História O lendário Relâmpago Espadachim - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki
Tags Naruhina, Naruto
Visualizações 306
Palavras 1.123
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie! Estou reescrevendo a fanfic, inclusive, a sinopse foi mudada! Boa leitura!

Capítulo 1 - O ódio que corre pelas minhas veias


Aldeão: Onde está você?

Aldeão 2: Não adianta se esconder.- E infelizmente, o mesmo avista um vulto amarelo. Sim, um vulto. Uma criança. Correndo e desesperada.- Ali está!

Aldeão 3: Volte aqui, Kyuubi! 

Naruto: Socorro! Eu não fiz nada para vocês! Me deixem em paz! 

Aldeão: Como assim, não fez nada para nós?- Os três começam a cercar o garoto.

Aldeão 3: Matou nossos parentes, nossa família, tudo e a todos!

Aldeão 2: Irá se arrepender, garoto raposa.- E iniciam o de sempre: espancamentos, chutes, socos. Uma chuva de sangue e três sorrisos cínicos.

Naruto: P-Parem....p-por favor.....

 A dor aumentava cada vez mais. Hematomas eram criados, feridas que não cicatrizavam se abriam. O loirinho era maltratado sem dó. E o pior de tudo: não sabia o por quê disso estar acontecendo. 

Enquanto isso, na Academia, os alunos faziam lições em classe. Porém, ninguém sentia a ausência de certa pessoa. Somente....

Hinata: "Onde será que está Naruto-kun?"

Iruka: "Naruto, Naruto....onde será que você está?"- Pensa preocupado. - Alguém aqui sabe onde Naruto está?

Sasuke: Aquele fracassado deve estar matando aula.

Meninas: Concordamos com Sasuke-kun!

Kiba: Não passa de um idiota mesmo.

Hinata: N-Naruto-kun.....

Iruka: Deviam se envergonhar. Sairei em busca dele.- Sai batendo a porta.

 Iruka sabia o que estava acontecendo, diferente das crianças. E o local era o de sempre: no penhasco. Era sempre ali, onde os aldeões tinham inúmeras tentativas falhas de jogá-lo do local. O motivo de fracassarem sempre resumiu em três pessoas: Hiruzen, Kakashi e Iruka.

 Finalmente, avista seu destino. Porém, tarde demais. O loirinho fora deixado na ponta do penhasco, que tinha uma rachadura enorme. A pedra despencaria em 5 segundos, e o que Iruka poderia fazer? Nada. Estava longe ainda. Muito longe. 

Iruka: NARUTOOOO!- Vociferou desesperado. 

 Repentinamente, viu um albino rapidamente carregar Naruto, sair do lugar e trazê-lo em sua direção.

Iruka: Naruto!

Kakashi: Verifique cada canto, não deixe nenhuma parte escapar.- Fala por trás de sua máscara. Observou Iruka olhar de ferida em ferida, corte em corte, hematoma em hematoma.

Iruka: Desta vez, eles exageraram. Naruto precisa urgentemente ir ao hospital.

Kakashi: Estava pensando exatamente nisso agora. 

 O jounin e o ANBU levam Naruto ao hospital, deixando-o sob cuidados de médicos. Não confiavam muito neles, por causa de seus olhares de ódio direcionados ao garoto. Mesmo assim, precisavam relatar o acontecimento ao terceiro Hokage. 

  * * *

Naruto caminhava pelo longo esgoto, prestando atenção em cada detalhe e sem medo.

Naruto: Será que eles desistiram de me jogar em um penhasco e, de algum jeito, me enfiaram nesse esgoto?- Passou as mãos pela parede.

 Prosseguiu em sua caminhada, conseguindo ouvir uma voz macabra e grossa.

Kyuubi: Siga a voz, gaki.....- Naruto somente obedeceu e se encontra com uma raposa enorme.- Não teme a mim?- Fala assustadoramente.

Naruto: E por qual motivo eu temeria?

Kyuubi: Talvez por eu ser a razão de sua vida desgraçada....

Naruto: Não me lembro em nenhum momento da vida ter visto-a.

Kyuubi: Não durante seus míseros 6 seis anos, talvez antes.

Naruto: .......não entendi......

Kyuubi: Não era para entender. Sente-se.- O loiro obedece. A enorme raposa presa em uma jaula, começa a história, contando tudo a Naruto, ou pelo menos os fatos que o mesmo tinha direito de saber. Sobre Kushina e Minato, o ataque que fez sendo controlada e o motivo dos espancamentos.

Naruto: Então o Jiji não me contou isso tudo por que....- Começou a sentir o ódio correndo por suas veias.- ......eu guardaria muito........ódio.....- Sentiu uma aura avermelhada envolver seu pequeno corpo.-.......do mascarado.......e para me proteger....

Kyuubi: Sinta o ódio aumentar.....gaki.- Observou o garoto ficando cada vez mais furioso. Seu sorriso foi-se alargando, porém desmanchado ao ver o menino fechar os olhos, voltando ao normal.

Naruto: Porém, tenho meus métodos de vingança.- Kyuubi somente prestou atenção. - Quero ser forte. Derrotar o mascarado que desgraçou minha infância. De agora em diante, não sou mais aquele moleque que pichava o monte Hokage. 

Kyuubi: Continue, continue.....

Naruto: Serei forte.....preciso de poder.....

Kyuubi: Poder....

Naruto: E você irá me treinar.

Kyuubi: E você irá.....espera, eu?

Naruto: Claro, com quem mais guardaria esse segredo? Além do mais, nós dois temos algo em comum.

Kyuubi/Naruto: Vingança!

Kyuubi: Suponha que eu te treine, tem ideia de onde seria?

Naruto: Em um lugar em que ninguém conseguiria me ver. Por trás do monte Hokage, há uma caverna e um lugar grande, abandonado.

Kyuubi: Ótimo, ótimo. Suponha que eu te treine, eu pegaria pesado. Muito pesado.

Naruto: Sem dó nem piedade. Depois de tudo o que passei, acho que tenho uma resistência boa para minha idade.

Kyuubi: Então fechado! Treinarei você, mas terá que um dia tirar o selo. 

Naruto: Quando estiver forte, tirarei.

Kyuubi: Me chame no subconsciente toda vez que acordar. E acorde cedo.

Naruto: Não vai me falar que horas devo acordar?

Kyuubi: Eu não, te vira! Considere como parte do treinamento, organizar e memorizar sua rotina.

Naruto: Está bem.

Kyuubi: Ah, e mais uma coisa, gaki. Kurama. Me chame de Kurama.

Naruto: Pode deixar, Kyu....Kurama!

 * * *

 Os médicos cuidavam das feridas de Naruto de forma qualquer, passavam pomadas que estavam no hospital desde muito tempo atrás e a cada vez que passavam pelo loiro, lançavam-lhe um olhar de desprezo, mesmo o garoto estando inconsciente. O que eles não sabiam é que seu trabalho fora totalmente em vão.

 Percebem que as feridas na qual cuidaram se fecharam aos poucos. Assustadoramente, em minutos, o jinchuuriki estava novo em folha. E, nesse exato momento, Hiruzen Sarutobi entra na sala, seguido de Kakashi e Iruka.

Hiruzen: Levem-me a Naruto Uzumaki. - Os médicos levam o Hokage até o loiro. - O trabalho de vocês está concluído. Retirem-se.

Médicos: Hai!

Hiruzen: O que estavam falando mesmo?

Kakashi: Que encontramos Naruto com feridas profundas e correndo risco de mort.....- Para de falar ao olhar Naruto e fica boquiaberto. 

Iruka: Kakashi?- O albino aponta para a cama onde se encontra Naruto.

Kakashi: O-Olhem para trás.- O jounin e o Hokage se viram.

Hiruzen: Isso é algum tipo de brincadeira?

Iruka: Eu jurava que ele estava muito ferido.- Nesse momento, Naruto acorda.

Naruto: O-Onde....estou...?- Questiona, e logo se recorda do ambiente branco, gelado e monótono. - Ah, no hospital.- Sempre quando espancado, o que ocorria todo santo dia, terminava deitado no hospital.

Hiruzen: Você...está se sentindo bem?- Fala preocupado ao vê-lo olhar seu corpo completamente sem feridas.

Naruto: Acho que sim. Posso conversar com você a sós, Jiji?- Os três se espantam com a atitude do loiro. Normalmente, Naruto acordava com uma disposição de explodir o monte Hokage. E agora, ele estava.....calmo.

Hiruzen: Está bem. - Fez um sinal para Kakashi e Iruka se retirarem, e obedecem.

Naruto: Prepare seu pescoço, o assunto de que quero tratar é bem sério....

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Ficou meio curto, Gomen!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...