História O lobo e a ovelha (NejiHina) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Hentai, Hinaneji, Hinata, Naruto, Neji, Nejihina, Romance
Exibições 157
Palavras 893
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ooi meus goxtosos! 😍😍😍 Tá aí outro capítulo, espero que gostem. ❤❤❤

Capítulo 9 - Aproximação


Fanfic / Fanfiction O lobo e a ovelha (NejiHina) - Capítulo 9 - Aproximação

  Pisquei repetidas vezes até enxergar nitidamente o rosto do Neji diante de mim, ele gritava e apertava o meu braço. Eu estava congelada e zonza. Por um momento pude jurar que havia esquecido de como respirar, minha visão ficava cada vez mais turva e minhas pernas vacilavam. Neji havia ficado quieto mas sua boca ainda estava aberta, seus olhos agora estavam assustados e apreensivos ao me olharem com mais atenção. Ele fechou a boca e abriu novamente deixando o meu nome sair alto, meus olhos piscaram devagar e eu segurei sua mão que me segurava ainda firmemente.

    – Hinata! *ele me sacolejou e a multidão de jovens bêbados me olhava curiosa.*

Ele me puxou mas minhas pernas não obedeciam e em outro vacilo delas só que dessa vez mais forte eu quase fui ao chão, mas os braços dele impediram meu corpo de cair. A última coisa que eu me recordo antes do Neji me tirar da festa foi a Ino vomitando o chão do salão e os pés da Tenten. Aquilo certamente não é o que eu chamaria e diversão.

     Neji me colocou no banco de passageiro.

   – Você está se sentindo bem? *ele disse cuidadoso pondo o cinto de segurança em mim, segurei seu ombro e o puxei para perto e em um movimento impensado e estúpido cheirei ele e sorri, ele me olhava como senão estivesse acreditando no que eu estava fazendo, mas não falou nada apenas congelou lá. Afundei minha cabeça no seu pescoço, o cheiro era muito bom, não acreditei como eu ainda não havia prestado atenção ou ficado tempo o suficiente perto dele a ponto de notar esse detalhe.*

     – Neji-kun... *falei ao seu ouvido o sentindo estremecer* – Você é cheiroso...

    HINATA OFF/ NEJI ON:

– O que disse, Hinata? *perguntei quase involuntariamente ainda sentindo a respiração dela junto ao meu corpo, seu nariz ainda dava tragadas profundas no meu pescoço*

     – você é c.cheiroso, Neji-kun.

    – gosta do meu perfume? *falei baixinho, quase envergonhado em seu ouvido, o jeito com que ela estremeceu e se arrepiou fez com que meu membro ganhasse proporções indesejáveis para aquela hora.*

    – gosto... Gosto mais do seu cheiro do que do seu perfume. O cheiro que vem de você é bom. *eu apertei seus braços e cheirei seu cabelo, me inebriando no perfume que dela exalava.*

     – Também gosto do seu cheiro, hime *ela soltou uma risada nasal fraca e se acomodou mais ainda no meu peito, por um momento fiquei com medo dela perceber o quanto as minhas batidas cardíacas estavam irregulares, eu  afastei ela com cuidado.* – vamos para casa. * dessa vez a minha voz saiu mais firme.*

    Fui dirigindo apressado até em casa, o que eu mais precisava naquele momento era ficar longe dela e o fato dela está completamente bêbada e vulnerável dificultava ainda mais as coisas. Chegando em casa a tirei do carro nos braços e tentei não prestar atenção ao que ela falava mas não tive muito sucesso, era impossível não ouvir, por mais sem lógica que fossem, como por exemplo; "não sabia dançar, mas aprendi" "fiquei com vergonha, Neji" , "não gostei do kiba" " esqueci onde coloquei meu copinho de martini, também não sei onde ficpu minha bolsa"

   – Você não levou bolsa. *ela sorriu ainda em meus braços* – vou te levar para o seu quarto. *ela resmungou alguma coisa do tipo; "não me derruba nas escadas" e eu retruquei.*

     – A bêbada é você, não eu.

     – Você também bebe, eu nunca tinha bebido. Você gosta de ficar assim?

    – Ora, ora, então é esse efeito que o álcool causa em você.

  – que efeito?

    – ela tira sua gagueira mas em contrapartida, você não cala a boca. *ela sorriu e eu a deposirei na cama, estava sonolenta mas não soltou a minha mão, ela tentou me puxar mas não tinha forças.*

     – o que você tem, Hinata?

     – saudades... *ela agora estava com os olhos semi cerrados* – me sinto só, sem ninguém *ela agora sussurrava*

    – não fale isso... Você tem... A mim *disse meio sem jeito*

     – não é verdade, eu sei que você só me suporta aqui porque o oto-san te obrigou. Você sempre foi tão bom comigo e com a Hanabi mas alguns anos antes de ir embora você começou a me tratar diferente, me evitar * ela abriu os olhos e os mesmos estavam marejados* – eu perdi  mamãe, o Oto-San nunca gostou se mim, eu só tinha você e a Hana. Depois você foi embora. Eu só tinha a Hanabi, agora... Não tenho mais ninguém.... *sem perceber eu já estava acariciando a sua face alva e macia* – não queria ser um estorvo pra você, peço que me perdoe. *ela agora chorava, não aguentei vê-la daquele jeito e a abracei forte, tão forte que fiquei com receio de machuca-la.*

    – eu te amo, minha hime. *ela me abraçava de volta e eu segurei o nó que estava na minha garganta* – Me perdoe se alguma vez te tratei mal a ponto de fazer você duvidar disso. *afrouxei um pouco o abraço e as maos dela pousaram no meu rosto e ela encostou o seu nariz no meu*
             

   


Notas Finais


Obrigada por ler ❤❤❤🌈 pfvr não esqueçam de deixar suas sugestões. Bjoo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...