História O jogo virou - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 8
Palavras 620
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpe a demora para postar, perdi o arquivo e tive de reescrever

Capítulo 1 - A garota do laço na cabeça


Fanfic / Fanfiction O jogo virou - Capítulo 1 - A garota do laço na cabeça

"Não vamos a lugar nenhum sem você Karrie" disse Pacífica enquanto aplicava gloss nos labios. Estávamos todas no dormitório, Cattie, Pah, Blame e eu, elas me empurrando para sair e eu implorando para ficar. "Vai ser a última noite de vocês aqui esqueçeram? Não quero atrapalhar sendo a única garota reclamona que vai passar as férias inteiras no internato" comentei, estalando os labios. O Internato Meredith para Moças permitia que as internas passassem as férias com a família, mas esse privilégio cabia somente as meninas, ou seja, as que tinham um lugar para ir. Tinha muita sorte de ficar ali, mas... "Não, não, não Kah" falou Pacífica "para de mimimi" "Ai, se ela está recusando uma balada dessas, tem que tem um motivo grande" disse Blame, que estava fazendo maquiagem em Cattie "Não aquele babaca de novo?" Perguntou Cattie, se referindo ao cara que estragara a sexta passada me stalkeando " não, já disse que ele é do Starling, vamos na Devon's" Falou Pah, segurando minhas mãos "Por favor Kah, só..." A senhora Meredith bateu na porta "Karrie, o casal está aqui. Te dou cinco minutos". As meninas me olharam, chocadas, e começaram a gritar. Dei um meio sorriso. Era por isso que não tinha contado. Não queria anima-las, mas era tarde. "Eu sabia que era algo grande" disse Blame. Pacífica abriu sua bolsa, tirando um delineador "só temos cinco minutos e desta vez tem que ser per-fei-to. Ao trabalho!" Cattie pegou um vestido azul céu do armário e me obrigou a vesti-lo, enquanto Blame fazia a maquiagem. Pacífica cacheou as pontas do meu cabelo, que eram brancas por conta de... uma tintura passada, e finalizou prendendo meu tradicional laço cor de rosa. Me olhei no espelho, sorrindo. Estava deslumbrante. Abracei as meninas, que me empurraram para fora. Então meu sorriso sumiu. Se elas realmente soubessem quem eu fora no passado, nunca me aceitariam. Afastei o pensamento. Essa era nova Karrie: linda, habilidosa (um tanto quanto insegura) mas com uma nova chance. Suspirei ajeitando o laço e indo até a sala do piano branco.

Chamávamos de sala do piano branco porque era a única coisa que havia ali, além de duas poltronas elegantes. A senhora Meredith esperava na porta "como eles são?" Perguntei. Ela sorriu "Super influentes. Tem a sobrinha como interna e ouviram falar de você" ela apertou a minha mão "dessa vez vai dar certo". Entrei, tentando não olhar muito para o casal (que eu poderia nunca mais avistar), mas ainda sim consegui ver os cachos dourados da mulher e o queixo angulado do seu marido. Sentei no banquinho e comecei a tocar a sinfonia, sem prestar muita atenção. Havia tocado a melodia milhares de vezes, e notará que quando menos focava, melhor me saia. Meus pensamentos voltaram a uma antiga escola, com seus portões de bronze, seus armários  em amarelo e azul. Vi uma menina: calça e botas preta, o cabelo castanho preso em um coque e suas mechas azuis saindo para fora. E o pior: a menina, era eu. Terminei a sinfonia. Me levantei afofando o vestido é finalmente encarando o casal. Eles tinham lágrimas nos olhos. Pelo canto do olho, vi as meninas, de narizes grudados na porta, fazendo sinal positivo e aplaudindo. Elas tinham me esperado! Senhora Meredith também deve ter as notado, pois se apressou. "Então sr e Sra White, está é Karrie, podemos conversar no meu escritório?" Elas fez um sinal rápido para que me dispensasse. Abracei correndo as meninas "Foi incrível Karrie" disse Cattie. Pah me abraçou "prevejo a futura Karrie White, escrevam isso". Elas me levaram para fora, chamando um táxi para irmos à Devon's. "Srta Karrie White" pensei, entrando no táxi " Seria bom" . Mas como eu estava enganada.


Notas Finais


Só gostaria de esclarecer algumas coisas:
Sim, a outra personalidade de Karrie será mostrada, mas no internato ela age como uma patricinha mesmo. Ela usa isso para esquecer de seu trágico passado.
Em relação aos poderes... Vocês verão isso nos próximos capítulos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...