História O livrinho preto - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Draco Malfoy, Harry Potter, Hugo Weasley, Lorcan Scamander, Lysander Scamander, Rose Weasley, Scorpius Malfoy
Tags A Morte, Alunos, Colégio, Drarry, Scorbus
Exibições 29
Palavras 1.822
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drabble, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oque é mais dificil?

Capítulo 3 - Oque é mais dificil? perdoar, desculpar ou esquecer.


Fanfic / Fanfiction O livrinho preto - Capítulo 3 - Oque é mais dificil? perdoar, desculpar ou esquecer.

Harry - “Lembrar é fácil para quem tem memória. Esquecer é difícil para quem tem coração. não devemos esquecer o passado, pelo contrário, devemos lembrar todos os dias para que não possamos cometer os mesmos erros e com isso dar valor ao que temos hoje.”

Draco- “Me perdi tentando te encontrar,
Encontrei-me enganado, quando comecei te amar
Me senti iludido quando você disse que ia me amar,
Depois fiquei arrependido quando não quis acreditar,
E quando tentei acreditar já era tarde, pois amor falso é covarde,
O amor quando não é verdadeiro não consegue esperar,
O amor quando é falso não passa do primeiro olhar,
Amor de aparências, só presta apenas pra se mostrar,
Não dá frutos, nem raízes, só deixam manchas e cicatrizes,
E não é desse amor que eu quero me alimentar.”

 

~`~”~`~”

~ Flash Back ~

 Draco e harry com 17 anos

*Toc,Toc*

Harry- Pode entrar a porta está aberta! 

O pequeno ômega abriu a porta devagar, ainda receoso. Assim que entrou, viu que o quarto estava completamente organizado.

A primeira vez que entrou no quarto de Harry estava um lixão, Harry dizia ser coisa de “Alfa”, tinha coisa para tudo o que era lado.

Harry - Oh Malfoy, a que lhes devo esta bela surpresa? - Draco o encarou de boca aberta, pois não acreditava que aquele era seu linguajar. Harry estava sentando em uma mesa contendo alguns livros de poções e um caderno para anotações de seus estudos. Ele estava usando seus repentinos óculos para facilitar em sua leitura.

Draco - O que houve com você? - Draco perguntou levemente assustado. Poderia o garoto que ele amava ter mudado completamente? 

Harry - Ultimamente tenho focado muito nos estudos, desculpe por não ter ido te ver. Estou sem muito tempo para fazer várias coisas, Mione até fica brava comigo por não ir mais conversar com ela e o ron!

(Silencio)

Harry - E então me fala, por que você veio? Aconteceu algo? É sobre o cio? – Harry perguntou um tanto curioso, já que Draco tinha ido sem avisar.

Draco - Só estava com vontade de te ver, afinal faz tempo que não nos falamos, e você não estava la em baixo na festa de Halloween!

Harry - Agora que você comentou realmente é verdade. A última vez que nos comunicamos foi um pouco depois do seu cio! Que qui tem?

Draco - N-Nada. E sobre o que você anda tanto estudando, hein? – Draco logo mudou o assunto, pois havia ficado constragido. Harry riu com a situação, pois de certa forma achou fofo.

Harry - Máquinas do tempo e poções.

Draco - O quê? Como assim? 

Harry - fiquei interessado em máquinas do tempo, mas está muito complicado. Eu não estou conseguindo entender basicamente nada.

Draco – Estou falando de poções, você odeia poções? – exclamou incredulo

Harry fez uma cara de reprovação.

Harry – pessoas Mudam Malfoy, Falo por si mesmo!

Draco sentiu irritação na voz de harry, resolveu mudar de assunto

 Draco - Algum feitiço novo? 

Harry - ainda estou aperfeiçoando um ai.

Draco – então... eu acho que...

Harry -  Draco, espere aqui, irei buscar uma coisa. – Harry falou enquanto saia do quarto. Draco sentou-se na cama e o esperou por um tempo.

Harry - Toma, digamos que é um presente. – Harry tinha ido pegar um celular digital trouxa. Ele possuía vários, pois Hermione gostava de ficar testando alguns softwares alternativos. 

Draco – oque é isso?

Harry – um celular trouxa, aqui estão as instruções Para você aprender a usar, fique com esse!

Draco -  tem certeza? -Draco estava um pouco receoso em aceitar esse presente.

Harry - Claro! Só assim você poderá se comunicar comigo quando quiser, e avisar quando for aparecer, não é? - Só eu senti a indireta? Draco pensou.

Harry - Bom, irei voltar aos meus estudos, mas foi bom te ver hoje. – Disse Harry, dirigindo-se à sua mesa. PERA AÍ, ELE ESTÁ ME EXPULSANDO? Draco pensou com uma cara meio desanimada.

Draco  - Não vou ganhar nem um Beijo de despedida? - Draco falou enquanto fazia biquinho. Harry o abraçou e deu um leve selinho nos labios do pequeno ômega, e o acompanhou até a saída.

Draco voltou a festa, mais se esbarrou em Hermione que estava vestida de vampira, e estava indo para o quarto de harry

Hermione – onde estava Malfoy?

 Hermione não sabia dos dois, então, ele simplesmente ficou calado

~ uma hora depois ~

O loirinho Ômega resolveu pegar um pouco de ar, pois estava passando mal e no meio do caminho encontrou Hermione chorando no parapeito do castelo

Draco- Sangue ruim, oque houve?

Hermione – H-Harry...

Draco – onde ele esta?

Hermione - Está em seu quarto. – disse granger parando de chorar e sorrindo pra mim, um sorriso triste mais amigavel

Draco - Aconteceu algo? - Perguntou com um pouco de medo.

Hermione - Digamos que eu e o Harry tivemos uma pequena discussão, o chamei para ir para a festa pois queria que ele esquece-se o estudo pelo menos um pouquinho pois ultimamente ele nem, tem ligado muito para mim ou o rony, só nos obedece quando a gente obriga a andar com a gente por obedecer mesmo, sempre fazendo as coisas com cara feia, quando falei isso ele ficou bastante irritado e disse que não viria na festa nem morto, eu gritei com ele e ele gritou muito, muito mais comigo – Granger parecia Realmente desolada

Draco - Não se preocupe vai ficar tudo bem. - Draco falou um pouco preocupado, ele estava querendo ter falado algo mais, só que não sabia oque dizer.

Draco correu o mais rápido possível até o quarto de Harry, bateu na porta várias vezes mais nenhuma resposta. 

Draco - Harry Por favor abra! Sou eu Draco - Falava tenso com a situação, até que Harry abriu a porta o pegou, e rapidamente fechou.

Ambos se encararam, Harry observava o quanto draco com sua fantasia de dragão estava fofo, já draco ficou sem graça, pois Harry estava o olhando com uma cara totalmente séria.

Harry - Se quiser pode sentar-se em minha cama, fique a vontade - Falou Harry colocando seus óculos, indo em direção a sua mesa, o clima estava bastante tenso, Draco depois de algum tempo sentado e reunindo coragem finalmente conseguiu falar.

Draco – Ei Harry, o que aconteceu? - Draco queria saber a versão dele da história.

Harry - Por que? Porque ela não está feliz, estou fazendo o possível para focar nos estudos para um dia poder Ser alguém, como ela mesma sempre disse, mesmo assim ela reclama comigo. - Falava Harry em um tom de angústia com a cabeça um pouco baixa e algumas lágrimas em seus olhos.

Draco - Não é que ela não esteja feliz, mais ultimamente você tem focado muito nisso e acaba esquecendo de dar um pouco de atenção a ela ou até mesmo o Weasley, mesmo que não aparente eu acho que ele deve ficar um pouco chateado por você boa parte do tempo não estar presente. - Dizia Draco indo em direção a Harry e colocando a mão em seu ombro. 

O Quarto ficou em silencio por algum tempo, Harry processava as palavra que Draco avia dito.

Harry - Não pretendo parar de focar em meus estudos, mais acho que irei tentar passar um pouco mais de tempo com eles, mesmo achando que seja "perda de tempo" pois era melhor eu só ficar estudando não me preocupando com esse tipo de besteira. - Draco avia ficado um pouco com raiva, pelo jeito frio que Harry avia falado. 

Draco – PARA POTTER, DEIXA DE SER ESTUPIDO PELO MENOS UMA VEZ NA VIDA!

Harry abaixou a cabeça processando mais uma vez as palavras de draco

Draco chegou um pouco mais perto de Harry, a distância de seus corpos era mínima.

Harry - Pare de ficar tão grudento, fica toda hora tentando ficar o mais perto possível de mim, Você é uma doninha filhinho de papai, só é mais um idiota filho de um cormesal que eu vou ter o prazer de matar, sinto nojo de você, Nojo de ter deitado com você, Nojo de ter te conhecido - Harry estava com muita raiva e ignorância acabou descontando tudo no pequeno loirinho, oque estava sentindo nessas palavras dirigidas a Draco, que não acreditou no que ouvia

Draco - Você não passa de um idiota convencido, nunca mais quero ti ver, NUNCA – draco saiu o mais rápido possível pegando o chapéu de sua fantasia que avia ficado em cima da cama de Harry, e fechou a porta numa força consideravelmente muito forte, não aguentou segurar as lágrimas que saiam de seus olhos aos poucos. 

Por que eu me apaixonei por alguém assim? - Draco se perguntava enquanto estava aos prantos. 

~semanas~

draco “Amar
na verdade não passa de ilusão.;
Noites perdidas, sentimentos arruinados e pisoteados”

 

Draco sumiu da escola por semanas, e Harry ficou totalmente perdido, Amava o seu loirinho, sabia que o que tinha falado era da boca pra fora, Mais draco não sabia, Logo descobriu por uma aluna que draco iria se casar com astoria , passou o dia todo Chorando em seu quarto, Mais já era tarde, é logo percebeu que tinha o perdido, Perdeu o seu loirinho, o seu Ômega

~A Guerra~

Draco apontando sua varinha para harry, e de tanto tempo sem se verem, estavam ali frente a frente, ficou receoso, não teve nenhuma coragem de fazer qualquer coisa com ele, Mesmo o guarda costa Gouly o incentivando, so conseguiu sair correndo e vendo seus amigos incendiando o local

Draco “Quando tua alma já se cansa de tanto desgosto,
Ela chora por dentro, são tantas dores, mentiras e decepções.”

Estava de novo perto do moreno, na mesma vassoura, Harry apertava o corpo de draco contra o seu, trazendo as lembranças do que draco queria esquecer

 
Harry “De tanto sofrimento, percebemos que entramos em um caminho sem volta.”

~ Frash back off ~

Depois da guerra, não se virão mais

MAIS HOJE É DIFERENTE

 hoje estão no mesmo espaço entregando seus filhos a uma escola longe de seus passados


Narrador Morte

Vamos falar de Draco malfoy

Sua alma já rejeitava  amores, já não fazia mais questão de viver, ate Scorpius chegar

Tua esperança cansava de continuar, teu coração já não tinha mais sentimentos, ate ouvir as primeiras palavras do pequenino

E que palavras eram essas

- “papai”

Narrador Draco

Tantas coisas que nos machucam de verdade,
Doe como uma espada atravessada no teu peito, 
Como sentir o fogo passar dentro de você e não poder ter reação. Com um sorriso falso no rosto, querendo na verdade chorar.

Narrador Harry


É simplesmente uma dor desnecessária.
Um sofrimento opcional que nos escolhemos.!
mas há uma luz que nunca se apaga porque em algum lugar a vida da uma esperança!!!

 

~`~`~`

narrador draco

me perguntarão oque é mais dificil? perdoar, desculpar ou esquecer. não sei voce, mais pra mim é esquecer! 

draco -
"Estou me libertando dessas memórias,
Preciso esquecer, somente esquecer"

 

 


Notas Finais


se o draco é um ômega o scorpius é....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...