História O Jovem Dragão - Capítulo 3


Escrita por: ~

Visualizações 73
Palavras 928
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom pessoas desculpas por não ter postado antes mas tava sem tempo com trabalhos e estagio da faculdade. Prometo atualizar sempre que puder.

Capítulo 3 - Ataque


A luz clareia a velha cabana que Aemon dormia o os primeiros raios de sol já entravam pelas as frestas em seu rosto, mas não era isso que fazia o menino despertar rapidamente do amontoado de trapos que havia forrado pelo chão para dormi, conforme seus sentidos vão retornando ele ouve gritos cada vez mais altos de desesperos e sons de metais batendo entre si, Aemon logo se recorda que são sons de espadas, ele imediatamente pega a sua espada e espia da janela o que está acontecendo lá fora, o vilarejo estava sendo devastado um medo toma conta do seu corpo no momento ele vê pessoas morrendo, cabeças sendo arrancadas com único golpe do seu corpo e engole seco neste momento ele estava começando a se arrepender de ter deixado Westeros, cavalos passam correndo levantando poeira da areia o menino agarra firmemente sua espada e sai da cabana olhando de todos os lados, mas só via gente sendo morta e homens com armaduras que ele nunca tinha visto na vida destruindo e saqueando o vilarejo.

   Aemon corre para o mais longe que consegue tentando desviar dos obstáculos no seu caminho seu objetivo é ir para mais longe que conseguir mais subitamente é cercado por uns três homens montados em seus cavalos olhando para o garoto que saca a sua espada demostrando ter coragem para os homens que ri olhando para ele.

- Hm, bela espada garoto muito grande para um verme que mal consegue segurar igual a você.

O homem se levanta do seu cavalo caminhando até o menino que tenta atacar o velho vindo em sua direção, mas sem grande sucesso tendo seus ataques desviados pelo homem, então o velho em apenas um golpe tira a espada da mão de Aemon. Ele se enfurece com tal ousadia tentando pegar a espada de volta.

- Você não pode pegar algo que não lhe pertence!

-  Você não é ninguém garoto mal saio das fraldas, agora espada me pertence.

Os outros homens riem da frase que o velho disse, Aemon não percebe quando um outro soldado desce de seu cavalo e vem pelas suas costas dando um golpe bem forte fazendo o garoto apagar no chão.

A lua já estava alta no céu cheio de estrelas numa noite quente Aemon acorda sentindo forte dores percorrem seu corpo ele abre seus olhos e percebe que está preso seus pês amarrados e suas mãos na espécie de um toco pregado na terra ele olha do lado e percebe que havia outros garotos igual ele amarrado, um homem magro com cara carrancuda se aproxima dele e lhe dá um chute da boca do estomago fazendo Aemon se remoer por dentro de dor mais o garoto se recusa a gritar ou chorar não é demostrar fraquezas.

- Já acordou garoto - o homem pega o menino pelos os cabelos levantando a sua cabeça – isso é bom, logo você vai conhecer algo bem pior que ficar preso, vou te dar um castigo por desafiar um dos meus amigos.

Aemon olha de relance ao homem e observa sua espada em sua cintura pendurada, ele tenta se desamarrar se retorcendo entre as cordas, mas sem grande sucesso.

- Ei...

Uma voz vinda do seu lado bem fraca diz, Aemon olha do lado e observa um garoto mais ou menos da sua idade deduz ele estava com testa sagrando e rosto empoeirado, parecia que estava ali há dias.

- Quem é você? O que são esses homens? E onde eu estou?

- Sou Jason, são Segundos Filhos uma companhia de mercenários eles lutam por quem pagar melhor, estamos perto de Myr se conseguimos escapar deles talvez tenhamos uma chance lá.

- Por que estamos amarrados aqui?

Aemon não acha estranho nome da companhia já havia ouvido sua mãe dizer algo sobre eles, mas não tinha prestada atenção no que ela estava dizendo agora era tarde para arrependimentos.

- Não, sei…semanas atrás eles entraram no meu vilarejo saquearam, mataram as pessoas e estupravas as garotas .... – O menino para o que estava dizendo parecia triste, Aemon nesse momento se dá conta que vinha vários homens até ele em sua direção faz um sinal para o menino ao seu lado ficar quieto.

- Então garoto como se chama? – Diz homem com uma foice em sua cintura segurando a espada de Aemon nas mãos.

- Não lhe interessa.

Responde rapidamente descendido a pegar o que seu de volta, o homem lhe dá um soco em seu rosto furioso.

- Você não é bem-educado, mas aqui você irá ser.

O jovem dragão sente gosto amargo de sangue pela sua boca tossindo seu rosto estava ardendo ele olha para homem a sua frente e sussurra com pouco de dificuldade.

- Rickon Sand

- Rickon? O bastardo não foi bem-educado, agora você tu pertences Rickon e logo estará lutando pela a gente claro se comportar.

O homem para de falar e vai até ele levantando seu rosto com as mãos o mede invade Aemon que percebe os olhos fixos nele como se estivesse analisando alguma coisa nele, ele sente uma angustia olhar nos olhos daquele homem, só queria se desamarrar e atacar ele com toda sua fúria de dragão.

- Parece que conheço você de algum lugar ....

Resmunga o homem soltando o menino abruptamente analisando ele de baixo em cima, Aemon cospe o resto de sangue havia em sua boca.

- Daario Naharis!

Grita de longe um homem segurando um saco enorme de ouro, Daario volta olhar para o homem ajeitando a espada em sua cintura saindo de perto de Aemon.


Notas Finais


HAHAHAHAHA Daario voltou! Sera que ele reconheceu o menino ? Gente vocês querem mais capitulos igual anterior pela visão da Dany?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...