História O jogo da vida - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Junjou Romantica, Originais
Tags Romance Amoryaoi
Exibições 7
Palavras 326
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Cap 7 Lucas?


Fanfic / Fanfiction O jogo da vida - Capítulo 8 - Cap 7 Lucas?

Depois que eu ouvi aquilo foi como se eu tivesse morrido. Senti um grande aperto no

coração, e veio em minha cabeça um monte de perguntas. Por que ele não me disse isso?

Ele tem vergonha de mim? Mas naquela hora só disse:

- Ah foi bom te conhecer Heloisa, mas agora eu tenho um compromisso muito sério, depois

converso mais, ok?

- Ok. - responde ela num tom de falsidade.

Saio da casa, e enquanto eu fechava a porta percebi que Guilherme me olhava com rosto

triste mais na quela hora eu só queria sair dali. Fui em direção ao elevador, onde não

aguentei e acabo sentando no chão do elevador chorando desesperadamente, eu não sabia o

que fazer naquela hora. Quando vejo que o elevador apitou para avisar que cheguei ao térreo

rapidamente me recomponho, não queria que ninguém me visse daquele jeito saio do prédio,

e vou para meu carro. Ainda bem que você não levou a merda da mala seu otário. Pensei.

Entrei no carro e só queria sair dali. Vou dirigindo ate uma grande ladeira onde não passam

muitos carros e no alto tinha uma vista para o mar. Fico olhando para o horizonte, lembro

daquela e cena começo a chorar, até que ouço uma voz:

- Isac, é você?

Me viro para trás e vejo um cara que não reconheci de primeira.

- Olha me desculpa, mas eu não lembro de você.

- Haha. Isac, sou eu, lucas, não se lembra de mais de mim, não?

- Lucas é você.

O lucas foi um grande parceiro para mim nos tempos de escola, quando o Guilherme foi

embora ele foi o único que me consolou e entendeu pelo que eu passava.

- Bem Isac, faz tempo que eu não vejo você. Por que você está chorando?

- Nem noto e ele já está me abraçando e diz:

Tudo bem agora Isac, eu estou aqui como sempre estarei porque eu TE AMO.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...