História O maníaco do Apê - AuthokMardrei - Capítulo 8


Escrita por: ~

Visualizações 35
Palavras 270
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Slash, Survival, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura

Capítulo 8 - Uma noite que ficará tatuada (parte 2)


P O.V Autora

Spok passava a faca no braço direito de Cauê, enquanto o xingava de tudo que é coisa. Cauê deixava lágrimas escorrerem pelo seu rosto. Para Andrei, o amor de Marco é como um prêmio. Um prêmio que ele quer ganhar à qualquer custo. Qualquer mesmo…

Quando terminou de cortá-lo, bateu de leve em suas costelas com um pedaço de madeira fininha. Arrancou um gemido dele. Quando ouviu, abriu um sorriso sádico e continuou a bater nele. Até que ele fez um corte profundo em Cauê, o que o fez gritar de dor.

SPOK: Perfeito!É tudo que eu precisava ouvir agora 

Ele foi até a mesa uma fornalha e pegou um par de pregos e os pregou nas mãos de Cauê. Depois, com as pontas de um equipamento para carregar a bateria de carros que ele havia posto nos pregos, ele eletrocutou o corpo de Cauê.

Depois do choque, ele desmaiou.

Depois de uns dez minutos, ele acordou e viu Spok arrumando sua maleta com as facas e ateando fogo nela. Quando ele olhou Cauê e o viu acordado, foi até ele e prensou a garganta de Cauê, o sufocando. O menor chorava de desespero.

CAUÊ : Spok, por favor, para... Eu faço o que tu quiser, mas para com isso!

Spok parou de sufocar ele.

SPOK:qualquer coisa, hun? Bem... Fuja! Saia de perto do Marco e não fale pra ninguém o que eu te fiz...

CAUÊ: T-tá!! É uma promessa!

SPOK: Se não cumprir, se prepare para ter o mesmo fim do Jazz!

CAUÊ: …

Cauê levou uma pancada muito forte, o desmaiando. Spok o deixou na porta de casa e voltou para casa, onde dormiu em seu quarto.


Notas Finais


Tá curtinho, nas era só pra acabar com a tortura...

Tinua


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...