História O Lar dos Peculiares - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Asa Butterfield, O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares
Personagens Asa Butterfield, Bronwyn Bruntley, Claire Densmore, Emma Bloom, Enoch O'Connor, Fiona Frauenfeld, Horace Somnusson, Hugh Apiston, Jacob Portman, Personagens Originais, The Twins
Tags Asa Butterfield, Srta Peregrine
Exibições 42
Palavras 652
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Como eu sou muuuito legal, eu vou postar esse capítulo que não era pra eu estar postando.

Capítulo 6 - "Briga em Olhares"


Fanfic / Fanfiction O Lar dos Peculiares - Capítulo 6 - "Briga em Olhares"

  Eu havia demorado mais do que o esperado no porão, não tinha tempo para ir no ritmo dos soldadinhos, então fiz uma coisa inteligente: joguei todos dentro de um saco esfarrapado e segui depressa para fora do porão. Eles não estavam cooperando, não paravam de gemer e se debater ali dentro do saco.
  Como eu previa ali em cima estava um silêncio medonho, mas subi as escadas para o meu quarto e continuei minha missão.
  Chegando lá em cima, para a minha surpresa todos estavam lá, inclusive Bella. Joguei o saco com os soldados em um canto.
  - O que estão fazendo aqui? Bella, por que você está aqui? Você tinha que estar descansando! - disse brava
  - Na verdade, não, Lira, a vida de nossos pais está em perigo, e isso é mais importante do que a nossa saúde - ela respondeu
  Gelei, quando ouvi o que ela estava falando.
  Bella percebeu minha reação e começou a explicar:
  - Pelas minhas previsões parece que os etéreos e os acólitos não foram extintos como nas histórias de nossos pais, eles voltaram com um plano maior e muito, muito mais poderosos.
  - Bella nos explicou o que eles estão tentando fazer - Nicolas disse
  - O que eles vão fazer? - perguntei precipitada
  - Potes, muitos potes, onde podem armazenar as peculiaridades de cada um - Bella disse
  - Mas para que? Por que armazenar nossas peculiaridades em potes?
  - Para que as pessoas ricas e comuns possam compra - las para utilizarem. Ter muita força, manusear o fogo, são exemplos de coisas que pessoas comuns com certeza gostariam de ter - Charlie disse
  - Exatamente - Bella concordou
  - Precisamos agir! Fugir, na verdade, que se dane essa casa! Precisamos salvar nossas vidas! - disse histérica
  - Era isso o que estávamos decidindo, se deveríamos contar para eles ou não - Charlie respondeu
  - Vocês são burros? Se aquelas coisas nos pegarem será o fim para nós e para a raça dos peculiares! - gritei ainda mais nervosa - precisamos avisa-los!
  Eles entenderam o meu recado e nós descemos até a sala de estar.
  -Precisamos conversar!- gritei
-O que estão pensando? O que fazem aqui? Deveriam estar dormindo! - tia Emma repreendeu
- Na verdade acho não srta.Bloom, Bella tem algo para contar - disse me sentindo desrespeitada por Emma
  Bella explicou da situação.
- Precisamos fugir - interrompi
- Não! Ninguém sai dessa casa, vamos exterminar essas coisas antes que eles nos exterminem! - gritou Jacob
- Vocês estão pirando? Se ficarmos aqui nos morremos! Eu não acho que vocês velhotes sem mais experiência conseguem exterminar essas coisas! - gritei
Todos ficaram abismados com meu tom de voz e minhas palavras, até Jacob.
- Já chega menina! Você vai para o seu quarto agora! Amanhã nos conversamos sobre sua atitude - disse minha mãe me lançando um olhar assustador
  - Ah, sim claro! Vamos conversar amanhã quando estivermos mortos e no inferno! - disse irônica
  - Lira! Você está passando dos limites - disse Charlie segurando minha mão com delicadeza
  - Eu vou para o meu quarto - disse nervosa e soltei da mão de Charlie.
  Tio Jacob me lançou um olhar de reprovação e eu o lancei de volta. Ele ficou intimidado.
  Saí da sala e segui as escadas enquanto ouvia vozes.
  - Crianças, acho melhor vocês irem lá para cima, aqui é muito perigoso - tia Bronwyn disse
  Como meus amigos são super-educados eles seguiram as ordens e me encontraram na escada.
  Dei um sinal para que entrassem no meu quarto.
  - Acho melhor nos dormimos juntos, caso aconteça alguma coisa - eu disse mais calma
  - Vamos pegar nossos colchões - Nicolas disse
  Então cinco minutos depois estávamos esparramados no chão de madeira do meu quarto, nos colchões sem dizer uma palavra, ouvindo os soldadinhos se esparramando dentro do saco e esperando pelo pior  que sabíamos que viria.


Notas Finais


Espero que tenha gostado.
Lembrando que aceito sugestões para a história e indicações de fanfics sobre "O orfanato da srta.Peregrine para crianças peculiares"
kisses


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...