História O Máfioso ( Jikook ) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Hentai, Jikook, Namjin, Vhope, Yaoi
Exibições 286
Palavras 687
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigado pelos favoritos, espero que estejam gostando *-*

Capítulo 4 - CAP 4


Fanfic / Fanfiction O Máfioso ( Jikook ) - Capítulo 4 - CAP 4

  O deixei em minha cama e fui para cozinha, já eram quase onze horas da manhã, quis  fazer alguns sanduíches, frutas e deixei em cima da mesa .

Estava escorado no balcão da cozinha tomando uma xícara de café, olho pra escada e vejo o garoto sentado no quarto degrau olhando pra mim.

Deixo a xícara no balcão e vou até ele , que faz menção de fugir de novo. 

- calma eu não vou te machucar - digo andando devagar  até ele - você deve estar morrendo de fome né? - ele concorda com a cabeça. 

Tinha um olhar assustado e desconfiado, estico minha mão e ele a segura com um pouco de medo , as mangas da blusa passavam bastante de suas mãos. 

O conduzo a uma das cadeiras que fica em volta do balcão, ele se senta,  dobro as mangas de seu moleton e ele observa cada movimento meu.

Terminado,arrasto as comidas pra mais perto dele.

- pode comer - ele me olha como se perguntasse se aquilo era sério - coma o quanto quiser .

- obrigado - diz timidamente  

Volto a tomar meu café e o vejo pegando um dos sanduíches que avia feito. 

Saio da cozinha pra deixa-lo mais a vontade e volto a me sentar no sofá, só que agora o vigiando. 

Ele comeu tudo o que tinha na mesa, ele desse da cadeira e leva os pratos e copos pra pia e começa a lavalos.

Me levanto e vou até ele , seguro suas mão .

- você não precisa lavalos, depois eu faço isso - digo olhando em seus olhos negros , que transmitia muita tristeza e melancolia. 

Ele era dono de uma beleza sem igual, mesmo com os machucados , se via traços fortes, seu maxilar bem definido e esbelto. 

Ele encarava meus olhos de uma forma, que não precisava dizer nada eu sabia o que ele está pensando.

Ele desse as mãos e as deixa ao lado de seu corpo.

- vem cá - o puxo pra sala - senta - ele se senta bem afastado de mim.

- qual é  o seu nome? - o garoto só olhava para o chão - diga , eu não vou bater em você. 

- jimin - diz em um sussurro

- sem sobre nome?ok , jimin eu sou jungkook - 

- por que eu estou aqui? - diz baixo 

- eu estava andando pela trilha e acabei esbarrando em você?  Você desmaiou e eu te trouxe pra cá.

- por que ? - ele me olha 

- não sei ,mas porque estava na mata? - pergunto e ele abaixa a cabeça- estava fugindo de alguém? - ele confirma com a cabeça 

- por favor não diz pra ele que eu tô aqui - ele já estava chorando 

- eu não vou , mas porque estava fugindo? - ele não responde

- se não quer falar não fale , quantos anos tem ?

- 16 

- vamos fazer um trato, você pode  fica aqui , mas com o tempo você me fala mais sobre você, ok?

- tá 


Depois da conversa que tivemos e o deixei dormindo no sofá e fui pro meu quarto, o sono chegou e eu estava quase caindo. 

Me deitei e apaguei .



Quando acordei já eram quase 20:00 horas da noite , me levantei rápido da cama , dormi tempo suficiente pra jimin fugir e já estar longe. 

E por algum motivo , a idéia dele ir me incomodava, eu no poderia ter me apegado tão rápido a um garoto que mal conhecia. 

Mas assim que abro aporta , o vejo deitado chão , dormindo , como um cachorrinho que acompanha o seu dono pra qualquer lugar .

- jimin...jimin- o balanço - venha e se deite na cama - ele nega - por que?- nada responde , o pego no colo e o ponho na cama , duma aqui comigo. 

Me deito ao seu lado e nos cobrimos,  ele pega no sono rápido, fico o olhando domir, analiso seu rosto, como suas olheiras eram fundas e escuras os lábios rachados o copo franzino. 

Um sentimento de querer cuidar e o proteger,  cresceu dentro de mim , mas eu não posso....




Notas Finais


Perdoem os erros ♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...