História O Livro Primordial - Capítulo 1


Escrita por: ~, ~YardBrKs e ~jp_atallah2002

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Escola, Fantasia, Magia, Magica, Mágico, Mundo, Poder, Poderes, Romance, Sobrenatural
Exibições 6
Palavras 711
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Super Power, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem, pretendemos continuar, porém sem data exata. Logo sairá o próximo. Obrigado por lerem.

Capítulo 1 - Prólogo


-Como eu não pude perceber isso ? Eles sempre estiveram comigo e eu não percebi... Essas presenças... 

Antes

°POV Mary ON°

Ai meu deus! Hoje é meu aniversário de 15 anos, FINALMENTE! Esperei tanto por isso. Um salão enorme, todos os meus amigos juntos, muita comida, mais comida, e o principal o tema da festa, único e original, diferente dessas menininhas metidas.

-Hur dur, sou uma princesinha, hur durrrr.

Acabei pensando alto e o Blake veio falar comigo... Sou muito lerda...

-Você está bem ? – Ele foi sarcástico. Filho da p*#%

-Tô sim, tava zoando a Evelyn.

Evelyn... Metida, odeio essa menina, ela é aquela menina dos filmes. Todos os garotos querem e sempre tem um namorado novo. Arg, que raiva, ela sempre tem tudo o que quer, sempre cheia de OURO no pescoço, pulsos, mas né, cada um tem seu jeito, e eu não vou desejar mal para ninguém. Mitei.

-Err... Ela não tá aqui... – Por que ele mexeu as sobrancelhas desse jeito? Ahhhhh...

-Eu sei né, para de se fazer de idiota. Eu acabei pensando alto. Pronto. Satisfeito? – Não sei porque, mas, acabei levantando do banco e ficando de pé firmemente encarando ele.

-Nossa... Desculpa... – Oush, porque ele ficou tão cabisbaixo.

-Ei, não precisa pedir desculpa... Vamos logo. A aula já vai começar. Não quero me atrasar logo hoje. – Não quero mesmo.

-Tá bom. – Nossa pra que dar um sorriso tão grande assim, Blake?

Blake... Meu melhor amigo desde... Sempre! Eu posso contar com ele pra tudo. Acho que ele já gostou de mim... Não interessa. Ele é o melhor! É inteligente, bom com todos, amável, mas quando está p%&*... Ninguém para ele. É como se ele INVOCASSE uma versão mais poderosa dele. É sinistro...

Chegamos na sala. Ainda falta algum tempo pra começar a aula. Ainda bem! Hmmm... Cadê eles... Maggie!

-Maggie! – Por que eu gritei? Eu poderia ter simplesmente ter ido falar com ela, igual uma pessoa normal...

-Mary! Demorou hein. – Ela cortou o cabelo !?

Ignorei o resto da turma... Ah, tô nem aí. Preciso abraçar ela! Ela é tão fofa. Vou correr até ela! AHHHHHHHHHHHH! 

-Ai meu deus Mary... Você é muito lerda...

-HAHAHAHAHHAHAHAHHAHAHAHAHAHHA ! – A turma toda tá rindo de mim. Sou muito estabanada. A Evelyn também ta rindo... Que droga...

-Ahh... Pronto. Oi Maggie ! – Cheguei viva na cadeira. Nem acredito...

-Oi Mary. Oi Blake. – De novo esse sorrisinho.

         Maggie! Meu deus. O que dizer sobre você... A melhor de todas, a mais linda, mais fofa, mais atenciosa, carinhosa, são muitas coisas boas para falar sobre ela... Esse cabelo castanho com esse corte curto é perfeito, e esse óculos dela fica muito bem com esses olhos castanhos. E o medo dela de INSETOS sempre me fez rir.

-Oi Maggie, como você está? – Para de falar com ela, Blake!

-Tô bem, obrigada.

TRALALALLALALLALALALLAN

Que susto esse sinal me deu. Sinto que está faltando alguém...

-Uhaaaaaaaaa – Que bocejo alto. Deve ser o Sebastian, como sempre chegando no último minuto.

-Oi, Ti. Chegou atrasado de novo...

-Não estou atrasado. Apenas cheguei no momento exato da aula. – Como sempre, quer estar certo.

-Claro... – Sarcasmo é a melhor arma.

-Oi gente.

-Oi, Sebastian. – Sebastian!? Você tá bem, Blake? Ninguém chama ele assim mais...

-Oi, Ti! – Agora sim.

-Senta logo. – Você é muito lerdo quando quer...

-Ok, “mamãe”. – Filha da p&*#... Na verdade, assim estou me ofendendo também então deixa.

Sebastian. Meu gêmeo, mesmo que não tenhamos uma personalidade tão parecida e sempre ficarmos nos zoando, temos uma boa relação. Ele é bem na dele e muitas vezes acaba sendo ignorante por isso. É tão lerdo quanto eu, só que eu sou sempre lerda e ele é apenas quando quer. O cabelo prateado curto dele é como uma versão “beta” do meu, nosso olhos também são iguais. Claro né, Mary, vocês são gêmeos. Voltando... Pode até ser ignorante, mas quando é pra ajudar as pessoas ele é quase um ANJO.

-Bom dia alunos! – Por que a professora está tão animada ?

-Lá vamos nós de novo...

-Ei, Evelyn! Mais respeito por favor. – Ha! Se f*%#&.

ºPOV Mary OFFº

Os gêmeos, após a aula, voltavam para a casa juntos, para poderem se arrumar para a festa, porém mal sabiam eles que este seria o último dia normal de suas vidas...


Notas Finais


Espero que gostem, pretendemos continuar, porém sem data exata. Logo sairá o próximo. Obrigado por lerem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...