História O lado bom das sombras - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Deus, Hades, Persephone, Primavera, Romance, Sombras
Visualizações 22
Palavras 1.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olâ!
Estou postando essa hístoria, inspirada na mitólogia que mais amo. Espero que possam ama-la tanto quanto eu.
Bjs 😘😚

Capítulo 1 - Querida Persephône


Fanfic / Fanfiction O lado bom das sombras - Capítulo 1 - Querida Persephône

"A luz nunca se mistura com as trevas"


Eu senti a grama cofortavel e o sol acariciar minha pele, pelo jeito eu havia dormido novamente no campo. Abri os olhos lentamente para me acustumar com a claridade, o céu estava limpo e azul, pequenas folhas de serejeira caiam ao redor, eu sempre me admirava com sua beleza nao importa quantas vezes eu ja havia visto, era uma triste dispedida com a chegsda do outono.
Me levantei da grama e me espreguisei, eu me sentia disposta em contato com a natureza. Tudo estava perfeito, tudo seguindo seu siclo.
Meu vestido nao estava tao lindo o que me calsaria poblemas com minh mae Demeter" tao cuidadosa... mais tinha que ser tao drámatica?!
Fui correndo em meio as flores de volta para casa, ok, nao era a casa mais deslunbrante do mundo. Tava mais para uma cabana de luxo no interior, afinal eu ainda era uma deusa, filha de Demeter e o soberano Zeus. Eu realmente nao me importava. Abri a porta devagar para nao chamar atençao de ninguem, entrei rapidamentr e fui direto para meu quarto, uma de minhas criadas ja estava a minha espera:
-Senhorinha -seus olhos se arregalaram ao ver o estado de meu vestido- sua mãe ira lhe matar...
-Nem me diga -falei ja tirando o vestido para entrar no banho- mais pode ser um segredinho entre nois
-Que Zeus me pedoe -disse ela entre risos
-Ta mais pra Demeter -falei entrando na banheira redonda e me sentindo relachada com a água morna, petalas de rosas vermelhas flutuavam sobre a agua. Me consentreu naquele momento o sósticio estava perto, eu ja tinha desoito o que significava que finalmente eu iria conhecer meu pai nessa reuniao e participar pela primeira vez da mesma. "Uma honra" diz minh mãe, so que mais honrado seria ter um pai presente. Afastei os pensamenros desconfortaveis e tentei pensar numa maneira de nao passar vergonha la. Eu ri comigo mesma, nao seria tao dificio assim, era apenas um sosticio, so ouvir zeus discultir incanssavelmente sobre o bem estar da humanidade. Eu ja fazia minha parte entao, nao tinha com o que se preocupar... assim eu esperava.

SÓSTICIO

-Nao esta muito apertado? -perguntei a minha mãe que ajeitava meu vestido, porém ela havia o apertado tanto que eu estava com medo de nao conseguir respirar
-Que nada, você tem que isibir essa sinturinha -ela se pos a minha frenta - pronto esta linda!
Eu usava um vestido conprido rosa bebe prinselado com um pouco de renda na parte de cima, totalmente adoravel, e um pequeno arranjo de flores que se prendiam de lado nos meus cabelos. Eu nao presisava de maquiagem por ja ter uma cor natural mais minha mãe insistiu que eu usase pelomenos um batom. Escolhi um rosa claro sintilante, para combinar com  vestido.
-Esta na hora. Vamos -ela estendeu o braço para mim, eu o peguei e partimos para a caruajem

OLÍNPO
Chegamos ao olínpo e eu estava maravilhada por nunca ter estado la antes, mas a unica coisa que me deixava nervosa naquela momento é que eu finalmente veria Zeus. Infelizmente nao conseguia abrir meu coraçao para ele. Como ele seria?
-Puraqui -falou mamãe me guiando. Adentramos um enorme templo e eu estaria perdida se nao estivesse sendo guiada.
-Esta pronta? -ela me perguntou com um sorriso no rosto
-Sim senhora -falei
"Nao vou desepsiona-la mãe"
Entao ela abriu as portas e um imenço salao se estendeu a nossa frente.

HADES

Tedio... Tedio... Tedio... o unico dia do ano que eu subia ao mundo dos vivos e nem pra ter uma recepsao melhor?!
Aquela roda de deuses estava me deixando inojado, quase todos ja estavam ali, eu ocupava o lugar ao lado de Zeus junto a Pouseidom do outro lado. Odiado ou nao eu ainda era um dos três grandes. Os murmurios se propagavam no salao e confesso que estava quase dormindo, a unica diversão era a cara de medo de alguns deuses e servos quando percebiam minha presença ali _a vai eu nao sou tao mai assim? Ne?!_ nao que eu possa culpalos porisso.
-Senhor esta quase na hora-ouvi um servo avisar a Zeus
-So mais um minuto
Francamente peloque ele estava esperando, nunca o timha visto com aquela cara de espectativa. Estava ficando irritado com as risadas de Afrodite para mim e os olhares de Hera, mulheres irritante.

De repente as portas do salao se abriram e para a completa desepsão, Demeter surgil por detras delas _mais uma_ todos sabiao dos adoraveis modos da deusa. Mais Zeus parecia mais inquieto naquela momento e entao demeter deixou de nos encarar e se virou olha do para o lado e fazendo um sinal delicado com a mão.

Alguem surgil ao seu lado.
No salão inteiro ninguem mais falava, todos estavam ocupados demais olhando para aquele ser, simplismente... lindo.
Eu sinti uma pequena fisgada no peito. Mais nao conseguia desviar o olhar, a garota ao lado de demeter buscava orrientaçoes, suas feiçoes delicadas e os traços leves, cabelos castanhos claros e chegando mais perto era visivel seus claros olhos verdes. Sua pele clara entrava em contraste com o vestido. Eu sintia meus labios secos naquela altura.
Mais eu so conseguia adimirar.
Elas se posicíonaram a frente de nossos tronos, a garota parecia nervosa e tímida. E por um estante de descuido, nossos olhares se encontraram, ela desviou imediatamente e para minha surpresa eu tanbém.
Ah?
Tentei me recompor, não havia motivos para isso.
Zeus se levantou.
-Hoje nesse sósticio, tenho um anuncio especial -todos voltaram dua atençao ao soberano -minha filha se juntara a nós.
Apontou para a garota.
-A deusa da prímavera, Persephône
Zeus parecia orgulhoso. Mais eu... so conseguia pensar... "Persephône".
-Pode tomar seu lugar minha querida -Zeus apontou para um trono na primeira fileira a sua esquerda
Percephône se sentou la e Demeter ao seu lado.
A atençao obviamente era ela. Sua beleza era espetacular, tao natural e síngela, que ate os criados paravam para observa-la
Eu mexia insistentemente com os dedos sobre o apoio do trono, um nervossismo estranho, mais que eu irria controlar ate o final daquela situaçao.
"Minha querida persephône"



Notas Finais


Me esforcei em gente! 😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...