História O J da questão - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Imagine, Romance
Visualizações 8
Palavras 1.274
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha eu aqui de novo
Quando a pessoa se empolga de mais da nisso 😂😂

Capítulo 3 - Karaokê


Assim que chegamos no karaokê, diga se de passagem muito bonito, deveria ser muito caro, ele saiu primeiro com meu guarda-chuva e me estendeu seu braço para me ajudar a sair, pagou o táxi e fomos até o estabelecimento. Era quente e aconchegante, tão quente que tive que retirar pelo menos uns dois casacos, fiquei somente com uma blusa de manga comprida e um suéter fino por cima.

Ele trocou algumas palavras com a atendente e pegou as chaves da sala, eu não parava de olhar para tudo em volta, os diversos quadros de cantores e trechos de músicas famosas, eu um dia gostaria de fazer parte disso tudo, da arte em si, não do canto porque sou péssima, mesmo assim me encontrava dentro de um karaokê dos mais chiques. Ele notou meu interesse e perguntou:

Jin: Você gosta de arte?

S/N: Eu faço faculdade de arte, sou fascinada por todos os tipos dela, mas me encaixo mais nas artes plásticas. - disse sorrindo para ele.

Jin: Quando eu precisar de alguém criativo com toda certeza irei pedir sua ajuda, mesmo porque agora somos amigos não é mesmo? - me perguntou com os olhinhos brilhando de esperança.

S/N: Óbvio que somos, por isso acho que nós deveríamos nos conhecer mais não acha? Saber mais sobre o que gostamos, essas coisas de amigos. - falei olhando para frente vendo que estávamos chegando. - Eu não tenho muitos amigos, na verdade só tenho uma amiga que conheço desde que cheguei aqui, então não sei como falar com as pessoas.

Jin: Fale exatamente como está falando agora. - ele disse me encarando. - é bom ficar te ouvindo, parece que você é muito mais do que uma garota que vai na biblioteca aos sábados de manhã e tem apenas uma amiga.

S/N: Você acha?

Jin: Não sei porque, mas eu tenho certeza disso. - não pude segurar meu sorriso depois de ouvir isso, ele era realmente muito educado e fofo como eu tinha imaginado.

Ele abriu a porta e lá dentro podia se encontrar a TV enorme que já estava totalmente programada com as mais diversas músicas, uma mesinha de centro, um frigobar com alguns tipos de bebida e doces e obviamente um enorme sofá onde eu duvidava caber 5 pessoas.

Jin: O que você achou? É o meu karaokê favorito, venho aqui com uns colegas dá faculdade. - ele diz analisando o local como se estivesse lembrando de seus colegas ali com ele.

S/N: O único karaokê que cantei foi em um DVD velho que tinha na casa da minha avó, então isso é tudo muito bonito pra mim.

Jin: Até eu? - ele pergunta rindo. - Estou brincando, é claro que sou lindo. - dessa vez foi minha vez de começar a rir e logo em seguida ele caiu na gargalhada junto, sua risada parecia um pano limpando vidro, o que fez com que eu quase tivesse perdido o ar de tantos risos.

S/N: Eu gostaria de ter sua auto-estima Jin. - disse após recuperar o fôlego.

Coloquei a bolsa com meu material em cima da mesinha de centro e me joguei no sofá, ele fez o mesmo ao meu lado, só de olhar pra ele nos dois caímos nas gargalhadas de novo, até que ele se levantou e pegou o controle e voltou a se sentar.

Jin: Quer começar com o que?

S/N: Com as músicas infantis. - digo olhando pra ele que me olha com uma cara de interrogação. - elas são mais fáceis. - explico fazendo sinais com as mãos, coisa que eu tinha mania de fazer quando explicava algo para alguém. - por favorzinho. - peço dando o melhor de mim para fazer um aegyo no mínimo descente para ele concordar comigo.

Jin: Você tem noção de como fica fofinha assim! - ele fala apertando minhas duas bochechas. - tudo bem, qual você quer? - ele larga minhas bochechas e eu começo a esfregadas com as mãos para voltarem ao normal antes delas ficarem esmagadas.

S/N: Quero aquela dos números sabe?

Jin: Tá bom pode ser essa então.

Peguei o microfone toda empolgada, fazia muito tempo que não me divertia dessa forma, e nem mais me importei por ter o conhecido a menos de uma hora atrás, eu estava totalmente confortável ao seu lado e não me preocupei se ele iria me ver cantar "lindamente".

A canção começou e só faltou eu sair pulando pela salinha, Jin viu minha animação e pegou o segundo microfone e cantou pulando junto comigo, cantamos várias músicas e eu estava realmente cansada, já tinha passado umas 3h e eram 2:30 por aí, e só quando me sentei cansada notei que não avisamos almoçado.

S/N: Jin que tal a gente comer aquele doces alí, não almoçamos e pulamos feito duas gazelas. - ele começou a rir.

Jin: Eu só pulei porque você estava pulando também. - falou me acusando.

S/N: E eu só pulei para você se acostumar que eu sou louca. - digo mostrando a língua pra ele.

Jin: Vamos comer logo então porque eu sinto que se ficar mais um pouco parado eu vou dormir nesse sofá.

S/N: Eu acordaria você não se preocupe, pularia nas suas costas até acordar.

Jin: Nem pense em fazer isso. - ele diz se levantando.

S/N: Então vamos comer logo. - fui até o frigobar e peguei duas barras de chocolate com caramelo, duas latas de refri e só porque sou gulosa um potinho de gelatina.

Jin: Você quer engordar esse meu corpinho maravilhoso?

S/N: Como você descobriu? - fiz uma falsa cara de espanto o que o fez rir muito.

Comemos e estamos deitados, eu no sofá e ele no chão, olhando para o teto.

Jin: Essa é a hora que a gente se conhece melhor?

S/N: Acho que sim. Tá eu começo, nasci e me criei em Taebaek, apesar da minha mãe ser brasileira eu nunca fui lá já que nasci depois que eles já estavam casados, vim para Seul para fazer minha faculdade de arte e aqui estou, gosto de animais e de estrelas, quanto mais simples as coisas são mas elas me fascinam, e eu amo japchae.

Jin: Bom, eu amo comer, qualquer coisa. - ele ri. - gosto tanto que que estou fazendo faculdade de gastronomia, gosto de cantar e de me olhar no espelho.

Dou um tapinha de leve em seu ombro e começo a rir.

S/N: Você é muito narcisista não é.

Jin: Faço o meu melhor. - ele diz com um ar superior

S/N: Foi muito divertido. - disse levantando. - mas eu tenho que ir, tenho que passar na casa da minha amiga antes de ir para casa.

Jin: Tudo bem eu te levo. - Ele diz levantando e arrumando as coisas, eu ajudo e assim que terminarmos ele pega a chave e vamos em direção a saída.

S/N: Tudo bem não precisa me levar já que eu não vou para casa.

Quando saímos deu para ver que tinha dado uma parada na chuva.

Jin: Você pode me passar o seu número para nós encontrarmos de novo né? - ele disse fazendo beicinho muito fofo.

 S/N: Claro que eu posso, quero sair com você mais vezes. - assim que dei meu número a ele parei um táxi que estava passando e me despedi de Jin com um abraço, e meu Deus como ele era cheiroso dava vontade de nunca mais largar. 

Eu entrei no táxi dando tchau para ele e indo em direção a casa de Hyeri saber o que ela queria comigo quando me mandou mensagem hoje mais cedo, e claro contar sobre as coisas que aconteceram comigo.


Notas Finais


Só eu fico imaginando o cheiro dessas criaturinhas?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...