História O lobo e a ovelha (NejiHina) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Hentai, Hinaneji, Hinata, Naruto, Neji, Nejihina, Romance
Exibições 310
Palavras 862
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Yooo, espero que gostem, amores ❤❤❤❤❤

Capítulo 7 - Fora de controle


Fanfic / Fanfiction O lobo e a ovelha (NejiHina) - Capítulo 7 - Fora de controle

               Neji ON:

  " Yoo Neji! Não vai entrar?" * Lee um amigo meu apareceu na porta do carro e me dando um susto.*

     É você? *bufei*

     Sempre mal-humorado...

     E você sempre bêbado.

     Bem, nisso nós somos parecidos, você também tem o hábito, não é mesmo? *ele se escorou no carro* mas eu trabalho com bebidas, sou um degustador, marcier, faz parte do meu trabalho, já você... *eu o olhei irritado* ... Não vejo relação entre álcool e advocacia.

   Desencoste do carro, eu vou embora.

     Não sinta-se ofendido,amigo. Vamos, entre. * ele estava cambaleando com um sorriso idiota na cara e uma taça em mãos.*

     não posso, tenho que dirigir.

       Pega um táxi. *ele piscou e levantou as mãos*

      Até a próxima, Lee * liguei o carro.*

       Você é um vacilão, Neji Hyuuga. Te espero amanhã aqui então na mesma hora de sempre.

     Não sei se poderei vir.

     O quê? Você tem que vir, sempre bebamos aos domingos juntos. Já é tradição, você bebe e sai com alguma morenaça e eu fico com a boa e velha garrafa imaginando a sorte que você tem, ou então consolando alguma loira ou ruiva que você não quis por quê você tem uma atração estranha apenas por mulheres de cabelos pretos. O que está acontecendo com você? *ele balançou as mãos feito um boneco de posto de gasolina.*

     Estou tomando conta de alguém, não posso ser irresponsável.

     Uuh, tô nem ai se você arrumou um emprego de cuidador ou de babá. Isso não importa, um drink não fará mal a ninguém, amanhã aqui na mesma hora, caso não vier, vou te buscar.* ele deu de costas e eu partir com o carro em direção a minha casa.*

   Guardei o carro na garagem e olhei para o relógio, ainda não tinha dado nem 22:00, bufei irritado e fui para a cozinha tomar alguma coisa. Não pude deixar de me sentir aborrecido com a estádia dela aqui, ela tinha mudado toda a minha rotina em uma semana que estava morando comigo, fazia exatamente 7 dias que eu não bebia, não saia e nem transava com ninguém, aquilo estava me deixando mais mal-humorado do que o habitual.

    Cheguei na cozinha , tinha um bilhete debaixo de uma xícara e nela havia dois saquinhos de chá, no papel estava escrito:

    " Tome um chá, Neji, é o seu favorito"
E embaixo tinha a assinatura dela com um coração, minha irritação foi embora instantaneamente, peguei a garrafa de água quente e coloquei na xícara com uma colher de açúcar, passei o dedo no bilhete onde estava escrito o nome dela e suspirei. Subi as escadas com a xícara em mãos para ir ao meu quarto mas passei frente ao dela que estava com a porta entreaberta, não resisti. Entrei

    O que você está fazendo? Saia daqui, seu idiota.* sussurrei pra mim mesmo.*

   Não me dei ouvidos e continuei andando pelo quarto que exalava o cheiro doce dela, sentei na cama e coloquei a xícara no criado mudo. Segurei um dos travesseiros e o cheirei com vontade, tentando fazer o cheiro se empreguinar em mim, deitei sobre a cama dela ainda cheirando o travesseiro e minha mente começou a agir. Eu cheirava cada vez com mais vontade, fechei os olhos e imaginei a Hinata em cima de mim, completamente nua, com seu cabelo comprido caído de lado com algumas mechas no seu rosto angelical, com alguns fios colados nos nossos corpos pelo suor, meu membro enrijeceu e eu abri os olhos na esperança de que por alguma mágica a cena fosse mesmo real. Não era! Mas era difícil fazer com o meu pênis também achasse que aquilo não era verdade, ele continuou firme e necessitado, quero ela em cima de mim, desabotoei a calça e passei a mão sobre ele.

     "Você não pode fazer isso, muito menos aqui, está maluco?"

Me levantei em um pulo e procurei outro objeto que tivesse o cheiro dela, uma coisa menor que um travesseiro. Uma peça de roupa! Olho para trás e vejo o cesto de roupa suja, tirei a tampa de cima e em meio das roupas vi uma calcinha branca com detalhes em renda, sem pensar duas vezes a peguei e puxei pra mim, sai do quarto com a peça íntima em mãos, feito um ladrão. Entrei no meu quarto e sentado na cama desci minha calça, observei a calcinha , levei até meu rosto e cherei, aquilo era inebriante e meu membro chegou a doer de tanto latejar, me deitei com uma das maos segurando o membro ereto e outra segurando a calcinha no meu rosto.

      Hinata... Hinata... * disse seu nome varias vezes em sussurros enquanto fazia movimentos e de vai e vem, Fechei os olhos e com toda força e vontade fiz de conta que aquele momento era real, que ela era minha! Continuei os movimentos que a cada segundo ganhavam mais rapidez, lembrei do toque dela, dos olhos, do corpo e não aguentei ao lembrar do som da voz dela falando meu nome, chamando por mim.

     Hinaata * eu transbordei*


Notas Finais


Espero que tenham gostado, fofuxos ❤❤❤❤ muito obrigado a todos que estão comentando e favoritando a fic😍😍😍😍🙆🙆🙆🙆 Deixam suas sugestões , criticas e opiniões . obrigada gosstosos 😍❤🙆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...