História O irmão gêmeo de Adam - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Adam Lambert
Exibições 3
Palavras 419
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo 3


 Adam foi levado ao hospital mas como o acidente foi grave, ele estava em coma. Tommy começou a receber indiretas de George que
dizia que o lindo casal agora estava separado por uma cama de hospital e ele fazia cara de tristeza debochando deles.
Tommy resolveu investigar sobre aquela noite do atropelamento e descobriu que George é quem estava por trás de tudo e disse que não
ia sossegar enquanto ele não fosse punido. 
 - Adam, já sei que foi o seu irmão que tentou te matar mas ele vai pagar por tudo que fez. Dizia Tommy segurando a mão de Adam ainda 
em coma.
 Ele aproveitou que ninguém estava por perto e deu um beijo em Adam com os olhos cheios de lágrimas e cheios de certeza que se 
vingaria de George e de quem quer que seja que estava dirigindo aquele carro.
 - George, seu desgraçado. Você não se arrepende do que fez ao seu irmão, não?
 - Ele pediu isso. Alías, era para ser você no lugar dele mas como você escapou, ele foi a vítima.
 - Você é um monstro sem coração. E ainda vem pagando de certinho. Você é pior que ele porque ele nunca quis o mal á ninguém. Já 
você pelo contrário...
 - Vocês dois são uma vergonha. Onde já se viu dois machos sair por aí se pegando? Raça estúpida e nojenta a de vocês.
 - Vergonha, estúpido e nojento é você que quase matou seu irmão por vaídade e orgulho. O imbecíl aqui é você. E ainda vai pagar por
tudo o que fez. Vou te denúnciar e o seu comparsa por tentativa de homicidio.
 Tommy deixou George do lado de fora do quarto da UTI e voltou para fazer companhia a Adam mais um pouco antes que o horário de 
visitas terminasse. Sempre que ele conversava com Adam ele pegava a mão dele para que se conectassem de alguma forma e ele, 
mesmo em coma, pudesse sentir o calor e a energia que ele passava.
 - Seu irmão é um completo idiota. Quando você acordar, faço questão de nos casar e morar bem longe dele.
 O enfermeiro chegou e disse que já era hora de ir. Tommy enxugou as lágrimas, passou a mão úmida no rosto de Adam para que ele 
sentisse a tristeza dele e se despediu. Tommy estava exausto de passar horas no hospital e no outro dia bem cedo ele foi na delegacia
prestar queixa de George e mais tarde voltou ao hospital mais uma vez.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...