História O Jardim de Jin - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Crack Fic, Drama, Fanfic, Lemon, Namjin, Treta, Vkook, Yaoi
Exibições 72
Palavras 518
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Grande final

Capítulo 2 - Capítulo 2 - Final



— Mas o que... Benedito?!
— Sim, sou eu. Eu fugi de casa depois que você me fez noivar com o velho do fundo do poço, fiz cirurgia floral e mudei de nome. Desde então, jurei vingança, contra meus pais opressores! - Falou dramático.
Jin apenas se aproximou do mais novo e desferiu um tapa no mesmo.
— Escuta aqui moleque, eu não te criei assim! Agora você vai voltar a trabalhar aqui e ponto final. O velho do fundo do poço é o pai do Tae, sua anta. Eu arranjei o casamento seu com o filho dele! - Disse impaciente.
— Ué...
— Verton! - Namjoon gritou ao longe, com certa força na voz, pois estava grávido e fazia força para falar.
— Cala essa boca Nam. Enfim, aora que você já sabe a verdade, fecha sua empresa de bosta e se arruma, vou marcar o casamento pra amanhã de mamhã. - Finalizou, poderoso. De nariz em pé, voltou-se para Namjoon, pondo-se a sugar seu pólen.
Jogou seus cabelos sedosos para trás, falando com ar de superioridade. — Não nasci pra drama.

Kook se virou para o Kim, que assistia calado. 
— Você tá de acordo com tudo isso? - Questionou-o.
— Na verdade sim...eu já sabia disso tudo desde o começo, e sempre gostei de você. - Comentou, tímido.
— Ótimo. - Chegou perto de Tae novamente e começou a coletar o pólen, como fazia anteriormente.
E assim o dia foi passando, no Jardim residencial de Jin. "Já posso me considerar um cafetão", pensou orgulhoso de seus feitos.
                      ----****----

E o dia do casório finalmente chegou. O mesmo ocorreu tranquilo e sem imprevistos, só aconteceu de o padre Hobi comer mais churros do que o normal, causando-lhe sérias flatulências durante a cerimônia.
Dentro de uma parte distante do jardim, feita e arrumada por Jin especialmente para o acasalamento ocorrer, o ruivo e Kook estavam prontos para o ato.
Jeon, por cima de Tae, foi encostando suas antenas por todo o pedicelo, chegando até as bordas das pétalas, arrancando leves gargarejos dele.
Mirando as quatro anteras se remexendo inquietas, adentrou o interior da rosa, com Tae contendo-se para não urrar igual o Jureg.
Foi descendo até alcançar o ovário. Lá, realizou o procedimento, enfiando as antenas para dentro da pequena fissura. Pôs se a sugar o pólen azedo diferenciado de lá de dentro.
Tae não conseguiu, e soltou um arroto bem alto.
— E-eu não aguentou mais!
Então o ovário explodiu. Jeon saiu de dentro de lá, e pousou na grama ao lado do parceiro.
— Já aviso que se divorciar, eu não vou pagar pensão.
Ambos, cansados, adormeceram ali mesmo. Jin estava sentado um pouco afastado dali, com Namjoon o servindo na boca uva passa ressecada.
— Meu filhote finalmente virou borboleta macho! - Bebeu um gole de cerveja.
O loiro esperava que os anos se passassem sem preocupação, com vários netos para serem seus escravos. Mas não foi bem assim que aconteceu.
Kookito morreu após Tae, no parto, gritar tão alto que explodiu o coração dele. Jin o expulsou do Jardim, e demitiu ele. Namjoon descobriu que é alérgico a amendoim. E Hobi continua peidando até hoje.
 
              ~FIM~
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...