OQUE?ISSO É IMPOSSIVEL! COMO PODR SER TÃO FACIL ASSIM?!-Isa exclamou depois de rever e ver varias vezes o vídeo meu e da Jeni.


  Já havia trazido ela de volta e depois do reencontro de Jeni e Isa. Eu tive certeza que em um filme dramatico as duas serião estrelas.

   Só estavamos lá nós 3. Bruno havia saido pra fazer uma coisa. Ficamos lá de bobeira conversando no quarto da Isa até que o Bruno (Ou Fenix) surge das cinzas quase arrombando a porta.

  -QUE SUSTO ZÉ!- Disse após o susto.

  -Foi mal. Mas olha só isso.- Ele disse mostrando 4 pulseirinhas 2 verdes e 2 rosa escrito V.I.P.- Hoje vamos pra uma balada V.I.P pra comemorar a "Não Ida Da Jenifer". Vai ser as 20:50 passo aqui as 21:00 pra buscar vocês.

  -Beleza então. Tchau Bru.-Disse Isa indo se despedir dele com um abraço.

  -Tchau Isa.

                         P.O.V ISA

  Eu e Jeni estavamos na cama conversando enquanto ela pintava minhas unhas e eu terminava de prender os grampos no meu cabelo. Assim que terminei de prender o cabelo meu celular vibrou. Peguei e olhei no visor. Era um número desconhecido.

  N.D: Oiii

  -Quem é?-Perguntou Jenifer

  -Número desconhecido. Vou perguntar quem é.

 Eu:Ola quem é??

 N.D: Sou eu o Marcos

  Soltei um suspiro.

  -Eaí quem é??

  -É um garoto da faculdade. A ultima vez que falei com ele eu e Bruno acabamos brigando.

  -Ah então ele é aquele garoto que ficou cobiçando você na hora da merenda?-Perguntou Jeni cruzando as pernas. Assenti.-O que ele quer?

  -Não sei.

  Marcos: Eu vou numa balada hoje você quer ir??

  Eu: Desculpa Marcos mas eu já tenho compromisso com o Bruno, Lucas e minha prima em uma Balada

  Marcos: Ta saindo com o Bentinho?? Kkkk

  Eu: E se eu tiver isso é da sua conta??

 Jenifer estava do meu lado e após ler oque eu disse soltou aquele tipico "OOHHHHHH". Revirei os olhos, eu não sou obrigada a ouvir desaforos sobre o Bruno.

  Marcos: Nossa foi mals

  Eu: Foi péssimo! E para com esse apelido idiota pois não gosto dessas coisas

  Marcos: Okay to indo pra balada sozinho então

  Eu: Tá

  Marcos: flw gata😘😘❤

  Eu: Pra você é Isabela e isso se quiser falar comigo tchau.

  -Nossa prima que dificil você em.-Disse Jenifer aos risos dei risada também antes de falar.

  -É. Depois daquela briga que tive com o Bruno por causa dele não quero nem mais ver ele direito.

  -Então veja Esquerdo.-A olhei semi-cerrando os olhos e a mesma soltou um riso.- Brinks. Mas é sério você esta certa por pensar assim. Ele disse que ia numa balada. Já pensou se é a mesma que a nossa?

  -Credo Jenifer ta amarrado. Você e suas macumbas aí.

 ●○●○●○●○●○●○●○●○●○●○●

  Se passou o tempo e logo eram 21:00

 Eu já estava pronta, com os cachos no cabelo, meu oculos e uma make simples, Jenifer quase me matou por não fazer algo forte. Eu também usava um.Choker com um e.t. e também o Colar que o Bruno havia me dado.

  Ela também estava linda, não fez cachos tão tipo "Uau" como os meus mas mesmo assim estavam lindos. Sua maquiagem era forte e ela estava incrivel.

  Me analisei no espelho até ouvir o barulho da campainha. Eu e Jeni nos olhamos e sorrimos. No meio do carredor Gabriel nasce das cinzas nos fazendo dar um pulo.

  -Auto.

  -Ih lá vem...-Disse Jeni.

  -Onde vão?

  -Pra balada.-Respondi.

  -Que horas?

  -Agora.

  -Quando voltam?

   -Provavelmente hoje.

  -Com quem vão?

  -Com o Bruno e o Lucas.

  -E essas roupas? Deixa eu analisar.-Gabriel puxou Jeni e a girou. Olhou de cima a baixo uma vez.-Pode ir.-Ela saiu correndo. -Sua vez.-Pegou na minha mão e fez o mesmo processo que fez em Jenifer.- Ta muito curto.

  -Mas...

  -Mas nada vai trocar de roupa agora.

  -Atá! Da Jeni você não disse nada!

  -Pelo menos ela está de Short!

 -Seu eu por um short me deixa ir sem interrogatório??-Perguntei a ele que parecia pensar.

  -Feito. Vou esperar aqui no corredor.

  Fui até o quarto e vesti um short curto de pano fino pra não ficar marcando no vestido. Saí de lá e voltei para o corredor.
  

Biel ainda estava ali e quando me viu cruzou novamente os braços.

  Revirei os olhos e subi o vestido na altura do short completamente fino. Logo abaixei novamente. Ele descruzou os braços e me abraçou. Logo deu espaço pra eu passar. E fui descendo as escadas com ele me seguindo logo atras.

  -Não beba demais.-Ele disse ainda atras de mim.

  -Tá.

  -Não de PT.

  -Tá.

  -Não beije.

  -Tá.

  -E o mais importante de tudo. Não tranze e se fizer isso use camisinha.

  -Biel!- O repreendi. Ele sabia como me deixar constrangida e eu também não era mais virgem.

  -Só verdades minha Pequena.-Ri de seu comentario.

  -Seu chato.

  -Você me ama que eu sei. -Ele disse me abraçando.

  -Amo mesmo. Sem essas coisas de irmão ciumento mais velho não sei oque seria de mim.

  -Te amo baixinha.

  -Também maninho. Tchau.- Disse me desfazendo do abraço.

  -Mamãe vai sair e eu também. Caso não estejamos em casa vá pra casa da Jeni.

  -Sim senhor capitão. Agora tchau maninho. -Disse lhe dando um beijo na bochecha.

 -Tchau maninha.

 - Tchau.

  Fui pra fora. Lucas e Jeni não estavam lá. Já devem ter entrado no carro. Mas Bruno sim. Ele estava lá parado de frente a calçada do lado do carro. Ele usava uma regata preta, um boné vermelho, um par de vans também vermelhos, suas tipicas corretes e pulseiras e por fim um oculos igual ao meu. Sua regata estava muito justa deixando seu abdomen bem marcado.

  Mordi o labio inferior com esses pensamentos sendo dispertada por um abraço dele no qual retribui.

  -Você tá linda minha pandinha.-Ele sussurou de uma forma sexy fazendo-me arrepiar na hora. Ouvi uma risada sua pelo ocorrido.

  -Você também tá muito lindo sabia?-Disse no seu ouvido entrando na brincadeira.

  -Não devia usar esse vestidinho curto. Me provocar não é uma boa ideia.- Ele disse e ri baixo de seu comentario.

  -OU VAMO LOGO EU QUERO BEBER!-Jeni gritava feito louca da janela enquanto Lucas chutava a buzina fazendo um barulho alto.

 Eu e Bruno nos olhamos rindo e logo entramos no carro. Eu e Bruno fomos na frente enquanto Jeni e Lucas se pegavam atras. Todos nós já usavamos as pulseiras com uma cor digamos que neon.

  ●○●○●○●○●○●○●○●○●○●○●

  Chegamos lá e saímos do carro. Vi um cara de costa falando com uma garota. Até me pareci familiar, mas ignorei. Quando estavamos indo passar pelo portãozinho da balada no qual tinha dois seguranças. Ouvi uma voz que me deixou um tanto surpresa.
 
  -Ola Princesa...

  Marcos... revirei os olhos e me virei colocando na cara o sorriso mais debochado que eu tinha. Quando eu ia responder Bruno me interrompeu.

  -Pode ficar tranquilinho porquê a princesa ta comigo.-ele disse me dando um selinho rapido.- E pra você é Isabela.

  Sem pegar fila por conta das pulseiras V.I.P nós entramos na balada muito linda por sinal...

 

  


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...