História O Lugar Que Eu Roubei ( F. S. A .T. S ) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Kylie Jenner
Personagens Jazmyn Bieber, Justin Bieber, Kylie Jenner
Tags Chaz Somers, Christian Beadles, Gigi Hadid, Hailey Baldwin, Justin Bieber, Kylie Jenner, Ryan Butler
Exibições 102
Palavras 1.282
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Drogas, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Gang


Fanfic / Fanfiction O Lugar Que Eu Roubei ( F. S. A .T. S ) - Capítulo 5 - Gang

 

- O que vocês tiveram a ver com isso? – Fui bem direta. Chaz e Ryan ser entreolharam e então eu tive visão  que algo era escondido.

Eu sabia! Tinha toda a certeza do mundo que esses garotos estavam envolvidos com gangues ou algo desse gênero. 

- Não se meta Melanie. – Justin disse irritado, ele estava drogado. 

Meu Deus eu não queria acreditar que esses meninos, tão bons haviam mudado tanto assim, era algo inexplicável e assustador, ninguém merece entrar nesse mundo, era um caminho sem volta. 

- Eu sabia! Sabia que vocês estavam metidos nessas coisas! Acha mesmo que ninguém ia se tocar? Dessa viagem repentina do Ryan? De vocês sumidos? E de você usando drogas Justin... – Entreguei o jogo de uma vez. – Não consigo acreditar nisso, gente. 

- I- Isso é verdade Justin? Você está fazendo isso mesmo? E a mamãe? E o papai? Você não pensa neles? – Jazzy explodiu. – Eu achei que vocês eram diferentes! Por fazem isso? – Ela já chorava. 

- ISSO NÃO É DA CONTA DE VOCÊS! BELEZA? CADA UM CUIDA DA SUA VIDA! – Justin começou a gritar. – Apenas não vamos falar disso. – Ele respirou fundo e saiu da sua casa as às pressas. 

- Peguem leve com a gente, eu juro que não estamos fazendo mal para ninguém inocente. – Ryan disse baixo. Talvez um pouco triste. Chaz não falava nada, apenas estava parado na porta. 

- E também segurem a onda com o Bieber ele é quem mais está abalado com tudo o que esta acontecendo. – Chris disse saindo. 

Assim que os meninos foram embora Jazmyn caiu no choro, eu nunca sabia o que fazer, apenas ficava ao seu lado, fazendo companhia, eu era o tipo de garota forte, raramente eu chorava. 

- E o que vai mudar agora? – Pediu deitada com a cabeça em meu colo. – Digo, meu irmão,  os meninos, todos nós. – Respirei fundo. 

- Tudo Jazzy,  tudo vai mudar, mas estamos juntos nessa. – Sorri. 

[ Justin Bieber POV, Melanie House’s, 20:00pm, Canadá]  

Eu não sabia o real motivo de estar aqui, mas eu tinha que falar com Melanie, essa garota estava dominando meus pensamentos. Desci do carro e toquei a campainha umas trinta vezes, impossível ela ainda não ter chegado em casa. Vi que uma luz ascendeu.  

- Porra posso saber o por que dá demora? – Falei irritado. – Eu estava aqui à um bom tempo Melanie. – Era o efeito da maconha. 

- Eu estava no banho! E não que isso seja da sua conta Bieber. – Ela disse no mesmo tom que eu. – Posso saber o que quer aqui? 

- Posso entrar pelo menos?! – Falei cínico o suficiente, mas entrei. 

Melanie vestia seu típico vestido, todos iguais de cores diferentes, eu venho prestando a atenção nisso ultimamente, gostosa demais

- Eu vim falar sobre o que você descobriu, escuta bem Melanie... – Segurei seu braço com força. – Se isso chegar nos ouvidos dos nossos pais o até mesmo da polícia, eu acabo com você, entendeu? – A ameacei, e vi o medo em seus olhos, me afastei. 

- E o que faz você pensar que eu vou tolerar essas ameaças Bieber? 

- Simples Melanie, eu vou fazer da sua vida um inferno, me escuta. 

- Você não pode! Para com isso antes que você se arrependa Justin. – Sua voz ia ficar embargada, mas logo voltou ao normal. 

- Olha, apenas não se meta! Você não entende os motivos, não sabe nada Melanie, fique longe disso, não quero que você se machuque. – Falei tentando controlar minha raiva, com dificuldade. – Você precisa apenas cuidar da Jazzy, faça por mim! 

- M- mas e você Justin? Não vou deixar você sozinho! – Seus olhos estavam transbordando água. – Por favor, eu posso te ajudar! 

- NÃO MELANIE! NINGUÉM PODE! – Gritei jogando um vaso de flores que estava perto de mim, que se estilhaçou em todo o chão. 

- Meu Deus!  - Suas mãos estavam trêmulas, eu tinha a assustado. 

- M- me desculpa. – Me sentei passando minhas mãos por meu cabelo. – Droga! Eu estou fodendo tudo! – Falei com raiva de mim. 

- Você precisa se controlar. – Melanie se sentou ao meu lado, digo, perto mesmo. – Não quero te ver assim Justin, é horrível! Horrível!

- Quando ao beijo. – Toquei no assunto e me afastei. – Me perdoe, eu estava bêbado, eu não deveria ter feito aquilo com Hailey, muito menos com você. – Falei tentando não olha- lá, mas era difícil. – Vamos deixar isso entre eu, você e minha irmã, beleza? 

- Pode deixar, não terei o prazer de contar isso a absolutamente ninguém. – Melanie se levantou, ela estava brava. – Já pode ir. 

- Está me expulsando? – Pedi. – Droga. Por acaso você já tinha beijado alguém? – Senti ela ficar tensa. Era por esse motivo a raiva

- Não te interessa! – Foi grossa. – Eu já disse que você pode ir. 

- Eu sabia! – Falei convencido daquilo. – Você precisa entender que foi apenas um beijo Melanie, não rolou nada de mais. – Menti.

Na verdade rolou sim, mas nada relacionado com sentimento, e sim atração, porra, muita atração. Melanie seria uma boa comida. 

- Beleza eu já entendi! Não precisa jogar na minha cara. – Sua voz saia firme. – Agora por favor, vá embora, eu estou com sono. – Ri. 

- Às oito da noite? – Falei olhando o relógio. – Mas eu vou Melanie.

Ela nem me respondeu, apenas foi até a porta e abriu, sem nenhuma consideração. Achei melhor ir para evitar problemas. Mas antes, eu tinha que beija- lá mais uma vez, apenas mais uma. 

Parei na porta e me virei para Melanie, a empurrei na parede a prendo, eu queria muito enfiar meus dedos naquela vagina, mas eu precisava me controlar, droga! Hailey, como o eu fui canalha! Selei nossos lábios e então a soltei, era hora de eu ir embora dali. 

[ Melanie POV, Foster’s House’s, 20:27pm, Canadá ] 

- Burra! Burra! Burra! Você é uma incompetente idiota Melanie! – Eu xingava a mim mesma. – Filho da puta! Desgraçado! – Berrei. 

Eu estava tão irritada comigo mesma, por ser tão fácil e iludida, droga eu estava ferrada com o JB, quem ele pensa que é? Pra falar e agir dessa forma comigo? Eu estava era apavorada com isso. Resolvi manter a calma e limpar a bagunça que minha sala ficou, tudo estava fora de ordem, minha vida toda, mudando tão rapidamente, era o fim da picada isso. Malditas drogas, malditas! 

Assim que terminei, fui me deitar, eu tinha que por minha cabeça no lugar com um sono, amanhã teria aula e era melhor descansar. Mas era impossível dormir não lembrando daqueles olhos, daquele corpo me tocando, ele era tão lindo, tão... Ele. Não existia ninguém no mundo como o Justin, eu era completamente apaixonada por ele e isso com certeza estava ficando cada vez mais forte, eu tinha que dar um jeito de parar, ele é todo errado! Tentei deixar isso de lado e dormir, tinha uma longa semana vindo. 

 [ Justin POV, Bieber’s House’s, 21:30pm, Canadá ]

Eu estava deitado, esperando a noite virar para mim sair mais uma vez, eu também estava pensando em quão merda minha vida estava. E eu culpava principalmente meus pais por isso, nós éramos uma família tão feliz, eu tinha uma vida maravilhosa, uma namorada também, mas isso foi por água abaixo, sem tempo de mim tentar fazer algo para mudar, eu me sentia tão infeliz agora. Mas pelo menos eu tinha minha namorada, que me amava, e eu muito mais, tinha minha irmã e também Melanie... Ah Melanie. 

- Posso falar com você? – Levei um susto ao ver Hailey parada ali. 

- Oi amor, claro que pode. – Falei me sentando. – Aconteceu algo? 

- Sim aconteceu. – Ela estava nervosa. – Por que beijou Melanie? – Senti meus batimentos ficarem mais fortes.

Droga, droga! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...